, , , ,

5 ideias de jantares para a sua semana

Mais ideias para as refeições aí de casa. Quantas vezes a questão ´jantar´ é uma preocupação?! Ou porque não temos ideias, ou porque não temos tempo ou apenas porque não temos cabeça para pensar nisso. No entanto, e apesar de saber que muitas vezes a vida é uma correria, é fundamental que esta refeição esteja sempre presente e que seja nutricionalmente adequada, não optanto (NUNCA), por uma sandes ou salgados. Por isso mesmo, deixo aqui algumas ideias de jantares que são fáceis de preparar e de fazer 🙂

Frango no forno com legumes estufados e batata-doce

[Cortei os bifes de frango e as batatas-doces aos pedaços e coloquei num tabuleiro para ir ao forno, em cima de papel de alumínio.

Os legumes estufados são os do Lidl, que já vêm prontos a utilizar]

PoeteNaLinha_Julho2_2017-24.jpg

Salmão grelhado com legumes na wok. 

[Os legumes são à mesma os do Lidl, mas acrescentei abóbora aos cubos para me render para mais refeições.

Costumo grelhar o salmão na grelha do forno]

IMG_5850.JPG

Strogonoff de frango com abóbora

[Foi só partir os bifes de frango e colocar na frigideira com azeite, alho e água. Adicionei abóbora e deixei cozinhar.

A acompanhar salada de tomate e cebola. Podem juntar batata-doce, arroz, um acompanhamento ao vosso gosto]

IMG_5727.JPG

Ovos mexidos simples, ou em omelete com legumes a gosto

[É só uma questão de variar. Acompanhar sempre com um prato de sopa]

IMG_5792.JPG

IMG_1051.JPG

Esparguete de courgette e cenoura com carne à bolonhesa

(Podem ver a receita aqui)

IMG_7677.JPGIMG_7651.JPG

E como acho que muito tem haver com ideias e com imaginação, aqui ficam alguns livros de receitas que vos podem dar ideias. Se carregaram no livro podem ver a sua descrição e se vos ajuda. Quem sabe, ajuda-vos a fazer uma ementa semanal.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

Ano Novo, Vida Nova… SERÁ?!

Quem é que de vocês nunca pensou “Ano Novo, Vida Nova”? Quem é não começa logo a pensar em novos projetos, em novos objetivos, em mudanças tanto a nível pessoal como profissional?

Não começam a pensar que vão ter mais cuidado com a alimentação? Que vão começar a ir ao ginásio ou a fazer desporto? Que vão poupar dinheiro? Que vão viajar? Acho ótimo! Eu também costumo escrever os meus objetivos, tanto a nível profissional como pessoal e colo com fita-cola na parede do escritório para olhar todos os dias para eles. E sabem, muitas vezes olho e vejo que alguns foram ficando esquecidos, mas o que importa é que outros foram cumpridos!

Ficam a saber que vou falar deste tema no meu workshop `COMO…PARA SER SAUDÁVEL´ no dia 14 de janeiro das 16h00 às 19h00 [até dia 31 de dezembro o valor da inscrição é de 25€). Podem ver todas as informações aqui.

A grande questão é quando o ano vai passando e os objetivos vão ficando esquecidos… E aqui, na minha opinião, tem de existir um comprometimento da vossa parte com vocês mesmos! Não faz sentido estarmos super motivados em janeiro de 2018 e depois esquecer isso tudo! Porque se realmente quisermos e tivermos motivação conseguimos! Eu comecei a correr em Janeiro de 2015 (um dos objetivos definidos para esse ano era começar a fazer desporto, e como vêem agora, ainda continuo) 🙂

No caso da perda de peso, isto acontece muito! É um dos objetivos de muitas pessoas no início do ano, mas depois com o passar do tempo, lá se vai…E sabem porque é que isso acontece? Porque na realidade vocês têm de perceber que têm de mudar! Que têm realmente de querer mudar, para sempre! E com isto não quero dizer que tem de ser um sacrifício e que têm de passar fome, como na maioria das vezes se ouve por aí. Apenas têm de fazer alterações e adaptações na sua alimentação, consoante o seu dia-a-dia e as suas preferências. Por isso mesmo, esqueça a palavra dieta e lembre-se do real obejtivo… começar a ter uma ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL que o levará a perder peso, para SEMPRE!

GENTE, não há milagres! Mesmo que percam 10kg com a dieta xpto, se voltarem aos hábitos antigos, se voltarem a ingerir uma maior quantidade de energia durante o dia do que a que gastam, vão aumentar novamente de peso.

Além disso, o que me faz sentido é que todos tenhamos uma alimentação saudável, todos sem excepção. Todos temos a mania de dizer “há tanta gente magrinha que pode comer o que quiser, que inveja”! ERRADO! Ser magrinho não significa ser saudável, e aí está a diferença.

Se quer perder peso, não tente fazê-lo sozinho, mas sim com a ajuda de um profissional de nutrição. É importante que tenha um plano alimentar de acordo com as suas preferências, um profissional de nutrição disponível e que esteja pronto para o ajudar e motivar… que estejam juntos no percurso que é a mudança e alteração de comportamentos alimentares… Não perca peso de qualquer forma, não faça dietas malucas! O mesmo se diz para se quiser começar a ser mais saudável, se quiser começar a comer melhor ou se tiver alguma doença em que faça sentido fazer alterações alimentares para a sua melhoria.

Se quer começar no ginásio, não comece 7 dias por semana! Isso vai ser sol de pouca dura…! Comece por definir na agenda que vai 3 dias por semana, escreva a vermelho para não passar despercebido! Compre roupa com que se sinta bem! Coloque músicas no seu telefone, e avance! Não me digam que está frio e que está a chover.. é verdade que está, mas eu também já fui comprar calças e uma camisola térmica por causa disso mesmo!

Ponho aqui alguns produtos que estão em promoção, que poderão ser uma boa opção para o natal e que são mesmo a minha cara (adoro cor-de-rosa ahah)

Quando se sentir desmotivado passe pelo Põe-te na linha, veja as dicas e ideias que temos para partilhar consigo. Envie mensagens ou deixe comentários, tire dúvidas e peça ideias 🙂

Mas…Acredite em si! Porque consegue!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

A Maria e os seus hábitos semanais

Hoje é sobre mim sobre os hábitos que me acompanham semana após semana. Se houver uma partilha entre nós, com motivação mútua, é bem mais fácil seguirmos um estilo de vida saudável, não acham? Quem é que deixa em comentários os seus hábitos semanais? As suas dúvidas? As suas refeições?

Exercício físico:

Comecei a fazer desporto há dois anos e meio. Comecei a correr, mas odiava, odiava mesmo! Mas engraçado foi que fui começando a correr mais… comecei a ver alguns resultados e fiquei super motivada. Ainda me lembro de um dia em que consegui dar 17 voltas no mercado de benfica e fiquei toda contente! E se for fazer as contas secalhar foi tão pouquinhoooo 🙂 Como com o tempo comecei a gostar, depois foi tudo evoluindo e agora até me inscrevi num trail de 25 km (às vezes penso que sou malucaaaa, mas vou conseguir)!

Com isto que estou a escrever não quero que agora todos desatem a correr, mas sim que comecem a pensar no que gostam de fazer e o que é viável para a vossa vida. Sinto necessidade de complementar a corrida e por isso mesmo agora comecei a fazer PT com a Margarida e foi realmente uma ótima opção. Já vejo resultados em mim, sinto-me bem, e faço exercícios que não faço a correr. Hoje o treino foi este:

 

Assim, e algumas dicas para vos ajudar:

  • Pego na minha agenda e defino os dias em que vou correr, pois assim é mais fácil conseguir cumpri-lo. Fazer exercício é das coisas que mais gosto de fazer atualmente e que me deixam super bem-disposta e contente. É tudo uma questão de “querer”! Se às vezes não consigo correr durante o dia, corro logo de manhã ou à hora de almoço  noite (agora inverno só corro à noite se for acompanhada) Dá-me um prazer imenso! Agora claro, nem todos os dias são como queremos e há dias em que não consigo ir… depois tento compensar.
  • Organizem-se, vão às compras e preparem o saco de desporto para andar sempre com vocês no carro 🙂 Para correr/ginásio comprei uns ténis e calças de desporto… faz a diferença, eu que o diga.
  • Não gostam/podem de correr, podem caminhar. Não gostam/podem de caminhar podem nadar. Não gostam/podem nadar podem saltar à corda. Aconselhem-se e vejam qual o tipo de desporto mais adequado a vocês. Se não têm tempo, podem fazer um mini-ginásio em casa (há imensos utensílios que podem usar, corda para saltar, halter, tapete). Algumas dicas de como começar a praticar exercício físico, aqui.

 

Organizo a semana: Por vezes o tempo é curto, o cansaço é acumulado e pensar nas nossas refeições ou nos nossos lanches/snacks não é realmente o que mais nos apetece fazer depois de um dia de trabalho. Mas na realidade, se nos organizarmos é muito mais fácil e não custa assim tanto. Além disso, quando o tempo é muito curto, com o trabalho excessivo, muitas vezes começamos a deixar algumas coisas para trás, e por vezes é a nossa alimentação. Mas, temos de lutar contra isso 🙂

  • Vou às compras todas as semanas (ou pelo menos tento), com uma lista preparada para não deixar para para trás (compro imensos legumes (frescos e congelados), iogurtes, queijo fresco, frutos secos, carne/peixe, fruta etc). Se já sei que o fim-de-semana vai ser complicado, tento passar no supermercado entre consultas para despachar algumas compras. Por exemplo, ontem já cheguei tarde a Lisboa, mas se não tivesse ido de seguida às compras, começava a semana toda desorganizada.
  • As refeições principais são sempre pensadas no dia anterior à noite, ou pelo menos tento, e ponho a descongelar o que é preciso. Se precisam de ideias de refeições podem ver aqui. Claro que por vezes têm de ser refeições muito simples porque não há tempo… Bifes de peru, bifes de frango, ovos, atum ao natural. Admito que por estes lados muitas vezes saem ovos … ovos … ovos 🙂
  • Os lanches vão sempre na marmita (é um instante juntar flocos de aveia, iogurte e fruta). Ovos cozidos, fruta, frutos secos, bolachas de arroz… Deixo em baixo algumas fotografias de algumas refeições para que possam ver.
  • Legumes estufados por vezes faço em grande quantidade, congelo e fica pronto para diversos dias. O mesmo se aplica ao resto, como fazer arroz em maior quantidade, batatas-doce, pernas de frango etc…Também tenho sempre legumes congelados prontos a cozinhar, porque nos dias em que não há nada e é tudo à pressa, dá muito jeito. Receita de legumes estufados, aqui. Receita de legumes na wok, aqui.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

7 dicas para controlar o seu peso no Natal

O Natal está mesmo a chegar e normalmente o aumento de peso nesta época é uma preocupação. Fazer dieta nesta época não faz sentido, mas sim ter atenção ao seu dia alimentar para que consiga então manter o peso. A não esquecer: o Natal são os dias 24 e 25! 🙂

  • Faça algumas alterações na confeção dos pratos e das sobremesas: diminua a quantidade de açúcar (prefira o adoçante), substitua o óleo pelo azeite, opte por lacticínios magros e diminua a quantidade de sal. Utilize canela e adoçante para dar sabor às sobremesas, bem como frutas doces (banana, manga …).
  • Faça todas as refeições no dia 24 e 25 (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche e jantar): Pode crer que se passar o dia quase sem comer, vai comer em exagero na ceia de Natal!
  • Evite petiscar entre as refeições, principalmente quando prepara os pratos e as sobremesas para a ceia de natal. Para que isso não aconteça, não pode estar com fome! Dicas de como resistir aos doces durante o dia, aqui.
  • Mastigue devagar. É normal que com a mesa cheia, como normalmente acontece no Natal, esteja ansioso para provar de tudo, mas tem tempo, coma devagar.
  • Se quer provar todas as entradas, coloque um bocadinho de cada uma num prato de sobremesa e não repita.
  • Faça atividade física nesses dias, pode crer que se irá sentir muito melhor e consegue equilibrar com os exageros alimentares desta época.
  • No dia 26 tome logo uma atitude e volte à sua rotina! Não prolongue o Natal até ao fim do ano. E para isso: Distribua as sobras ou congele-as; beba bastante água e deixe as bebidas alcoólicas; comece sempre as refeições com um prato de sopa; exagere nas verduras e legumes às refeições; deixe as sobremesas e doces de lado (por vezes é difícil, mas apenas é preciso motivação e determinação!)

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

Maria, podemos marcar consulta de nutrição para depois do Natal?

Uma alimentação saudável é um estilo de vida, é querer ser saudável. Como já partilhei com vocês, e como Nutricionista que sou, pratico uma alimentação saudável. Isto não significa que de vez em quando também não faça os meus erros alimentares, que não me dê a ´parvoice´ (desculpem o termo, mas é mesmo assim), e que deixe de comer tudo o que faz mal, e que eu sei que faz mal.

Claro que nesta época existem mais almoços e jantares, com vários alimentos altamente calóricos à nossa volta e que por vezes é difícil resistir. Apesar de podermos comer de forma diferente, não há razão para fazermos erros alimentares desde dia 1 de dezembro a dia 1 de janeiro. Ou seja, não há razão para pensarmos que neste mês a alimentação saudável pode ser deixada de lado e por isso mesmo, não faz sentido nenhum uma consulta de nutrição. A alimentação saudável é um estilo de vida, é o que nós queremos para nós e nada mais que isso!

Por isso mesmo, qual a razão para neste mês deixarmos de lado a nossa preocupação com a alimentação e não fazer sentido ser acompanhado por um profissional de nutrição? Há alguma razão para comermos todos os dias arroz doce? Há razão para comermos ferrero rocher todos os dias? Há razão para deixarmos de lado a sopa às refeições? Parece-me que não (ou então sou eu que não percebo). Nos dias em que tenho jantares de natal (ou almoços), ou na ceia do dia 24 de dezembro e/ou almoço do dia 25 de dezembro, eu também como o que tenho de comer, e o que me apetece! Até posso partilhar com vocês que ADORO serradura (sim, eu sei que não é típico mas a família gosta 🙂 ) e que como! Mas não é por isso que agora todos os dias vou andar a comer ´este mundo e o outro´.

Apesar dos erros alimentares associados a esta época, podemos:

  • Ter um pequeno-almoço saudável: Tem de começar o seu dia a comer umas rabanadas? Espero que não! Temos de começar o nosso dia-a-dia de forma saudável e principalmente durante a semana, na nossa correria diária, qual a razão para começar esta refeição logo com asneiras? Pode ver várias ideias aqui.
  • Meio da manhã e lanche da tarde saudável: Tudo bem que agora os colegas podem levar algumas bolachas ou doces para o trabalho, mas tem de as comer? Não pode ficar para os dias de festa? Tem de comer só porque sim? Tem de levar as suas marmitas para conseguir às tentações que estão à sua volta. Se não lhe fizer sentido comer uns chocolates a meio da manhã, porque tem de os comer?  Só porque lá estão?! É o que eu digo, o problema não é o Natal, são os dias até lá! Ideias aqui.
  • Almoço/jantar de natal da empresa ou de amigos: Talvez seja a refeição em que é mais dificil resistir às tentações, mas tente então organizar a refeição, consoante o que mais gosta.

– Comece sempre com uma sopa. Custa alguma coisa? Não arranje desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato (mas depois há sempre espaço para a sobremesa, não é verdade?). Assim deixa de lado os rissóis, croquetes ou chamuças!

– Em vez de comer batatas-fritas e arroz, porque não optar só pelo arroz? Além disso, o tipo de prato pode ser de confeção simples, deixando de lado lasanhas ou bacalhau com natas, e optando por assados, guisados, grelhados.

– Quanto à sobremesa, pode optar por uma salada de frutas, mas se a sua perdição é mesmo a sobremesa, o melhor é mesmo ter mais cuidado com o prato principal. Nada mais que isso!

– Se precisa de dicas para ter uma alimentação mais saudável quando vai comer fora, veja aqui.

  • Fazer exercício físico: Se sabe que acaba por fazer mais erros alimentares porque não se obriga a ir dar uma caminhada e ir ao ginásio? Acaba por ajudar a controlar o seu peso nesta altura e a sentir-se ativo. Eu sou uma chata com o exercício físico, estou constantemente a falar nisso, mas é mesmo para vos ajudar! Deixo aqui alguns artigos que estão em promoção e que podem ser uma ajuda para este tempo frio que se faz sentir, e que muitas vezes nos faz não ir andar, caminhar ou sair de casa… Quem sabe, até pode ser uma ideia para oferecerem a alguém, de forma a motivar para começar a praticar exercício físico.

 

Agora e importante, uma alimentação saudável inclui por vezes fazer um erro alimentar. Um dia não são dias, mas o problema é quando este tipo de erros alimentares são constantes e diariamente. Não é por dias festivos que deixa de ter uma alimentação saudável! O importante é saber que no dia seguinte não irá fazer novamente nenhum erro alimentar e até pode ir dar uma caminhada. Tudo com conta, peso e medida.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

Jantares de Natal | 5 truques para manter o peso

Chegámos à época tão esperada do ano, mas que nos trazem também algumas preocupações. Oiço muito em consulta ´agora no Natal é o problema´, ´agora vou engordar imenso´, ´secalhar nesta época não é preciso ter consulta de nutrição, não venho cá fazer nada´. Isto acontece várias vezes, não concordam?

Agora devem estar cheios de almoços ou jantares de Natal, não é verdade? Ora é o jantar de natal dos amigos, da empresa, do ginásio, da corrida…? Normalmente, um grande “problema” para a maior parte de vocês. Uma boa forma de conseguir controlar o que comemos nestes jantares é, antes de mais, ter um dia alimentar saudável, ou seja, não passar o dia todo sem comer, à espera do jantar.

E agora vamos lá às dicas que vão começar a aplicar desde já:

  • Foco: Muitas vezes o problema não são os jantares de natal, são o decorrer dos dias até lá. Ora pois bem, chegam ao seu trabalho e levam um arroz doce ou umas bolachinhas ou uns chocolates para comemorar esta época. Lá vai uma bolacha ou um chocolate, dia após dia… Mas depois, também tem os ditos jantares de natal em que também abusa… Assim é impossível manter uma alimentação saudável. Se sabe que tem um jantar, toca a cumprir o seu dia alimentar e nada de pensar ´ah mas é só hoje´.. ou então ´é só um bocadinho´.
  • Escolha entradas saudáveis: Assim que chega ao restaurante peça logo uma sopa! No entanto, caso queira alguma entrada porque lhe está mesmo a apetecer, opte por saladas (salada de polvo), queijo fresco, azeitonas ou salada mista Deixe de lado o presunto, os rissóis e os croquetes (sabe o que tem de pensar? Que estas entradas existem o ano inteiro, e que não são típicas do Natal).
  • Prato principal: Dentro do que estiver descrito no menu, deixe de lado os fritos. Tenha em atenção o tipo de prato e opte por assados, estufados, grelhados ou cozidos. Tente evitar as lasanhas, o bacalhau com natas e as batatas fritas. Há imensos pratos saudáveis e igualmente saborosos. Caso o prato já esteja escolhido, peça uma salada ou legumes cozidos/estufados para acompanhar o prato. Por exemplo, se pedir um polvo à lagareiro ou guisado, um bacalhau assado com batata a murro, pato com arroz.. parecem-lhe más opções? Bastante saborosos e bem mais saudável que os pratos que referi atrás.
  • Sobremesas: Se realmente houver o doce que mais adora, pense nisso no início da refeição optando por entradas e pratos saudáveis, para depois comer a sobremesa sem compromisso e sem peso na consciência. Se quer comer o doce que tanto gosta, aproveite para saboreá-lo e não pensar que não o devia estar a fazer. Pode sempre optar por dividir a sobremesa. Se tem 3 jantares de natal numa semana, qual é a necessidade de comer uma sobremesa em cada um deles? Acha que é preciso comer um doce dia após dia? O problema é esse, e mais nenhum.
  • Bebidas: Como sabe, o ideal é beber água. Mas mesmo assim, se quiser optar por outro tipo de bebida, opte por um copo de vinho, uma cerveja ou um sumo natural. Deixe de lado os refrigerantes que nada nos trazem de bom!

Se pensar, não estamos a falar de ir jantar e pedir o dito “peixe cozido” ou “bife de peru grelhado”, mas sim, de ter alguma atenção e fazer escolhas mais saudáveis. Se gosta realmente de uma sobremesa, e não consegue resistir, que tal deixar as entradas de lado? Pequenas alterações resultam em grandes passos! 🙂 Além disso, estes cuidados não são apenas para termos nesta época natalícia, mas sim durante todo o ano. Como eu digo sempre em consulta, e devido a este problema com o aumento de peso no natal, nesta época o peso é para manter, não quero que andem a ´sofrer´ e ansiosos com a questão de quererem comer e não ´poderem´. Todos nós podemos comer de TUDO, desde que de forma equilibrada!

Ainda assim, não se esqueça: Pratique atividade física! Uma vez que andamos cheios de jantares de natal, façam um esforço para caminhar, correr, ir ao ginásio… Não deixem de lado a atividade física nesta altura, é fundamental para nos sentirmos bem 🙂 Não é 30 minutos do vosso dia que não vos permite estar com a família ou organizar a ceia de natal… Escrevam na agenda ou num papel e coloquem no frigorífico!

E não se esqueça…O Natal é dia 24 e dia 25! Nesses dias esteja à vontade, mas no entanto, e até lá, deixe de lado as rabanadas, os doces ou o bolo-rei.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, ,

6 dicas para compensar os excessos do fim-de-semana

É frequente que ao fim-de-semana as nossas refeições sejam diferentes das que realizamos durante a semana. Ora porque temos um jantar, ora porque nos apetece relaxar e “saltar fora” da alimentação saudável e equilibrada que temos durante a semana.

  • Chega a domingo e muitas vezes pensamos: “Agora tenho de compensar durante a semana”, pensamento este errado! O que tem de fazer é começar e manter a sua alimentação saudável!
  • Fraccione as refeições: Planeie as suas refeições: Deixe as refeições principais pensadas de véspera e leve sempre os seus lanches para o trabalho. Não passe mais de 3h sem comer. Tem dúvidas do que pode fazer ao pequeno-almoço? Veja aqui. Nos lanches da manhã e da tarde? Veja aqui. Cereais integrais, lactícineos, frutas, frutos secos, gelatina, ovo cozido são alguns exemplos.
  • Não tenha um défice energético, através de uma redução repentina de calorias (ou seja, não passe o dia a comer sopa ou a comer saladas). Faça refeições completas, equilibradas e variadas. Precisa de ideias de refeições para levar para o trabalho? Pode ver aqui. Se passar o dia todo sem comer chega ao fim da tarde/noite cheio de fome e acaba por fazer vários erros alimentares, se calhar sem se aperceber.
  • Não elimine os hidratos de carbono, pois muitas vezes acaba o dia cheio de fome e aí sim, acaba por comer o que não deve (se tem dúvidas quanto às quantidades, consulte um profissional de nutrição). Pode apenas fazer uma redução, desde que controlado. Pode optar por um jantar mais leve, como por exemplo: sopa de legumes + carne/peixe acompanhado com uma grande variedade de vegetais.
  • Faça uma seleção dos alimentos que deve consumir (deixe de lado alimentos com elevado teor em gordura e açúcares). Prefira carnes brancas, peixe, pão ou cereais integrais, iogurtes magros ou naturais, fruta, legumes, verduras. Massa, arroz ou batata doce para acompanhar as refeições. E leguminosas? Gosta? Feijão, grão, ervilhas, também são uma boa ideia.
  • Aposte na hidratação: É importante que potencie o consumo de água no dia a dia. Se não aprecia água pode aromatizar a água com fruta ou então optar por chás frios. Se é daquelas pessoas que se esquece de beber água, coloque alarmes para o relembrar.
  • Exercício físico: Não há desculpas para não o fazer. Nem que sejam 30 minutos a caminhar já é um bom começo. Organize a sua semana no sentido de conseguir fazê-lo, antes ou depois do trabalho. Na semana passada definir fazer 3x por semana exercício e fiz, é o importante: definirem os vossos objetivos e colocarem na agenda. Como costumo dizer, e para quem ainda não tem esse hábito, acho importante terem a roupa adequada para isso, uma vez que faz a diferença para que se sintam bem. Deixo aqui algumas ideias de que gosto e que estão em promoção, e se carregarem nos produtos têm acesso a mais ideias e a mais promoções (pode ser uma boa ideia para o vosso nata, ou até para oferecerem a alguém).
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , ,

