, , ,

PORQUE É QUE É DIFÍCIL FAZER DIETA?! EU EXPLICO!

Hoje vamos lá falar sobre o que é na realidade perder peso… fazer dieta… ter um estilo de vida saudávelPor mais que em consulta vos queira ajudar a atingir os vossos objetivos, vocês, desse lado têm de querer. É o que digo muitas vezes… eu ponho tudo de mim, de forma a conseguir ajudar, motivar e tentar explicar o porquê de determinadas opções alimentares. Ou seja, fazer perceber o porquê de x ou de y… Mas antes disso tudo, é importante que percebam que tudo começa em vocês, porque por mais que esteja disponível para falar, motivar ou tirar dúvidas, se não forem vocês próprios a querer mudar, nada feito!

Eu sei que às vezes já queriam sair com menos peso da consulta, mas isso não é possível! O importante perceber é que o que combinamos em consulta tem de vos fazer sentido e têm de querer manter isso para a vida toda. Ou acham que depois de atingirem os vossos objetivos faz sentido começar novamente a comer bolachas, doces, bolos e pão todos os dias e a todas as refeições…?!? Não vos pode fazer sentido, senão voltam novamente tudo atrás… não há milagres! Além da questão do peso e uma coisa que me faz confusão é a nossa saúde, a vossa saúde! Cada vez mais temos de estar atentos às opções que fazemos e às escolhas que tomamos, pois garanto que têm imensa influência na nossa saúde e nas doenças que por vezes se desenvolvem.

Por vezes sentem-se cansados? Dormem mal? Sentem-se pesados? Sem energia? Já pensaram que pode estar relacionado com a vossa alimentação? Pensem nisso…

Fazer a dieta da alface, a dieta da fruta, a dieta do limão ou o que quer que seja, tem de ser uma dieta que seja possível manterem sempre, ou seja, sustentável ao longo do tempo e ao longo da vossa vida! Acho que por vezes escrever o que sinto se torna difícil e não consigo passar a mensagem da melhor maneira, mas eu tentooo 🙂

Ter uma alimentação saudável não é:

  • Comer só cozidos e grelhados;
  • Deixar de comer arroz, massa, batata, ervilhas, grão, feijão;
  • Deixar de comer pão ou cereais;
  • Deixar de comer fruta, nomeadamente banana, dióspiro, manga, papaia;
  • Comer apenas um iogurte ou 1 peça de fruta ao lanche;
  • Comer apenas uma saladinha ao almoço;

E acima de tudo, não é passar fome! Pelo contrário, ter uma alimentação saudável é:

  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
  • Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?

Quando queremos perder peso (ou ter um estilo de vida saudável), temos de querer MUDAR! MUDAR PARA SEMPRE! Porque é assim… perder peso toda a gente perde! Mas manter por vezes é que é difícil! E porquê? Porque na realidade não existe uma MUDANÇA DE HÁBITOS ALIMENTARES! Desculpem o desabafo, mas não faz sentido questionar se a cenoura engorda… porque vos garanto que se o problema disto tudo fosse a cenoura, não havia pessoas que precisassem de ir a consultas de nutrição…

Agora e importante, uma alimentação saudável inclui por vezes fazer um erro alimentar. Não é por ter um aniversário ou um casamento e comer uma fatia de bolo que vão deixar de ter uma alimentação saudável! O importante é saber que no dia seguinte não irá fazer novamente nenhum erro alimentar e até pode ir dar uma caminhada. Tudo com conta, peso e medida. Como eu costumo dizer, como é óbvio, não vou para um casamento comer alface! ÓBVIO QUE NÃO, porque nem faz sentido! Faz sentido sim, fazer escolhas alimentares conscientes!!

Além disso, e para terminar, ter um estilo de vida saudável e entenda-se disso praticar exercício físico, não é ir 3h para o ginásio. É sim, praticar exercício físico consoante as suas necessidades e de acordo com o que gosta. 30 minutos de caminhada 4x por semana é assim tanto? Claro que, é fundamental que seja acompanhado por um profissional de desporto que defina o que deve fazer. Deixo-vos aqui alguns artigos que são mesmo à minha maneira e que alguns deles estão em desconto, é só carregar para verem.

 

Os meus contactos para marcar consulta são: mariagama@poetenalinha.pt ou 927508410. Caso ainda não estejam preparados para uma consulta de nutrição, mas querem perceber de que forma podem fazer alterações alimentares mais saudáveis, participem nos meus workshops:

  • Dia 10 de Abril irei fazer um Showcooking sobre Pequenos-Almoços e Snacks saudáveis das 18h30 às 21h00 na CoolCook, Lisboa.
  • Dia 22 de Abril irá ser a 2ª Edição do Workshop Brunch Saudável, das 10h30 às 13h30 na CoolCook, Lisboa.

Para inscrições podem enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do seguinte formulário.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

,

5 alimentos que ajudam a aumentar o metabolismo

Hoje falo sobre os alimentos que ajudam a aumentar o metabolismo, designados termogénicos. Pode começar a introduzir este  tipo de alimentos no dia-a-adia. Há imensas formas de o fazer nas suas refeições diárias. Claro que o consumo deste tipo de alimentos depende de pessoa para pessoa, uma vez que não é aconselhado o seu consumo em determinadas patologias.

  • Chá verde: Pode fazer chá verde à noite para levar no dia a seguir para o trabalho, ou até adicionar ao seu pequeno-almoço e lanches. Já pensou em adicionar às suas panquecas, papas de aveia ou “overnight” de aveia este tipo de chá? Experimente! Agora não se esqueça, açúcar nem pensar!
  • Café: Pode apenas beber o seu café expresso, ou se gostar, pode também adicioná-lo na confeção de alguns dos seus snacks, como nas panquecas ou nas bolachas.
  • Gengibre: Além de ajudar a aumentar o metabolismo, auxilia na digestão. Pode adicionar às sopas, pratos principais, saladas e sumos. Uma das dicas que dou em consulta é fazerem chá de gengibre, limão e pau de canela! O sabor é ótimo.
  • Pimenta: Não precisa de exagerar, mas pode sempre juntar um bocadinho de pimenta à confeção das suas refeições. Parece-lhe bem? Por vezes coloco também no queijo fresco, é um dos meus snacks preferidos 🙂
  • Canela: Em pó ou em pau, pode adicionar ao café, às papas de aveia, panquecas ou bolachas. Costumo também colocar  na fruta e no iogurte todos os dias, fica uma ótima combinação.

Além disso, não se esqueça de fazer várias refeições ao longo do dia e não passar mais de 3h sem comer! Pode tentar?

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

5 receitas saudáveis A MENOS de 3€ + 6 dicas para uma alimentação saudável e BARATA

Pois bem, muitas vezes ouvimos que ter uma alimentação saudável é caro. E por isso mesmo, hoje escrevo para vocês sobre esse assunto. Na minha opinião, não é bem assim e vou tentar mostrar-vos isso! Como é óbvio que a nossa alimentação é uma grande parte do orçamento familiar. E por isso mesmo, nada melhor que tentar poupar nas compras. Por isso mesmo, nada de ir em conversas e começar a pegar em tudo o que está em promoção. Na minha opinião ter uma alimentação saudável não é assim tão caro como muitas vezes pensamos. O objetivo será mesmo seguir os princípios de uma alimentação saudável, nada mais que isso, e verá que não gasta assim tanto dinheiro. Por exemplo, e apesar de puder incluir sementes na sua alimentação, não tem de gastar o seu ordenado em todas as sementes que lhe aparecem à frente, pois garanto-lhe que não é isso que faz de si mais saudável.

Por isso mesmo é fundamental ter presente vários passos:

  • Elaborar uma lista de compras e cumpri-la. Senão, vai acabar por se esquecer de algumas coisas fundamentais e comprar outras que se calhar nem precisa. Além disso, depois durante a semana tem de andar de um lado para o outro de forma a ter tempo para ir comprar o que lhe falta. Eu costumo utilizar o bloco de notas do telefone, ou a aplicação OurGroceries que ajuda nesta tarefa.
  • Planear as refeições antes de ir às compras: Se isso não acontecer é provável que durante a semana faltem alimentos de que precisa e necessite de ir novamente ao supermercado. Não digo que seja preciso fazer todo o planeamento porque percebo que muitas vezes não é possível, mas pelo menos ter várias ideias do que comprar e do que ter em casa de forma a ser possível ter uma alimentação saudável todos os dias.
  • Não vá às compras com fome: Parece que não faz diferença, mas faz mesmo! Se for com fome vai acabar por trazer alimentos que não estão incluídos na lista de compras e que normalmente são ricos em açúcar e/ou gordura. Não sei se já sentiu isso, mas eu já. Ir às compras com fome faz-nos logo pensar em trazer alguma coisa que não devemos e que nos apetece mesmo comer naquele momento.
  • Procurar os preços mais baixos e estar atento às promoções: Pode estar atento aos sites dos supermercados para ver as promoções que existem, pelo menos poupa tempo e trabalho 🙂 Na própria superfície comercial esteja atento às promoções mas com cuidado, e tente fazer as contas por Kg ou por L, uma vez que muitas vezes até pode estar abaixo do preço mas não significa que esteja mais barato que outro alimento semelhante.Analise e leve escrito na sua lista de compras. No entanto, cuidado porque muitas vezes a promoções levam-nos a pensar em comprar outro tipo de coisas.
  • Atento às prateleiras de cima a baixo: Normalmente os produtos mais caros e que as marcas querem vender encontram-se na prateleira ao nível dos olhos. Por isso mesmo, olhe para toda a prateleira para ver os diferentes alimentos e optar pela melhor qualidade-preço.
  • Prefira fruta e hortícolas da época. Passe bastante tempo na parte dos legumes no supermercado. Vá com tempo e compre muita variedade para não lhe faltar durante a semana. Mas, também acho importante ter sempre em casa legumes pré-congelados para que não falte em nenhuma refeição, ou seja, nos dias em que não tem tempo para arranjá-los, optar por isso mesmo.
  • Leguminosas: São uma ótima alternativa à carne, peixe e ovos e são uma opção bastante económica, pelo que até podem definir fazer 2 refeições por semana com este tipo de alimentos por exemplo.
  • Escolha embalagens de tamanho familiar e faça a sua divisão em casa. Se fizer as contas ao Kg muitas vezes compensa. É importante que tenha isso em conta. No entanto, cuidado para não exagerar e deixar estragar em casa. Mas normalmente faço isso, aproveito sempre para comprar no tamanho maior para ficar mais barato. Depois disso, ter em atenção que quando se cozinha em grande quantidade, é importante acondicionar e/ou congelar de forma a não desperdiçar comida.

 

Estes truques são todos fundamentais para conseguir poupar algum dinheiro nas compras, e se fizer realmente as contas, vai ver que faz a diferença. Por isso mesmo, e para demonstrar que ter uma alimentação saudável não é assim tão caro, peguei em algumas receitas e fiz as contas para vocês, como pode ver em baixo. Não entrei em conta com a electricidade e com a água, mas parece-me que não seria isso que faria grande diferença.

Ou seja, uma alimentação saudável será cara se realmente não for uma prioridade para nós e se nos ´der jeito´pensar assim.

No entanto, e claro, existem alguns alimentos mais caros e que podem então aumentar o valor da alimentação saudável. Por exemplo, os alimentos biológicos seriam claro, os que deveríamos comprar, e estes têm um valor mais elevado. Considerando isso, podemos referir que a alimentação seria cara. MAS, a maioria das vezes não é isso que sucede…. porquê? Porque muitas vezes o que dá jeito é dizer que os alimentos biológicos são caros, e não, deixar de comprar bolachas, doces, sobremesa, batatas-fritas…Ou seja, isso sim é dinheiro mal gasto e que poderia ser utilizado para outras compras. Faço sempre uma comparação que mostra realmente o que se passa:

  • 1kg de arroz: 0,79€
  • 1kg de batatas-fritas: 5,27€ (0,79€ a unidade)

Ou seja, um alimento bem mais saudável, o arroz, é bem mais barato que as batatas-fritas. AGORA, claro que cozinhar o arroz ´dá trabalho´, que a mim me parece que não custa nada fazer um arroz branco, e abrir apenas um pacote de batatas-fritas não custa nada. Por isso mesmo é o que eu digo, tudo depende das PRIORIDADES. Até porque 1kg de arroz dá para imensas vezes, enquanto que as batatas-fritas atrevo-me a dizer que se comem todas num instante e secalhar um pacote de uma vez.

No entanto, posso concordar que no centro comercial, acaba por sair mais caro optar por uma refeição saudável do que por fast food, mas sinceramente, eu prefiro pagar por essa refeição, uma vez que estou a cuidar de mim e da minha saúde.

Para concluir, esta publicação refere-se ao nosso dia-a-dia e não a dias especiais, porque nesses dias,  claro que existem erros alimentares, pois eles fazem parte!

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

A Maria (EU) é exatamente igual a vocês

Sou a Maria, sou Nutricionista e hoje falo um bocadinho de mim, pois não sou diferente de vocês. E o que é que quero dizer com isto? Que se não me organizar, se não pensar nas refeições antecipadamente ou se não for às compras, a probabilidade de não seguir uma alimentação saudável, ou seja, de fazer uma alimentação diferente da que costumo fazer, é elevada.

Não aprecio muito de cozinhar, apesar de agora com o passar do tempo já gostar mais! Não me apetece chegar a casa às 21h e fazer o jantar, não. Não me apetece ter de tirar tempo do meu domingo para fazer legumes, não. Mas qual é a solução? FAZER! Porque ninguém faz por mim. Ou seja, é preciso organização!

Assim, deixo algumas dicas do que costumo fazer:

  • Compras ao fim-de-semana sempre! Carrinho cheio de legumes (frescos e congelados), iogurtes, flocos de aveia, frutos vermelhos (estou fã), batata-doce (há uns tempos comprei 10Kg…exagero não é?!?!), bifes de peru/frango, ovos, peixe para cozer ou grelhar. Acredito (porque a mim também me acontece) que depois de um dia de trabalho não apeteça mesmo ir às compras, mas a questão é que não há solução. Por mais que esteja cansada, ganho forças e vou às compras.. e fico descansada o resto do fim-de-semana! É um instante, se tivermos a lista de compras e se soubermos o que temos de comprar.
  • Pensar com antecedência dia seguinte: Se sabe que chega tarde, deixar logo a descongelar um bife ou uma posta de peixe para fazer. Não há desculpas para chegar a casa e comer uma sandes ou cereais. Claro que por vezes o dia não corre como o esperado e podemos não ter nada preparado para o jantar… mas então, saem uns ovos para o jantar ou uma lata de atum. Não demora tempo nenhum!
  • Quando faço acompanhamento (arroz ou batata-doce por exemplo), faço em grande quantidade a contar com mais dias. Claro que sabe muito melhor comer um arroz acabado de fazer, mas senão dá… não dá. E ainda mais fácil é abrir um pacote de batatas fritas (não dá trabalho nenhum), mas isso não é de todo opção. Depois é só guardar e congelar, por exemplo, para dar para mais refeições!

 

  • Façam a carne/peixe também a contar com várias refeições!Não gostam de comer a mesma coisa durante 2 dias? Eu cá não me importo. Se vocês não gostam, a solução é mesmo terem de fazer as refeições.
  • Os lanches, ou preparo de manhã ou na noite anterior. Juntar flocos de aveia com iogurte e pegar numa peça de fruta demora o quê? 2 minutos? Fazer uma sandes demora o quê, 1minuto? Qual é a razão de irem às máquinas automáticas ou ao café comer um bolo? Cozer uns ovos, quanto tempo demora?
  • Deixar os erros alimentares para fora de casa e para dias especiais!
  • Andar com comida sempre no porta-luvas ou na mala.. assim no trajeto do trabalho até casa se estiver cheio de fome pode aproveitar para comer alguma coisa e não “atacar” o frigorífico quando chega a casa.

O mesmo para o exercício físico… Há sempre algum evento, algum encontro ou alguma tarefa que se sobrepõe à prática de exercício físico. Isto até a prática de exercício físico ser uma prioridade na vossa vida. Pois nessa altura, o tal evento ou o tal lanche fica para mais tarde. Mas como é óbvio, isto não significa deixarem de estar com as pessoas ou de irem a jantares.. O objetivo é apenas marcarem para outra hora de forma a conseguirem ir ao ginásio, ir correr ou andar…

Todos trabalhamos, todos temos as nossas ocupações, todos nós arranjamos desculpas para não conseguir fazer… Sejam mais fortes que a vossa maior desculpa!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

8 truques ESSENCIAIS que o vão ajudar a compensar os erros alimentares da Páscoa

Não podia faltar esta publicação, não é verdade??? A Páscoa já passou e por isso mesmo toda a gente se preocupa em voltar à rotina! E por isso mesmo vamos lá ver então as dicas que tenho para vocês.

Como é de esperar, os dias de Páscoa muitas vezes são de exagero, estou certa?!

Vamos relembrar?

  • Não arranje desculpas para comer as entradas e as sobremesas que sobraram em sua sua casa. Força e perseverança! Aliás, o melhor era mesmo ´livrar-se´ delas e distribuir pela sua família, porque se ficar com tudo aí em casa é bem mais difícil resistir!
  • Não se esqueça de tomar o pequeno-almoço. Sair de casa sem comer não é opção. Até pode pensar que está a fazer uma grande coisa porque comeu muito nos dias anteriores, mas tenho quase a certeza que irá acabar o dia ou a noite a fazer asneiras, porque depois acaba por pensar ´ah…hoje não comi nada´… Não invente, e faça um bom pequeno-almoço antes de sair de casa!
  • Coma de 3h em 3h. Não há a desculpa “Não tenho fome”; “Tenho tanto trabalho que me esqueço de comer”. Arranje estratégias para não passar intervalos muito grandes sem comer: ponha um alarme no telemóvel, um post it no ecrã do computador;
  • Fruta! Tem de comer fruta todos os dias, a seguir às refeições principais ou na merenda da manhã ou da tarde. Mas não exagere! Ah… mas a fruta tem açúcar! E então? O açúcar da fruta é natural, tem vitaminas e minerais! Será que pensa o mesmo quando está a comer uma sobremesa?! Ah… mas tem açúcar!
  • Comece a sua refeição principal com uma sopa de legumes. Sempre e sem desculpas. Não tem sopa feita em casa? Aproveite o fim-de-semana para fazer em grandes quantidades e congelar, assim não há desculpas. Ou então, nem que vá comprar fora.
  • Hidrate-se. É importante o consumo de água ao longo do dia. Está frio e não lhe apetece água fria? Aqueça-a, ou então opte por fazer uma infusão de ervas, como por exemplo camomila ou cidreira;
  • Atenção à quantidade de gordura na confeção dos alimentos. Não se esqueça, cozinhe sempre com azeite, mas mesmo assim, não abuse. Deixe de lado fritos e salteados.
  • Mexa-se! Não pense ´ah.. vou começar na próxima segunda-feira…´… ´vou começar no verão´… comece hoje! Agora e já! Tome uma atitude, faça por si e pela sua saúde. E claro, aqui vos deixo algumas roupas de desporto que são super giras e algumas em promoção (como os ténis que estão a 30% ou 50% de desconto)!! Se carregarem vêm todas as características dos produtos.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

13 dicas para uma alimentação saudável quando passa o fim-de-semana fora

Fim-de-semana comprido é sinónimo de viagem? Por aqui sim 🙂 Em viagem ou fim-de-semana fora é também preciso organização, andar com alimentos e com marmitas (se necessário) atrás, para não resultar em.. ir ao café/restaurante comprar “qualquer coisa” para comer. E, de certeza, com um baixo valor nutricional e não as melhores escolhas alimentares, uma vez que esse tipo de estabelecimentos muitas vezes acabam por ter alimentos à venda com elevado valor calórico, ricos em gordura e açúcar.

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência! Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável nestes dias. Para os homens,que não andam de mala, podem sempre levar uma pasta para também o conseguirem fazer. Se se tornar um hábito é muito mais fácil 😀
Vim para fora este fim-de-semana e trouxe comigo: ovos cozidos e ovos para cozer/fazer; fruta, queijo fresco, preparado de papas de aveia, granola, barras energéticas caseiras e bolachas de alfarroba caseiras. Muitas vezes os problemas do fim-de-semana são:

É o desenrasca:

  • ´Como estou de fim-de-semana e trabalho a semana inteira, não me apetece fazer comida ao fim-de-semana´. Minha gente, compreendo que queiram descansar ao fim-de-semana (tal como eu), mas isso não é desculpa para deixar os bons hábitos de lado! Até podem não querer ter trabalho a preparar refeições, mas se quiserem (e só vocês é que podem querer) ter uma alimentação saudável, podem bem fazer uma salada de atum, que demora 10 minutos a preparar, em vez de encomendarem uma pizza ou hamburguer´s! Para isso, encomendem frango de churrasco e façam um arroz (que demora 9 a 10 minutos até estar pronto)… e não me digam que abrir um pacote de batatas-fritas dá menos trabalho porque não aceito. Isto não significa que também não hajam erros, porque também os faço, mas isso é bem diferente de TODO o dia erros alimentares.

Sofá: 

  • Ora pois é! Há quem considere que o fim-de-semana é para descansar e por isso mesmo passa o dia todo de sofá. Certo? Concordo com a parte do descansar, mas discordo com a parte ´todo o dia de sofá´. Descansar é para cada um de nós o que quisermos que seja, ou seja, descansar até pode significar fazer uma caminhada ou uma corrida, pois vos garanto que relaxa e distrai bastante a nossa cabeça após uma semana de trabalho. Podem até passar o dia todo de sofá, mas acham que é uma hora de caminhada que vos vai fazer diferença? Normalmente aconselho a fazer logo de manhã para não influenciar a logística da família/casa.
  • Além disso, passar o dia de sofá a ver filmes muitas vezes é sinónio de ´petiscos´, o que também não contribui nada para o dito estilo de vida saudável. Que tal uns frutos secos com 1 quadrado de chocolate derretido para quando apetece um doce? Ou bolachas de arroz partidas com canela?

Comer e beber à fartazana:

  • É comum ao fim-de-semana pensar ´epa, estou mesmo a precisar de descansar, depois de uma semana de trabalho e por isso vou comer tudo o que me apetecer´. ERRADO! É assim, concordo que ao fim-de-semana hajam por vezes refeições e alimentos diferentes que durante a semana, semana esta em que a maioria das vezes andamos sempre a correr de um lado para o outro… mas à ´vontade´ não é à ´vontadinha´, até porque não faz sentido.
  • Para contrariar este sentimento, também durante a semana tem de fazer refeições do seu agrado e saborosas, de forma a ficar satisfeito com a sua alimentação, porque realmente se andar a cozidos e grelhados 5 dias da semana, 10 refeições, não há quem aguente!
Por isso mesmo, e para tentar ter um fim-de-semana minimamente saudável, AQUI TEM VÁRIAS DICAS: 
  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Levar aveia para os meus pequenos-almoços. No dia seguinte é só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri, iogurtes bebíveis, ovos cozidos, latas de atum, latas de grão cozido.
  • Pense em quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches. Mais vale levar a mais do que a menos! Podem sempre levar a mais para uma emergência.
  • Não se esqueça da garrafa de água! Tem de estar sempre hidratado.
Para quem não vai almoçar a casa e tem de fazer esta refeição no centro comercial:
  • Foque-se!
  • Dê uma volta no centro comercial, nas redondezas da rua e tente fazer uma escolha saudável para realizar a sua refeição: Se quer dicas para quando vai almoçar fora, veja esta publicação.
  • Deixe de lado as publicidades GIGANTES de promoções de fast food e tente ver que tipo de restaurantes lhe proporcionam uma alimentação saudável.
  • Coma bem! Não opte apenas por uma sopa e uma peça de fruta, senão o resultado será imensa fome a meio da tarde.
Acredito que, quando vamos de férias ou de viagem se torne mais difícil resistir a tentações a que normalmente não estamos expostos, mas mesmo assim é sempre possível fazermos escolhas acertadas. Lá porque vamos de férias, não tem de ser uma desculpa para “quando vou de férias não tenho acesso a alimentos saudáveis”. Que tipo de férias costuma ter?
Vai fazer praia? Pode levar sempre a sua lancheira atrás, com alimentos que lhe permita manter uma alimentação saudável. Por exemplo:
  • Snacks (Fruta; Bolachas de milho/arroz; Ovos cozidos; Iogurtes naturais ou de aromas; Palitos de cenoura ou pepino, Tomate cherry, Queijo fresco)
  • Almoço: Salada fria (massa espiral/couscous | atum ao natural/frango desfiado/peixe desfiado/ovo cozido/delicias do mar | alface, tomate, cebola, beterraba, pimento vermelho, couve coração, courgete)
Vai para um hotel com tudo incluído? Pode não ter todos os alimentos pretendidos, mas acredito que tenha alguns. Pode exemplo:
  • Pode comer pão ou cereais ao pequeno-almoço. Se colocar manteiga, não coloque fiambre nem queijo e vice-versa. Além disso, ninguém o impede de levar por exemplo os seus flocos de aveia 🙂
  • Às refeições principais peça a opção do menu que não inclua fritos e molhos. Se tiver batatas fritas, pode pedir para substituírem por arroz (já fiz isso bastantes vezes)
  • Peça sempre que lhe tragam legumes ou salada a acompanhar. Para os lanches, pode sempre andar com a sua lancheira, com algumas ideias aqui.
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂 Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada…

Nas férias é a melhor altura para começar a praticar exercício físico. Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , ,

5 truques para controlar a vontade de comer doces na Páscoa

Pois bem, a minha maior dificuldade (sim, eu também as tenho), são as sobremesas. Eu sou mais de doces do que de salgados e acaba por ser um desafio quando as tenho à minha frente e tento resistir. No entanto, já há algum tempo que tenho vindo a fazer um trabalho nesse sentido, e o mais engraçado, é que tem resultado. Eu sei bem o que é estar com imensas sobremesas ao nosso lado e apetecer comer uma grande quantidade. Então agora vamos lá falar de alguns truques que vou aplicando:

 

FRACCIONAR REFEIÇÕES: Podem achar que não, mas estar bem ´comido´faz toda a diferença. Ou seja, fazer as refeições todas desde manhã até à hora de almoço/jantar faz toda a diferença. Porquê? Porque não chegamos esfomeados!! Se eu for cheia de fome para um jantar em que vai haver sobremesa é bem mais fácil que queira a sobremesa do que se estiver controlada. Por isso mesmo tentem fazer isso!! Nestes dias tem de fazer todas as refeições, não saltando nenhuma!

 

COMER BEM: Quem gosta muito de sobremesas de certeza que deve saber isto: Ah… vou comer pouco à refeição para depois tirar a barriga da miséria nas sobremesas! Adivinhei ou não? Hoje em dia eu faço questão de comer muito bem na refeição que está à minha frente de forma a que depois não consiga mesmo comer muitas sobremesas e em quantidades exageradas. Tentem fazer o mesmo, pois mesmo que queiram, não vão conseguir comer, ou seja, já vos vai estar a ajudar 🙂

 

LEVANTAR-SE: Podem rir-se de mim, mas é verdade! Por vezes levanto-me e vou arrumar a loiça por exemplo. Desta forma consigo não ficar a olhar para todas as sobremesas que estão em cima da mesa. Além disso, há imensas vezes que nós só comemos a sobremesa porque está mesmo a olhar para nós e não porque gostamos, é só mesmo porque sim. E essas não valem mesmo nada a pena.

 

PILOTO AUTOMÁTICO: Se não é para ser, não é! Ou seja, defino muito bem na minha cabeça como é que vai ser a minha semana e se há jantares pelo meio e ´quando´ é que me faz sentido optar por este tipo de alimentos. E digo-vos já, dá-me muito mais prazer ao fim-de-semana, ao pé da minha família e/ou amigos, do que durante a semana só porque sim. No entanto, não é só porque é fim-de-semana que o faço! Por isso mesmo, nestes dias , pensem o que é que vos faz sentido comer e não comam só porque sim. Valorizem esse momento, desfrutem e saboreiem.

 

EXERCÍCIO: E vocês perguntam, o que é que isso tem a ver? Tem, e não é pouco! Quando vou correr ou fazer PT fico com mais energia, mais bem disposta e com menos vontade das tais asneiras. Só nos faz bem e na minha opinião não há desculpas para não fazerem nem que seja uma caminhada estes dias, já que é fim-de-semana grande… não há tempo?! Não há tempo se não quiserem, isso sim. Aqui ficam mais alguns artigos que são mesmo o meu género e que vos podem também incentivar a praticar exercício, porque realmente sentirmo-nos bem faz toda a diferença.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

3 truques para fazer a MELHOR granola

A granola está muito na moda e é uma opção que as pessoas hoje em dia acabam por fazer no seu dia-a-dia. No entanto, a maioria das granolas que existem à vendas nas grandes superfícies acabam por ser ricas em açúcar, o que não é de todo interessante. Por isso mesmo, acho que o melhor é mesmo fazê-la em casa,  pois não dá assim tanto trabalho e é bem mais saudável. Além disso, podem ir alterando os ingredientes de forma a variarem. No entanto, caso comprem no supermercado, optem pelas que não têm adição de açúcar.

Para quem precisa de ideias de pequeno-almoço e de lanche, lancei um E-book com 12 receitas exclusivas, que tem o preço de 3,50€ e que podem adquirir aqui.

BASE: Flocos de aveia. É um cereal que é baixo em açúcar, tem proteína e fibra na sua composição! Por isso mesmo, utilizo sempre como base das vossas granolas. Apesar de poderem achar não ter muito sabor, os ingredientes que serão adicionados fazem toda a diferença. Podem optar por sementes de sésamo, amêndoa laminada, caju, sementes de abóbora, lascas de coco… é só uma questão de adaptarem ao vosso gosto.

INGREDIENTES: Depende do vosso gosto, mas costumo colocar várias sementes, frutos secos, lascas de coco e também fruta para adoçar. Ou seja, normalmente não utilizo mel para adoçar, pois consigo ir buscar à fruta e acho que é a melhor opção. Podem fazer o mesmo 🙂 Banana bem madura, esmagada, serve muito bem para adoçar. Além disso, a canela, as lascas de coco, o cacau em pó são sempre ingredientes que também ajudam a ganhar sabor. Maçã partida aos bocadinhos também liga muito bem e faz toda a diferença. Algumas combinações que podem ser do vosso gosto e as receitas para experimentarem:

CROCANTE: Bem sei que a parte crocante é boa 🙂 Podem optar por colocar pepitas de cacau cru, lascas de coco, frutos secos partidos grosseiramente… há sempre forma de o conseguirmos fazer.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Passando agora às dicas para a fazerem:

  • Colocar os ingredientes numa tigela e misturar para envolver bem. Pode ser uma opção colocar os ingredientes mais crocantes só no fim, ou após a granola estar quase pronta. Além disso, os ingredientes que quiserem colocar como topping para dar mais doce, como as passas, bagas goji.
  • É importante que mexa a granola enquanto ela está no forno, para misturar melhor os ingredientes
  • Acompanhem com o que quiserem, fica com com iogurte natural, leite ou bebida vegetal.
  • Guardem-na em frascos de vidro de forma a que fique bem vedado para aguentar bastante tempo (imagens em baixo). Dura cerca de 1 ou 2 sementes, desde que bem acondicionado. Quando eu faço granola, faço em grande quantidade para me dar para vários dias. Façam o mesmo.

 

 

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem! Quais os temas que gostavam de que eu falasse aqui no blog? 🙂 Partilhem comigo!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

, , ,

10 ideias de jantares para a sua semana

Pois bem… uma das grandes dificuldades da maioria das pessoas passa pelo jantar. Ora porque não tem nada preparado, ora porque não tem tempo, ou apenas não tem paciência. E eu compreendo perfeitamente, pois com a correria do dia-a-dia e com os horários que muitas vezes tempos, é difícil. No entanto, quando queremos ter uma alimentação saudável é fundamental fazê-lo para que o jantar não passe despercebido e se acabe por comer um ´paozinho´ou uns ´ cereais´, que não são de todo os alimentos adequados! Por isso mesmo, e para vos ajudar, aqui ficam várias ideias para porem em prática.

Como podem ver pelas imagens em baixo, são sempre coisas muito simples de fazer, garanto. O mais importante é mesmo terem os ingredientes em casa porque depois é só ter imaginação para fazer as refeições. Além disso, quando faço uma receita, faço sempre em grande quantidade para me dar para mais dias. Pelo menos para dar para o jantar e o almoço do dia seguinte, mas normalmente até dá para vários almoços. O mesmo se passa com os legumes: quando faço, faço mesmo muito para sobrar! Só assim é que consigo manter a alimentação que quero ao longo dos dias, pois os horários por vezes não são fáceis. Já fiz uma publicação sobre como ter um jantar saudável quando chegamos tarde a casa, e podem ver aqui várias dicas para vos ajudar.

Além disso, o importante é também terem os recipientes para guardarem as refeições, e também para as levarem para o trabalho. Parece que não, mas ter um recipiente de vidro que seja bem vedado faz diferença para ir na lancheira. Deixo aqui alguns exemplos para que possam ver. É como para os lanches, dá sempre jeito ter marmitas/frascos pequenos para levar os snacks da manhã e/ou tarde.

 

 

Espetadas de peru com legumes estufados e salada de abacate, tomate, pimento e beterraba

 

Salmão grelhado com couves salteadas e tomate seco

(foi cortar as couves em pedaços pequenos e como fazemos tomate seco em casa, foi adicionar com azeite e deixar saltear. Fica uma maravilha)

 

 

Bifes de peru grelhados com brócolos cozidos, pimento e abacate temperado com vinagre balsâmico

 

 

Quiche Low Carb de peru (receita aqui)

 

Frittata de batata-doce e espinafres (receita aqui)

 

Hambúrguer de espinafres e cenoura (receita aqui), com batata-doce no forno (receita aqui) e legumes salteados

 

Ovo escalfado com legumes 

(Juntar cebola, alho, espinafres, coentros, azeite e pimento.

Deixar refogar e juntar por fim batata-doce e brócolos que já estavam cozidos de ontem… Por fim, um ovo)

 

Frango guisado com legumes na wok (receita aquie batata-doce cozida

(Normalmente coloco cebola, alho e um bocadinho de vinho ou de água e o frango no tacho e deixo cozinhar)

 

Pescada (tipo caldeirada) com arroz de tomate e legumes na wok (receita aqui)

(Foi só colocar pimento, tomate, azeite e água e deixar refogar. Colocar a pescada e deixar cozinhar)

 

Pargo assado no forno (receita aqui)

 

Espero que tenham gostado, que vos tenha ajudado, que partilhem e que comentem!!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

5 passos para um fim-de-semana saudável

Sente que o problema é ao fim-de-semana? É nesses dias que lhe apetece “pisar o risco”? Tem festas, jantares, aniversários? Pense que há sempre forma de aproveitar o fim-de-semana da melhor forma, sem deitar a perder tudo o que andou a fazer durante a semana. Claro que ao fim-de-semana é sempre mais difícil manter a alimentação que temos durante a semana, mas é possível. Além disso, o importante é quando fazemos uma “asneira”, que esta seja consciente! O que quero dizer com isto? Que não coma todos os alimentos que estão à nossa frente só porque sim!

 

1. Mantenha os horários e as refeições: Claro que, se calhar não acorda tão cedo como durante a semana, mas é importante que faça todas as suas refeições e não 3 durante todo o dia.

 

2. Não deixe o ginásio, a caminhada, a corrida ou os exercícios de lado. Se se mantiver ativo irá sentir-se muito melhor e com muito mais energia, além de ajudar a controlar o seu peso. Não se desculpe com o frio ou com a chuva, o impermeável tem a sua função! 🙂 Se sabe que vai ter um dia diferente amanhã, que tal marcar já na agenda que de manhã vai dar uma caminhada?!?

 

 

3. Tem um jantar ou uma festa? Não vá com fome! Se assim for, vai para o jantar e acaba por comer maior quantidade de comida. Tem de lanchar e não pensar “como vou ter um jantar não vou comer nada à tarde”. Truque: Coma uma sopa antes de sair de casa. Se for jantar fora, veja algumas dicas aqui. Se for em sua casa, há imensas formas de agradar os convidados mas com alguns cuidados na refeição!

 

4. Comeu uma sobremesa? Ao fim-de-semana a vontade de “sair da linha” é maior e pode acontecer. Se tiver um jantar e acabar por comer uma sobremesa ou um doce, não pense: Perdido por 100, perdido por 1000. Comeu, tudo bem, mas siga em frente e volte novamente à sua alimentação! Qual é o problema de comer essa sobremesa? Não pode ficar com peso na consciência e marterizar-se por isso! Se comeu, no dia seguinte vai manter a sua alimnetação e vai dar uma caminhada 🙂

5. Gosta de ver um filme a comer alguma coisa? Opte por snacks saudáveis: Que tal desfazer bolachas de milho ou de arroz com canela? Ficam como pipocas 🙂 Ou então frutos secos também será uma boa opção. Mais ideias, aqui.

Durante a semana consegue manter a sua alimentação dentro dos eixos? Isso mesmo! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!