O Vasco a semana passada quis ir sair à noite ?

Há duas semanas o boneco cá de casa lembrou-se de se emancipar, então lá fomos nós para o Santa Maria, com direito à pulseira da praxe ?

Mas calma! Está tudo bem com o nosso príncipe ❤

Isto era só o contexto para vos contar uma situação engraçada que se passou e que vem na lógica daquilo que tenho vindo a partilhar… ✌ As mães não se devem anular (como escrevi numa publicação a semana passada), mas os pais também não ?‍? Na altura do Vasco ter de entrar para a triagem, apenas um acompanhante podia ir com ele. Ao ver-me a ficar para trás enquanto o R entrava com o Vasco, aconteceu o seguinte:

Um senhor dirigiu-se a mim e disse:
– Pode ir também!

– Mas não é só um acompanhante? – respondi eu.

– Sim sim, mas pode ir com o pai. Ele deixa o ovo e depois sai. – explicou

– Não é a senhora que sabe das coisas?!

– Não sei só eu, o pai também sabe.

– Ah ok, então fica aqui fora! … e foi isto!

Achei uma situação engraçada e por isso quis partilhar convosco.

Como já disse várias vezes, mesmo que várias pessoas discordem, como pais não há diferença entre mim e o R. A única coisa que ele não pode mesmo fazer é dar maminha, porque de resto… faz tudo! Há quem diga que mãe é mãe… Mas sinceramente, e pelo que tenho vivido, também digo que pai é pai ❤ Ou seja, pais são pais!

Não sou muito de partilhar estas coisas tão pessoais, até porque há coisas mais importantes para fazer nestas situações (por exemplo dar mil beijinhos revitalizadores ao Vasco ?) do que pensar em redes sociais. No entanto, achei que o que se passou assentava tão bem no que tenho vindo a partilhar sobre o papel de pai/mãe na parentalidade… ?? e vocês? Que situações caricatas já vos arrancaram um sorriso no meio de algo mau?

Digam-me lá ?

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *