Queremos as nossas crianças saudáveis

 little-boy-eating-a-peach-1-1429637-639x426.jpg

Sabia que Portugal apresenta uma das taxas mais elevadas de excesso de peso nas crianças da Europa? Existe uma elavada prevalência de comportamentos que não promovem o controlo de peso nas crianças. Não podemos continuar com certas frases como “se não comeres tudo não tens sobremesa” ou “se te portares bem nas compras dou-te gomas”.

Apesar de as crianças estarem expostas a anúncios de fast-food e a bebidas açucaradas não podemos continuar a dar-lhes esse tipo de alimentos. Mas também não podemos proibir! A palavra chave é mesmo EQUILIBRAR! A probabilidade de se tornarem adultos obesos aumenta! Além disso é importante não esquecer que por vezes as crianças com excesso de peso são alvo de discriminação, pelo que é fundamental a sua prevenção.

Dicas:

    • Não insista para que a criança acabe a comida que tem no prato: Mas claro, com conta peso e medida! Se não tiver comido nada, claro que tem de se alimentar! No entanto, é importante perceber se a quantidade está adequada porque por vezes pode não querer acabar a comida por ser em exagero.
    • Não utilize a comida como castigo ou prémio! “Se não comeres tudo não tens sobremesa” ou “se te portares bem nas compras dou-te gomas”. As crianças não podem ver uma alimentação saudável como um prémio.
    • Equilibre! Não proíba nem exagere. Se existe uma festa na escola onde todas as crianças vão comer uma fatia de bolo, deixe o seu filho participar.

Precisa de arranjar estratégias para que o seu filho consuma verduras e legumes? Veja esta publicação. É fundamental que as crianças consumam esta tipo de alimentos e tem mesmo de fazer com que elas o incluam na sua alimentação, muito deste trabalho tem de ser feito por si.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!