Voltar à rotina | As refeições da Maria nas férias + 4 dicas para ajudar a compensar alguns excessos

IMG_2917.JPG

As férias terminaram e estamos de volta à rotina, ao trabalho, ao trânsito, à confusão… mas admito que também já tinha saudades. Claro, não da confusão e do trânsito. As férias foram ótimas, como sempre, na minha ilha do coração onde passo todos os verões. Para quem ainda não conhece, aqui ficam fotografias para vos abrir o ´apetite´ para irem à Ilha Graciosa, Açores.

IMG_2729.JPG

E por falar em apetite, vamos lá fazer um resumo das minhas férias em termos de alimentação, que penso que possa ser útil para quando fazem o mesmo, ou vão apenas passar o fim—de-semana fora.

Pequeno-almoço: Diferente de lisboa e mais à base de iogurte com sementes de linhaça ou flocos de aveia, pois já acordava a pensar em ir para a Calheta, para aquele mar maravilha. Normalmente também juntava fruta, como meloa, maçã ou figos. Como esta refeição acabava por ser mais tarde que o habitual, não havia na maioria das vezes meio da manhã.

Almoço: Sempre com sopa no inicio, mas isso já vocês sabiam certo?  De resto o almoço acabava por ser muito simples e rápido, novamente porque o que queria era mesmo ir para o mar e não ficar muito cheia. Variou muitas vezes entre salada de atum, peixe cozido e ovos. A acompanhar normalmente foram legumes estufados ou salada de tomate (tomates da terra, super saborosos) e por vezes ou batatas cozidas ou arroz. Para terminar e quando me apetecia, lá ia uma fatia de meloa.

Lanche: Bolachas de arroz, fruta, atum, ovos, foram as opções, nada de muito complicado. Tudo prático e fácil. Tal como em Lisboa, quando cozia ovos, acabava por cozer logo 5 ou 6 para dar para mais refeições e sabia que pelo menos isso estava pronto.

Jantar: Sopa primeiro, ou então ao fim-da-tarde, antes do jantar (quando a fome apertava). O jantar ou era em casa, mas também foram algumas vezes em restaurantes. Em casa optou-se mais por peixe cozido ou assado, bifes grelhados, hambúrgueres. Quando o jantar era fora, foram vários os exemplos: cabrito assado, peixe grelhado (e frito, como vou referir em baixo), bife de vaca. Normalmente pedia sempre para acompanhar com arroz ou batata cozida e me trazerem uma salada à parte, e optava por comer logo em casa a sopa. No final da refeição, café.

Asneiras: Pois é, também houve como já vos disse e vos digo sempre. Existem iguarias alimentares que normalmente como sempre na Graciosa, como peixe frito e queijadas. A questão aqui é o equilíbrio, mas isso, como sempre. Se sabia que ia jantar peixe frito, por exemplo, comi uma sopa antes de sair de casa, não comi entradas e não comi sobremesa. Além disso, concilio sempre com corrida/exercício físico… a chave de uma vida saudável é mesmo esta, moderação. Para mim, a questão de ir de férias e ´vou comer tudo o que quero porque estou de férias e não me quero preocupar´, a mim não me faz sentido. Porquê? Porque ter uma alimentação saudável não tem de ser uma preocupação, tem apenas de fazer parte do nosso dia-a-dia e assim, facilita e muito a nossa vida.

E agora, voltámos à realidade. O que é que quer dizer? Que vou voltar ao meu dia-a-dia, às minhas rotinas (com trabalho) e aos meus hábitos. Hoje, sexta-feira, já aproveitei para fazer compras e para despachar também a sopa. Assim tenho a certeza que começo a próxima semana da melhor forma, já que no fim-de-semana não vou ter muito tempo para o fazer. Para quem me segue no facebook e instagram, secalhar já viram que já fiz sopa e também legumes, assim fico já despachada.

21106790_1589508731093092_930086018703583056_n.jpg

E por isso, algumas dicas perder o peso que ganhou nas férias:

    • Crie rotinas alimentares: Durante as férias parece que fica tudo desregulado e por isso mesmo tem de voltar a organizar-se. Comer de três em três horas e não sair de casa sem tomar o pequeno-almoço é fundamental.
    • Almoce bem: Nada de almoçar apenas uma saladinha ou uma sopinha! Pode sim, iniciar as refeições com uma sopa de legumes, mas comer de seguida o prato principal. Entradas? Peça um queijo fresco ou uma salada.
    • Não há desculpas para não fazer o lanche da tarde: Senão o fizer, vai acabar o dia a petiscar tudo o que tem em casa. Há snacks super práticos e que é só colocar na mala! Iogurtes, Bolachas de milho/Arroz, Pão escuro, Frutos Secos são alguns exemplos.
    • Planeie e facilite: A alimentação saudável deve ser uma rotina e um hábito diário. Por isso mesmo, facilite e inclua os alimentos que contribuem para os seus objetivos. Encha o frigorífico de alimentos saudáveis e deixe-os à vista; prepare as suas refeições com antecedência e não faça da sua confeção um sacrifício.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

LOGO_HORZ_P&V.png