,

5 truques para manter uma alimentação saudável em viagem

Hoje estamos de viagem… lá vamos nós aproveitar o fim-de-semana para passear um bocadinho 🙂 Para mim, quando há dias de viagem é fundamental levar a marmita/lancheira preparada para conseguir manter a nossa alimentação, senão torna-se quase impossível. E sinceramente, na minha opinião não dá trabalho nenhum, é só uma questão de organização.  Ir ao café comprar “qualquer coisa” para comer, para mim, pelo menos, não é opção. E, de certeza, que a maioria dos alimentos disponíveis com um baixo valor nutricional, uma vez que esse tipo de estabelecimentos muitas vezes acabam por ter alimentos à venda com elevado valor calórico, ricos em gordura e açúcar. E já para não falar do dinheiro que se gasta a comprar comida fora…pelo menos o meu pensamento é ter garantidas algumas refeições (isto não significa não ir comer as iguarias do sítio, mas sim, garantir pelo menos os snacks da manhã e da tarde)

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência, ou pelo menos, ter os alimentos em casa. Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável. Para os homens,que não andam de mala, podem sempre levar uma pasta para também o conseguirem fazer. Se se tornar um hábito é muito mais fácil. É tudo uma questão de comprar e/ou ter os alimentos certos em casa, que garante que os possamos levar.

O que é que eu vou levar dentro da nossa mala para o nosso fim-de-semana?! Panquecas já feitas (receitas aqui), flocos de aveia, frutos secos (nozes, cajus e amêndoas), ovos cozidos, fruta prática (banana, maçã), barras da prozis, aqui (não sou de comer este tipo de alimentos diariamente, mas nestas ocasiões acho que dá imenso jeito. Se comprarem online, com o código poetenalinha têm 10% de desconto), bolachas de arroz… e como podem perceber, estes alimentos já dão para nos safar nos meios da manhã e da tarde 🙂 Alugámos um sítio com  kitchenette para pudermos também fazer o nosso pequeno-almoço e até levar algumas coisas para os nossos almoços… acho que o preço que se paga compensa  o que se gasta em comer fora… e depois, vamos comer fora ao jantar 🙂

Por isso mesmo, algumas dicas para quando vão viajar, ou quando vão para fora:

  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Colocar aveia numa marmita ou num saco, cozer ovos, comprar a fruta necessária, frutos secos…
  • Leve diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que riiogurtes bebíveis. Claro que neste caso depende do sítio para onde vai, ou seja, se deixam passar ou não 🙂

  • Pense em quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches, ou seja, leve a lancheira cheia. Por exemplo, nós vamos andar de avião, pelo que as horas que vamos estar à espera, até chegar ao local, ainda são algumas e por isso é que levo a mala com bastante comida.
  • Não se esqueça da garrafa de água, é fundamental andar com uma. Além disso, comprar nas áreas de serviço ou no aeroporto sai caríssimo.
  • Pode sempre fazer as suas bolachas (receita aqui) ou as suas panquecas (receita aqui), ou barras (receita aqui) para levar na viagem. Por aqui e como disse atrás, vamos levar panquecas já feitas que é muito fácil para comer em qualquer lugar.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram e subscrever o canal Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

1 responder
  1. Paula Palmares says:

    Também tento proceder sempre proceder desta forma
    Nao como comida em restaurantes e centros comerciais. Adapto as minhas refeições ao meu dia a dia.

    Responder

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *