, , ,

5 dicas para preparar a sua marmita quando treina à hora de almoço

A hora de almoço é muitas vezes a única hora em que conseguimos treinar. Por isso mesmo, temos de orientar a nossa lancheira para que o almoço não fique de lado, e para que não haja razão para comermos uma sandes ou uns folhados à pressa porque não temos tempos para almoçar. O que é necessário é mesmo ter os alimentos em casa, e perceber de que forma é que conseguimos organizar a lancheira… porque vos garanto, não dá assim tanto trabalho.

É que se pensarmos, conseguimos fazer uma marmita dita ´normal´, mesmo que vamos treinar à hora de almoço. Não é razão para não o fazer, e pensar ´epa não vou comer comida fria…´. Por isso mesmo, vou-vos ajudar a construir a vossa marmita, que fica igualmente boa se for consumida fria.

  • Marmitas: Antes de mais é importante terem recipientes de vidro, que ajudem a conservar as refeições e que não deixem verter o líquido que muitas se forma, seja pelos legumes ou pelo tempero que utilizam. Podem ver aqui alguns exemplos, tenho sempre este género de marmitas:

 

  • Proteína: Claro que comer uma posta de salmão fria não é a coisa mais saborosa! Mas, faz toda a diferença quando essa posta é desfiada… o mesmo para o frango, peru, pescada ou dourada. Ou seja, o truque é mesmo esse, conseguir levar a proteína desfiada para fazer uma salada fria saborosa. Também podem utilizar atum ao natural ou ovos cozidos por exemplo, são alimentos que se comem bem frios. Por isso, a minha dica é que tenham sempre esse tipo de alimentos desfiados para vos ajudar. Normalmente quando eu faço salmão grelhado ou no forno, faço sempre a mais e depois o que sobra, desfio, e faço uma salada no dia seguinte.
  • Legumes: Vamos lá ver se me consigo explicar… brócolos cozidos e pescada cozida fria… por favor!!!! MAS, se desfiarem a pescada (como disse anteriormente), e juntarem brócolos cozidos partidos aos bocadinhos, garanto que fica logo diferente (e claro, depois temperar). Ou seja, novamente a dica de utilizarem os legumes que já têm confeccionados, mas em modo de salada fria. Ou então, alguns alimentos como pimento, cenoura, cebola roxa, agrião… que ficam muito bem crus e que criam uma salada ótima para acompanhamento.
  • Base: Quinoa, Couscous, Cotovelinhos, Batata-doce… e até arroz! Todos estes alimentos dá para comer frio, desde que o restante combine bem e haja um bom tempero.
  • Tempero: Muito simples… azeite, limão ou vinagre, ervas aromáticas a gosto (orégãos, pimenta preta, tomilho….). Normalmente ou tempero logo de manhã ou levo num frasquinho pequeno (ver aqui um exemplo) para juntar na altura.

 

E para terminar, deixo-vos aqui algumas ideias de refeições que podem perfeitamente dar para comerem na marmita, dentro do carro. É só carregarem:

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

3 respostas
  1. Maria Isaura says:

    Olá Maria! Gostei de tudo !
    Já fiz o salmão grelhado que partilhou e focou delicioso !!!
    Obrigada pelas dicas/conselhos
    Bom fim semana
    Isaura

    Responder

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *