Posts

, ,

4 estratégias para controlar o que come na noite de Ano Novo + 8 ideias para pôr em cima da sua mesa

Já só falta dois dias para a grande noite e as preocupações com o peso nesta altura muitas vezes são frequentes. Deixe de lado esse stress, o Natal são dois dias e por vezes é normal que existam alguns excessos alimentares, bem como no ano novo, desde que controlados e equilibrados. Sendo assim, e como sei que a ementa por vezes pode ser um problema, deixo nesta publicação algumas dicas. O mais importante é termos imaginação, perceber que podemos ter um uma noite de ano novo ótima, mas que também podemos fazer algumas escolhas mais acertadas.

  • Primeiro: Não ande o dia todo a petiscar. Muitas vezes passamos o dia na cozinha a preparar tudo para a grande noite  e vamos petiscando ao longo do dia. Muitas vezes até nem almoçamos e andamos a comer aqui e ali, o pior que se pode fazer. Faça as suas refeições como um dia normal!
  • Segundo: Pense o que realmente gosta e que não costuma comer durante o ano, ou seja, opte por esse prato! Se é o arroz doce, coma o arroz doce. Se é a aletria, coma a aletria. MAS, penso que também não é necessário comermos de tudo e mais alguma coisa, ainda por cima, normalmente, faz-se sempre comida em exagero, com medo de que falte. 
  • Terceiro: Há muitos alimentos em cima da mesa que existem todo o ano, como por exemplos os chocolates. Ou seja, porque não deixá-los de lado? Há outras ocasiões onde o pode comer, não sendo necessário nesta noite, uma vez que já é um dia propício a vários erros alimentares.
  • Quarto: Se quer ter sempre a mesa posta (caso vá alguém a sua casa), tenha coisas saudáveis em cima da mesa. Caso contrário, sempre que passar pela mesa de natal, lá vai um “chocolatinho”, um “sonho” ou uma taça de arroz doce, mesmo que não tenha fome. 

 

ENTRADAS:

Primeiro que tudo deve sempre haver uma sopa. Não há qualquer desculpa para não ser a primeira coisa a fazer. Apesar de querer comer entradas, se comer a sopa, acaba por comer menos quantidade de entradas e é esse o objetivo. Comer de tudo, mas com conta peso e medida. Agora claro, nada de fazer um refogado para fazer a sopa ou adicionar natas.

 

  • Queijo fresco: Alguma razão para só colocar na mesa de natal queijo da serra? Porque não optar por queijo fresco ou requeijão? É uma forma de reduzir a quantidade de queijo da serra que ingere, optando também por um tipo de queijo com menos gordura. Pode acompanhar com pimenta ou uma salada, deixando o pão de lado. 

 

  • Salada colorida de frutos secos e mel: Se nos apetece um tipo de entradas diferentes, porque não fazê-lo, mas de forma diferente? Porque não deixar de lado croquetes, rissóis…? Podemos juntar alface, tomate, cebola rocha, pimento, beterrada, frutos secos … e quem sabe, pois é um dia diferente, colocar um fio de mel? 

 

  • Palitos de cenoura, courgete e pepino: Pode juntar iogurte natural com um pouco de gengibre em pó e sumo de limão para acompanhar.

 

  • Abóbora recheada: Receita aqui.

 

  • Guacamole: Pode acompanhar com tostas ou até queijo fresco. Aqui fica a receita.

 

PRATO PRINCIPAL:

Pode optar por tantos tantos pratos, deixando de lado bacalhau com natas, lasanhas, pizzas…. Pode optar por perna de peru no forno, arroz de marisco, jardineira, caldeirada, peixe no forno com batata-doce.. Desde que acompanhados com uma boa dose de legumes e não “três folhas de alface”. Tem de encher o seu prato de legumes a acompanhar o prato principal. Se sabe que se vai “vingar” nas sobremesas a seguir, pode deixar de lado o arroz ou a batata e aumentar ainda mais o consumo de legumes. Há imensas opções, e que se feitas em grande quantidade, dá para a família toda. Legumes estufados, receita aqui. Legumes na wok, receita aqui

 

 SOBREMESAS:

  • É normal que faça as sobremesas que gosta, mas mesmo assim, há aspectos que pode ter em atenção, como torná-las minimamente mais saudáveis. Pode ver dicas aqui.
  • Qual a razão de termos muitas vezes um número exagero de sobremesas? Podemos contar o número de pessoas e fazer as sobremesas tendo em consideração esse valor.
  • Faça escolhas e coma as sobremesas que realmente gosta. Pode optar por um prato de sobremesa mais pequeno, de forma a conseguir controlar a quantidade. 

Podemos fazer exercício fisíco, ir caminhar, ao ginásio ou correr. Organizem-se e vão logo de manhã antes de se colocarem nos preparativos todos da grande noite. E deixo-vos aqui artigos em promoção, que podem querer aproveitar! É só carregar para verem os descontos 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!  

, , ,

Organizar o nosso dia de amanhã | 8 dicas para o dia de Natal com direito a uma ementa :)

Finalmente chegou sábado e vem aí dia de festa amanhã! Que maravilha! Agora, hoje vamos falar de alguns truques obrigatórios para colocarem em prática este fim-de-semana e que vos vão ajudar imenso!

  • Levantar e… Tomar o pequeno-almoço! Simples e diferente, já que é Natal? Que tal começar com uns ovos mexidos? 🙂 É um pequeno-almoço que me enche os olhos e que me deixa saciada durante imenso tempo!

[Nem pense em ir para a cozinhar começar a preparar tudo para a noite de Natal sem o pequeno-almoço tomado. Resultado: Irá começar a provar tudo o que está a fazer].

 

 

  • Costuma beber água durante o dia? Tem de ser! Prepare a sua garrafa e coloque ao pé de si para não passar despercebido. Se não aprecia água com o frio que se tem sentido nestes últimos dias, opte por chá. Pode sempre colocar como objetivo: 1 copo de água antes de cada refeição.
  • Não fique mais de 3h sem comer (vai evitar que ande a petiscar o dia todo e a provar todos os pratos e sobremesas que está a fazer. Se for preciso ponha um alarme para se lembrar) -> Não se esqueça de lanchar. Por vezes a família chega cedo a nossa casa e passamos essa refeição, começando logo a comer as entradas. Por isso mesmo, tenha a mesa tapada e faça as suas refeições normais, ou seja, lanche como um dia normal.
  • Quando for pôr a mesa, tape as entradas e as sobremesas. Se passar o dia a olhar para elas, a probabilidade de ir “roubar” um bocadinho é bem maior. Antes disso, não se esqueça de fazer algumas alterações quanto aos seus ingredientes, publicação aqui.
  • Sopa tanto ao almoço como ao jantar. Toda a família deve ter esse hábito. Além disso, temos de dar o exemplo às crianças. Não custa nada comer uma sopa antes da ceia de 24 e antes do almoço de 25. Ajuda bastante a não exagerar no prato seguinte. Faça uma sopa diferente, quem sabe um creme de brócolos com coentros?
  • Tradição é tradição! Mas tem de haver legumes ou salada para acompanhar as refeições principais. Salada, legumes estufados, couves cozidas são alguns exemplos. Porque não fazer uma salada super colorida, com frutos secos a decorar?
  • Cuidado com os temperos tanto das verduras como das saladas: 1 fio de azeite, vinagre e oregãos. Deixe de lado outro tipo de molhos. Se quiser dar mais sabor, aproveite para utilizar ervas aromáticas ou especiarias.
  • Se quer provar todas as sobremesas, tire apenas um bocadinho de cada uma para o seu prato de sobremesa.
  • Não se esqueça, distribua as sobras pela família toda.

 

E agora aqui fica uma ideia de ementa para o dia de amanhã:

Pequeno-almoço:

  • Ovos mexidos. Pode por exemplo acompanhar com pão escuro, fruta, frutos secos, legumes, consoante o seu gosto.

Meio da manhã:

  • Fruta + Frutos secos | Iogurte + Frutos secos | Ovo cozido

Almoço:

  • Para quem quer um almoço rápido:

– Bife de peru/frango (ou outro tipo que tenha no congelador) + arroz basmati + salada de folhas verdes.

– Salada de atum, por exemplo: atum ao natural + massa espiral + cogumelos + tomate + alface roxa.

– Hamburguer de peru +  arroz bastami + Legumes estufados

  • Se tiver mais tempo:

– Pargo no forno + batata-doce + grelos cozidos

– Perna de peru (se não fizer parte da ementa de natal) + arroz bastami + brócolos

– Filetes de gato no forno + batata-doce + couve-flor

– Prato vegetariano: Espetadas de tofu + arroz basmati + legumes na wok

Lanche:

  • Papas de aveia
  • Iogurte natural + Flocos de aveia
  • Panquecas de aveia (Receita aqui)

Jantar…. Ementa de Natal 🙂

E finalmente… UM FELIZ NATAL A TODOS! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

10 truques para poupar nas compras de Natal

Já têm as compras de supermercado todas despachadas? Ou ainda faltam algumas? Que tal termos atenção a alguns aspectos de forma a não gastarmos um exagero de dinheiro? Ora são as promoções, ora são as ilhas nos supermercados, tudo serve de desculpa para comprarmos!

Antes de passarmos às dicas, deixo aqui algumas publicações que vos podem interessar para esta época:

 

Sendo assim, aqui ficam algumas dicas importantes:

 

Planeie: Ir às compras sem qualquer tipo de organização não ajuda nada! É super importante termos uma pequena lista com o que nos falta em casa, senão é muito mais fácil comprar em demasia e alimentos de que não precisamos. Normalmente utilizo as notas do telefone ou então uma aplicação ´ourgroceries´ que me ajuda bastante. Pensem em tudo o que querem colocar em cima da mesa e façam uma lista com esses alimentos de forma a não se esquecerem de nada.

 

O mais natural possível: Outro aspeto super importante nas nossas compras é ir aos corredores/zonas que têm os alimentos mais naturais possíveis. Ou seja, deixar de lado os industrializados e processados, ou pelo menos, diminuir essa utilização. Podemos e devemos comprar fruta em vez de sumos de fruta, tomates em vez de polpa de tomate…e por aí em diante! Quanto temos ingredientes tiver na lista de ingredientes um alimento, melhor é. Não se esqueçam que lá por ter escrito no rótulo ´diet´ou ´light´não significa que pode ou deva fazer parte do seu dia-a-dia, pois garanto-lhe que não. Além disso, esses alimentos fazem com que seja um gasto extra, não sendo de todo preciso no nosso dia-a-dia.

 

Saia de casa sem fome: Eu sei que toda a gente já sabe isto, mas quantas vezes vai às compras com fome?!? Não pode ser! Nessa altura só nos apetece asneirada, é que é mesmo assim! Faça uma refeição antes de sair de casa, ou o almoço ou o lanche… não vá de barriga vazia porque não ajuda nada, o que muitas vezes resulta em comprar alimentos que não precisa e por isso mesmo gastar mais dinheiro. Para o natal é o mesmo! Se for com fome acaba por comprar várias embalagens de chocolates, batatas-fritas, rissóis, croquetes…! Não precisa de nada disso e nem são alimentos típicos desta época.

 

Data e hora marcada: Não faça compras quando está com pressa ou quando o supermercado está cheio de gente. Se for com tempo, a escolha alimentar será mais acertada.

 

Não se entusiasme por embalagens publicitárias atrativas: os hipermercados e as suas estratégias de marketing (preços mais baixos, embalagens apelativas) fazem com que diversas vezes caiamos na tentação de trazermos mais do que realmente precisamos. Então agora nesta época há imensas promoções e descontos, principalmente de alimentos que não interessam muito. Ora são chocolates, donuts… nem passe por esses corredores, vá em piloto automático! Não pondere as possibilidades: “No caso de” … “ Para o caso de receber uma visita”

 

Leve mais legumes e vegetais para casa: Passamos muito pouco tempo na zona dos produtos frescos. Vamos ter atenção a isso e analisar melhor todos os vegetais e legumes que temos à nossa disposição. Os legumes frescos são mais baratos que os legumes congelados, sendo por isso uma forma de poupar nas suas compras. No entanto, já sabem que é sempre bom ter uma ou duas embalagens de legumes congelados para quando não temos tempo para arranjar legumes frescos.

 

Compre simples: Opte por produtos simples. Iogurtes naturais ou de aroma, cereais sem adição de chocolate/morango, leite simples em vez de chocolate, são alguns exemplos. Quanto mais simples, mais barato. Se há alguma entrada que quer preparar com este tipo de produtos,  já sabe.

 

Não olhe apenas para a prateleira ao nível dos olhos: Normalmente, os hipermercados colocam os alimentos mais calóricos na prateleira ao nível dos olhos, uma vez que a nossa tendência é pegar no primeiro alimento que vemos, e não, analisar os restantes. Neste sentido, dê uma vista de olhos a todos os produtos, de forma a fazer a escolha mais acertada;

 

Experimente comprar online, a probabilidade de comprar apenas o necessário é maior, e por isso mesmo resulta numa grande poupança na carteira.

E não se esqueçam de incluir frutas, frutos vermelhos e/ou frutos secos na vossa mesa. Em vez de a encherem de chocolates, rissóis, croquetes.. tentem também fazer entradas e opções saudáveis. Podem ver nestas imagens algumas ideias e se carregarem têm acesso aos seus preços.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, , ,

Aletria MAIS saudável

Mais uma sobremesa típica do natal, com uma sugestão para a tornar mais saudável.

Ingredientes:

  • Aletria (100g)
  • Leite Magro ou bebida vegetal (4dl)
  • Stevia (50g)
  • Gemas (2)
  • Casca de limão
  • Canela q.b

 

Modo de preparação e confecção:

  • Coza a aletria em água a ferver durante 5 minutos e escorra;
  • Leve o leite magro ou a bebida vegetal ao lume (com a casca de limão, stevia, a aletria) e deixe até cozer;
  • Retire do lume;
  • Misture as gemas previamente batidas;
  • De seguida, leve a lume brando apenas para as gemas cozerem ligeiramente.
  • Sirva a aletria polvilhada com canela em pó.

O truque é mesmo olharem para a vossa receita e perceberem que alterações podem fazer de forma a que fique saboroso à mesma!! Aqui ficam alguns livros que vos podem ajudar a perceber que alterações são possíveis. Se carregarem nos livros podem ver a sua descrição. Quem sabe até, uma prenda de natal saudável para incentivar os seus familiares/amigos a serem mais saudáveis 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

13 truques ESSENCIAIS a aplicar nos seus jantares de Natal

Nesta época de Natal contam-se os almoços e jantares de natal, são resmas deles!

Comer fora de casa muitas vezes é um impedimento para começar uma perda de peso ou não ter uma alimentação saudável e equilibrada. Principalmente nesta época de Natal, em que há jantares a torto e a direito! Neste sentido, é fundamental que cada um de nós se consciencialize para escolhas alimentares saudáveis quando as refeições não são em casa.

Fora de casa É possível fazer escolhas alimentares saudáveis. Temos de ter em atenção o local escolhido (restaurantes/cafés/pastelarias), bem como os pratos que constam no menu. Já escrevi sobre a minha opinião sobre o dia da asneira, se quiserem leiam a publicação, aqui.

Lá porque temos jantares de Natal, e ainda bem que os temos, não temos de ter uma alimentação completamente desregulada e comer ´este mundo e o outro´! Desculpem lá, mas entre todas as opções que temos, dá sempre para fazermos uma escolha melhor! É como eu digo, vamos supor que os menu é bacalhau com natas, lasanha e arroz de pato… Na minha opinião devem escolher o arroz de pato! Claro que normalmente é sempre mais arroz que pato e que a quantidade que comemos é maior (mas ficam a saber que o arroz de pato não engorda desde que consumido na quantidade certa). Mas, perante o bacalhau com natas e a lasanha, torna-se uma melhor opção! E é só isto, nada mais!

 

No Restaurante:

  • Assim que chegar, peça uma sopa!
  • Recuse o pão, as azeitonas e os queijos da entrada. Aproveite para comer a sopa enquanto espera pela refeição. No máximo, peça um queijo fresco e pode até temperar com pimenta;
  • Se a refeição não lhe parecer a mais adequada, pode optar por pedir uma sopa para comer antes do prato principal e uma salada ou hortícolas para acompanhar;
  • Peça para lhe colocarem maior quantidade de horticolas ou salada, e reduzirem um pouco no arroz/massa/batata. Normalmente tenho sempre de pedir uma salada à parte porque a quantidade que servem acaba por ser pouca.
  • Faça escolhas: Se lhe apetece mesmo mesmo as entradas, tente optar por um prato mais saudável. Caso lhe apeteçam umas batatas-fritas, deixe as entradas de lado e a sobremesa. Caso lhe apeteça a sobremesa, já sabe, não abuse no resto.

Alterações ao prato:

  • Quando o prato que pediu não for dos mais adequados, peça para cozinharem o prato de uma forma diferente (Ex: Se o bife for frito, peça para grelhar, ou em cebolada);
  • Se o prato escolhido vier acompanhado com molhos, peça para estes serem servidos à parte. Opte por uma quantidade mais reduzida ou então por não utilizar;
  • Se o prato escolhido vier acompanhado, por exemplo com batatas fritas, peça para lhe substituírem por arroz ou outro tipo de hidratos de carbono. Se lhe apetecer mesmo as batatas-fritas, não acompanhe também com arroz.
  • Peça sempre legumes: Eu peço sempre legumes e nunca ninguém mos negou.

[Isto não significa que vão comer um prato sem sabor ou que não vos agrade. Significa sim algumas alterações que não custam nada e que mantêm a vossa refeição igualmente saborosa]

Escolhas saudáveis:

  • Tente optar sempre por pratos que sejam grelhados, cozidos ou estufados, em detrimento de fritos;
  • Não adicione molho ao seu prato (Não ponha a hipótese “É só um bocadinho”);
  • Comece sempre por uma sopa e termine a refeição com uma peça de fruta;
  • Não tenha pressa. Coma devagar, mastigue bem os alimentos, o que o permitirá perceber quando se encontra satisfeito.

Ficam aqui algumas publicações que vos pode ajudar no fim-de-semana:

Em casa, tenha uma alimentação SEMPRE saudável nesta época! Não tenha chocolates, rabanadas, sonhos… nada disso!!

E como os olhos também comem, uma das coisas que costumo ter em casa para as minhas refeições são pratos, tigelas, copos… ao meu gosto! Porque depois os pratos ficam logo com outro aspecto! Podem ver aqui alguns exemplos que seleccionei, que são mesmo a minha cara!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

7 dicas para tornar as sobremesas de Natal mais saudáveis

Uma das grandes questões do Natal são então as sobremesas! Por isso mesmo, nada melhor que algumas dicas que nos permitam, sem desvirtuar a receita, torná-las mais saudáveis. E por isso mesmo, tem de começar a ter em atenção o tipo de ingredientes utilizados, a quantidade de gordura e o tipo de tipo de confecção culinária:

  • Utilizar metade da quantidade de farinha indicada na receita e metade de farinha do tipo integral (mais rica em minerais e fibra). Se for possível substituir na totalidade. Pode experimentar outros tipos de farinha, como de aveia, arroz ou coco.
  • Reduza no açúcar: Pode começar por passar para metade da quantidade indicada na receita e assim sucessivamente, reduzindo sempre (experimente utilizar açúcar amarelo, mel ou stevia). É importante também não esquecer que existem especiarias que ajudam a dar sabor, como a canela.. o que nos ajuda a diminuir a quantidade de açúcar. Além disso, não polvilhe com açúcar, muitas vezes é o hábito e não faz falta.
  • Utilizar o azeite em vez de óleo ou manteiga. Além disso, não coloque o azeite a “olhómetro”t e tente reduzir a sua quantidade.
  • Substituir as natas por iogurte natural ou até por queijo quark. Hoje em dia já existem imensas opções que nos permitem substituir as natas.
  • Experimente adicionar frutas ou legumes durante a confeção (Ex: Abóbora, Cenoura, Banana, Maçã… Já pensou que dão logo um sabor doce à sobremesa? Assim pode reduzir na quantidade de açúcar.
  • Opções magras: Substitua o leite gordo ou meio gordo por leite magro.
  • Chocolate: Tente optar por chocolate com maior % de cacau.

No entanto, e claro, estas modificações só fazem sentido em algumas receitas e não em todas. O importante nestes dias é mesmo termos controlo no que comemos, e não deixarmos de experimentar as iguarias tão típicas desta época. Deixo aqui alguns alimentos que transformam uma mesa de natal colorida e bastante chamativa, como os frutos secos e/ou frutas coloridas. Se carregarem na imagem têm acesso a toda a informação, bem como a mais produtos que vos podem fazer sentido.

Já tem aquelas formas de silicone? São uma ótima forma de tornar as sobremesas mais saudáveis, uma vez que não é necessário untar a forma antes de ir ao forno!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

9 dicas para organizar e aplicar no seu dia de Natal

  •  Levantar e… Tomar o pequeno-almoço! Simples ou diferente, já que é Natal? Flocos de aveia, pão escuro, lacticínios magros ou fruta são algumas ideias. Pode ver várias ideias de pequenos-almoços, aqui.

 [Nem pense em ir para a cozinhar começar a preparar tudo para a noite de Natal sem o pequeno-almoço tomado. Resultado: Irá começar a provar tudo o que está a fazer].

 

  • Costuma beber água durante o dia? Não? Mas tem de ser! Prepare a sua garrafa e coloque ao pé de si para não passar despercebido. Se não aprecia água com o frio que se tem sentido nestes últimos dias, opte por chá. Pode sempre colocar como objetivo: 1 copo de água antes de cada refeição.
  • Não fique mais de 3h sem comer (vai evitar que ande a petiscar o dia todo e a provar todos os pratos e sobremesas que está a fazer. Se for preciso ponha um alarme para se lembrar) -> Não se esqueça de lanchar. Por vezes a família chega cedo a nossa casa e passamos essa refeição, começando logo a comer as entradas.
  • Quando for pôr a mesa, tape as entradas e as sobremesas. Se passar o dia a olhar para elas, a probabilidade de ir “roubar” um bocadinho é bem maior. Antes disso, não se esqueça de fazer algumas alterações quanto aos seus ingredientes, publicação aqui.
  • Sopa tanto ao almoço como ao jantar. Já está pronta? Toda a família deve ter esse hábito. Além disso, temos de dar o exemplo às crianças.
  • Tradição é tradição! Mas tem de haver legumes ou salada para acompanhar as refeições principais. Salada, legumes estufados, couves cozidas são alguns exemplos.
  • Cuidado com os temperos tanto das verduras como das saladas: 1 fio de azeite, vinagre e oregãos. Deixe de lado outro tipo de molhos. Se quiser dar mais sabor, aproveite para utilizar ervas aromáticas ou especiarias.
  • Se quer provar todas as sobremesas, tire apenas um bocadinho de cada uma para o seu prato de sobremesa.
  • Não se esqueça, distribua as sobras pela família toda.

 

 

 

E finalmente… UM FELIZ NATAL A TODOS! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

 

, , , ,

Maria, podemos marcar consulta de nutrição para depois do Natal?

Uma alimentação saudável é um estilo de vida, é querer ser saudável. Como já partilhei com vocês, e como Nutricionista que sou, pratico uma alimentação saudável. Isto não significa que de vez em quando também não faça os meus erros alimentares, que não me dê a ´parvoice´ (desculpem o termo, mas é mesmo assim), e que deixe de comer tudo o que faz mal, e que eu sei que faz mal.

Claro que nesta época existem mais almoços e jantares, com vários alimentos altamente calóricos à nossa volta e que por vezes é difícil resistir. Apesar de podermos comer de forma diferente, não há razão para fazermos erros alimentares desde dia 1 de dezembro a dia 1 de janeiro. Ou seja, não há razão para pensarmos que neste mês a alimentação saudável pode ser deixada de lado e por isso mesmo, não faz sentido nenhum uma consulta de nutrição. A alimentação saudável é um estilo de vida, é o que nós queremos para nós e nada mais que isso!

Por isso mesmo, qual a razão para neste mês deixarmos de lado a nossa preocupação com a alimentação e não fazer sentido ser acompanhado por um profissional de nutrição? Há alguma razão para comermos todos os dias arroz doce? Há razão para comermos ferrero rocher todos os dias? Há razão para deixarmos de lado a sopa às refeições? Parece-me que não (ou então sou eu que não percebo). Nos dias em que tenho jantares de natal (ou almoços), ou na ceia do dia 24 de dezembro e/ou almoço do dia 25 de dezembro, eu também como o que tenho de comer, e o que me apetece! Até posso partilhar com vocês que ADORO serradura (sim, eu sei que não é típico mas a família gosta 🙂 ) e que como! Mas não é por isso que agora todos os dias vou andar a comer ´este mundo e o outro´.

Apesar dos erros alimentares associados a esta época, podemos:

  • Ter um pequeno-almoço saudável: Tem de começar o seu dia a comer umas rabanadas? Espero que não! Temos de começar o nosso dia-a-dia de forma saudável e principalmente durante a semana, na nossa correria diária, qual a razão para começar esta refeição logo com asneiras? Pode ver várias ideias aqui.
  • Meio da manhã e lanche da tarde saudável: Tudo bem que agora os colegas podem levar algumas bolachas ou doces para o trabalho, mas tem de as comer? Não pode ficar para os dias de festa? Tem de comer só porque sim? Tem de levar as suas marmitas para conseguir às tentações que estão à sua volta. Se não lhe fizer sentido comer uns chocolates a meio da manhã, porque tem de os comer?  Só porque lá estão?! É o que eu digo, o problema não é o Natal, são os dias até lá! Ideias aqui.
  • Almoço/jantar de natal da empresa ou de amigos: Talvez seja a refeição em que é mais dificil resistir às tentações, mas tente então organizar a refeição, consoante o que mais gosta.

– Comece sempre com uma sopa. Custa alguma coisa? Não arranje desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato (mas depois há sempre espaço para a sobremesa, não é verdade?). Assim deixa de lado os rissóis, croquetes ou chamuças!

– Em vez de comer batatas-fritas e arroz, porque não optar só pelo arroz? Além disso, o tipo de prato pode ser de confeção simples, deixando de lado lasanhas ou bacalhau com natas, e optando por assados, guisados, grelhados.

– Quanto à sobremesa, pode optar por uma salada de frutas, mas se a sua perdição é mesmo a sobremesa, o melhor é mesmo ter mais cuidado com o prato principal. Nada mais que isso!

– Se precisa de dicas para ter uma alimentação mais saudável quando vai comer fora, veja aqui.

  • Fazer exercício físico: Se sabe que acaba por fazer mais erros alimentares porque não se obriga a ir dar uma caminhada e ir ao ginásio? Acaba por ajudar a controlar o seu peso nesta altura e a sentir-se ativo. Eu sou uma chata com o exercício físico, estou constantemente a falar nisso, mas é mesmo para vos ajudar! Deixo aqui alguns artigos que estão em promoção e que podem ser uma ajuda para este tempo frio que se faz sentir, e que muitas vezes nos faz não ir andar, caminhar ou sair de casa… Quem sabe, até pode ser uma ideia para oferecerem a alguém, de forma a motivar para começar a praticar exercício físico.

 

Agora e importante, uma alimentação saudável inclui por vezes fazer um erro alimentar. Um dia não são dias, mas o problema é quando este tipo de erros alimentares são constantes e diariamente. Não é por dias festivos que deixa de ter uma alimentação saudável! O importante é saber que no dia seguinte não irá fazer novamente nenhum erro alimentar e até pode ir dar uma caminhada. Tudo com conta, peso e medida.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

Jantares de Natal | 5 truques para manter o peso

Chegámos à época tão esperada do ano, mas que nos trazem também algumas preocupações. Oiço muito em consulta ´agora no Natal é o problema´, ´agora vou engordar imenso´, ´secalhar nesta época não é preciso ter consulta de nutrição, não venho cá fazer nada´. Isto acontece várias vezes, não concordam?

Agora devem estar cheios de almoços ou jantares de Natal, não é verdade? Ora é o jantar de natal dos amigos, da empresa, do ginásio, da corrida…? Normalmente, um grande “problema” para a maior parte de vocês. Uma boa forma de conseguir controlar o que comemos nestes jantares é, antes de mais, ter um dia alimentar saudável, ou seja, não passar o dia todo sem comer, à espera do jantar.

E agora vamos lá às dicas que vão começar a aplicar desde já:

  • Foco: Muitas vezes o problema não são os jantares de natal, são o decorrer dos dias até lá. Ora pois bem, chegam ao seu trabalho e levam um arroz doce ou umas bolachinhas ou uns chocolates para comemorar esta época. Lá vai uma bolacha ou um chocolate, dia após dia… Mas depois, também tem os ditos jantares de natal em que também abusa… Assim é impossível manter uma alimentação saudável. Se sabe que tem um jantar, toca a cumprir o seu dia alimentar e nada de pensar ´ah mas é só hoje´.. ou então ´é só um bocadinho´.
  • Escolha entradas saudáveis: Assim que chega ao restaurante peça logo uma sopa! No entanto, caso queira alguma entrada porque lhe está mesmo a apetecer, opte por saladas (salada de polvo), queijo fresco, azeitonas ou salada mista Deixe de lado o presunto, os rissóis e os croquetes (sabe o que tem de pensar? Que estas entradas existem o ano inteiro, e que não são típicas do Natal).
  • Prato principal: Dentro do que estiver descrito no menu, deixe de lado os fritos. Tenha em atenção o tipo de prato e opte por assados, estufados, grelhados ou cozidos. Tente evitar as lasanhas, o bacalhau com natas e as batatas fritas. Há imensos pratos saudáveis e igualmente saborosos. Caso o prato já esteja escolhido, peça uma salada ou legumes cozidos/estufados para acompanhar o prato. Por exemplo, se pedir um polvo à lagareiro ou guisado, um bacalhau assado com batata a murro, pato com arroz.. parecem-lhe más opções? Bastante saborosos e bem mais saudável que os pratos que referi atrás.
  • Sobremesas: Se realmente houver o doce que mais adora, pense nisso no início da refeição optando por entradas e pratos saudáveis, para depois comer a sobremesa sem compromisso e sem peso na consciência. Se quer comer o doce que tanto gosta, aproveite para saboreá-lo e não pensar que não o devia estar a fazer. Pode sempre optar por dividir a sobremesa. Se tem 3 jantares de natal numa semana, qual é a necessidade de comer uma sobremesa em cada um deles? Acha que é preciso comer um doce dia após dia? O problema é esse, e mais nenhum.
  • Bebidas: Como sabe, o ideal é beber água. Mas mesmo assim, se quiser optar por outro tipo de bebida, opte por um copo de vinho, uma cerveja ou um sumo natural. Deixe de lado os refrigerantes que nada nos trazem de bom!

Se pensar, não estamos a falar de ir jantar e pedir o dito “peixe cozido” ou “bife de peru grelhado”, mas sim, de ter alguma atenção e fazer escolhas mais saudáveis. Se gosta realmente de uma sobremesa, e não consegue resistir, que tal deixar as entradas de lado? Pequenas alterações resultam em grandes passos! 🙂 Além disso, estes cuidados não são apenas para termos nesta época natalícia, mas sim durante todo o ano. Como eu digo sempre em consulta, e devido a este problema com o aumento de peso no natal, nesta época o peso é para manter, não quero que andem a ´sofrer´ e ansiosos com a questão de quererem comer e não ´poderem´. Todos nós podemos comer de TUDO, desde que de forma equilibrada!

Ainda assim, não se esqueça: Pratique atividade física! Uma vez que andamos cheios de jantares de natal, façam um esforço para caminhar, correr, ir ao ginásio… Não deixem de lado a atividade física nesta altura, é fundamental para nos sentirmos bem 🙂 Não é 30 minutos do vosso dia que não vos permite estar com a família ou organizar a ceia de natal… Escrevam na agenda ou num papel e coloquem no frigorífico!

E não se esqueça…O Natal é dia 24 e dia 25! Nesses dias esteja à vontade, mas no entanto, e até lá, deixe de lado as rabanadas, os doces ou o bolo-rei.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!