, ,

5 dicas para manter uma alimentação saudável nas férias

E com as férias mesmo à porta para muita gente (pelo menos para mim), nada melhor que uma publicação sobre a nossa alimentação nesta época. Claro que durante as férias temos de provar as iguarias dos locais que visitamos, e nem sempre é possível termos uma alimentação como desejávamos, mas o mais importante… TENTAR!

Assim que chego ao destino tento para ir logo às compras e ficar com o frigorífico e a despensa organizada. Caso não haja frigorífico, compro apenas alimentos que não precisem de frio, assim pelo menos o pequeno-almoço e alguns dos lanches ficam logo definidos!

Dicas:

  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem (para levar na viagem). Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Leve aveia para os pequenos-almoços. No dia seguinte era só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratda, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri light ou iogurtes bebíveis,
  • Ir às compras assim que chega ao seu destino: Pelo menos para comprar fruta, água e snacks para os dias seguintes. Eu vou sempre às compras para ter os alimentos que normalmente tenho em Lisboa e assim torna tudo bem mais fácil.
  • Tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa/hotel: Iogurte, flocos de aveia, peça de fruta, ovos, panquecas… se quiserem ideias de pequenos-almoços, aqui. Por vezes no hotel nem sempre existem opções saudáveis, mas dentro do que o houver, tente fazer as melhores escolhas (não tenha o pensamento perdido por 100 perdido por 1000).
  • Andar sempre com água e lanches na sua mochila: de certeza que diminui a probabilidade de passar pelos cafés e optar por refrigerantes ou sumos (ainda por cima em locais onde o calor é imenso) e de snacks menos saudáveis;
  • Se quiser levar sandes para o seu almoço aproveite para utilizar pão do tipo integral e acrescentar sempre alguns legumes ou verduras (Ex: Pão Integral, Atum, Tomate, Alface). No entanto, pode optar por saladas frias para os seus almoços na praia, que é bem mais saciante e assim não precisa de passar o dia a comer pão.
  • Quando almoçar/jantar fora, peça sempre uma salada ou verduras para acompanhar o prato principal. Se possível, inicie com uma sopa. Além disso, pense sempre no que prefere comer, para não optar pelas entradas, batatas-fritas e sobremesa.

As férias não são uma razão para não termos uma alimentação saudável, nem uma razão para aumentar de peso, uma vez que podemos manter o nosso dia-a-dia, com algumas exceções.

E claro, aproveite para dar umas caminhadas: Ajuda a que se mantenha fisicamente ativo e a que conheça melhor o seu destino de férias. Eu cá vou levar o meu equipamento para as férias, e já que vou estar relaxada, vou tentar treinar não digo todos os dias, mas quase todos. Deixo-vos aqui alguns artigos que são mesmo a minha cara (alguns deles em desconto).

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram e subscrever o canal Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

3 respostas
  1. Kill Your Barbies says:

    Se estiver num hotel não me consigo dedicar a 100% às opções mais saudáveis. No entanto, se não estiver, e como sou vegetariana, é muito simples: um smoothie ao pequeno-almoço, fruta ao almoço e uma refeição cozinhada ao jantar. É bastante fácil, até porque com calor só tenho vontade de comer fruta.

    Responder
  2. Kill Your Barbies says:

    Humm, aí não concordo. É necessário termos cuidado com a fruta se consumirmos peixe, carne, leite, ovos ou gorduras provenientes de óleos, como o azeite. No meu caso posso comer quanta fruta quiser, sou até parcialmente frutariana 🙂

    Responder

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *