Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rótulos | 3 dicas para escolher iogurtes no supermercado


 


E hoje é dia de...dia de... rótulos! Hoje sobre iogurtes, um tipo de alimento que é bastante consumido devido à sua praticabilidade e rapidez para transportar. Primeiro que tudo, e antes de vos falar sobre a sua composição, comecem a seguir as seguintes dicas:
 
  • Desconfiem sempre! Sabem bem que há bastantes alimentos na moda, e por isso mesmo, as marcas têm de se adaptar e produzir produtos que estejam adequados à época. 
  • Escolham sempre os mais simples: Se quiserem adicionar fruta ou cereais, façam-no em casa. 
  • Tenham em atenção os rótulos: Claro que não quero que percam um tempo infinito a olhar para os rótulos de todas as embalagens, mas hoje em dia os rótulos estão disponíveis na internet. Ou então, se já forem com os iogurtes que vão comprar definidos, não ponham em hipótese experimentar outros. Analisem primeiro e depois é que compram.
Agora vejamos a tabela seguinte: 




Consoante o que disse anteriormente,e se repararem, quando vamos analisando os iogurtes, sempre que se adiciona algum ingrediente, a sua composição vai mudando. Ou seja, vai aumentando a quantidade de açúcar ou de gordura. Por isso meso, é fundamental que tenham atenção no momento de escolha. Podem crer que é muito mais saudável.

- Reparem quando passamos de iogurte natural para natural açucarado, uma diferença muito grande de açúcar. Se não gostam de iogurte natural a minha dica é que coloquem fruta para adoçar (banana/maçã cozida/pera), ou então que optem por iogurte de aromas. Mas nunca o açucarado.

- Não coloquei marcas nos iogurtes gregos, as quais representei por X e Y, mas vejam bem as diferenças que podem existir entre eles quanto à gordura e açúcar. É importante que estejam atentos a isso.  Eu normalmente consumo o iogurte grego ligeiro do lidl, gosto imenso dele. 

- Quanto a iogurtes vegetais, colocasse a mesma questão. Adicionando pedaços, o valor calórico, e o açúcar aumenta bastante.

Ou seja, e concluindo, são estes pormenores todos que influenciam bastante a nossa alimentação, a quantidade de açúcar e gordura ingerido e no final de tudo... a nossa saúde! Como eu digo sempre, ´tirando um bocadinho´de cada refeição/alimento não custa nada, e no final faz uma grande diferença! 

 
 
 
Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410



Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 



Regresso às aulas saudável | 7 ideias de lanches escolares para os filhos

IMG 3.jpeg

 Apresento-vos a Mel, do blog Entre Fraldas e Mojitos

 

A Obesidade Infantil é um tema atual e de grande pertinência, uma preocupação constante e que se deve ter em conta. Antes de mais, os hábitos alimentares em casa são fundamentais para a alimentação das crianças. Os pais e educadores têm uma influência muito importante para as preferências e hábitos alimentares adquiridos durante a infância, pelo que é essencial serem o exemplo. Nesse sentido, é de extrema importância a promoção de estilos de vida saudáveis.

 

É fundamental que, tal como os adultos, as crianças tenham um dia alimentar saudável. Para isso devem levar lanches para a escola que lhes forneçam a energia necessária para as atividades que vão ter durante o dia. Além de prevenir o excesso de peso e obesidade, os lanches melhoram a concentração escolar, a boa disposição e o controlo do apetite ao longo do dia. Por isso mesmo, a preparação da lancheira dos mais pequenos é um assunto muito importante e para o qual os pais têm de estar informados. Tal não significa proibir tudo às crianças, mas fazê-las perceber como a alimentação saudável é importante e de que forma podem comer de tudo, desde que equilibradamente.

 

Muitas vezes as dúvidas dos pais prendem-se com a facilidade em conseguir transportar esses lanches. Primeiro que tudo, é importante ter em atenção o tipo de lancheira, uma vez que é importante que seja do tipo térmica para conseguir manter a temperatura dos alimentos. Além disso, se for uma lancheira alusiva e com cor, ao gosto do seu filho, será ainda mais fácil.

 

Deste modo, promova lanches saudáveis. Muitas vezes o lanche é oferecido pelas escolas, o que torna mais difícil controlar o que as crianças comem. No entanto, mesmo quando o lanche é preparado em casa também não costuma ser o mais adequado. Se o lanche da manhã é oferecido na escola e não existe outra solução além de o aceitar, porque não mandar um lanche saudável para a tarde?

 

Deixe de lado batatas fritas, bolachas maria, bolos, sumos e refrigerantes! Este tipo de alimentos não tem de estar presente em nossa casa nem na lista de compras, pois são altamente calóricos, ricos em açúcar e não trazem nada de benéfico à saúde das crianças. São alimentos práticos para transportar e que não dão trabalho a preparar, mas também existem outros igualmente práticos, mas saudáveis, ideais para incluir na lancheira dos mais pequenos.

 

Vejamos algumas ideias:

  • Fruta fresca (maçã, pera, banana, laranja) 
  • Lacticínios (leite, iogurtes naturais ou magro de aromas)
  • Pão escuro (centeio, integral, de sementes)
  • Frutos secos: nozes, amêndoas (pode mandar dentro de uma marmita ou em papel de prata. Mas claro, opte sempre pelos frutos secos sem sal)
  • Bolachas de arroz ou milho
  • Palitos de cenoura ou tomate cherry 
  • Panquecas de aveia

 

E agora algumas ideias de combinações:

  • Pão escuro com 1 fatia de fiambre de peru + 1 pacotinho de leite
  • 1 iogurte líquido magro de aromas ou natural + 1 peça de fruta
  • Amêndoas ou nozes + 1 pacotinho de leite
  • Tomates cherry + Queijo fresco 
  • Panquecas de aveia + 1 peça de fruta + 1 pacotinho de leite
  • 1 iogurte natural + Flocos de aveia
  • Papas de aveia:

Ingredientes:

  • Três colheres de sopa de flocos de aveia
  • 100 ml de leite de magro (pode colocar mais quantidade se gostarem das papas de aveia mais líquidas);
  • 1 colher de sobremesa de sementes de chia e de linhaça
  • Canela q.b

Modo de Preparação e Confeção:

  • Colocar as três colheres de flocos de aveia, os 100 ml de leite magro e as sementes num tacho.
  • Colocar o tacho ao lume e mexer bem até ganhar a consistência desejada. No entanto, se preferir as papas de aveia mais líquidas, pode adicionar maior quantidade de leite. Cerca de 5 a 7 minutos até ficar pronto.

 

Pegar num pacote de bolachas e num sumo demora o mesmo que pegar num pacote de leite e colocar flocos de aveia dentro de uma marmita. Pode mandar os lanches em marmitas ou em frascos, tudo preparado de casa.

 

É importante ter em conta a faixa etária da criança e as suas necessidades individuais, sendo as combinações indicadas meramente alguns exemplos. Além disso, também será importante que tente incluir as crianças na preparação das lancheiras como forma de estes ficarem envolvidos com os alimentos.

 

 Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍  
Para marcação de consultas e/ou informações:
Email: mariagama@poetenalinha.pt |
Telemóvel: +351 927 508 410
 

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

Partilha pessoal | 4 truques importantes a adotar num dia de casamento ou aniversário

 Nutricionista Maria Gama_poetenalinha.JPG

 

No sábado foi dia de festa, um dia muito feliz... foi dia de casamento :) Como já escrevi algumas vezes, estes dias são completamente diferentes do nosso dia-a-dia, da nossa rotina e as refeições são, na maioria das vezes, mais ´asneiras´. Mas, sinceramente, quando levamos um estilo de vida saudável no resto dos dias, das semanas, ou seja, do ano... qual é o problema? Como costumo dizer em tom de brincadeira, não vou para casamentos comer alface, não vou não :)

 

No entanto, desta vez foi um bocadinho diferente do que costuma ser. Ficámos logo todas juntas de sexta-feira para sábado, e por isso mesmo, não houve corrida nem a dita ´marmita´ dos ovos ou dos frutos secos que costumo sempre levar. Até porque a minha ´função´ neste dia foi bem diferente do que normalmente, o que também não mo permitiria. E o que vos quero transmitir? Que dias destes são esporádicos e que não pode ser uma preocupação como é para muitos de vocês. Ter um casamento, um aniversário ou um baptizado não tem de ser um sofrimento no sentido em que ficam  preocupados quando sabem que vão ter estes dias. Agora claro, se passam a semana toda a ter uma alimentação completamente desiquilibrada, um dia destes, com todas as iguarias que tem, não irá ajudar, isso não.  


Há imensos truques que podemos colocar em prática nos dias que antecedem estes eventos, ou até no próprio dia, e hoje partilho com vocês como costumo fazê-lo:

  • Faça todas as refeições como se fosse um dia de semana. Pode aproveitar para nesse dia fazer um pequeno-almoço diferente: ovos mexidos com frutos secos e 1 peça de fruta, quem sabe? O pensamento de ´vou passar o dia sem comer para depois aproveitar e comer tudo´ não faz sentido nenhum e isso sim, não nos ajuda em nada. Além disso, para conseguir controlar a sua alimentação nestes eventos, tem de comer bem durante o dia para não chegar lá esfomeado e acabar por ´atacar tudo´. 
  • Não saia de casa com fome, ou seja, e dependendo da hora do aniversário/casamento, faça a refeição da manhã ou da tarde. Eu normalmente como uma sopa, o que me ajuda bastante. Qual é o problema? É estranho? E então? Só tem a ganhar com isso!
  • Faça exercício! Se nos fizer sentido, como a mim me faz, porque não ir caminhar, correr ou ao ginásio da parte da manhã quando o casamento ou o aniversário é à tarde? É o que costumo fazer, apesar de no sábado não o ter feito (mas já expliquei porquê). Não são 30 minutos que vos atrapalham a vida. No entanto, se não conseguir (tal como eu não consegui), durante a semana tem de voltar à rotina... ontem fiz os meus 8 Km. 
  • Leve a marmita: PESSOAL, eu não estou a dizer para levarem a marmita para dentro do casamento ou para dentro do aniversário. O que eu digo é:  Com um casamento, entre a igreja e o começarmos a comer é uma longa temporada, concordam? E se não comermos no entretanto o que é que acontece? FOMEEEEEEEE! Por isso mesmo, levar uma marmita com uns frutos secos, ovos cozidos, fruta só nos ajuda a controlar a fome, nada mais que isso! Se não comer nada desde o almoço até à hora das entradas/refeição estará cheia de fome e aí já sabe o resultado! Assim, não é deixar de comer as entradas, é só deixar de comer exageradamente.

Normalmente também aconselho a que faça escolhas, principalmente nos aniversários. Olhe para a mesa de aniversário e pense "daqui, o que é que realmente eu gosto?". Vai ajudar a controlar a alimentação e a comer o que na realidade lhe faz diferença. Se não aprecia todos os doces, qual é a razão para experimentar todos? A palavra-chave é realmente moderação minha gente, moderação! Mas isso é para todos nós, não é para quem quer perder peso ou não, devia ser o que todos nós devíamos aplicar no nosso dia-a-dia! No caso de casamento, também é possível fazer escolhas na mesa que é colocada depois do jantar. 

 

O mesmo se diz da própria refeição: Comer sempre a sopa que é servida. Assim, podem ter a certeza que apesar de comerem certos alimentos "fora do normal", não comem em quantidade exagerada e o objetivo é mesmo esse. Uma alimentação saudável baseia-se nisto: Podemos comer de tudo, em quantidades equilibradas, desde que incluídas no dia alimentar de forma correta. Agora claro, quando queremos perder peso, é sempre importante que tenhamos ainda mais atenção e se possível optar pelo que realmente gostamos e não experimentar de tudo. 

 

A comida do casamento foi ótima e foi saudável, como podem ver nas imagens:

 

        Escabeche de perdiz                                                 Robalo sob cama de legumes                      Lombo de novilho com brócolos bimi e chis de batata

                                                                                                                                                                                       (troquei por chips de batata-doce)                             

IMG_3666.JPG

IMG_3680.JPG

IMG_3683.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quanto à sobremesa, foi fondant de caramelo com gelado de pera rocha e por fim café. Dias não são dias, desde que tenhamos a consciência que temos um estilo de vida saudável. 

 

 Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍  
Para marcação de consultas e/ou informações:
Email: mariagama@poetenalinha.pt |
Telemóvel: +351 927 508 410

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

Receitas | Creme de courgette, nabo e coentros

 Receita de creme de courgete, nabo e coentros_poet

 

Cá vai a receita da sopa de courgete MEGA cremosa que fiz assim que cheguei de férias :) Eu gosto de fazer sopas a ´olhómetro´, porque acho que para fazer uma sopa saborosa não é preciso muito. Agora sim, a junção por exemplo de alho ou de coentros dá logo um sabor ótimo. Fiz a sopa na KCook Multi da Kenwood, o que facilita a sua confeção, mas para quem não tem, é só reproduzir a receita no tacho. A única sugestão que vos dou é colocarem os coentros só no final e triturar, para ficar mesmo com o seu sabor, e depois adicionarem o azeite.

 

Tempo de preparação: 10 minutos

Tempo de confeção: 30 minutos

Dose: Até 8 pessoas

 

Ingredientes:

  • Courgete (2)IMG_3591.JPG
  • Nabo (1)
  • Alho francês (1)
  • Cebola (1)
  • Alho (4 dentes)
  • Azeite q.b
  • Coentros (1 molho)
  • Água q.b
  • Sal q.b

 

Preparação:

  • Colocar a lâmina na taça;
  • Inserir o disco de corte grosso e colocar o Direct Prep na KCook Multi na posição 2 e cortar as curgetes, nabo, alho francês e cebola para a taça.

 

Confeção:

  • No programa Sopas, selecionar a opção Sopas rápidas. Juntar aos ingredientes já cortados (courgetes, nabo, alho francês, cebola), os dentes de alho e sal. Cobrir com água, apenas até 3/4 dos legumes. Deixar fazer.
  • No final colocar o azeite e o molho de coentros e pressionar o botão chop para triturar.
 
Deixe as sopas de lado de compra, quanto menos alimentos processados tivermos na nossa alimentação melhor! É verdade que fazer sopa dá trabalho, mas pode fazer em grande quantidade e congelar. Deixo aqui duas receitas:

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

3 truques para pensar positivo quando começa a praticar exercício físico


 

Para muitos de nós a prática de exercício é uma barreira/limitação no nosso dia-a-dia. Ou porque não temos tempo, ou porque não gostamos, ou porque não nos sentimos bem em ir para o ginásio ou apenas porque não queremos. É uma verdade. Em consulta tento sempre transmitir a importância de praticar exercício físico, tanto para a perda de peso, como para nos sentirmos mais ativos e mais enérgicos. Falo por mim... 
 
Quando queremos perder peso, ou sermos mais saudáveis, temos de perceber que alguma coisa tem de mudar, que temos (NÓS) de mudar, e que não há ´milagres´. Praticar exercício físico não significa ir 2h para o ginásio, ´puxar ferro´ e apanhar a maior seca da vida. Praticar exercício físico significa que precisa de se exercitar, de acordo com os seus gostos e de acordo com o que o profissional de desporto definir para si (nem todos podemos fazer o mesmo).
 
Para quem me segue, sabem que comecei a correr há dois anos. Como devem imaginar, comecei por correr 1Km...2Km...3Km... não foi de um dia para o outro. Além disso, muitas vezes me apeteceu ficar em casa e não ir correr, mas não! Obrigo-me, porque realmente depois sinto-me muito melhor. Vocês têm de fazer o mesmo e colocar o exercício como uma prioridade na vossa vida, ou seja, se é fim-de-semana, mais uma razão para darem uma caminhada (que temos mais tempo porque não estamos a trabalhar).
 
Por isso mesmo, pense positivo: 
 
Eu, sou eu: Lá porque existem pessoas que conseguem levantar muito peso, que conseguem correr imenso na passadeira ou fazem três aulas seguidas, não tem de fazer o mesmo. Primeiro que tudo, não tem de pensar nisso. Só ter começado a praticar exercício físico já é um passo, que o/a levará à mudança. Também gostava de correr muito rápido, mas não consigo... Qual é a solução? Trabalhar para isso.
 
Não queira fazer tudo de uma vez: Começar a ir 7x semana ao ginásio ou a fazer outro desporto quando não se fazia nada não me parece o mais adequado. Comece devagar para que seja um hábito para ficar na sua vida e no seu dia-a-dia. Por vezes queremos tudo ´para ontem´e começamos a exagerar em certas coisas. Depois resulta em quê? Acontece um imprevisto, como é normal, deixa de ir e já não vai mais. 
 
Insista e persista: Não é de um dia para o outro que começa a ver resultados. Tem de continuar para começar a ver as diferenças no seu corpo, e assim sim, até ganha mais motivação. É também importante que tenha um plano de treino adaptado a si e aos objetivos que quer alcançar (ir para o ginásio fazer o que nos apetece parece-me que não é o mais adequado). Quando comecei a correr, odiava, mesmo! E pronto... as coisas foram mudando, porque realmente a energia e o bem estar com que me sentia depois de correr era demais! :)
 
Mais uma dica, roupa que vos faça sentir bem: Claro que podemos utilizar qualquer tipo de roupa para praticar desporto, qualquer coisa que esteja lá por casa serve. Mas na realidade, ora para rapaz ora para rapariga, se tivermos uma calças confortáveis, ténis adequados ao exercício, camisolas e top´s (no caso das raparigas) de uma cor gira e que nos sintamos bem, faz diferença. Apesar de achar que temos de nos sentir bem de qualquer maneira, gosto de ter uma roupa que goste para correr. Deixo aqui algumas ideias que são a minha cara, e caso queiram ver mais, é só carregarem nas imagens em baixo.
 
 
 
 
 Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍  
Para marcação de consultas e/ou informações:
Email: mariagama@poetenalinha.pt |
Telemóvel: +351 927 508 410

 
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 


 
 
 
 

Voltar à rotina | As refeições da Maria nas férias + 4 dicas para ajudar a compensar alguns excessos

IMG_2917.JPG

 

As férias terminaram e estamos de volta à rotina, ao trabalho, ao trânsito, à confusão… mas admito que também já tinha saudades. Claro, não da confusão e do trânsito. As férias foram ótimas, como sempre, na minha ilha do coração onde passo todos os verões. Para quem ainda não conhece, aqui ficam fotografias para vos abrir o ´apetite´ para irem à Ilha Graciosa, Açores.

 

IMG_2729.JPG

IMG_2798.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E por falar em apetite, vamos lá fazer um resumo das minhas férias em termos de alimentação, que penso que possa ser útil para quando fazem o mesmo, ou vão apenas passar o fim—de-semana fora.

 

Pequeno-almoço: Diferente de lisboa e mais à base de iogurte com sementes de linhaça ou flocos de aveia, pois já acordava a pensar em ir para a Calheta, para aquele mar maravilha. Normalmente também juntava fruta, como meloa, maçã ou figos. Como esta refeição acabava por ser mais tarde que o habitual, não havia na maioria das vezes meio da manhã.

 

IMG_3496.JPG

 

Almoço: Sempre com sopa no inicio, mas isso já vocês sabiam certo?  De resto o almoço acabava por ser muito simples e rápido, novamente porque o que queria era mesmo ir para o mar e não ficar muito cheia. Variou muitas vezes entre salada de atum, peixe cozido e ovos. A acompanhar normalmente foram legumes estufados ou salada de tomate (tomates da terra, super saborosos) e por vezes ou batatas cozidas ou arroz. Para terminar e quando me apetecia, lá ia uma fatia de meloa.

IMG_3331.JPG

IMG_3264.JPG

IMG_3200.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lanche: Bolachas de arroz, fruta, atum, ovos, foram as opções, nada de muito complicado. Tudo prático e fácil. Tal como em Lisboa, quando cozia ovos, acabava por cozer logo 5 ou 6 para dar para mais refeições e sabia que pelo menos isso estava pronto.

 

21032553_1588782101165755_3938154556696747905_n.jp

 bolo de aveia e pera_poetenalinha_mariagama (2).JP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jantar: Sopa primeiro, ou então ao fim-da-tarde, antes do jantar (quando a fome apertava). O jantar ou era em casa, mas também foram algumas vezes em restaurantes. Em casa optou-se mais por peixe cozido ou assado, bifes grelhados, hambúrgueres. Quando o jantar era fora, foram vários os exemplos: cabrito assado, peixe grelhado (e frito, como vou referir em baixo), bife de vaca. Normalmente pedia sempre para acompanhar com arroz ou batata cozida e me trazerem uma salada à parte, e optava por comer logo em casa a sopa. No final da refeição, café.

 

Asneiras: Pois é, também houve como já vos disse e vos digo sempre. Existem iguarias alimentares que normalmente como sempre na Graciosa, como peixe frito e queijadas. A questão aqui é o equilíbrio, mas isso, como sempre. Se sabia que ia jantar peixe frito, por exemplo, comi uma sopa antes de sair de casa, não comi entradas e não comi sobremesa. Além disso, concilio sempre com corrida/exercício físico… a chave de uma vida saudável é mesmo esta, moderação. Para mim, a questão de ir de férias e ´vou comer tudo o que quero porque estou de férias e não me quero preocupar´, a mim não me faz sentido. Porquê? Porque ter uma alimentação saudável não tem de ser uma preocupação, tem apenas de fazer parte do nosso dia-a-dia e assim, facilita e muito a nossa vida.

 

IMG_3601.JPG20663615_1574257242618241_4444029335986733169_n.jp

 

E agora, voltámos à realidade. O que é que quer dizer? Que vou voltar ao meu dia-a-dia, às minhas rotinas (com trabalho) e aos meus hábitos. Hoje, sexta-feira, já aproveitei para fazer compras e para despachar também a sopa. Assim tenho a certeza que começo a próxima semana da melhor forma, já que no fim-de-semana não vou ter muito tempo para o fazer. Para quem me segue no facebook e instagram, secalhar já viram que já fiz sopa e também legumes, assim fico já despachada.

21106790_1589508731093092_930086018703583056_n.jpg

 

E por isso, algumas dicas perder o peso que ganhou nas férias:

 

  • Crie rotinas alimentares: Durante as férias parece que fica tudo desregulado e por isso mesmo tem de voltar a organizar-se. Comer de três em três horas e não sair de casa sem tomar o pequeno-almoço é fundamental.
  • Almoce bem: Nada de almoçar apenas uma saladinha ou uma sopinha! Pode sim, iniciar as refeições com uma sopa de legumes, mas comer de seguida o prato principal. Entradas? Peça um queijo fresco ou uma salada.
  • Não há desculpas para não fazer o lanche da tarde: Senão o fizer, vai acabar o dia a petiscar tudo o que tem em casa. Há snacks super práticos e que é só colocar na mala! Iogurtes, Bolachas de milho/Arroz, Pão escuro, Frutos Secos são alguns exemplos.
  • Planeie e facilite: A alimentação saudável deve ser uma rotina e um hábito diário. Por isso mesmo, facilite e inclua os alimentos que contribuem para os seus objetivos. Encha o frigorífico de alimentos saudáveis e deixe-os à vista; prepare as suas refeições com antecedência e não faça da sua confeção um sacrifício.

 

Sigam a nossa página no facebook e no instagram 😍 
 

Para marcação de consultas e/ou informações:

Email: mariagama@poetenalinha.pt |

Telemóvel: +351 927 508 410

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

LOGO_HORZ_P&V.png

 

Pág. 1/4