Posts

, , ,

4 passos essenciais para não desistir da dieta

Começar uma dieta é fácil. Mantê-la por vezes é o mais difícil. Por isso mesmo, prefiro falar num estilo de vida saudável e não em dieta, muitas vezes associada a restrição alimentar. No entanto, e durante a fase de perda de peso, há truques fundamentais para que não perca a motivação e para que continue a lutar pelo seu objetivo.

Diário alimentar: Uma ferramenta ótima e uma estratégia importante para que se possa controlar em termos alimentares. Escrever tudo o que come, desde o pequeno-almoço até à ceia é uma forma de perceber que erros alimentares pode cometer durante o dia sem se aperceber. Faça-o com uma caneta de cor vermelha.

Estabeleça objetivos: Defina objetivos semanais, objetivos realistas e que consiga cumprir a longo prazo. Não queira fazer tudo de uma vez, não pense em perder 6kg num mês ou ir ao ginásio 7x por semana. Se tal acontecer, até poderá perder esse peso, mas será muito provável voltar a ganha-lo. O mesmo com o exercício físico, tente começar devagar faze-lo de acordo com a sua agenda e disponibilidade. Que tal definir 30 minutos 3 a 4x por semana?

Limpe a sua dispensa e frigorifico: Um dos grandes problemas da perda de peso relaciona-se com os inimigos à nossa volta. Podemos ter um dia alimentar bastante saudável, mas se há um dia em que estamos ansiosos, stressados ou que apenas tivemos um mau dia, a probabilidade de cometer um erro alimentar aumenta. Ainda mais se tivermos determinados alimentos na dispensa, ou seja, disponíveis em nossa casa. Deste modo, tente não ter bolachas, bolos, bolachas, sobremesas ou doces em casa, de forma a não cair na tentação. Opte por frutos secos com um quadrado de chocolate negro ou banana aquecida com canela.

Não passe fome: Nunca! Para perder peso é fundamental que se alimente bem e que tenha prazer no que come. Claro que, adaptado às suas necessidades energéticas e ao seu dia alimentar. No entanto, é essencial que não passe fome e que não se prive de todos os alimentos, pois a longo prazo será um dos fatores que o poderão fazer desistir da perda de peso!

E mais um pormenor… os olhos também comem! Por exemplo, quando emprato as minhas refeições, o prazer que tiro delas parece que é diferente, e na realidade pode também ser uma motivação para uma alimentação saudável. Por isso mesmo, aqui ficam alguns exemplos que adoro!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

7 truques que o vão ajudar a EMAGRECER

Pois bem, como calor começam a voltar as preocupações com o peso… é pena é ser assim, passageiro e dependendo da época do ano… Temos é de conseguir mantê-la e nunca desistir dos nossos  objetivos! Um dos objetivos de muitos de nós no inicio do ano relaciona-se com a perda de peso e por isso mesmo, nada melhor que falar sobre isso numa publicação para vos ajudar:

  • Escreva as suas refeições: Já pensou que se anotar as suas refeições pode ser uma ótima forma de o ajudar a perceber o seu dia a dia? Claro que é difícil e que nem todos os dias é fácil, mas pode definir: Escrever 3x por semana o meu dia alimentar. Além disso, escreva a vermelho as asneiras 🙂 Assim quando for escrever novamente vai percebendo o que tem feito ao longo da semana. Pode fazer com que se aperceba de que existem alguns hábitos alimentares que precisa de alterar. Quem diz escrever, diz fotografar, secalhar acaba por ser mais fácil 🙂
  • Não pense constantemente na balança: Não se pese todos os dias, isso acaba por lhe trazer ansiedade e uma pressão constante durante toda a sua semana. Defina um dia por semana para se pesar ou combine com o seu Nutricionista quando o fazer. Se estiver constantemente a pensar no seu peso e na balança é uma pressão horrível e não podemos viver assim!
  • Não pense no que não pode comer: Se o fizer, de certeza que ainda lhe apetece mais determinado tipo de alimentos. Já ouviu “O fruto proibido é o mais apetecido”? No entanto, arranje estratégias que o ajudem a comer o que mais gosta mas de forma saudável. E não se esqueça, os nossos hábitos alimentares criam-se, ou seja, não é de um dia para o outro que consegue deixar de se desabituar a determinado alimento. O que eu como hoje em dia não comia há uns anos atrás, e isso faz parte de toda a mudança que queremos fazer na nossa vida.
  • Não salte o pequeno-almoço: Não pode existir a desculpa de que não tem fome logo de manhã! Comece nem que seja por comer um iogurte e vá aumentando todos os dias. Um dia adiciona 1 colher de sopa de flocos de aveia e por aí em diante. Senão, o que acontece? Ao fim-da-tarde vai estar cheio de fome e acaba por comer alimentos que não deve.
  • Coma várias vezes ao dia: Percebo que muitas vezes seja difícil, mas se levar tudo preparado de casa é meio caminho andado. Ande sempre com snacks na lancheira para diminuir a probabilidade de ir ao café se tiver fome.
  • Utilize pratos mais pequenos: Que acha de experimentar? Sabia que a utilização de pratos mais pequenos se encontra associado a uma ingestão menor de alimentos?
  • Calma: Muitas vezes começa por ficar ansioso quando não vê os números da balança a baixar, mas calma! Defina os objetivos com o seu nutricionista para facilitar. E pense… As roupas estão mais largas? A minha aliança está mais lançante? O relógio fica mais largo? Tudo isto é importante!

Se quer ter acesso a mais publicações sobre perda de peso, veja aqui uma compilação de todas as publicações.

Além disso, não se esqueçam da prática de exercício físico! É tão, mas tão importante… comecem por uma caminhada, já é fundamental! Depois vão evoluindo ao longo dos tempos, consoante o vosso tempo e o que conseguem fazer. Deixo aqui alguns exemplos de roupa de desporto (que são a minha cara), e alguns deles estão em promoção (por exemplo, os calções estão a 45% de desconto):

 

Se têm dúvidas, questões ou apenas partilhar as vossas experiências, façam-no em comentário! Gosto muito de saber o vosso feedback.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

9 truques para perder peso de forma saudável

Perder peso, tanto no inverno como no verão, deve ser de forma saudável e duradoura! 🙂 Sabem qual é o problema? É pensar que a cenoura ou que a banana engorda… mas não pensar que o pastel de nata ou o palmier engordam! Ou seja, haver estas questões quando em NADA tem a ver um alimento com outro! Queiram perder peso por um estilo de vida mais saudável, por vocês… pela vossa saúde!

E assim, que tal seguir algumas dicas para uma perda de peso saudável?

  • Não pense em dieta, mas sim numa alimentação saudável. Quando pensa “tenho de fazer dieta”, existe logo uma conotação negativa com esta palavra. As variações bruscas de peso não são saudáveis. Se começar a mudar alguns dos seus hábitos alimentares ao longo de tempo, irá perder peso sem esforço e de acordo com a sua vontade. Deste modo, e quando estiver mais próximo da época balnear, estará com o peso que pretende e não necessita de realizar uma dieta extrema e radical … Lembre-se: Alimentação saudável durante o ano, e não dieta de 2 ou 3 meses.

 

  • Motivação: O primeiro passo para a perda de peso depende de si. É fundamental que esteja motivado e que tenha força de vontade para as alterações necessárias no seu dia alimentar. Claro que, com a ajuda de um profissional de nutrição;

 

  • Família/Amigos: Quando estiver a pensar perder peso, partilhe com a sua família e amigos essa vontade, será muito mais fácil com o seu apoio. Tente fazê-los perceber que é fundamental a sua ajuda, e que será necessário que também contribuam com algumas mudanças, como por exemplo, deixar de comprar bolos e doces para casa, pois de outra forma poderá não conseguir resistir;

 

  • Comece por fazer pequenas alterações no seu dia-a-dia. Ex: Fraccione sempre as suas refeições, comendo de 3.30h; prepare as suas merendas da manhã e da tarde antes de sair de casa; compre só o necessário para casa (não coloque em questão haver festas ou jantares em casa); inicie a sua refeição com um prato de sopa;

 

  • Inicie uma atividade física: Mesmo que seja pouco, é melhor que nada. Comece devagarinho a fazer uma caminhada 3x por semana ou inscreva-se na natação ou no ginásio. Pratique atividade física de acordo com os seus gostos pessoais e sem se sentir obrigado (Ex: Se não tem tempo para caminhar, compre uma passadeira e quando vê televisão pode aproveitar para andar 10 minutos. Não gosta? Coloque um pacote de arroz em cada mão e faça levantamento do peso). Em baixo tem alguns artigos de desporto em desconto, pode ver se carregar:

 

  • Não desanime! Cada passo é um passo, e não precisa de perder o peso todo de uma vez. Cada objetivo cumprido tem de ser um motivo de entusiasmo para si. Crie objetivos semanais: Quer ideias? Veja a publicação aqui.

 

  • Não seja radical! Ter uma alimentação saudável não significa tirar da sua alimentação o que mais gosta. Mas claro, começar a ter contenção no que come e fazer alterações alimentares são dois passos importantes;

 

  • Não se faça prisioneira da balança aí de casa. Não tem de se pesar constantemente, isso acabará por trazer ansiedade e nervosismo.

 

  • Não se esqueça, o acompanhamento por um profissional de nutrição é essencial para a adaptação do seu dia alimentar às suas necessidades energéticas, ou seja, a criação de um plano alimentar individualizado. Não tente fazer dietas sozinho, por vezes as escolhas não são as mais corretas e poderão resultar em problemas de saúde. Antes de começar, informe-se com um profissional de nutrição e tire todas as suas dúvidas… Quando estiver preparado, comece!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

PORQUE É QUE É DIFÍCIL FAZER DIETA?! EU EXPLICO!

Hoje vamos lá falar sobre o que é na realidade perder peso… fazer dieta… ter um estilo de vida saudávelPor mais que em consulta vos queira ajudar a atingir os vossos objetivos, vocês, desse lado têm de querer. É o que digo muitas vezes… eu ponho tudo de mim, de forma a conseguir ajudar, motivar e tentar explicar o porquê de determinadas opções alimentares. Ou seja, fazer perceber o porquê de x ou de y… Mas antes disso tudo, é importante que percebam que tudo começa em vocês, porque por mais que esteja disponível para falar, motivar ou tirar dúvidas, se não forem vocês próprios a querer mudar, nada feito!

Eu sei que às vezes já queriam sair com menos peso da consulta, mas isso não é possível! O importante perceber é que o que combinamos em consulta tem de vos fazer sentido e têm de querer manter isso para a vida toda. Ou acham que depois de atingirem os vossos objetivos faz sentido começar novamente a comer bolachas, doces, bolos e pão todos os dias e a todas as refeições…?!? Não vos pode fazer sentido, senão voltam novamente tudo atrás… não há milagres! Além da questão do peso e uma coisa que me faz confusão é a nossa saúde, a vossa saúde! Cada vez mais temos de estar atentos às opções que fazemos e às escolhas que tomamos, pois garanto que têm imensa influência na nossa saúde e nas doenças que por vezes se desenvolvem.

Por vezes sentem-se cansados? Dormem mal? Sentem-se pesados? Sem energia? Já pensaram que pode estar relacionado com a vossa alimentação? Pensem nisso…

Fazer a dieta da alface, a dieta da fruta, a dieta do limão ou o que quer que seja, tem de ser uma dieta que seja possível manterem sempre, ou seja, sustentável ao longo do tempo e ao longo da vossa vida! Acho que por vezes escrever o que sinto se torna difícil e não consigo passar a mensagem da melhor maneira, mas eu tentooo 🙂

Ter uma alimentação saudável não é:

  • Comer só cozidos e grelhados;
  • Deixar de comer arroz, massa, batata, ervilhas, grão, feijão;
  • Deixar de comer pão ou cereais;
  • Deixar de comer fruta, nomeadamente banana, dióspiro, manga, papaia;
  • Comer apenas um iogurte ou 1 peça de fruta ao lanche;
  • Comer apenas uma saladinha ao almoço;

E acima de tudo, não é passar fome! Pelo contrário, ter uma alimentação saudável é:

  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
  • Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?

Quando queremos perder peso (ou ter um estilo de vida saudável), temos de querer MUDAR! MUDAR PARA SEMPRE! Porque é assim… perder peso toda a gente perde! Mas manter por vezes é que é difícil! E porquê? Porque na realidade não existe uma MUDANÇA DE HÁBITOS ALIMENTARES! Desculpem o desabafo, mas não faz sentido questionar se a cenoura engorda… porque vos garanto que se o problema disto tudo fosse a cenoura, não havia pessoas que precisassem de ir a consultas de nutrição…

Agora e importante, uma alimentação saudável inclui por vezes fazer um erro alimentar. Não é por ter um aniversário ou um casamento e comer uma fatia de bolo que vão deixar de ter uma alimentação saudável! O importante é saber que no dia seguinte não irá fazer novamente nenhum erro alimentar e até pode ir dar uma caminhada. Tudo com conta, peso e medida. Como eu costumo dizer, como é óbvio, não vou para um casamento comer alface! ÓBVIO QUE NÃO, porque nem faz sentido! Faz sentido sim, fazer escolhas alimentares conscientes!!

Além disso, e para terminar, ter um estilo de vida saudável e entenda-se disso praticar exercício físico, não é ir 3h para o ginásio. É sim, praticar exercício físico consoante as suas necessidades e de acordo com o que gosta. 30 minutos de caminhada 4x por semana é assim tanto? Claro que, é fundamental que seja acompanhado por um profissional de desporto que defina o que deve fazer. Deixo-vos aqui alguns artigos que são mesmo à minha maneira e que alguns deles estão em desconto, é só carregar para verem.

 

Os meus contactos para marcar consulta são: mariagama@poetenalinha.pt ou 927508410. Caso ainda não estejam preparados para uma consulta de nutrição, mas querem perceber de que forma podem fazer alterações alimentares mais saudáveis, participem nos meus workshops (esta semana vou lançar as próximas datas, fiquem atentos).

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, , ,

4 erros comuns quando quer emagrecer

Muitas vezes queremos perder peso, ou até mantê-lo, mas não nos apercebemos de alguns erros que por vezes fazemos no dia-a-dia e que podem influenciar bastante os nosso resultados. Por isso mesmo, hoje deixo quatro erros dos quais me apercebo que acontecem frequentemente.

  • Passar o dia sem comer: Se saltar refeições ou passar o dia a comer “qualquer coisa”, como uma sopa e uma peça de fruta ao almoço, não vai acabar em bom resultado. Vai chegar ao fim da tarde cheio de fome, comendo demasiado ao fim-da-tarde ou até à noite. Além disso, a vontade por alimentos altamente calóricos, ricos em açúcar e em gordura vai aumentar. Quantas vezes almoçamos só uma saladinha?
  • Os produtos integrais emagrecem: Não. Os produtos integrais apresentam uma maior quantidade de fibra que nos ajuda a aumentar a saciedade ao longo do dia. No entanto, e tal como os outros produtos, contêm calorias, açúcar, gordura e têm de ser comidos com contenção e de acordo com as quantidades devidas. Não vá em conversas, tenha sempre em atenção os rótulos dos alimentos, pois existe uma grande maioria de alimentos altamente calóricos.
  • Ao fim de semana é o dia da asneira: Claro que ao fim-de-semana é mais propício fazermos asneiras e fugirmos à alimentação que temos durante a semana. Mas, no entanto, não podemos “estragar tudo” e estar a pensar durante a semana inteira “ao fim de-semana posso fazer o dia da asneira”. Se tivermos um jantar ou um aniversario, que tal pensar “Do que está na mesa, o que é que eu gosto mais?”. O importante é que coma de tudo um pouco, mas com moderação. Além disso, se houver um fim-de-semana em que não aniversários ou jantares, qual é a razão para cometer um erro alimentar? Só porque sim? Podem ver a minha opinião sobre o dia da asneira, aqui.
  • Sumos naturais: Quantas laranjas utilizam para fazer um sumo natural? 2 ou 3? Além da remoção da fibra presente na fruta, já pensou que se no seu plano alimentar estiver definido que pode comer 2 peças de fruta por dia, se fizer um sumo de laranja esgota as outras peças de fruta para o resto do dia. Além disso, a fruta dá imenso jeito para levar para os snacks da manhã e da tarde. Isto não quer dizer que de vez em quando não o faça 🙂

Estes são alguns dos erros comuns que são falados em consulta. É importante que em consulta exista a definição dos objetivos pessoais de cada um, criando e planeando estratégias que ajudem ao seu alcance.

Uma das dificuldades que também existe é a vontade por doces. Normalmente eu acabo por me ´vingar´ em manteiga de amendoim que me acalma logo 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

6 razões que podem estar a dificultar a sua perda de peso

Existem imensos fatores que podem contribuir para que não tenhamos uma alimentação saudável e por isso mesmo, que não permitam que percamos peso, ou até que o mantenhamos. Por vezes, nem pensamos neles. Aliás, nem nos apercebemos que eles existem uma vez que fazem parte do nosso dia-a-dia.

Será que se identifica com alguns dos aspectos que apresento de seguida? Se sim, tome uma atitude! Escreva já na sua agenda que amanhã não o vai fazer 🙂

    • Acorda sem tempo: Sim, se acorda atrasado para o trabalho é bem provável que pegue numas bolachinhas e coma à pressa antes de sair de casa! Por isso mesmo: Não deixe que isso aconteça! Duas hipóteses: Ou acorda mais cedo para que consiga realizar esta refeição ou prepara de véspera. Há imensas hipóteses de pequenos-almoços, pode ver algumas ideias aqui.
    • Chega tarde a casa: Claro, é normal que depois de um dia de trabalho só lhe apetece chegar a casa e descansar. Mas, se não tiver o jantar pronto qual é o resultado? Comer “qualquer coisa”. É fundamental que prepare as suas refeições de véspera e que aproveite o fim de semana para o fazer. Ideias para manter um jantar saudável, aqui.
    • Almoça fora: Se for sozinho pode ser que faça uma escolha acertada. Mas, e se forem vários colegas a almoçar? “É só hoje, não faz mal”. Tente levar o almoço de casa (a sua saúde e a sua carteira agradecem 🙂 ). Aqui ficam algumas dicas para quando vai almoçar fora.
    • Passa horas sem comer: Pois, isto acontece várias vezes! Passa horas sem comer (ou porque não levou lanche, ou porque tem muito trabalho ou apenas porque não lhe apetece) e depois o resultado: Está cheio de fome e apetece-lhe comer tudo o que lhe aparecer à frente.
    • Ofertas no local de trabalho: Bolachinhas, chocolates, bolos, salgados.. Existe uma panóplia imensa de alimentos que por vezes são oferecidos no seu local de trabalho. Dica: Motivação! Persistência! Além disso, a marmita! Se tiver os seus lanches todos preparados, é muito mais fácil que não caia na tentação. Agora, se estiver horas sem comer e sem nada para lanchar, claro, aí será mais difícil.
    • Hora de ver televisão: Tem de se distrair! Pode fazer palavras cruzadas, croché, ler… Arranje alguma coisa que não lhe faça estar sempre a pensar em “petiscar” alguma coisa. E além disso, tem de jantar como deve de ser!
    • E claro, exercício físico: Normalmente quando começamos a praticar exercício físico muitas vezes damos tudo no primeiro treino, ficamos todos doridos e deixamos de o fazer durante uns dias. Não pode ser! Peça ajuda a um profissional de desporto, que o oriente nesse sentido. Segunda, quarta e sexta-feira vai caminhar durante 30 minutos, escreva já! Vão ver que se vão sentir tão bem e tão enérgicos que vai começar a fazer parte da vossa semana. Tal como várias coisas na nossa vida (descansar, comer, passear etc) são prioridades, o exercício tem de estar no mesmo patamar!  Compre roupa que vos faça sentir bem: Claro que podemos utilizar qualquer tipo de roupa para praticar desporto, mas na realidade, se tivermos uma calças confortáveis (por exemplo agora no inverno as de licra dão imenso jeito), ténis adequados ao exercício, camisolas e top´s (no caso das raparigas) de uma cor gira etc… sentimo-nos muito melhor para tal.

Concorda? Faça uma reflexão e pense se alguns destes aspectos estão a influenciar a sua alimentação diária. E, se tiverem, tome uma atitute e planeie a melhor forma de os contrariar! 🙂 Aqui ficam algumas promoções de artigos de desporto em desconto que podem crer aproveitar. Se carregarem nas imagens têm acesso à descrição do produto bem como a mais do mesmo género (desculpem as cores rosa, mas eu adoroooo 😉 )

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

5 dicas para não desistir da dieta

Façam uma reflexão e pensem: Quantas dietas já experimentei? Há quantos anos ando de dieta? Há quanto tempo ando a tentar perder peso?!

Começar uma dieta muitas vezes é bastante fácil, basta estarmos motivados e querermos! No entanto, mantê-la é que é a  maior dificuldade muitas vezes, concordam? Por isso mesmo é que nem gosto de chamar dieta, mas sim estilo de vida saudável! Começamos super motivados, mas se depois alguma coisa surge na nossa vida, lá vem o discurso de ´agora não estou preparado´, ´tenho uma vida complicada e não tempo para estas coisas´, ´trabalho muito e não tenho tempo´… são tudo verdades. Mas é por isso que vão começar a comer bolos a torto e a direito?! Que vão começar a beber sumos?! Na minha opinião é apenas uma desculpa.. e porquê? Porque há opções que podem fazer parte do nosso dia-a-dia e que nada têm haver com ter tempo ou não…

Assim sendo, e algumas dicas para não desistir da dita ´dieta´ (Estilo de vida saudável):

NÃO PASSE FOME: Pessoal, passar fome não é a solução para perder peso! Se por vezes a perda de peso já é uma dificuldade em termos psicológicos, quanto mais passar fome. Não queira perder peso a todo o custo, porque mesmo que perca bastante peso num curto espaço de tempo, pode não ser sustentável a longo prazo.

OBJETIVOS: É uma forma de nos levar a pensar no que queremos manter, alterar ou melhorar. A definição destes objetivos pode ajudar, e bastante, desde que realistas e sustentáveis ao longo do tempo. Por exemplo, não queiram perder 10 Kg num mês ou começar a ir ao ginásio 7x semana. E porquê? Eu sei que isso é possível, sim! Mas muitas vezes é possível à motivação que nos move e depois o resultado, quando acontece alguma coisa que não estávamos à espera, desistimos de tudo! E por isso mesmo, vejam aqui alguns exemplos:

  • Fazer atividade física 3x semana
  • Beber pelo menos 5 copos de água por dia (beber um copo de água antes ou em cada refeição)
  • Tomar o pequeno-almoço sentado à mesa 3x por semana
  • Realizar uma refeição sem sal (adicione especiarias e ervas aromáticas)
  • Não comer manteiga pelo menos 1 dia na semana
  • Ir almoçar fora só 2x semana (levar a marmita nos restantes dias)
  • Comer mais devagar e demorar pelo menos 15 a 20 minutos a almoçar
  • Comer 2 peças de fruta por dia

ALIMENTAÇÃO IDEAL: O plano alimentar que é definido para vocês tem de vos fazer sentido, é o que digo sempre em consulta! Digo sempre que ´antes de cumprirem o plano alimentar que definimos porque eu digo, têm de o cumprir porque tudo o que combinamos vos faz sentido´, pois se tal não for assim, é mais difícil que tudo corra bem.

TENHA CONSULTA MARCADA: Por vezes tenho vários clientes que tentam fazer dieta sozinhos… que procuram na internet ´como fazer dieta´e assim o fazem. Claro que é sempre importante estar alerta para opções mais saudáveis, mais conscientes, mas por vezes as opções que fazemos não são as mais corretas… e qual é a solução? O que é que vocês pensam? ´Ando aqui eu a excluir imensa coisa da minha alimentação e não consigo perder peso, então não vale a pena´! É fundamental que seja acompanhados por um profissional da área de nutrição, que vos defina objetivos e faça um plano alimentar consoante as vossas preferências alimentares.

DIÁRIO ALIMENTAR: Talvez a melhor forma de se aperceber dos erros alimentares que comete, ou então das combinações alimentares que poderiam ser interessantes alterar. Muitas vezes não nos apercebemos do que fazemos diariamente, e muitas vezes em consulta é um dos métodos interessantes a aplicar.

NÃO DESMARQUE A CONSULTA DE NUTRIÇÃO: ´Este mês não fiz nada, então não vale a pensa ir à consulta´, ´Não perdi peso, o que é que vou fazer à consulta de nutrição?´… Ora pois bem, é meio caminho andado para que as coisas não corram bem. A consulta de nutrição é um momento super importante para exista uma conversa, para que exista motivação, para que exista um compromisso e a definição de objetivos.

RETIRE OS INIMIGOS DE CASA: Quanto mais estiver à vista determinado alimento que nós gostamos muito, pior é! E falo por mim… Adoro queijo, adoro mesmo. Qual é a solução para não o atacar quando chego a casa? Não o tenho! Tenho apenas queijo fresco. É uma estratégia ótima para nos ajudar. Além disso, ter no entanto alimentos que nos satisfaçam em casa, de forma a termos prazer com a nossa alimentação dessa forma.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!