, , ,

8 truques para se ORGANIZAR na cozinha

Ninguém disse que a organização na cozinha era fácil, de todo! Aliás, acho que não é nada fácil, principalmente se não estivermos focados para isso. Partilho muito esta opinião, que, apesar de nos termos de alimentar todos os dias, caso exista alguma coisa que tenha de ficar para trás (devido à falta de tempo, à falta de paciência, ao excesso de trabalho ou a outra razão qualquer), é a nossa alimentação… ou vamos comprar comida fora, ou vamos jantar fora, ou desenrascamos alguma coisa para comermos durante o dia! Não sei qual é a vossa opinião, partilham comigo?

MAS, também acho que é possível termos uma alimentação saudável e organizada diariamente, desde que na verdade, estejamos focados, organizados e virados para aí! Além disso, que a pessoa que viva connosco perceba a importância de uma alimentação saudável e que nos ajude nesta ´luta´. Por isso mesmo, e sabendo a dificuldade que existe, decidi escrever sobre este tema, sobre os meus truques para vos conseguir ajudar e tentar ´descomplicar´ o que muitas vezes parece um grande desafio.

Começo por partilhar com vocês que eu não gostava nada de cozinhar, por isso, sei, o que a maioria de vocês sente desse lado… era literalmente uma ´seca´. Depois, com o passar do tempo e com a experiência fui começando a gostar do que cozinhava, fui percebendo que até me safava na cozinha e agora até me dá prazer cozinhar… ou seja, é possível! Aliás, como em tudo! Tudo é possível, desde que queiramos 🙂

  • Despensa: Tem de estar ´cheia´, ou pelo menos, garantir que temos os alimentos todos disponíveis para a nossa alimentação semanal. Até digo mais, para mais que uma semana, que é para garantir quando não vamos sempre às compras. Normalmente eu compro logo 2 ou 3 pacotes de certo alimento para ficar tipo em ´armazém. Porque pensemos no seguinte… não temos jantar, mas temos uma família de 4 ou 6 pessoas… se tivermos várias latas de atum na despensa, rapidamente se faz um jantar para todos! Cozemos massa, juntamos atum e ovo cozido, mais os legumes congelados que estão no congelador… Não é preciso encomendar uma pizza, comer cereais ou uma sandes ao jantar (Até porque não é de todo o mais aconselhado).
  • Frigorífico e congelador: O mesmo que a despensa… Garantir a alimentação para todos! Ter carne/peixe/leguminosas em grande quantidade para safar as refeições (ter sempre postas individuais quando é preciso fazer só para nós por exemplo); legumes frescos, congelados, embalados prontos a usar (dependendo da refeição e do tempo vão gerindo o que é preciso fazer). Eu tenho quase sempre salmão/dourada/bifes de peru ou frango congelados individualmente… leguminosas que demolhei congeladas em sacos individuais… Podem ver nesta publicação quais os alimentos que para mim não podem faltar em casa.
  • Alimentos prontos: Claro que o melhor é comprarmos tudo o mais natural possível, e confeccionarmos no próprio momento… concordo! MAS, a teoria é muito diferente da prática… porque na verdade, chegar a casa às 22h00 e ainda ir preparar os legumes, acordar às 7h00 e ainda ir triturar os flocos de aveia…Por isso, tenho sempre legumes frescos prontos a usar, legumes congelados, farinha de aveia com sabores da prozis (com o código poetenalinha têm 10% de desconto), barras zero da prozis (não costumo consumir, mas caso vá de viagem por exemplo, vai na mala), manteiga de amendoim e amêndoa, iogurtes líquidos, frutos secos… Se chega a casa e não está com paciência para fazer legumes, abre a embalagem da rúcula, espinafres, alface.. e num instante tem uma salada pronta!
  • Utensílios de cozinha: Claro que não é obrigatório, mas dá imenso jeito. Eu tenho vários utensílios que acho que facilitam a vida, e vou deixar aqui alguns para verem: Processador de alimentos, Liquidificador, Espátulas, Frigideira de Panquecas, Spiralizer, Formas de silicone.
  • Quantidade: Pois é, acho fundamental! Fazer em grande grande quantidade! Claro que, comer as refeições acabadinhas de fazer é o melhor… mas por vezes não dá! Por vezes é uma das vossas grandes dificuldades, porque não há tempo, e então acabam por comer qualquer coisa… se for para ser assim, mais vale fazerem arroz em maior quantidade, dois frangos em vez de um, dois peixes assados em vez de um… tem de ser, porque senão é muito difícil! Cá em casa fazemos isso, e se for mesmo a mais, congelamos algumas das refeições para dar para a semana seguinte. É como a sopa, sempre que se faz, são 3 ou 4 marmitas para congelar e termos para a semana toda 🙂
  • Descomplicar: É o que é! Descomplicar é o mais fácil, porque senão andamos sempre a pensar nisto! Fazer um assado ou um guisado para o jantar é ótimo, mas quando não há tempo… descomplique! Por exemplo, se tem bifes de peru e não os quer fazer grelhados porque não sabe a nada, tempere só com pimenta e limão… fica logo diferente e saboroso! Pode até, cortar os bifes aos bocadinhos (tipo strogonoff), colocar numa panela com cebola, alho, azeite e um pouco de água ou vinho… e voilá, tem o jantar feito! Se não quer mesmo ter mais trabalho, até pode colocar o arroz lá para dentro e fica tudo feito no mesmo tacho! 🙂 Aconselho sempre é a fazer os legumes à parte para se comer em maior quantidade (porque quando fazemos arroz de grelos nunca comemos tantos grelos quanto devíamos),  mas se tiver que ser, coloque lá para dentro também!
  • Já que vamos, despachamos: É o que eu penso… se vou para a cozinha, aproveito e despacho mais coisas! Se vou utilizar o forno, aproveito e faço panquecas ou muffins no forno! Se vou estar no fogão, faço panquecas na frigideira das panquecas, legumes salteados na wok ou estufados no tacho… tentar sempre fazer a mais do que é preciso! Já cheguei a fazer mais refeições numa noite, que assim fiquei com o jantar do dia seguinte despachado… porque eu não sou muito de ir ao domingo para a cozinha despachar as refeições, prefiro durante a semana!

E por fim, PACIÊNCIA E PERSEVERANÇA! Isto não é fácil, não. Mas também acho que é tudo uma questão de adaptação e de nos fazer sentido. E a mim, faz-me muito sentido. Aqui em casa vamos gerindo consoante quem chega primeiro a casa, para ir despachando o jantar e as refeições, porque senão seria muito complicado. E quando vamos às compras, ambos sabemos o que temos de comprar e ao que estamos habituados…

Espero que tenham gostado, que comentem, que deixem as vossas opiniões! No dia 9 de fevereiro vai haver um workshop sobre Pequenos-almoços e snacks saudáveis caso seja uma das vossas dificuldades 🙂 Basta enviarem um email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *