, , ,

Estás mais gordinha, não estás? Estás mais magrinha, não estás?

Eu gostava de saber porque é que as pessoas se dão ao luxo de comentar o que nada… mas nada têm a ver com isso! Ora se uma pessoa está com mais peso, ora se uma pessoa está com menos peso… Qual é que é o objetivo das pessoas ao fazerem esses comentários? Será que não sabem que as próprias pessoas sabem disso?! Todos temos espelhos em casa… digo eu. Uma coisa são pessoas chegadas que nos querem alertar para determinada situação e com quem temos confiança para falar sobre determinados assuntos, outra coisa é toda a gente comentar… Para mim, pelo menos, é isso que me faz sentido. Se a minha irmã ou a minha mãe me quiserem alertar para alguma questão é uma coisa, agora de resto… ninguém tem de fazer comentários!  E esta publicação que estou a escrever nem é pelo que me dizem a mim, mas pelo que dizem às pessoas em que acompanho em consulta!

Todos temos de ter noção de que esses comentários podem afetar, e muito, a vida das pessoas! Porque pode parecer que não, mas as pessoas ficam a pensar nisso, e pode afetar negativamente toda a sua vida e auto-estima. Vamos deixar de comentar a vida das pessoas?! Deixar de comentar as opções que as pessoas fazem?! Vamos?! Se nós queremos ajudar as pessoas que estão à nossa volta a ser mais saudáveis, não é dessa forma, mas sim, incentivando a ter uma alimentação mais saudável e a praticar exercício físico.

Esse tipo de comentário só fomenta as pessoas que têm problemas com o seu corpo a ficarem com mais problemas, a se refugiarem na comida e a não conseguirem ultrapassar essas questões que influenciam e tanto, a sua vida! Por isso, em vez de comentários, tentem ajudar com atitudes… !

Por exemplo, em vez de dizerem que estão com mais peso, porque é que não incentivam a comer um prato de sopa sempre antes do prato principal? Se forem o exemplo, a pessoa pode querer seguir!

Qual é a vossa opinião?! Concordam?! Alguém sofre com esse tipo de comentários?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *