, ,

7 dicas ESSENCIAIS para EMAGRECER e NUNCA mais engordar

Malta, como costumo dizer… perder peso toda a gente perde… ! Mas manter esse peso… será que toda a gente o faz?! Vamos lá então fazer sobre isso. Começar uma dieta, seja ela a da alface, do repolho ou da cenoura… toda a gente começa! Está motivado, faz tudo tudo tudo o que é sugerido pelo nutricionista (a), e perde peso. Até aí … tudo bem! E depois…? Depois desse peso perdido consegue mantê-lo?! Percebe porque é que deve fazer algumas escolhas em detrimento de outras?! Na minha consulta digo muitas vezes que, antes de fazerem o que eu ´sugiro´, porque sou eu que sugiro, têm de perceber se isso vos faz sentido ou não… ou seja, pensarem sobre isso e se querem realmente manter isso, SEMPRE! E porquê?! Porque depois de perder 10, 20 ou 30kg, se as coisas que falamos em consulta não vos fazem sentido, vão voltar novamente aos hábitos anteriores, e aí não há milagres! Além disso, e não falando apenas da palavra peso (kg), temos de nos preocupar em prevenir, prevenir a doença e contribuir para a nossa saúde! Porque aquela conversa de ´aííííí que sorte, aquele(a) pode comer tudo o que quer porque é magrinho(a)´, já passou de moda.  Lá porque uma pessoa tem o peso adequado, não significa de todo, que seja saudável.

Desculpem este discurso todo, mas acho que só assim é que percebem o que eu quero dizer 🙂

Por isso mesmo, vamos lá a alguns hábitos que vocês têm de manter sempre, seja porque querem perder peso, manter o peso ou apenas ser saudáveis:

  • Tomar o pequeno-almoço, e em casa: Por mim poderiam tomar o pequeno-almoço onde quisessem, desde que existissem as opções corretas, o que muitas vezes não acontece. Se depois dos nossos objetivos estarem cumpridos, começarmos novamente a ir ao café tomar o pequeno-almoço e/ou o lanche, vamos novamente começar com os hábitos menos saudáveis. Até me podem dizer que quase nunca optam por um bolo de pastelaria, mas um dia vai acontecer… Além disso, o típico pão com manteiga e o galão… parece-me que existem escolhas alimentares mais saudáveis e que são muito fáceis de fazer, desde que em casa. Já para não falar no que gastam ao fim do mês… Às vezes em consulta faço as contas do dinheiro que é gasto fora, e muitas vezes ninguém se apercebe do dinheirão que gastam! E que poderia ser gasto noutras coisas: viagens, jantar fora, ir ao cinema… tanta coisa!
  • É só hoje: É só hoje, NADA! Vamos lá ver uma coisa: O ´é só hoje´ faz sentido em festas, aniversários, dias especiais… e não só porque sim! Senão, passa a ser a regra e não a excepção! E este discurso é para todos, e não só para quem tem objetivos de perda de peso.
  • Refrigerantes ou sumos: Nem que seja ´light´ou ´zero´faz sentido andar a beber. E porquê? Porque apesar de não ter açúcar, tem outros ingredientes que nada de bom têm para a nossa saúde. Ou seja, o que devemos beber diariamente é agua e nada mais que isso! Caso, de vez em quando queiram variar, começar o dia de uma forma diferente, podem sempre fazer um sumo de laranja natural, por exemplo.
  • Legumes: Quantas vezes se senta à mesa sem uma porção de legumes no seu prato? Ou é porque não gosta de vários legumes, ou porque não tem tempo, ou porque o resto da família não come… E aqui está a grande questão, toda a gente em casa tem de comer legumes (salvo excepções em que não seja aconselhado o consumo de legumes)! Ou seja, é um hábito familiar e não um hábito que tem de ser adquirido apenas por quem quer perder peso… E se não há tempo, há sempre a opção de ter legumes congelados. E se não há tempo, porque é que há sempre tempo para fazer arroz, batata ou massa?! Se há tempo para uma coisa, há tempo para outra. Agora claro… se começamos a comer legumes porque queremos perder peso e depois deixamos este hábito de lado mais uma vez, é óbvio que irá comer mais dos restantes alimentos (e não vale a pena dizer que não).
  • Sopa: Sim Maria, sopa sopa sopa! Estás sempre a falar nisso. Pois estou! E porquê? Porque acho que é um alimento essencial à alimentação saudável e que nos ajuda imenso a controlar a fome e a saciedade. Chego a casa cheia de fome e como logo uma sopa, aguento-me até ao jantar sem problema nenhum. Se chegar a casa e comer outro alimento, não fico satisfeita e continua a apetecer-me comer mais! Já para não falar de que se comer sopa, come menos da refeição principal e controla muito a sua fome após a refeição. Mais um hábito que deve ser familiar, e não individual. E mesmo que seja em restaurante, é para o fazer! E vocês dizem-me:´Mas a sopa do restaurante tem batata´, e eu respondo… secalhar até tem, mas comparado com as entradas ou com os erros alimentares que fará à tarde ou ao fim-da-tarde, é o mal menor.
  • Bolachas e bolachinhas: Quem é seguido por mim sabe que não sou muito a favor de bolachas, apenas como ´escape´quando não há mais nada, ou seja, ter umas bolachas de arroz ou de milho no porta luvas para alguma situação em que não tem mais nada. Não vá em conversas de ´sem açúcar´, ´light´, ´zero´…. porque até pode não ter açúcar, mas em termos de nutrientes existem alimentos muito melhores. Já para não falar de que não fica satisfeito com uma ou duas bolachas, e acaba por comer 1/2 pacote ou o pacote inteiro! Poderá haver excepções em que será uma estratégia levar este tipo de alimentos, mas não andar com bolachas na mala para o lanche da manhã ou da tarde.
  • Exercício: A prática de exercício físico é fundamental para todos nós. Seja para perda de peso, como para manter o peso, como para ser saudável, ter mais energia e vitalidade. E quando ´não conseguimos´praticar exercício físico (claro que a modalidade terá de ser dependente de cada pessoa), é porque não é uma prioridade na nossa vida, e nada mais que isso!

– A prática de exercício não tem de ser um sacrifício e não tem de ser 3h no ginásio, 7 dias por semana. Ou seja, o exercício é que tem de encaixar na vossa vida e não, mudar a vossa vida toda por causa do exercício! De manhã, hora de almoço, assim que sair do trabalho (e leva a roupa para o trabalho), em casa… há imensas opções, e todas viáveis. Pode até existir um dia em que não consegue ir, ou está triste ou chateado e não lhe apetece.. tudo bem, não vai! Mas tem de perceber que no dia seguinte terá que ir, sem desculpas e com compromisso marcado.

– Pode parecer fútil, mas sentirmo-nos bem a praticar exercício é fundamental. E desde que comecei a praticar desporto que percebi isso. Podemos treinar de qualquer maneira e com t-shirts antigas que temos lá para casa. Mas termos roupa que gostamos, com as nossas cores preferidas, os utensílios necessários para levar o telemóvel, ter auriculares para ouvir música, luvas para o frio etc etc é essencial. E é essencial porquê? Porque se vamos desconfortáveis, é mais uma razão para não querermos voltar a fazê-lo! Deixo aqui alguns artigos que acho interessantes e que também tenho para quando vou correr e/ou fazer PT. Estão em desconto e se carregarem podem ver mais desse género.

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *