Posts

, ,

5 dicas ESSENCIAIS para quem não tem paciência para cozinhar

Ter uma alimentação saudável não é possível apenas para quem gosta de cozinhar. Tenho de vos admitir que por acaso, tenho vindo a gostar mais de cozinhar, uma vez que ao fazer receitas novas para partilhar com vocês, e ao ficarem saborosas, dá-me gozo 🙂 No entanto, e antes não gostando tanto de estar na cozinha, não era razão para não ter refeições saudáveis. Até porque se repararem, a maioria das minhas refeições são super simples de fazer e de preparar.

Tal como a vocês, também não me apetece chegar a casa às 21h00 e fazer o jantar, seria muito mais fácil optar por alguma coisa embalada. No entanto, isso não é de todo opção, nem para mim, nem para ninguém!  Claro que temos de ter bom senso, e chegando a casa pelas 20h00 ou 21h00 e ainda querer ir fazer um prato de forno pode não ser de todo viável porque só estaremos a jantar por volta das 22h00 ou 23h00 e até lá, cheios de fome. Como eu digo sempre, temos de ter noção de como é a nossa vida e os nossos horários, aceitar isso e arranjar estratégias que nos permitam ser mais saudáveis, perante a nossa realidade.

Por isso mesmo, no meu caso ,tento deixar as coisas minimamente preparadas ou fazer em maior quantidade para me dar para mais vezes. Caso não consiga mesmo, vou buscar um frango de churrasco ou grelho uns bifes (podem ver aqui os meus hábitos semanais, de forma a perceberem como é que me organizo e de que forma e que consigo ter, por exemplo, sempre legumes preparados).

Sendo assim:


Faça compras
:

– O que quero dizer com isto? Que temos de fazer compras para o mês ou ir ao supermercado todas as semanas. Se não gosta de cozinhar, convém que tenha uma grande variedade de alimentos disponíveis para que possa chegar a casa e ter uma refeição saudável e quem sabe, preparar para o almoço do dia seguinte.. Se tal não acontecer, só de pensar que ainda tem de pensar no que vai ter de fazer para o jantar e como o vai confeccionar ainda torna tudo mais difícil. A forma de o conseguir é mesmo ter coisas simples em casa e rápidas de fazer, como bifes de peru/frango, ovos, latas de atum ao natural. Se deixarem a descongelar depois é só fazer e não demora assim tanto tempo. Claro que o objetivo não é fazerem bifes grelhados todos os dias, mas para quando não têm mesmo paciência é ótimo para ´safar´.

– Para não andar sempre a comer o mesmo, a minha dica é: Hoje chega a casa e lá vai ter de comer uns bifes grelhados porque não tem nada pronto… MAS, pode também ter deixado uma perna de peru a descongelar, e aproveita para a fazer logo, para ficar para amanhã ao jantar… Voltamos à conversa de ser melhor acabadinho de fazer, concordo… mas às vezes não dá. E se não dá, temos de comer as refeições de um dia para o outro. É a vida!
Pré-prepare refeições:

– Se tiver refeições congeladas torna tudo mais fácil. Pode crer. Imagine aqueles dias em que chega a casa sem paciência para nada, perto das 20h/21h e só lhe apetece descansar? Se tiver legumes e arroz congelado (sim, eu sei que o arroz acabadinho de fazer é bem mais saboroso), é só descongelar e quem sabe, juntar uma lata de atum?!? Abrir uma lata de atum não dá assim tanto trabalho… certo? Ou seja, tire da ideia pizzas congeladas, lasanhas etc etc…

Aumente a quantidade de comida cozinhada: Costumo fazer jantar a pensar logo no almoço do dia seguinte, o que me facilita muito. É importante que façam o mesmo, principalmente para quem leva marmita para o trabalho. Optem sempre por levar sopa (não vos faz mal nenhum, só vos faz é bem), prato principal e terminar o almoço com uma peça de fruta.
– Fiz hambúrgueres de peru e espinafres no outro dia (podem ver a receita aqui) para o jantar e aproveitar para fazer logo em grande quantidade, deu para cerca de 13 hambúrgueres, os quais congelei e assim dão para alguma ocasião em que não tenha nada pronto.

Legumes preparados/congelados: Se tiver os legumes já lavados e arranjados torna tudo mais fácil. Claro que arranjar e cozinhar legumes todos os dias, não me parece! Ou então, para quem gosta de cozinhar e/ou tem tempo, tudo bem. Além disso, tenho sempre sacos de legumes congelados que dão sempre jeito. É um instante a cozinhar.

Material de cozinha: Pode parecer que não, mas faz toda a diferença porque vos ajuda na preparação e confeção das receitas. Formas de silicone, colheres de pau, liquidificadora, varinha mágica, colheres de silicone para ´rapar´ os preparados… Os utensílios adequados porque facilitam imenso na cozinha. Por exemplo, eu tenho várias formas de silicone para conseguir fazer os meus queques em grande quantidade e não fazer poucos. Por exemplo, também tenho o utensílio que permite tirar a água da alface quando a lavamos, o que facilita o processo, tenho vários frascos de vidro de conservação para guardar tudo, tenho uma spiralizer que também ajuda a variar as refeições…  Tigelas tenho várias porque assim posso fazer granola, massa das panquecas… Tenho vários frascos para guardar os flocos de aveia e/ou bolachas que vou fazendo (Podem carregar nas imagens , para terem acesso a mais do mesmo género).

 

 

 

Quem não tem uma paixão pela cozinha tem de ser bem mais organizado, mas é possível. Só temos de ter presente que temos de seguir os princípios mais simples de alimentação saudável, como comer sopa às refeições principais, uma fonte de proteína, hidratos de carbono e legumes. Para isso, é pensar de que forma o podemos fazer da forma mais simples possível para não dar trabalho.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram e subscreveram o meu canal de Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha