, ,

5 truques para uma alimentação saudável em casal

Mas porque é que muitas vezes oiço que não é possível ter uma alimentação saudável quando o(a) seu(sua) parceiro(a) não a tem? Acho que temos de perceber que TODOS temos de ter uma alimentação saudável e não é apenas para um membro da família. 

No início da relação há vários jantares fora (com direito a entradas, prato, sobremesas e bebidas) e quando vão morar juntos, existe a adaptação à mudança e há partilha de refeições.  Claro que as coisas não mudam de um dia para o outro, mas se existir um esforço tudo se consegue!

De certeza que já pensou que a perda de peso, ou até mesmo, o controlo de peso é muito mais fácil quando existe uma ajuda mútua. É importante que tanto um, como outro, percebam a importância de ambos praticarem uma alimentação saudável. Mas claro que isto não significa que de vez em quando não se pise o risco. Tal como todos, se estiverem ao pé de nós a consumir um alimento que adoramos e que não devemos consumir diariamente, é bem mais difícil resistir. Além disso, e não falando apenas de peso, TODOS nós temos de ter uma alimentação saudável.

Não gosto quando muitas vezes me dizem ´mas então vou ter que fazer refeições diferentes para mim´…CLARO QUE NÃO! Era só o que mais faltava! A comida é igual para todos, com algumas diferenças mas nas quantidades… Porque não é porque queremos perder peso, que temos de fazer batatas-fritas, rissóis, croquetes, bacalhau com natas para os que vivem connosco… e porque não? Porque eles também não precisam e só lhes faz mal!

No entanto, nunca se esqueçam que o plano alimentar de cada um tem de ser individualizado, uma vez que as necessidades energéticas variam. Mas, é  importante que partilhem as refeições que realizam em conjunto, ou seja, as refeições são iguais para os dois. E ainda mais importante, perceber que se alguém do casal quer perder peso, o(a) companheiro(a) é fundamental para que esse objetivo seja cumprido e para que exista motivação.

  • Planeiem em conjunto: Falem entre os dois e definam as refeições para durante a semana. É importante que tanto um como outro façam refeições que lhes agrade, ou seja, um de vocês cede hoje, o outro, amanhã. Claro que não é para existiram refeições diferentes na família, pois se tal acontecer, não é sustentável ao longo do tempo.
  • Partilhem a cozinha: Aproveitem para cozinhar em conjunto. Além de ser uma ótima estratégia para partilhar a confeção das refeições, podem aproveitar para conversar e contar como correu o vosso dia. Preparem logo as marmitas e as lancheiras para o dia seguinte enquanto fazem o jantar.
  • Conversem: Se alguém do casal está a tentar perder peso, é fundamental que tal seja explicado ao parceiro.  Pode crer que é muito mais fácil para que este o ajude e incentive ao longo dos dias. Além disso, também pode ser uma boa estratégias para que todos em casa comecem a ter uma alimentação mais saudável. Pode ser que comece a receber mensagens durante o dia a dizer “Já bebeste água?” 🙂
  • Objetivos: Estabeleça objetivos com o(a) seu (sua) companheiro. Se ambos tiverem um objetivo comum, vão ambos querer cumpri-lo. Por exemplo, podem combinar tomar o pequeno-almoço juntos (caso o horário seja coincidente); prepará-lo de véspera ou até enviar fotografias do almoço um ao outro. Além disso, que tal combinarem 3x por semana caminhar a seguir ao jantar? Não façam da chuva o vosso problema, é só arranjarem um impermeável 🙂
  • Jantar fora: É possível! Cada vez mais existem restaurantes com menus saudáveis e que permitem ter uma refeição fora de casa igualmente saudável e saborosa, e além disso, romântica 🙂 Sentem-se e escolham o restaurante em conjunto, de acordo com os vossos gostos e de acordo com o menu. Se um membro do casal quiser uma sobremesa, é importante que exista um incentivo do outro lado para que não seja um doce ou um bolo, mas sim uma peça de fruta ou uma salada de fruta. Se for mesmo impossível, que tal partilharem? Até é mais romântico 🙂

Concordam? Vamos lá incentivar uma alimentação saudável para toda a gente aí em casa 🙂 O mesmo para o exercício! Sou a favor de que o casal pratique exercício físico e que se motiva mutuamente! É muito mais fácil 🙂 Por isso mesmo, deixo aqui alguns artigos de desporto em desconto!

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 hábitos que nos fazem engordar às refeições

Pois bem, um tema interessante e que são uma dúvida para muitos nós. Porque é que será que aumentamos de peso se temos uma alimentação saudável? O que será que não nos ajudar a manter o peso? Há sempre possibilidade de melhorar a nossa alimentação e de fazer escolhas alimentares saudáveis.

Antes de mais, e considerando o tema das refeições principais, o primeiro passo é ter em atenção o local onde fazemos essas refeições: Será em casa? No restaurante? Café? Pastelaria? Pois bem, o mais acertado será fazer as refeições em casa, num restaurante ou então levar a lancheira para o trabalho. Os cafés e pastelarias ficam fora das opções, uma vez que muitas vezes não temos disponíveis um prato principal. E, sinceramente, na minha opinião não é assim tão difícil encontrar um local onde exista uma refeição minimamente saudável, ou seja, carne/peixe, arroz/batata e legumes ou salada. Claro que, a forma como é cozinhado e os ingredientes que são utilizados são um fator importante, e que neste caso, não conseguimos controlar. Desde saladas a hambúrgueres grelhados, há uma panóplia imensa.

E quais são então os maiores problemas?

 

Entradas = Sopa: Todos os problemas fossem as sopas com batata quando comparado às entradas que muitas vezes nos servem. Mais vale comerem uma sopa do que optarem pelas entradas, mesmo que seja apenas um rissol ou um croquete. Além disso, ajuda-nos a manter a saciedade durante o dia e a diminuir a ´ansia´ para o prato principal. Muitas vezes quando vamos almoçar já vamos cheios de fome e colocam logo o cesto de pão à nossa frente. Mandem para trás e peça, sempre, uma sopa! Claro que também podem ter atenção ao tipo de sopa que existe, preferindo uma boa sopa de legumes. No caso de levar lancheira, a mesma coisa, sempre com uma sopa.

 

Molhos: Ora bem, até optamos por comer uma salada super mega saudável mas depois perguntam-nos qual é o molho que queremos por cima. Aí está o problema. A resposta é: Eu tempero a minha salada! No fim do pagamento normalmente existe sempre azeite, vinagre, orégãos… Optem por essa solução. As saladas ficam saborosas à mesma e é uma questão de hábito. Muitas vezes existe sempre a questão ´mas eu posso comer um guisado´? Claro que sim! Não pode é molhar o pão no molho do guisado! Ou seja, quando levar a sua refeição de casa, opte sempre por deixar também os molhos de lado, já para não falar de maionese ou ketchup

 

Pão: Podem existir alguns pratos que vêm acompanhados por pão. Muitas vezes o problema não está na própria refeição, mas sim nos seus acompanhamentos. Se já acompanhamentos a refeição com arroz ou batata-doce, para quê o pão? Mais uma vez, é uma questão de hábito e o primeiro passo é logo dizer que não! Pode crer que depois de o pão estar no tabuleiro é bem mais difícil resistir e por isso mesmo, ´proteja-se´, não o coloque ao pé do seu prato! Além disso, o consumo deste alimento também pode estar relacionado com a ´ansia´ de comer devido a estar com bastante fome. Assim sendo, como referido anteriormente, comece sempre pela sopa de legumes.

 

Sem legumes: Pois bem, como eu digo sempre ´duas ou três folhas de alface e uma rodela de tomate´ não conta! Temos de encher o nosso prato de hortícolas… nunca ouviram dizer ´meio prato de legumes´? Pois, é mesmo assim! Por vezes a refeições pode até ser muito saudável, mas caso não acompanhe com a quantidade de legumes devido, vai acabar por comer maior quantidade de arroz, batata, massa…

 

Almoçar uma sopa: Não pode acontecer! Muitas vezes optamos por almoçar só uma sopa porque queremos perder peso, e então pensamos ´quanto menos eu comer, melhor´. Errado! Tem de almoçar bem, tem de se nutrir. Se almoçar só uma sopa, na altura até pode ficar satisfeito, mas passado uma hora vai comer a apetecer-lhe comer, e muitas alimentos ricos em gordura e açúcar. Além disso, a probabilidade de chegar ao fim -da-tarde ´esganado´ de fome é imensa, o que poder resultar depois na ingestão de alimentos que não são de todo os mais adequados.

E como acho que os utensílios que utilizamos fazem muita diferença, aqui ficam várias ideias que são mesmo a minha cara (vários deles estão em desconto, é só carregarem para verem):

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Os 4 truques FUNDAMENTAIS para uma semana saudável

Hoje vou falar de como me organizo em termos de compras de supermercado e de que forma é que o consigo fazer. Antes de mais, percebo perfeitamente que muitas vezes, chegando o fim-de-semana, não vos apeteça ir às compras e muito menos, ir para a cozinha. CONCORDO! No entanto, caso não organizemos minimamente o nosso frigorífico e despensa nestes dias, fica difícil conseguirmos ter uma alimentação saudável, uma vez que abrimos o frigorífico e não temos nada la dentro… 🙂 E como digo várias vezes, apesar de ser Nutricionista, não sou uma apaixonada por cozinha (apesar de agora já estar a aprender a gostar e me dar prazer), e como todos vocês, também gosto de descansar e de fazer o que bem me apetecer ao fim-de-semana… São só dois dias, não é verdade?! Era só mais um 🙂

Este fim-de-semana despachei logo alguns lanches para durante a semana, que podem ver na fotografia da esquerda para a direita: panquecas de abacate, bolo de espinafres e queques de aveia.

MAS, caso não me organize, parece que começo a semana toda trocada e até meia… irritada! Porque sai tudo do meu controle e não consigo ter as refeições como quero. Por isso mesmo, vou-vos falar das minhas dicas e truques que me ajudam nestas tarefas:

Hora de almoço ou fim-da-tarde: Muitas vezes chego ao fim-de-semana com as compras todas feitas. Porquê? Aproveito a hora de almoço para as despachar, ou pelo menos, despachar as que me fazem mais falta. Ou então, e apesar de me custar imensoooooo, vou às compras depois das consultas, antes de chegar a casa. Custa muito, mas depois de elas estarem feitas e não ter de ir ao fim-de-semana, é maravilhoso!

Lista de compras: Muitas vezes não a faço, mas admito que me arrependo sempre, ou quase sempre. Normalmente fica sempre alguma coisa para trás e que depois acaba por me fazer falta. Mesmo assim, tenho tentado fazer a maioria das vezes, e utilizo a aplicação OurGroceries ou Evernote , porque se for em papel, é bem provável que acabe por me esquecer em casa.

Sempre presente: Tenho sempre na cabeça as coisas que para mim são essenciais, ou seja, quando vou às compras, vou fazendo uma check list mensal para perceber se tenho tudo em casa. E o que é que para mim não pode faltar? Flocos de aveia, fruta (banana, laranjas, kiwi), queijo fresco, frutos secos, iogurtes, abacate, ovos (pelos menos 12), legumes frescos e congelados (nos quais destaco cenoura, couve coração e/ou couve lombardo…já explico mais em baixo porquê), bifes de peru ou de frango, frutos vermelhos (frescos e/ou congelados).

Grande quantidade: É uma das coisas que faço muitas vezes, no que diz respeito a flocos de aveia (tenho sempre em casa +- 3 embalagens), bifes de peru (compro sempre 1kg ou mais), ovos (12 ou mais), iogurtes gregos (+- 3 pacotes), queijo fresco (6), legumes congelados (2 ou 3 embalagens), legumes frescos (courgete, pimento, cenouras, tomates, cebolas…). Ou seja, não conto apenas com uma ou duas refeições, mas sim com a semana toda, porque senão tenho de andar todos os dias a ir às compras.  E não há tempo, nem paciência 🙂

Relativamente aos legumes que falei, compro sempre cenoura, couve coração e couve lombardo porque são alimentos não perecíveis, ou seja, que não se estragam de um dia para o outro e que me ajuda imenso. E porquê? Porque se no início da semana utilizo alface, agrião, espinafres.. ou outro legumes mais perecível, chego ao fim da semana e ainda tenho legumes que posso utilizar para acompanhar as refeições. Desta forma, não tenho desculpas para não ter legumes, porque é só cortar em pedaços pequenos, colocar na wok com um fio de azeite e voilááááá.. fica pronto!

E só mais uma dica que acho importante: Quando vou de fim-de-semana para fora, na volta para casa passo logo pelo supermercado no local onde estou para fazer as compras, porque senão, depois de chegar a casa já não saio nem me apetece! Tentem ver onde existem supermercados na zona onde estão e antes de regressarem passem lá para trazer tudo o que vos faz falta.

E agora… quanto a ir para a cozinha preparar a semana….

Não o costumo fazer, pois faço as refeições normalmente na hora. MAS, aqui é que está o segredo: Quando faço as refeições na hora, faço sempre a contar com mais dias, ou pelo menos com o almoço do dia seguinte. Porque senão, é impossível! Além disso, aproveito sempre quando estou a fazer o almoço/jantar para despachar as minhas panquecas, os meus queques… caso os queira ter para os snacks durante a semana. Ou seja, as panquecas que normalmente faço para o Brunch de sábado ou de domingo, faço logo a contar com mais dias para ficar despachado, não ando todos os dias a fazer panquecas.

Vamos supor que chegam a casa e vão começar a fazer o jantar. Antes disso, podem colocar no liquidificador os flocos de aveia, cobrem com água e colocam canela. Deixam repousar enquanto vão preparando as coisas para o jantar. Põem o liquidificador a trabalhar enquanto põem a mesa. Quando vão fazendo o jantar, vão colocando a massa das panquecas na frigideira e depois é só virar, ou então na máquina de waffles que é mais fácil ainda (sábado por exemplo, fiz panquecas de manhã e depois como não tinha tempo para fazer tudo, à tarde coloquei em formas de silicone a restante massa e foi para o forno… ficaram em modo queques).

Outra ideia, é fazerem os vossos pudins de chia (receita aqui) ao domingo e ficam com alguns dos pequenos-almoços/lanches logo despachados. Normalmente faço dentro de um recipiente fechado (como os frascos em baixo), para ficar guardado no frigorífico. Podem carregar na imagem e têm acesso a mais desse género.

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

 

, , ,

O MEU LEMA…. AMIGOS, É A VIDA!

Vamos lá então falar um bocadinho do meu lema…. É A VIDA! Falo muito nisto, tanto em consultas como nos workshops que tenho feito, e por isso mesmo, acho importante partilhar com vocês o que é que isto significa e o porquê deste lema 🙂

Ter um estilo de vida saudável, incluindo pelo menos a alimentação saudável e exercício, não é de todo fácil. Ou pelo menos, muitas vezes, é um desafio e é o que referem ser mais complicado. Quando refiro alimentação saudável e exercício, é porque na maioria das vezes, abdicamos destes dois pontos, para conseguir fazer o restante. Não concordam? O que quero dizer com isto é que muitas vezes deixamos a alimentação saudável e o exercício para limpar a casa, arrumar a casa, passa a ferro, trabalhar horas e horas a fio…. etc… ou seja, o que na realidade nos faz bem, e nos ajuda a termos mais energia, mais vitalidade, mais auto-estima… começa a ficar para trás dias e dias seguidos.

Percebo perfeitamente que seja difícil, porque como devem compreender, eu também chego tarde a casa, também trabalho muitas horas, entre outras coisas… e mesmo assim, quero, e tenho de conseguir ter uma alimentação saudável no meu dia-a-dia! É neste sentido que digo que o meu lema é ´É A VIDA´. E porquê?

  • Tenho de comer arroz de há três dias? Bem que me apetecia um arroz acabadinho de fazer, mas não tenho quem mo faça… É A VIDA!
  • Tenho de jantar e almoçar a mesma coisa? E às vezes repetir na mesma semana? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de deixar de ir para o sofá quando chego a casa para ir fazer legumes? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de ir às compras todas as semanas? Sim! Ninguém vai por mim, É A VIDA!

O que quero dizer com isto é que nós arranjamos as desculpas que nós quisermos para não fazer as coisas! Sabem o que é que penso ´contra mim´?! Maria, se quiseres hoje não vais correr… consegues arranjar mil e uma desculpas para não o fazer. Ou te dói a cabeça, ou tens de trabalhar, ou tens um jantar, ou estás cansada… Por isso, não vais arranjar nenhuma desculpa, e vais correr, É A VIDA! Se é este o estilo de vida que tu escolheste, tens de fazer por isso! Porque se ficares sentada à espera, ninguém faz nada por ti! Claro que, há dias em que não vou porque estou cansada ou simplesmente porque não consigo… assumo para mim mesma que não vou, mas sei que no dia seguinte vou ter de ir! Além disso, e como muitas vezes, de forma a conseguir ir fazer exercício, se tiver um jantar, digo então para ficar marcado para um bocadinho mais tarde, de forma a conseguir ir dar uma corridinha de 30 minutos…

O mesmo para a alimentação minha gente! Ou é porque andamos sempre em eventos sociais, ou porque temos muitos jantares, ou porque não temos tempo, ou porque não temos os alimentos em casa, ou porque a família não gosta, ou porque….ou porque… há sempre uma razão qualquer para não termos a tal alimentação que tanto queremos (ou então, para quem quer perder peso, uma razão para que isso não aconteça). Sou-vos sincera, ter muitos eventos sociais não facilita, mas se nós quisermos, DENTRO DE UM ERRO ALIMENTAR, HÁ SEMPRE UMA MELHOR ESCOLHA! Ou seja, se temos um jantar, porque é que temos de começar nos rissóis, passar pelas batatas-fritas e terminar na baba de camelo? Não podemos simplesmente começar por uma sopa, passar pelo arroz e terminar então na baba de camelo? Garanto-vos que dia após dia, escolha após escolha, começam a ver resultados (para quem os quiser), e começam também a perceber as alterações no vosso dia-a-dia, na vossa energia e boa disposição.

Há jantares a que vou e sou a única a comer a sopa. E então? É por isso que deixo de pedir? Não! Tenho de comer as chamuças só porque toda a gente o faz? Eu hei-de comer as chamuças quando eu achar que tenho de o fazer, quando eu quiser, e nada mais! Sabem quando é que aproveito para comer os ditos rissóis ou croquetes? Em casamentos e baptizados… ahah é uma coisa que eu gosto? Sim! Ou seja, deixo para quando eu achar que os deva comer e não apenas porque toda a gente me vem com a conversa de ´Oh Maria… mas é só hoje´… o que vale é que é só hoje todos os dias, ou quase todos!

Que fique claro, que eu estou a falar do dia-a-dia e não de um dia de festa ou de um dia diferente. Como já partilhei aqui, ou para quem me conhece ou é seguido por mim, eu também gosto de muitas coisas ´menos boas´, e também as como (era só o que faltava não o fazer), só tento é fazer escolhas, e fazê-lo quando eu acho que faz sentido! Dá-me muito mais prazer fazê-lo ao fim-de-semana, em que estou relaxada, com família e amigos, do que durante a semana, só porque sim…

Desculpem o meu desabafo, mas o objetivo é fazer-vos perceber como é que eu penso, como é que eu me motivo, e tentar-vos motivar desse lado. Nós só não fazemos o que queremos, temos é de acreditar em nós e fazer por nós… porque vos garanto, ninguém o vai fazer por vocês!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

Serão os hidratos de carbono os vilões?! 4 dicas para conseguir perder peso a comer HIDRATOS DE CARBONO

Normalmente quem quer perder peso começa logo a pensar ´aííí agora não posso comer mais pão, arroz, massa….´… ´agora acabaram-se os hidratos…´Só de pensar nisto muitos de vocês já começam a sofrer e a pensar que não são capazes. Ou então, são capazes, mas durante um curto período de tempo. Antes de mais, têm de começar a perceber o que é realmente necessário fazer para perder peso, e que não são os hidratos de carbono que não vos deixam perder peso, desde que sejam consumidos equilibradamente… como é ÓBVIO!

Sinceramente, faz-me confusão pensar como é que antes de pensarem em cortar hidratos de carbono, não consideram que o primeiro passo é deixar de lado bolachas, bolachinhas, merendas, folhados, croquetes, rissóis, pastéis de nata, cereais açucarados, refrigerantes e sumos… ! Isto sim, é fundamental para se perder peso, e acima de tudo, para sermos saudáveis! AGORA, pode ser necessário um ajuste na quantidade de hidratos de carbono consumidos, mas não é de TODO, necessário um corte radical na vossa alimentação! Porque muitas vezes oiço o seguintes ´já não como arroz nem massa às refeições´, mas o meu lanche são umas bolachinhas… qual é o sentido de isso faz? Não faz! ´Não como arroz ao jantar´… ´Só janto uma sopa´… mas depois antes de ir para a cama, lá vai de torradas ou de bolachas… Mais valia jantar, e bem!

Por isso mesmo, se para vos mostrar que não é necessário esse corte, aqui ficam algumas dicas/truques de como podemos manter a ingestão de hidratos de carbono, e sim, ser possível perder peso!

COMECE PELOS LEGUMES: Ora pois bem, porque é que eu sugiro começarem por este alimento? A maioria das vezes, temos  mais olhos que barriga e começando logo pelo arroz/massa ou batata, ainda nos apetece mais. Se, no entanto, começarmos pelos legumes, parece que nos acalma e que depois, a quantidade que ingerirmos já é diferente. Além disso, nunca esquecer os legumes no prato, que muitas vezes não existem, e aí é que está o erro! Normalmente temos sempre a carne/peixe, arroz/batata ou massa e pensamos… já não tenho tempo para fazer legumes… por isso, é importante que comecem a pensar de forma diferente!

ESCOLHA OS CERTOS: Comer arroz, batata ou massa normal, ou seja, sem adições, é bem diferente do que optar por batata-frita ou por uma carbonara cheia de natas! Por isso mesmo, têm de perceber que é possível comer hidratos de carbono, mas que o mais simples é sempre o melhor. Não é comer arroz que o engorda, desde que seja consumido de forma equilibrada! Agora, optar por uma massa que está cheia de natas, bacon ou chouriço, já é bem diferente! Por isso mesmo, prefira arroz, esparguete, batata-doce, quinoa… sem molhos e sem essas adições! É como costumo dizer, o que engorda não é a batata, são as 10 batatas que comemos, e o pãozinho no molho!

VALORIZE O QUE COME: Como sabem, não sou muito a favor de bolachas, porque na realidade acho que não nos acrescentam muito em termos nutricionais. Além disso, é totalmente diferente comer hidratos de carbono vindos de bolachas ou vindo de arroz ou massa por exemplo. Isto porque, a maioria das bolachas acabam por ter na sua composição nutricional uma elevada quantidade de gordura e de açúcar. Ou seja, não faz sentido substituir um alimento por outro. 

NÃO SE ESQUEÇA DO ACOMPANHAMENTO FUNDAMENTAL: Uma refeição tem de ser constituída, além dos hidratos de carbono, por sopa de legumes, proteína e legumes! Ou seja, se consumirmos estes alimentos juntamente com os hidratos de carbono (Desde que na quantidade certa), não é necessário retirá-los da nossa alimentação! No entanto, se por outro lado, deixarmos de lado a sopa e os legumes, vamos comer mais arroz ou batata,e aí sim, consumir mais do que necessitamos! E sinceramente, é o que acontece na maioria das casas… e por isso mesmo, um consumo exagerado e depois muitas vezes, associam isso ao aumento de peso! Mas na realidade o que acontece é que a refeição não é adequada! E não vale a pena dizerem que não comem mais arroz ou batata quando não comem legumes porque é mesmo isso que acontece! Tenho a perfeita noção de que, quando não como sopa e/ou legumes, como mais do resto!

Deixem de querer as ditas dietas milagrosas e foquem-se em querer mudar os vossos hábitos alimentares! Não é uma pequena porção de hidratos de carbono que engorda, desde que equilibrada, claro! O que engorda é sim, as bolachinhas, o pão nos molho, os folhados …

E mais um hábito que é fundamental perceberem que faz parte de um estilo de vida saudável, é a prática de exercício físico!

 

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem! Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua sáude! #poetenalinha

, , ,

5 dicas para deixar de comer compulsivamente

Vamos lá falar de um tema que penso ser comum a muitos de vocês. Como evitar comer compulsivamente e o que podemos fazer no nosso dia-a-dia para tentarmos evitar isso.

Experimente! Estamos tão habituados a determinados tipos de alimentos que muitas vezes não variamos nada o nosso dia-a-dia. Adivinhei? Que tal começar a experimentar novos alimentos? Novos sabores? Novos aromas? Tem maior probabilidade de descobrir um alimento que adore e que seja saudável 🙂 Por exemplo, há uns tempos não me imaginava a comer ovos mexidos ao pequeno-almoço e agora adoro. Sinto que me controla bastante a vontade de comer ao longo do dia.

Construa a sua marmita com comida que goste! Quando fizer o seu jantar, tente cozinhar em quantidades suficientes para mais dias. Além disso, é importante que leve comida que lhe dê prazer, pois se levar um bife de peru grelhado com salada para o seu almoço, muitas vezes acontece que não lhe apeteça esse almoço e acaba por ir comer fora. É importante que leve um almoço ao seu gosto. Estufados e/ou guisados também são opções saudáveis, desde que não ingira o molho.

Arranje um escape que não seja a comida: Se pensarmos bem, muitas vezes a ingestão de comida está muito relacionada com um refúgio. Ou seja, quando estamos mais chateados/tristes/irritados, é bem provável que as opções alimentares não sejam as mais corretas, e que a quantidade ingerida seja bem maior do que normalmente. Qual é a minha dica?!? Nesses dias, em vez de se sentar a comer, vá dar uma caminhada, pegue num livro, vá passear com um amigo(a). Ou seja, vá relaxar de outra forma! Posso-vos dizer que isso também me acontece e o meu escape é a corrida. Sinto-me completamente renovada quando ao fim de um dia stressante vou correr nem que sejam 2km. Podem ver nesta publicação como comecei a praticar desporto, caso precisem de algumas dicas.

Dê uma volta à sua despensa: Primeiro que tudo, retire os inimigos de sua casa. É bem provável que nos dias em que está mais stressado acabe por os ir buscar. Se não os tiver, acaba por ir buscar algum tipo de alimento, mas mais saudável. Compre uma grande variedade de alimentos ´do bem´. As cores dos legumes, das frutas, a arrumação da nossa despensa também influencia, e bastante, a vontade de experimentar e de manter uma alimentação saudável.
Aceite as suas limitações: Cada vez mais refiro que temos de aceitar como somos e as nossas limitações. O que é que quero dizer com isto? Que temos de assumir que por vezes precisamos de um doce, ou de um alimento que nos conforte… sim, isso também me acontece! No entanto, e ao dizer que temos de assumir essas limitações do nosso organismo, também considero que temos de fazer escolhas conscientes e que podemos/devemos pensar de que forma é que podemos ´albradar´ a coisa e tentar optar por algo mais saudável. Por exemplo, quando me apetece um doce, em vez de optar por bolachas, bolos, produtos industrializados, muitas vezes opto por manteiga de amendoim. Ou seja, acabo por fazer o que me apetece, mas de forma mais consciente. Isso é meio caminho andado para nos sentirmos bem e não ficarmos com peso na consciência. Quero dizer com isto que… como é óbvio não é objetivo andar a comer manteiga de amendoim às colheradas antes de ir dormir, mas acaba por ser uma melhor opção comer um pouco de manteiga de amendoim com frutos secos do que comer meio pacote de bolachas! Costumo comprar a manteiga de amendoim da prozis, e deixo aqui em baixo na imagem um exemplo tanto de amendoim como de amêndoa! Podem por exemplo, juntar uma colher de flocos de aveia também.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

3 cuidados ESSENCIAIS a ter na escolha da sua salada

´Almocei só uma salada´… Muitas vezes oiço esta frase em consulta e por isso mesmo hoje falamos disso. Quantas vezes comemos uma salada ao almoço ou ao jantar e achamos que estamos a fazer uma refeição saudável? Penso que imensas vezes estamos convencidos disso. Apesar de uma salada ser um ótimo acompanhamento para uma refeição principal, nutricionalmente equilibrada e que nos permite satisfazer as necessidades em legumes e verduras, muitas vezes não é, de todo, a opção mais correta.

Além disso, temos de ter a perfeita noção (claro que, dependendo da composição da salada), que até podemos ficar satisfeitos na altura, mas que passado pouco tempo já estamos com fome… e com aquela fome em que só nos apetece doces, bolos, bolachas… Enquanto que, se tivessemos optado por uma sopa de legumes, uma carne/peixe com legumes e/ou salada, estaríamos bem mais confortáveis durante mais tempo.

E por isso mesmo, é importante começar a ter em atenção vários ingredientes:

  • Bacon
  • Chouriço
  • Queijo gordo
  • Queijo ralado
  • Molhos de maionese
  • Croutons
  • Frutas enlatadas

Tempere as saladas com azeite, vinagre e ervas aromáticas e/ou especiarias. Deixe de lado os molhos que muitas vezes existem para vender, mesmo que seja o xpto feito com iogurte natural.  Não se esqueça que “grão a grão enche a galinha o papo” e muitas vezes não nos apercebemos e acabamos por tornar uma salada saudável numa salada super calórica.

Base da salada: Pode optar por massa tradicional ou integral, tendo esta mais fibra. No entanto, pode optar pela mistura de massa com alface para a base, para não abusar da massa. Caso não queira massa, também é uma opção.

Proteína: SEMPRE! Não é para comer uma salada apenas com frutas e legumes, nada disso. Pode optar por uma carne de aves por exemplo e deixar de lado as carnes/peixe fritos ou com muita gordura. Normalmente escolho cerca de 2 a 3 doses da proteína, uma vez que são em pouca quantidade.

Toppings: Opte por exemplo por tomate, abacate, cenoura, brócolos, espinafres… Caso precise do seu doce, pode escolher fruta, mas não se esqueça que entra para as contas das peças de fruta que come por dia! Além disso, deixe de lado queijos gordos, azeitonas, queijo ralado… percebo que torne a salada mais saborosa, mas temos de conseguir que fique saborosa com outros ingredientes!

Além disso, deixem os sumos de fruta de lado e optem sempre por água! São hábitos que têm de fazer parte da nossa vida, e não porque diz que existe um sumo detox que o têm de consumir. Além disso, muitos de vocês comem no fim a gelatina que existe nestes locais… cuidado, pode ter açúcar!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

6 PETISCOS SAUDÁVEIS PARA VER O MUNDIAL

Estamos na época do Mundial e por isso mesmo, nada melhor que uma publicação sobre isso mesmo! Se há coisa de que gosto, é estar com família e/ou amigos descontraída, relaxada e a aproveitar estes momentos. No entanto, associamos sempre estes encontros a uma alimentação errada… o que na verdade, não precisa de o ser! Só precisamos mesmo é de ter imaginação e perceber de que forma é que podemos tornar mais saudável a nossa mesa!

Hoje foi dia de ir às compras ao Jumbo para consegui preparar vários petiscos saudáveis para vos mostrar como preparar uma mesa saudável 🙂 Como sabem tive no porto no fim-de-semana, com o Workshop ´Como planear uma semana saudável´, então a organização para esta semana não deu para ser no fim-de-semana! Por isso mesmo, fui hoje e preparei estas receitas para vocês. Espero que gostem, e que ponham em prática. O objetivo não é, de todo, que deixem de comer os petiscos que tanto gostam, mas que na realidade, consigam, TAMBÉM, fazer algumas opções mais saudáveis. E isso que é um estilo de vida saudável: Não deixar de comer o que mais gostam, mas equilibrar com alimentos mais saudáveis também. Parece-me que não há razão para comer dois pacotes de batatas-fritas, e sim, conseguir comer também por exemplo, queijo fresco, salada de tomate.. etc etc

Por isso mesmo, deixo aqui várias ideias para vocês:

  • Espetadas de fruta: Cortar kiwi e maçã aos bocadinhos, e colocar num pau de espetada intercaladamente.
  • Abacate: É só cortarem o abacate às fatias finas e temperar com vinagre balsâmico ou limão.
  • Queijo fresco com manteiga de amendoim: Podem acompanhar com bolachas de arroz/milho (aqui) e até com abacate.
  • Húmus de beterraba com palitos de cenoura: Podem ver a receita aqui. Depois é só cortarem a cenoura às fatias finas e é ótimo para acompanhar.
  • Avelãs (aqui) com lascas de coco: Para quem gosta de alguma coisa crocante, fica uma mistura saborosa e que podem ir ´depenicando´.
  • Salada de tomate cherry (aqui) e cebola: Cortem os tomates cherry a meio e a cebola aos bocadinhos. Misturem e temperem com azeite, vinagre/limão e orégãos.
  • Sumo natural de laranja: Nestes dias apetece sempre ter algo para beber, então em vez de optar por sumo de pacote, pode optar por sumo natural de alguma fruta que goste.

Espero que gostem, que experimentem e que partilhem os resultados por aí!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

,

PORQUE É QUE ENGORDO SEMPRE AO FIM-DE-SEMANA?!

Dia da asneira, sim ou não? Quais os hábitos que o fazem aumentar de peso ao fim-de-semana? Hoje vou falar disso tudo, a dar-vos dicas para um fim-de-semana saudável (até com asneiras pelo meio)!

Passou mais uma semana a correr e hoje já é sexta-feira. Muitas vezes oiço a questão ´ao fim-de-semana é que é o problema´, ´estrago tudo ao fim-de-semana´, ´como é fim-de-semana tenho de aproveitar para me desforrar´… entre outras coisas. Para quem me segue, ou para quem é acompanhado por mim em consulta, sabe perfeitamente que sou a primeira a dizer que TODA  a gente faz erros alimentares, e que EU também os faço (sabem o que é que eu mais gosto? do pior que há… cheesecake e serradura são as minhas sobremesas favoritas! E então?! Não ando a comê-las todos os dias!). Normalmente só peço, para fazerem erros alimentares conscientes, nada mais que isso!

Normalmente existem festas de aniversários, jantares com família ou amigos, casamentos, baptizados… ou seja, uma diversidade de eventos que nos podem levar a ter uma alimentação diferente do que é habitual. Ora bem, se temos eventos especiais ao fim-de-semana, ou até durante a semana, considero que podemos fazer uma refeição diferente, de acordo com o que está disponível.

Imaginemos que fazemos anos ou que o seu marido/a sua mulher ou os seus filhos fazem anos..claro que vamos comer um bocadinho do bolo de aniversário! Como é óbvio, faz sentido fazê-lo! No entanto, não podemos é andar a comer um rissol à segunda-feira, uma miniatura à quinta e depois fazê-lo novamente ao fim-de-semana. Aliás, poder até podemos, mas penso que não faz sentido (e quando digo isto, não me estou a referir ao peso, mas à nossa SAÚDE também). E, comer uma fatia de bolo é bem diferente de comer batatas-fritas à refeição e todas as sobremesas que existem em cima da mesa.

No entanto, se não existe qualquer evento importante ou em que faça “sentido” comer algo de diferente, porque é que temos de o fazer? Só porque sim?! Não gosto de intitular um dia da asneira por isso mesmo! O dia da asneira é quando fizer sentido ser! Porque vamos lá ver uma coisa… Vamos supor que o vosso dia da asneira é ao domingo, mas alguém vos convida para ir a uma festa de anos à terça-feira… Vão deixar de ir à festa da terça-feira porque o vosso dia da asneira foi no domingo?!

Além disso, e sabendo que tais eventos existem, que tal organizarem-se com antecedência de forma a conseguirem praticar algum tipo de exercício? Ou seja, ir dar uma caminhada, ir ao ginásio, ir correr… consoante o que gostam e o vosso dia-a-dia. Como já vos disse, faz tudo parte de um estilo de vida, sem radicalismos. E caso tenham curiosidade em saber como me organizo em dias de aniversário/casamentos, pode ver nesta publicação. Como já disse também várias vezes, a forma como nos sentimos ao praticar desporto faz a diferença, e por isso deixo aqui algumas ideias de roupa de desporto que têm cores de que gosto 🙂

Na minha opinião, acho que há várias razões que nos fazem ter um fim-de-semana não saudável, e que para quem quer perder peso, ajuda portanto a aumentar de peso:

É o desenrasca:

  • ´Como estou de fim-de-semana e trabalho a semana inteira, não me apetece fazer comida ao fim-de-semana´. Minha gente, compreendo que queiram descansar ao fim-de-semana (tal como eu), mas isso não é desculpa para deixar os bons hábitos de lado! Até podem não querer ter trabalho a preparar refeições, mas se quiserem (e só vocês é que podem querer) ter uma alimentação saudável, podem bem fazer uma salada de atum, que demora 10 minutos a preparar, em vez de encomendarem uma pizza ou hamburguer´s! Para isso, encomendem frango de churrasco e façam um arroz (que demora 9 a 10 minutos até estar pronto)… e não me digam que abrir um pacote de batatas-fritas dá menos trabalho porque não aceito. Isto não significa que também não hajam erros, porque também os faço, mas isso é bem diferente de TODO o dia erros alimentares.

Sofá: 

  • Ora pois é! Há quem considere que o fim-de-semana é para descansar e por isso mesmo passa o dia todo de sofá. Certo? Concordo com a parte do descansar, mas discordo com a parte ´todo o dia de sofá´. Descansar é para cada um de nós o que quisermos que seja, ou seja, descansar até pode significar fazer uma caminhada ou uma corrida, pois vos garanto que relaxa e distrai bastante a nossa cabeça após uma semana de trabalho. Podem até passar o dia todo de sofá, mas acham que é uma hora de caminhada que vos vai fazer diferença? Normalmente aconselho a fazer logo de manhã para não influenciar a logística da família/casa.
  • Além disso, passar o dia de sofá a ver filmes muitas vezes é sinónio de ´petiscos´, o que também não contribui nada para o dito estilo de vida saudável. Que tal uns frutos secos com 1 quadrado de chocolate derretido para quando apetece um doce? Ou bolachas de arroz partidas com canela?

Comer e beber à fartazana:

  • É comum ao fim-de-semana pensar ´epa, estou mesmo a precisar de descansar, depois de uma semana de trabalho e por isso vou comer tudo o que me apetecer´. ERRADO! É assim, concordo que ao fim-de-semana hajam por vezes refeições e alimentos diferentes que durante a semana, semana esta em que a maioria das vezes andamos sempre a correr de um lado para o outro… mas à ´vontade´ não é à ´vontadinha´, até porque não faz sentido.
  • Para contrariar este sentimento, também durante a semana tem de fazer refeições do seu agrado e saborosas, de forma a ficar satisfeito com a sua alimentação, porque realmente se andar a cozidos e grelhados 5 dias da semana, 10 refeições, não há quem aguente!

Organizem já a vossa semana, as vossas marmitas e lancheiras para que tudo corra bem. Sem organização é bem difícil manter uma alimentação saudável e equilibrada como queremos, pois se nós não fizermos, ninguém faz por nós.

E agora, algumas dicas fundamentais para terem um fim-de-semana saudável:

1. Mantenha os horários e as refeições: Claro que, se calhar não acorda tão cedo como durante a semana, mas é importante que faça todas as suas refeições e não 3 durante todo o dia.

2. Não deixe o ginásio, a caminhada, a corrida ou os exercícios de lado. Se se mantiver ativo irá sentir-se muito melhor e com muito mais energia, além de ajudar a controlar o seu peso. Não se desculpe com o frio ou com a chuva, o impermeável tem a sua função! 🙂 Se sabe que vai ter um dia diferente amanhã, que tal marcar já na agenda que de manhã vai dar uma caminhada?!? Eu percebo que estes dias têm estado difíceis para praticar exercício ao ar livre, mas então faça-no em casa por exemplo. Deixo-vos aqui artigos em desconto e alguns deles apropriados para este tempo que tem estado 🙂

 

3. Tem um jantar ou uma festa? Não vá com fome! Se assim for, vai para o jantar e acaba por comer maior quantidade de comida. Tem de lanchar e não pensar “como vou ter um jantar não vou comer nada à tarde”. Truque: Coma uma sopa antes de sair de casa. Se for jantar fora, veja algumas dicas aqui. Se for em sua casa, há imensas formas de agradar os convidados mas com alguns cuidados na refeição!

4. Comeu uma sobremesa? Ao fim-de-semana a vontade de “sair da linha” é maior e pode acontecer. Se tiver um jantar e acabar por comer uma sobremesa ou um doce, não pense: Perdido por 100, perdido por 1000. Comeu, tudo bem, mas siga em frente e volte novamente à sua alimentação! Qual é o problema de comer essa sobremesa? Não pode ficar com peso na consciência e martirizar-se por isso! Se comeu, no dia seguinte vai manter a sua alimentação e vai dar uma caminhada 🙂

5. Gosta de ver um filme a comer alguma coisa? Opte por snacks saudáveis: Que tal desfazer bolachas de milho ou de arroz? Ficam tipo pipocas 🙂 Mais ideias, aqui.

 

Espero que tenham gostado, que partilhem e que comentem! Quero saber a vossa opinião 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , ,

Ideias de snacks para ter em cima da secretária

Passar o dia todo dentro do escritório é bastante comum, muitas vezes sem tempo para comer. Por isso mesmo, é importante que tenhamos alimentos no trabalho que nos permitam não passar o dia todo sem comer, ou então, a optar pela máquina automática ou pelo café na esquina do prédio. Quantas vezes passa muitas horas à secretária e se esquece de comer?! Quanto mais termos de nos levantar para preparar… Pense em alimentos práticos e transportáveis, que facilitem os seus snacks e que não dêem muito trabalho.

  • Frutos Secos: Pode ter sempre uma marmita com alguns frutos secos na sua secretária, desde que não sejam fritos nem salgados. No entanto, tem de ter cuidado com as doses que consome, uma vez que são alimentos calórico e com gordura.

IMG_3881.JPG

  • Bolachas de milho ou de arroz: Os pacotes grandes podem não ser muito práticos, mas agora já existem pacotes individuais. Não costumo sugerir bolachas de arroz ou de milho aos lanches, mas para quando não temos mais nada, acho que pode ser um alimento que pode estar sempre na nossa gaveta.

IMG_6399.JPG

  • Ovos: Uma boa opção para meio da manhã ou meio da tarde. Não custa nada a fazer e é super prático, uma vez que podem logo cozer logo 2 ou 3 ovos a contar com vários dias. É meio caminho andando para facilitar os seus lanches.

IMG_5887.JPG

  • Iogurte natural ou vegetal, queijo fresco ou vegetal, babybell): É só abrir e comer. Podem juntar com uma peça de fruta ou frutos secos por exemplo.

 

  • Fruta fresca, a qual pode associar por exemplo a frutos secos ou a um queijo fresco. Dependendo dos dias, pode ter as que são mais fáceis de comer como banana, maçã, pera. Além disso, caso não queira comer fruta fresca porque ´demora mais tempo, pode sempre optar por maçã cozida ou pera, que é só comer à colher.

12573717_1035181316525839_35639358967888611_n.jpg

  • Iogurte + flocos de aveia | Papas de aveia: Pode ir preparado de casa. Enquanto fazem o jantar no dia anterior, preparam o vosso frasco para o dia seguinte e ficam com o vosso lanche pronto. Para quem não conhece, aqui fica uma imagem em baixo. O truque é mesmo comprar uma ´carrada´de pacotes para ter sempre em casa, assim não há desculpas 🙂

IMG_1154.JPG

  • Panquecas: Façam em grande quantidade ao fim-de-semana e fica para vários dias. Claro que o objetivo não é para fazerem todos os dias senão acabam por ter bastante trabalho, é mesmo despachá-las para vários dias. Quem diz panquecas, diz bolo da caneca, waffles..

IMG_4529.JPG

  •  Palitos de cenoura ou de aipo, tomate cherry, frutos vermelhos: É que é só mesmo pegar e começar a comer! Podem até “mergulhar” em iogurte natural. Quando apetece “petiscar” podem ter frutos vermelhos em cima da mesa, assim vão comendo e não vos apetece outro tipo de alimentos.

tomate cherry, queijo fresco_Põe-te na linha.jpg

Facilitem, não compliquem nem arranjem desculpas.

Se por vezes não têm frigorífico no trabalho, levem covetes de gelo para acondicionar as vossas marmitas.

Caso queiram ter receitas novas para levarem para os vossos lanches, podem ver no meu E-BOOK, aqui 🙂

 

Acho que é fundamental preparar os lanches em casa e é o que eu costumo fazer! Só mesmo em raras excepções em que vão de viagem ou que vão de férias, poderá ser uma hipótese optarem por algum tipo de snack já preparado para vos facilitar a vida. Encontrei estes snacks de maçã desidratada, com diversos toppings, e que são constituídos apenas por maçã desidratada!

 

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!