4 dicas para colocar em prática quando vai viajar

Fim-de-semana comprido é sinónimo de viagem? Por aqui sim 🙂 Em viagem é também preciso organização, andar com alimentos e com marmitas (se necessário) atrás para não resultar em.. ir ao café/restaurante comprar “qualquer coisa” para comer. E, de certeza, com um baixo valor nutricional e não as melhores escolhas alimentares, uma vez que esse tipo de estabelecimentos muitas vezes acabam por ter alimentos à venda com elevado valor calórico, ricos em gordura e açúcar.

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência! Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável nestes dias. Para os homens,que não andam de mala, podem sempre levar uma pasta para também o conseguirem fazer. Se se tornar um hábito é muito mais fácil 😀
Dicas:
  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Levar aveia para os meus pequenos-almoços. No dia seguinte é só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri, iogurtes bebíveis, ovos cozidos, latas de atum, latas de grão cozido.
  • Pense em quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches. Mais vale levar a mais do que a menos! Podem sempre levar a mais para uma emergência.
  • Não se esqueça da garrafa de água! Tem de estar sempre hidratado.
Para quem não vai almoçar a casa e tem de fazer esta refeição no centro comercial:
  • Foque-se!
  • Dê uma volta no centro comercial, nas redondezas da rua e tente fazer uma escolha saudável para realizar a sua refeição: Se quer dicas para quando vai almoçar fora, veja esta publicação.
  • Deixe de lado as publicidades GIGANTES de promoções de fast food e tente ver que tipo de restaurantes lhe proporcionam uma alimentação saudável.
  • Coma bem! Não opte apenas por uma sopa e uma peça de fruta, senão o resultado será imensa fome a meio da tarde.
Acredito que, quando vamos de férias ou de viagem se torne mais difícil resistir a tentações a que normalmente não estamos expostos, mas mesmo assim é sempre possível fazermos escolhas acertadas. Lá porque vamos de férias, não tem de ser uma desculpa para “quando vou de férias não tenho acesso a alimentos saudáveis”. Que tipo de férias costuma ter?
Vai fazer praia? Pode levar sempre a sua lancheira atrás, com alimentos que lhe permita manter uma alimentação saudável. Por exemplo:
  • Snacks (Fruta; Bolachas de milho/arroz; Ovos cozidos; Iogurtes naturais ou de aromas; Palitos de cenoura ou pepino, Tomate cherry, Queijo fresco)
  • Almoço: Salada fria (massa espiral/couscous | atum ao natural/frango desfiado/peixe desfiado/ovo cozido/delicias do mar | alface, tomate, cebola, beterraba, pimento vermelho, couve coração, courgete)
Vai para um hotel com tudo incluído? Pode não ter todos os alimentos pretendidos, mas acredito que tenha alguns. Pode exemplo:
  • Pode comer pão ou cereais ao pequeno-almoço. Se colocar manteiga, não coloque fiambre nem queijo e vice-versa. Além disso, ninguém o impede de levar por exemplo os seus flocos de aveia 🙂
  • Às refeições principais peça a opção do menu que não inclua fritos e molhos. Se tiver batatas fritas, pode pedir para substituírem por arroz (já fiz isso bastantes vezes)
  • Peça sempre que lhe tragam legumes ou salada a acompanhar. Para os lanches, pode sempre andar com a sua lancheira, com algumas ideias aqui.
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂 Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada…

Nas férias é a melhor altura para começar a praticar exercício físico. Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada. No meu caso, como vim para a Neve, o exercício já é suficiente 🙂

 

, , ,

6 truques para resistir a doces durante o dia

Resistir aos doces por vezes é difícil. Mas sabem que a vontade de doces (secalhar ainda mais à noite) pode estar relacionado com o que comem durante o dia? Não é ao fim da tarde/noite (quando estamos relaxados e finalmente em casa) que apetece um chocolatinho ou qualquer coisa doce? Pois…Sabem que é uma das grandes dúvidas em consulta? E que pode contribuir para o aumento de peso e além disso, contribuir para a nossa não saúde? Só nos faz mal, e temps de perceber isso! Não é só peso, é saúde minha gente! Temos de tentar arranjar estratégias para conseguir controlar a vontade de os comer.

O açúcar é um ingrediente que se consumido em excesso está associado à presença de diversas doenças. O açúcar aumenta a probabilidade de excesso de peso, obesidade, diabetes entre outras doenças. Por isso mesmo, temos de controlar ao máximo a quantidade de açúcar que ingerimos diariamente e termos sempre presente que este ingrediente se encontra na maioria dos produtos que consumimos diariamente, e não apenas nos bolos ou sobremesas.

Nas épocas festivas, nas férias ou dias especiais pode ser mais difícil controlar o que consome, uma vez que é provável que tenha sobremesas ou doces à sua frente durante quase todo o dia. Mesmo assim, há sempre forma de o evitar:

 

Dicas:

  • Faça várias refeições ao longo do dia: A sua fome estará mais controlada e será mais fácil que não fique cheio de fome com vontade de “comer tudo”. Se não o fizer é bem mais provável que lhe apeteça um alimento menos saudável, principalmente ao fim da tarde, quando chega a casa. Agora nas férias não ande a “petiscar”, tente fazer sempre entre a 5 a 6 refeições. Ideias de snacks, aqui.
  • Almoce bem! Se comer apenas uma sopa e uma peça de fruta é provável que comece a ter fome rapidamente e com vontade de um “chocolatinho” ou uma bolachinha! Se precisa de ideias para as suas marmitas, veja aqui. Caso os seus almoços sejam fora, veja aqui algumas dicas de como manter uma alimentação saudável.
  • Arranje estratégias saudáveis para colmatar a vontade do doce: Normalmente tenho maçã sempre cozida ou pera… É só aquecer, juntar canela e já está! Pode fazer o mesmo com banana ou com pêra. Uma banana esmagada com canela é só…ótimo! Quando lhe apetecer um doce, pense e depois aja… Por vezes essa vontade dá mais à tarde, por isso mesmo, lanche logo.
  • Faça sobremesas em casa substituindo alguns ingredientes: Se juntar 1 iogurte natural com manga e triturar fica “mousse de manga”. Pode utilizar alguns temperos que ajude a adocicar as sobremesas, como por exemplo canela. Algumas dicas para fazer sobremesas mais saudáveis, aqui.
  • Se for ao café peça logo um pão para o lanche: Faz com que não caia na tentação de pedir um doce ou um alimento menos saudável. Além disso, tente ficar de costas para a vitrine 🙂 Ir ao café não significa fazer asneiras! Se costuma ir lanchar ao café, veja aqui como fazer escolhas saudáveis.
  • Não tenha doces em casa: Se souber que tem um chocolate na despensa, é muito mais fácil que à noite (quando está relaxado e a descansar de um dia de trabalho), vá lá “roubar” um quadradinho. Se não tiver esse tipo de alimentos em casa acaba por não os comer! Não coloque a hipótese de “se alguém vier cá a casa”, se tal acontecer ofereça umas torradas e um chá.

Pratique exercício físico! Pode crer que ajuda a diminuir a vontade de doces, ajuda a manter a vontade de ser saudável e ajuda na sua energia durante todo o dia 🙂 Como sabem eu faço corrida, e por vezes também não me apetece sair de casa. MAS, depois de ir correr, de saber que me desafiei, é o melhor de sempre! É importante que para a prática de exercício físico tenham roupa/ténis adequados à modalidade. Deixo aqui alguns produtos em e se carregarem nas imagens têm acesso a outros produtos da coleção:

 

 

Se não conseguir mesmo resistir: Atenção às quantidades! Se está habituado a comer uma fila de chocolate, comece por comer apenas dois quadradinhos. Já é um passo! Além disso, opte por comer um doce após a refeição e não ao lanche, sem nada no estômago.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!