, ,

5 dicas a pôr em prática na ementa de um jantar de amigos

Hoje é quinta-feira e amanhã é feriado, o que significa que estamos a entrar no fim-de-semana prolongado. Pode até nem existir nenhum evento ou jantar com amigos ou família, mas o mais provável é que queira fazer um programa diferente para relaxar do trabalho da semana. E nós, como portugueses que somos, gostamos muito de nos reunir à mesa a conviver com bons petiscos e jantares.

MAS, verdade seja dita que esses eventos aumentam a probabilidade de não mantermos um alimentação saudável. Até podemos conseguir controlar o que comemos, e o objetivo é mesmo fazê-lo, mas é raro que não exista algum tipo de alimento mais calórico, normalmente carregado de açúcar ou gordura.

AGORA, se vos fizer sentido (e espero que faça), podemos manter esse convívio mas com refeições e petiscos mais saudáveis, que nos permita estar em família ou entre amigos, mas sem estar constantemente e ser forçado a não manter a nossa alimentação. E este discurso nada tem a ver com aumentar ou perder peso, estar de dieta ou não, tem sim sim a ver com saúde! E porquê? Porque se há sexta-feira há um jantar, ao sábado e ao domingo há um almoço, passamos o fim-de-semana nisto! Claro que é muito mais fácil controlar o que vai para cima da mesa se for em nossa casa, mas também pode experimentar oferecer-se para levar uma uma entrada saudável ou a salada ou legumes para o jantar etc.

Dicas a pôr em prática:

Entradas: Qual é o problema de oferecer uma sopa aos convidados? Pois, não estamos habituados! Mas devíamo-nos começar a habituar! Primeiro ajuda a controlar imenso o que comemos de seguida e segundo, faz com que não comamos tantos petiscos. Queijo fresco com tomate cherry, palitos de cenoura, omelete de forno, cogumelos salteados, requeijão enrolado em pepino, ovos recheados… há bastantes opções de entradas! Vamos lá deixar de lado os rissóis, croquetes, pão de alho, chouriços…alimentos que não nos fazem bem nenhum, e que só nos fazem não comer o prato principal.

Menu: Tenha em atenção o tipo de prato e opte por assados, estufados, grelhados ou cozidos. Deixe de lado os fritos (batatas fritas) e salteados. Lá porque talvez seja muita gente para o jantar, não precisa de fazer um bacalhau com natas ou uma lasanha. Porque não optar por fazer uma perna de peru, polvo/pota, pargo… há tantas opções! Depois é só fazer batata-doce (pode aproveitar o calor do forno) ou um arroz e legumes para acompanhar.

Sobremesa: Fruta fresca, cozida ou assada. Pode também optar por salada de fruta. Por exemplo, triturar um iogurte com manga e resulta em mousse de manga… Há sempre uma forma de agradar os convidados e não é preciso ter sempre sobremesas. Estamos é mal habituados 🙂 Ou quem sabe, fazer umas panquecas a acompanhar com puré de fruta e frutos secos e…para os mais gulosos, 1 fio de mel?

Saladas: Tempere com azeite e vinagre. Deixe de lado molhos de mostarda ou ketchup. Neste tempo as saladas não apetecem tanto porque está mais frio, mas pode sempre optar por um estufado de legumes ou legumes na wok. Fica super saboroso e é um ótimo acompanhamento para as refeições.

E AS CASTANHAS?! Que já estamos na época, é mesmo o que apetece, certo?

Estamos no São Martinho e por isso mesmo é tempo de castanhas. Faz parte e podem ser introduzidas na sua alimentação desde que de uma forma equilibrada. São um alimento que apresentam um valor calórico mais reduzido que alguns frutos secos: Castanha (194 Kcal/100g); Amêndoa (643Kcal/100g). No entanto, apresentam uma quantidade mais elevada de hidratos de carbono, apesar de uma quantidade menor de gordura.  Agora claro, cuidado com a quantidade ingerida, uma vez que quando começamos a comer é difícil parar e o problema está aí.

Posso comer, sim ou não? Claro que sim. Engordam, sim ou não? Não engordam se forem consumidas nas quantidades corretas. Se o seu objetivo é controlar o peso é importante que não abuse deste alimento. 3 castanhas são cerca de 2 colheres de sopa de arroz ou massa ou 1 batata. Se existirem castanhas no final das suas refeições, pode optar por retirar os hidratos de carbono no prato, como o arroz, massa, batata etc.

Pode incluir as castanhas no seu dia-a-dia de diversas formas: às refeições (como acompanhamento da refeição, sobremesa, ou até em puré de castanha) ou até nos seus lanches. Pode também aproveitar para fazer uma sopa diferente este Outono e utilizá-las para a base da sopa.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *