, , ,

DIA DA ASNEIRA! Sim ou não?! Deixo a minha opinião!

Ora bem…hoje é sexta-feira e a probabilidade de alguns erros alimentares é maior. Acertei? Ou então, pelo menos, muitos de nós espera pelo fim-de-semana para comer certos alimentos que deixa de lado durante a semana e existe o pensamento de ´como é fim-de-semana´, é à  vontadinha. Normalmente existem festas de aniversários, jantares com família ou amigos, casamentos, baptizados… ou seja, uma diversidade de eventos que nos podem levar a ter uma alimentação diferente do que é habitual.

Se temos eventos especiais ao fim-de-semana, ou até durante a semana, considero que podemos fazer uma refeição diferente, de acordo com o que está disponível. Ou seja, e imaginemos que fazemos anos ou que o seu marido/a sua mulher ou os seus filhos fazem anos..claro que vamos comer um bocadinho do bolo de aniversário! Sou contra o fundamentalismo, o que acontece muitas vezes. No entanto, comer uma fatia de bolo é bem diferente de comer batatas-fritas à refeição e todas as sobremesas que existem em cima da mesa. São coisas bem distintas.

No entanto, se não existe qualquer evento importante ou em que faça “sentido” ter um tipo de alimentação diferente, porquê ter de o fazer? Isso também não me faz sentido. Ou seja, “se não existe razão” para comer uma sobremesa porque é que o temos de fazer? Porque é fim-de-semana?!?!? Não me parece… A minha sugestão é: Avaliem e se o fizerem, façam-no conscientemente! Não faz qualquer sentido ter dias intutulados para fazer asneiras. As asneiras ou erros alimentares devem acontecer quando fizer sentido e quando se proporcionar, mas claro, com conta peso e medida. Não é por ir jantar fora que temos de comer mal! Não é por ir a aniversários que temos de comer este mundo e o outro! Há sempre uma opção melhor a fazer e o segredo está aí!

Além disso, e sabendo que tais eventos existem, que tal organizarem-se com antecedência de forma a conseguirem praticar algum tipo de exercício? Ou seja, ir dar uma caminhada, ir ao ginásio, ir correr… consoante o que gostam e o vosso dia-a-dia. Como já vos disse, faz tudo parte de um estilo de vida, sem radicalismos. Podem ver como me organizo em dias de aniversário/casamentos nesta publicação.

Na minha opinião, acho que há várias razões que nos fazem ter um fim-de-semana não saudável, e que para quem quer perder peso, ajuda portanto a aumentar de peso:

É o desenrasca:

  • ´Como estou de fim-de-semana e trabalho a semana inteira, não me apetece fazer comida ao fim-de-semana´. Minha gente, compreendo que queiram descansar ao fim-de-semana (tal como eu), mas isso não é desculpa para deixar os bons hábitos de lado! Até podem não querer ter trabalho a preparar refeições, mas se quiserem (e só vocês é que podem querer) ter uma alimentação saudável, podem bem fazer uma salada de atum, que demora 10 minutos a preparar, em vez de encomendarem uma pizza ou hamburguer´s! Para isso, encomendem frango de churrasco e façam um arroz (que demora 9 a 10 minutos até estar pronto)… e não me digam que abrir um pacote de batatas-fritas dá menos trabalho porque não aceito. Isto não significa que também não hajam erros, porque também os faço, mas isso é bem diferente de TODO o dia erros alimentares.

Sofá: 

  • Ora pois é! Há quem considere que o fim-de-semana é para descansar e por isso mesmo passa o dia todo de sofá. Certo? Concordo com a parte do descansar, mas discordo com a parte ´todo o dia de sofá´. Descansar é para cada um de nós o que quisermos que seja, ou seja, descansar até pode significar fazer uma caminhada ou uma corrida, pois vos garanto que relaxa e distrai bastante a nossa cabeça após uma semana de trabalho. Podem até passar o dia todo de sofá, mas acham que é uma hora de caminhada que vos vai fazer diferença? Normalmente aconselho a fazer logo de manhã para não influenciar a logística da família/casa.
  • Além disso, passar o dia de sofá a ver filmes muitas vezes é sinónio de ´petiscos´, o que também não contribui nada para o dito estilo de vida saudável. Que tal uns frutos secos com 1 quadrado de chocolate derretido para quando apetece um doce? Ou bolachas de arroz partidas com canela?

Comer e beber à fartazana:

  • É comum ao fim-de-semana pensar ´epa, estou mesmo a precisar de descansar, depois de uma semana de trabalho e por isso vou comer tudo o que me apetecer´. ERRADO! É assim, concordo que ao fim-de-semana hajam por vezes refeições e alimentos diferentes que durante a semana, semana esta em que a maioria das vezes andamos sempre a correr de um lado para o outro… mas à ´vontade´ não é à ´vontadinha´, até porque não faz sentido.
  • Para contrariar este sentimento, também durante a semana tem de fazer refeições do seu agrado e saborosas, de forma a ficar satisfeito com a sua alimentação, porque realmente se andar a cozidos e grelhados 5 dias da semana, 10 refeições, não há quem aguente!

Por isso mesmo, deixo algumas dicas para quando temos esse tipo de eventos na nossa casa:

  • Entradas: Qual é o problema de oferecer uma sopa aos convidados? Pois, não estamos habituados! Mas devíamos começar-nos a habituar! Primeiro ajuda a controlar imenso o que comemos de seguida e segundo, faz com que não comamos tantos petiscos. Queijo fresco com tomate cherry, palitos de cenoura, omelete de forno, cogumelos salteados, requeijão enrolado em pepino, ovos recheados… há bastantes opções de entradas! Vamos lá deixar de lado os rissóis, croquetes, pão de alho, chouriços…alimentos que não nos fazem bem nenhum, e que só nos fazem não comer o prato principal. Receitas: Chuchu recheado, Quiche de frango, Pimento recheado.

rolos de pepino.jpg

 

  •  Menu: Tenha em atenção o tipo de prato e opte por assados, estufados, grelhados ou cozidos. Deixe de lado os fritos (batatas fritas) e salteados. Lá porque talvez seja muita gente para o jantar, não precisa de fazer um bacalhau com natas ou uma lasanha. Porque não optar por fazer uma perna de peru, polvo/pota, pargo… há tantas opções! Depois é só fazer batata-doce (pode aproveitar o calor do forno) ou um arroz e legumes para acompanhar. Receitas: Strogonoff de frango, Salmão no forno com paprika, Lasanha low-carb, Chips de batata-doce, Perna de peru no forno.

IMG_0771.JPG

  • Sobremesa: Fruta fresca, cozida ou assada. Pode também optar por salada de fruta. Por exemplo, triturar um iogurte com manga e resulta em mousse de manga… Há sempre uma forma de agradar os convidados e não é preciso ter sempre sobremesas. Estamos é mal habituados 🙂 Ou quem sabe, fazer umas panquecas a acompanhar com puré de fruta e frutos secos e…para os mais gulosos, 1 fio de mel?

fruta assada.jpg

  • Saladas: Tempere com azeite e vinagre. Deixe de lado molhos de mostarda ou ketchup. Neste tempo as saladas não apetecem tanto porque está mais frio, mas pode sempre optar por um estufado de legumes ou legumes na wok. Fica super saboroso e é um ótimo acompanhamento para as refeições.
  • Bebidas: O melhor é a água já sabe. Senão beba 1 copo de vinho ou uma cerveja. Deixe de lado refrigerantes (se tiver mesmo de ser, opte por light ou zero). Porque não fazer um sumo de fruta natural ou uma limonada?
Espero que gostem, que comentem e que partilhem! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

Bolachas de chocolate? Como é possível ser o lanche das crianças?!

Pois bem… estou a colaborar com a Montiqueijo num projeto ´O Queijinho vai à escola´, que pretende promover hábitos alimentares saudáveis nas crianças, sendo o queijo fresco uma opção a incluir no dia-a-dia dos mais pequenos. Tem sido uma ótima experiência e é muito gratificante contactar com as crianças e ajudar a fazer-lhes perceber de que forma é que a alimentação saudável é importante e ajudá-las a fazer opções mais saudáveis. É ótimo puder integrar um projeto destes!

Durante a atividade falo sobre alimentação saudável, sobre a roda dos alimentos, os grupos que a constituem e também sobre como é feito queijo fresco e de que forma o podemos incluir na nossa alimentação. Além disso, e durante a atividade, há várias perguntas e aí sim… perante as respostas dos mais pequenos, percebe-se perfeitamente que as crianças incluem com muita frequência na sua alimentação bolachas de chocolate, refrigerantes, sumos, chocolates, donuts, nuttela, bolicao, entre outros alimentos. Numa época em que existe tanta informação (ou desinformação…?), sinceramente não ´aceito´que este tipo de alimentos façam parte do dia-a-dia dos mais pequenos. Como é que é possível que as crianças tenham uma alimentação rica em açúcar e em gordura, sabendo todos os malefícios associados a essa tipo de alimentação? Deixa-me triste e acho que todos nós temos um papel fundamental nesta luta!

Claro que também existe muitas pessoas que não têm conhecimento e que precisam de ser ajudadas nesta área, mas então vamos fazer isso! Vamos ajudar quem está à nossa volta, os nossos amigos e a nossa família!

E uma vez que não lido bem com as desculpas que muitas vezes oiço para isto, deixo-vos aqui a justificação para cada uma delas:

  • ´Mas ele gosta… ´, ´mas ele é pequenino, coitado…´… porquê? Porque eles só gostam porque já provaram ou porque estão habituados, e se é pequeno, ainda mais uma razão para não consumirem este tipo de alimentos de forma habitual, porque estão em crescimento e desenvolvimento! É uma responsabilidade NOSSA cuidar da SAÚDE das crianças e lutar para que sejam adultos saudáveis! E já agora acrescento… uma coisa é serem os avós a dizerem isso porque são pessoas mais velhas e dá-lhes gosto darem isso aos netos porque consideram que os estão a mimar… mesmo assim é discutível, mas tolero melhor.. no entanto, tem de existir regras! Nada mais que isso! Há dias e dias… e tem de ser a excepção e não a regra, só isso!
  • É mais fácil: pois bem, é mais fácil o quê? Comprar um pacote de bolachas e colocar na mochila das crianças? Ok! Mas então depende das prioridades que temos na nossa vida… porque ser mais fácil mandar bolachas de chocolate, um dia pode ser mais difícil ter de tratar da doença ou dos problemas que daí vêm…! Além disso, temos vários alimentos que são práticos e que são fáceis de enviar na mochila, não dando na mesma trabalho nenhum: iogurtes, queijo fresco, bolachas de arroz, ovos cozidos, pão, frutos secos, sementes e/ou fruta. Até porque se temos a responsabilidade de cuidar da saúde dos mais pequenos, dá trabalho?! Depende! Fazer uma sandes não custa nada! Se querem ter sempre pão fresco em casa? Congelam e vão descongelando todos os dias!
  • Mas ele não gosta: Pois… se não está habituado não gosta de certeza! Claro que existem alimentos que os mais pequenos não gostam e temos de aceitar isso… até aí…ok! Mas se eles se habituarem garanto-vos que gostam! Nestes workshops é engraçado perceber como é que no início do workshop existem muitas crianças que dizem que não gostam de panquecas e/ou de queijo fresco, mas no fim deliciam-se! Ou seja, e antes de mais, temos de ser o exemplo em casa, para as crianças nos verem a comer e quererem seguir o exemplo dos pais/tios/avós… Mas não podemos desistir, temos só de arranjar estratégias para que eles vão comendo e se vão habituando.
  • É mais caro: Esta questão é a que oiço muitas vezes e que na minha opinião, NÃO É ASSIM! Fazendo as contas e para que vejam, vou colocar aqui alguns preços. Fui ver os preços de  produtos de marca branca, para ser comparável. Agora imaginem se as batatas-fritas, as bolachas de chocolate ou o ice tea fosse da marca que realmente muitas vezes faz diferença em termos de sabor! Como podem ver, as opções saudáveis não são de todo as mais caras, depende é de que forma é que nós QUEREMOS ver as coisas! Até comprar uma garrafa de água sai mais barato que o ice tea…

– Batatas fritas: 5,27 €/ Kg (marca branca)

– Bolachas de arroz: 6,08€/Kg

– Ovos: 2,98€ a dúzia

– Pão de centeio: 3,15€ a 4,0€/Kg

– Bolicao: 15,79€/Kg

– Bolachas de chocolate: 4,60€/Kg

– Ice tea: 0,53€/L (marca branca)

– Água: 0,12€/L

E com isto que escrevo hoje, não me venham dizer que sou fundamentalista, porque se há coisa que não sou é fundamentalista! Sou a primeira a dizer que quando é para fazer uma ´asneira´que mais vale fazer a sério do que andar a fingir que fazemos 🙂 E esta publicação refere-se ao DIA-A-DIA DAS CRIANÇAS e não a uma festa ou a um aniversário! Por também eu, adoro o meu cheesecake… e qual é o problema?! Só tenho de saber quando o comer, e quando fizer sentido!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

COLESTEROL ELEVADO? 10 DICAS PARA PÔR EM PRÁTICA

Tem o colesterol elevado? Se sim, é importante que tenha em considerar que pode fazer várias alterações a nível alimentar para o ajudar. Não custa nada, e são fundamentais!

Se tiver colesterol elevado, que tal começar por alterar alguns hábitos alimentares?  Uma das medidas para a redução do colesterol sanguíneo é seguir um plano alimentar individualizado e de acordo com as suas necessidades energéticas, associando sempre o exercício físico, também de acordo com o que pode fazer.

É possível comer de tudo…mas com moderação.

Atenção:

  • Carnes gordas e vermelhas, banha, toucinho e vísceras;
  • Lacticínios gordos (manteiga ou queijos);
  • Marisco, lulas e polvo;
  • Confeção das suas refeições: fritos, salteados, guisados ou assados com uma grande quantidade de gordura adicionada. Prefira cozidos e/ou grelhados;
  • Produtos processados (bolachas, bolos de pastelaria, salgadinhos, batatas fritas).

A preferir:

  • Peixes e carnes brancas (retirar as gorduras visíveis);
  • Lacticínios (iogurtes naturais, queijo quark, vaca que ri, leite magro)
  • Fruta e vegetais (quer às refeições, como em sopa);
  • Pão e cereais integrais, leguminosas, sementes e frutos secos;
  • Azeite como gordura de adição. No entanto, é importante que não abuse na quantidade.

Não se esqueça…exercício físico! Sempre!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

9 truques para perder peso de forma saudável

Perder peso, tanto no inverno como no verão, deve ser de forma saudável e duradoura! 🙂 Sabem qual é o problema? É pensar que a cenoura ou que a banana engorda… mas não pensar que o pastel de nata ou o palmier engordam! Ou seja, haver estas questões quando em NADA tem a ver um alimento com outro! Queiram perder peso por um estilo de vida mais saudável, por vocês… pela vossa saúde!

E assim, que tal seguir algumas dicas para uma perda de peso saudável?

  • Não pense em dieta, mas sim numa alimentação saudável. Quando pensa “tenho de fazer dieta”, existe logo uma conotação negativa com esta palavra. As variações bruscas de peso não são saudáveis. Se começar a mudar alguns dos seus hábitos alimentares ao longo de tempo, irá perder peso sem esforço e de acordo com a sua vontade. Deste modo, e quando estiver mais próximo da época balnear, estará com o peso que pretende e não necessita de realizar uma dieta extrema e radical … Lembre-se: Alimentação saudável durante o ano, e não dieta de 2 ou 3 meses.

 

  • Motivação: O primeiro passo para a perda de peso depende de si. É fundamental que esteja motivado e que tenha força de vontade para as alterações necessárias no seu dia alimentar. Claro que, com a ajuda de um profissional de nutrição;

 

  • Família/Amigos: Quando estiver a pensar perder peso, partilhe com a sua família e amigos essa vontade, será muito mais fácil com o seu apoio. Tente fazê-los perceber que é fundamental a sua ajuda, e que será necessário que também contribuam com algumas mudanças, como por exemplo, deixar de comprar bolos e doces para casa, pois de outra forma poderá não conseguir resistir;

 

  • Comece por fazer pequenas alterações no seu dia-a-dia. Ex: Fraccione sempre as suas refeições, comendo de 3.30h; prepare as suas merendas da manhã e da tarde antes de sair de casa; compre só o necessário para casa (não coloque em questão haver festas ou jantares em casa); inicie a sua refeição com um prato de sopa;

 

  • Inicie uma atividade física: Mesmo que seja pouco, é melhor que nada. Comece devagarinho a fazer uma caminhada 3x por semana ou inscreva-se na natação ou no ginásio. Pratique atividade física de acordo com os seus gostos pessoais e sem se sentir obrigado (Ex: Se não tem tempo para caminhar, compre uma passadeira e quando vê televisão pode aproveitar para andar 10 minutos. Não gosta? Coloque um pacote de arroz em cada mão e faça levantamento do peso). Em baixo tem alguns artigos de desporto em desconto, pode ver se carregar:

 

  • Não desanime! Cada passo é um passo, e não precisa de perder o peso todo de uma vez. Cada objetivo cumprido tem de ser um motivo de entusiasmo para si. Crie objetivos semanais: Quer ideias? Veja a publicação aqui.

 

  • Não seja radical! Ter uma alimentação saudável não significa tirar da sua alimentação o que mais gosta. Mas claro, começar a ter contenção no que come e fazer alterações alimentares são dois passos importantes;

 

  • Não se faça prisioneira da balança aí de casa. Não tem de se pesar constantemente, isso acabará por trazer ansiedade e nervosismo.

 

  • Não se esqueça, o acompanhamento por um profissional de nutrição é essencial para a adaptação do seu dia alimentar às suas necessidades energéticas, ou seja, a criação de um plano alimentar individualizado. Não tente fazer dietas sozinho, por vezes as escolhas não são as mais corretas e poderão resultar em problemas de saúde. Antes de começar, informe-se com um profissional de nutrição e tire todas as suas dúvidas… Quando estiver preparado, comece!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 dicas para ter um almoço saudável

Ter um almoço saudável não custa assim tanto! Temos é de saber muito bem o que devemos colocar no prato e em que quantidades. Para além disso, precisamos de bastante força de vontade para não no deixarmos levar pelas inúmeras tentações. Pensar “é só hoje”, estando numa fase de perda de peso pode influenciar os seus resultados e também o progresso que já tenha tido. É sempre possível pedir uma sopa quando chega ao restaurante, pedir uma salada para acompanhar o seu prato, e optar por pratos que não apresentem gordura ou molhos em exagero.

Como as escolhas nem sempre são as melhores, por falta de conhecimento ou mesmo por preguiça, aqui ficam 5 dicas que deve ter em conta para ter almoços sempre saudáveis:

Corte na comida de plástico e nas gorduras

Deixe de lado tudo aquilo que se intitula de comida de plástico (hambúrguers, pizzas, lasanhas…), e evite tudo o que seja bolos, salgadinhos, bolachas, batatas fritas de pacote, gelados, etc. Para uma refeição nutricionalmente equilibrada, prefira os cozidos, os grelhados, os assados e os estufados. Tente também ter refeições leves e de fácil digestão.

 

Privilegie sempre os alimentos hortícolas

Num prato, os legumes ou os vegetais devem constar em maioria, de preferência, ocupando metade do prato. E, mesmo que não goste de um ou de outro hortícola, não tem desculpa para não os comer, uma vez que há uma imensa variedade à sua escolha, assim como existem várias formas de serem confecionados.

Para beber, prefira a água

Beber apenas água à refeição é sempre a melhor opção. Num almoço saudável fica de fora qualquer tipo de refrigerante com ou sem gás, assim como todos os sumos de pacote, uma vez que apresentam alto teor em açúcar. No entanto, dias não são dias, e quando lhe apetecer, opte por um sumo natural de fruta.

Faça refeições completas com sopa, prato principal e fruta

Comer sopa no início da refeição e fruta no seu final é outra das escolhas saudáveis que deve seguir, especialmente se vai almoçar fora e está rodeado de tentações calóricas, cheias de gordura e de açúcar. Pense que, tendo a opção da sopa e da fruta, a necessidade de comer muito no prato principal vai diminuir. Para além disso, uma refeição completa fará com que a sua saciedade se mantenha ao longo da tarde, o que permite ficar afastado de snacks e de lanches pouco recomendáveis.

 

Não abuse nos molhos e nos temperos

Os molhos e os temperos devem ser usados o mínimo possível. Opte sempre por colocar apenas azeite ou vinagre nos seus pratos, evite os concentrados de tomate e os molhos já prontos, e tempere a sua comida com sal (q.b.), alho, limão, louro, coentros ou salsa. Vai ver que não precisa assim tanto deles para tornar os seus pratos bem deliciosos!

 

Optar pelos bons hábitos alimentares e pela prática de exercício físico, que se torna fundamental para que consiga alcançar os seus objectivos.

Não se esqueça: aliando uma alimentação saudável à prática regular exercício físico, ficará com mais energia, boa disposição e uma saúde para dar e vender!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

5 alimentos que ajudam a aumentar o metabolismo

Hoje falo sobre os alimentos que ajudam a aumentar o metabolismo, designados termogénicos. Pode começar a introduzir este  tipo de alimentos no dia-a-adia. Há imensas formas de o fazer nas suas refeições diárias. Claro que o consumo deste tipo de alimentos depende de pessoa para pessoa, uma vez que não é aconselhado o seu consumo em determinadas patologias.

  • Chá verde: Pode fazer chá verde à noite para levar no dia a seguir para o trabalho, ou até adicionar ao seu pequeno-almoço e lanches. Já pensou em adicionar às suas panquecas, papas de aveia ou “overnight” de aveia este tipo de chá? Experimente! Agora não se esqueça, açúcar nem pensar!
  • Café: Pode apenas beber o seu café expresso, ou se gostar, pode também adicioná-lo na confeção de alguns dos seus snacks, como nas panquecas ou nas bolachas.
  • Gengibre: Além de ajudar a aumentar o metabolismo, auxilia na digestão. Pode adicionar às sopas, pratos principais, saladas e sumos. Uma das dicas que dou em consulta é fazerem chá de gengibre, limão e pau de canela! O sabor é ótimo.
  • Pimenta: Não precisa de exagerar, mas pode sempre juntar um bocadinho de pimenta à confeção das suas refeições. Parece-lhe bem? Por vezes coloco também no queijo fresco, é um dos meus snacks preferidos 🙂
  • Canela: Em pó ou em pau, pode adicionar ao café, às papas de aveia, panquecas ou bolachas. Costumo também colocar  na fruta e no iogurte todos os dias, fica uma ótima combinação.

Além disso, não se esqueça de fazer várias refeições ao longo do dia e não passar mais de 3h sem comer! Pode tentar?

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

A Maria (EU) é exatamente igual a vocês

Sou a Maria, sou Nutricionista e hoje falo um bocadinho de mim, pois não sou diferente de vocês. E o que é que quero dizer com isto? Que se não me organizar, se não pensar nas refeições antecipadamente ou se não for às compras, a probabilidade de não seguir uma alimentação saudável, ou seja, de fazer uma alimentação diferente da que costumo fazer, é elevada.

Não aprecio muito de cozinhar, apesar de agora com o passar do tempo já gostar mais! Não me apetece chegar a casa às 21h e fazer o jantar, não. Não me apetece ter de tirar tempo do meu domingo para fazer legumes, não. Mas qual é a solução? FAZER! Porque ninguém faz por mim. Ou seja, é preciso organização!

Assim, deixo algumas dicas do que costumo fazer:

  • Compras ao fim-de-semana sempre! Carrinho cheio de legumes (frescos e congelados), iogurtes, flocos de aveia, frutos vermelhos (estou fã), batata-doce (há uns tempos comprei 10Kg…exagero não é?!?!), bifes de peru/frango, ovos, peixe para cozer ou grelhar. Acredito (porque a mim também me acontece) que depois de um dia de trabalho não apeteça mesmo ir às compras, mas a questão é que não há solução. Por mais que esteja cansada, ganho forças e vou às compras.. e fico descansada o resto do fim-de-semana! É um instante, se tivermos a lista de compras e se soubermos o que temos de comprar.
  • Pensar com antecedência dia seguinte: Se sabe que chega tarde, deixar logo a descongelar um bife ou uma posta de peixe para fazer. Não há desculpas para chegar a casa e comer uma sandes ou cereais. Claro que por vezes o dia não corre como o esperado e podemos não ter nada preparado para o jantar… mas então, saem uns ovos para o jantar ou uma lata de atum. Não demora tempo nenhum!
  • Quando faço acompanhamento (arroz ou batata-doce por exemplo), faço em grande quantidade a contar com mais dias. Claro que sabe muito melhor comer um arroz acabado de fazer, mas senão dá… não dá. E ainda mais fácil é abrir um pacote de batatas fritas (não dá trabalho nenhum), mas isso não é de todo opção. Depois é só guardar e congelar, por exemplo, para dar para mais refeições!

 

  • Façam a carne/peixe também a contar com várias refeições!Não gostam de comer a mesma coisa durante 2 dias? Eu cá não me importo. Se vocês não gostam, a solução é mesmo terem de fazer as refeições.
  • Os lanches, ou preparo de manhã ou na noite anterior. Juntar flocos de aveia com iogurte e pegar numa peça de fruta demora o quê? 2 minutos? Fazer uma sandes demora o quê, 1minuto? Qual é a razão de irem às máquinas automáticas ou ao café comer um bolo? Cozer uns ovos, quanto tempo demora?
  • Deixar os erros alimentares para fora de casa e para dias especiais!
  • Andar com comida sempre no porta-luvas ou na mala.. assim no trajeto do trabalho até casa se estiver cheio de fome pode aproveitar para comer alguma coisa e não “atacar” o frigorífico quando chega a casa.

O mesmo para o exercício físico… Há sempre algum evento, algum encontro ou alguma tarefa que se sobrepõe à prática de exercício físico. Isto até a prática de exercício físico ser uma prioridade na vossa vida. Pois nessa altura, o tal evento ou o tal lanche fica para mais tarde. Mas como é óbvio, isto não significa deixarem de estar com as pessoas ou de irem a jantares.. O objetivo é apenas marcarem para outra hora de forma a conseguirem ir ao ginásio, ir correr ou andar…

Todos trabalhamos, todos temos as nossas ocupações, todos nós arranjamos desculpas para não conseguir fazer… Sejam mais fortes que a vossa maior desculpa!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

10 ideias de jantares para a sua semana

Pois bem… uma das grandes dificuldades da maioria das pessoas passa pelo jantar. Ora porque não tem nada preparado, ora porque não tem tempo, ou apenas não tem paciência. E eu compreendo perfeitamente, pois com a correria do dia-a-dia e com os horários que muitas vezes tempos, é difícil. No entanto, quando queremos ter uma alimentação saudável é fundamental fazê-lo para que o jantar não passe despercebido e se acabe por comer um ´paozinho´ou uns ´ cereais´, que não são de todo os alimentos adequados! Por isso mesmo, e para vos ajudar, aqui ficam várias ideias para porem em prática.

Como podem ver pelas imagens em baixo, são sempre coisas muito simples de fazer, garanto. O mais importante é mesmo terem os ingredientes em casa porque depois é só ter imaginação para fazer as refeições. Além disso, quando faço uma receita, faço sempre em grande quantidade para me dar para mais dias. Pelo menos para dar para o jantar e o almoço do dia seguinte, mas normalmente até dá para vários almoços. O mesmo se passa com os legumes: quando faço, faço mesmo muito para sobrar! Só assim é que consigo manter a alimentação que quero ao longo dos dias, pois os horários por vezes não são fáceis. Já fiz uma publicação sobre como ter um jantar saudável quando chegamos tarde a casa, e podem ver aqui várias dicas para vos ajudar.

Além disso, o importante é também terem os recipientes para guardarem as refeições, e também para as levarem para o trabalho. Parece que não, mas ter um recipiente de vidro que seja bem vedado faz diferença para ir na lancheira. Deixo aqui alguns exemplos para que possam ver. É como para os lanches, dá sempre jeito ter marmitas/frascos pequenos para levar os snacks da manhã e/ou tarde.

 

 

Espetadas de peru com legumes estufados e salada de abacate, tomate, pimento e beterraba

 

Salmão grelhado com couves salteadas e tomate seco

(foi cortar as couves em pedaços pequenos e como fazemos tomate seco em casa, foi adicionar com azeite e deixar saltear. Fica uma maravilha)

 

 

Bifes de peru grelhados com brócolos cozidos, pimento e abacate temperado com vinagre balsâmico

 

 

Quiche Low Carb de peru (receita aqui)

 

Frittata de batata-doce e espinafres (receita aqui)

 

Hambúrguer de espinafres e cenoura (receita aqui), com batata-doce no forno (receita aqui) e legumes salteados

 

Ovo escalfado com legumes 

(Juntar cebola, alho, espinafres, coentros, azeite e pimento.

Deixar refogar e juntar por fim batata-doce e brócolos que já estavam cozidos de ontem… Por fim, um ovo)

 

Frango guisado com legumes na wok (receita aquie batata-doce cozida

(Normalmente coloco cebola, alho e um bocadinho de vinho ou de água e o frango no tacho e deixo cozinhar)

 

Pescada (tipo caldeirada) com arroz de tomate e legumes na wok (receita aqui)

(Foi só colocar pimento, tomate, azeite e água e deixar refogar. Colocar a pescada e deixar cozinhar)

 

Pargo assado no forno (receita aqui)

 

Espero que tenham gostado, que vos tenha ajudado, que partilhem e que comentem!!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

9 estratégias para controlar a TPM

A TPM, pelo menos para mim, descontrola-me toda. E fico tão irritada com isso ahah 🙂 Mas é que é mesmo verdade, sei perfeitamente quando estou nessa fase porque fico com imenso apetite e parece que nunca estou satisfeita! Já para não falar de que só me apetecem doces.

Síndrome pré-menstrual é muitas vezes uma fase complicada para a maioria das mulheres. Por acaso eu não fico irritada (talvez um pouco mais sensível), mas a maioria das mulheres tem vários sintomas como irritação, ansiedade, tristeza… ? Como eu costumo dizer, temos de aceitar isso porque somos assim, ou seja, começar as ´limitações´do nosso corpo e nada mais que isso! Ou seja, perceber de que forma é que podemos lidar com isso e arranjar estratégias para controlar todos os sintomas que temos. E se for preciso um dia fazer a ´tal asneira´façam-na… é a vida! Só têm de saber é que depois ´fecha a loja´!

 

Neste período existe a diminuição do níveis de algumas hormonas, como a seretonina, a qual é responsável por exemplo pelo humor e apetite. Desta forma, é importante ingerir alimentos que contribuam para a sua síntese. Por isso mesmo, pode amenizar os sintomas da TPM através da alimentação, por exemplo através de:

  • Alimentos ricos em magnésio, como sementes, frutos secos (amêndoas e pinhões) e leguminosas  (feijão, lentilhas, ervilhas)
  • Ingerir alimentos ricos em zinco, como por exemplo cavala, sardinha, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes.
  • Consumir alimentos ricos em cálcio, como lacticínios e derivados, bem como, brócolos, couve galega e rúcula.
  • Vitamina C: laranja, kiwi, couve portuguesa, couve-lombarda, brócolos, couve de bruxelas.

Não consuma alimentos ricos em sal, uma vez que potencia a retenção de líquidos, tão frequente nesta época. Além disso, e como sempre, pode optar por substituir o sal na sua alimentação por ervas aromáticas e especiarias.

Além disso, é fundamental que para que, para controlar a sua fome ao longo do dia:

  • Faça várias refeições, não passando muitas horas sem comer;
  • Realize lanches que contribuam para a sua saciedade, e não apenas uma peça de fruta ou um ´iogurtinho´;
  • Andar sempre com a marmita atrás para levar vários alimentos que podem servir para os lanches;
  • Comer sempre sopa ao almoço e ao jantar,  seguido de prato principal (Senão a fome ao fim-da-tarde aperta);

Sendo frequente a vontade de doces nesta altura, é importante que o consigamos fazer mas sem qualquer “peso na consciência” de estarmos a fugir à nossa alimentação saudável. Claro que pode sempre tentar fazer opções mais saudáveis, e por isso mesmo veja alguns exemplos:

  • Frutos secos + 1 quadrado de chocolate derretido por cima
  • Panqueca de alfarroba + 1 colher de chá de mel
  • Banana aquecida com canela
  • Bolo de pera (Receita aqui), e pode acompanhar por exemplo com chocolate preto derretido

Além disso, não se esqueça das regras principais de uma alimentação saudável, fundamentais a que consiga controlar o seu dia alimentar. Além disso, a prática de exercício ajuda imenso também, tanto na sua energia ao longo do dia, como a controlar a irritação que muitas vezes é comum… ou seja, ao seu bem-estar! Nem que seja uma pequena caminhada.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 dicas para escolhas saudáveis no café ou na pastelaria

Vamos lá falar sobre ir ao café ou à pastelaria e comer um bolo. O problema não é ir de vez em quando, é quando vamos várias vezes e nem nos apercebemos disso. Eu, pessoalmente, quando vou ao café ou à pastelaria é apenas para tomar um café e caso não tenha lanche, pedir um pão. Nada mais que isso. A mim não me faz sentido comer um bolo a meio da tarde, e como digo em consulta, o objetivo é deixar de nos fazer sentido. É saber que podemos comer, claro que, dependendo dos objetivos de cada um de nós, mas que não faz sentido e que por isso mesmo, mesmo que olhe para toda a panóplia de bolos existentes, que nem seja opção pedi-los.

São alimentos altamente calóricos, cheios de gordura e de açúcar, que não nos trazem qualquer tipo de benefício. Só apenas o prazer momentâneo de comer, uma vez que o açúcar sabe bem e que…é um vício. Claro que dias não são dias, e não estou a falar de dias festivos, de festas de aniversário ou casamentos.
Agora vejamos a tabela seguinte:

Como podem ver, todos os bolos e doces de pastelaria têm um valor energético muito elevado, bem como de gordura e de hidratos de carbono. Além disso, já repararam na quantidade de açúcar que cada um deles tem por 100g? E se pensarem bem, para um bolo destes pesar 100g não é preciso muito… Aliás, é bem capaz que cada um deles pese até mais de 100g. Agora pensem, que ao comerem um bolo destes, e se precisarem de 1800Kcal por dia, comem logo 400Kcal assim de uma vez só… Sem falar dos malefícios do açúcar e da gordura saturada.

Por vezes podemo-nos esquecer do lanche em casa ou não termos tempo para o preparar… mas então qual é a solução? Pedir um pão no café, mesmo que seja do tipo `branco`. Apesar de não ser do tipo de pão que aconselho (o pão decenteio tem mais fibra, menos açúcar e menos hidratos de carbono como podem ver), é muito melhor do que lanchar um bolo. Normalmente os cafés têm sempre pão, não arranjem desculpas para terem de comer um bolo todos os dias, cuidem de vocês.

Assim, e quatro dicas para lanchar fora:

  • Escolher o café onde vai, de acordo com o menu existente. Hoje em dia já existem bastantes cafés que têm para nos oferecer opções um pouco mais saudáveis;
  • Preferir sempre pão quando comparado a bolos ou sobremesas;
  • Escolha fiambre de aves ou queijo fresco caso esteja disponível;
  • Deixe os sumos de lado, mesmo os ditos light. Opte por um chá,café ou leite, sem açúcar.
  • Fique de costas para a vitrine 🙂

E caso hoje seja um destes dias, em que opta por ir ao café ou à pastelaria comer, que tal ir também fazer uma caminhada ou algum tipo de desporto?! Ora pois, parece-me uma ótima ideia. Aqui ficam algumas ideias de produtos de desporto que são a minha cara e que estão em promoção. Como podem ver adoro cor de rosa ahah escolho logo e ténis cor de rosa para vos mostrar 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!