, ,

4 truques importantes a adotar num dia de casamento ou aniversário

Nutricionista Maria Gama_poetenalinha.JPG

Aberta a época dos casamentos???! Como já escrevi algumas vezes, estes dias são completamente diferentes do nosso dia-a-dia, da nossa rotina e as refeições são, na maioria das vezes, mais ´asneiras´. Mas, sinceramente, quando levamos um estilo de vida saudável no resto dos dias, das semanas, ou seja, do ano… qual é o problema? Como costumo dizer em tom de brincadeira, não vou para casamentos comer alface, não vou não 🙂

No entanto, desta vez foi um bocadinho diferente do que costuma ser. Ficámos logo todas juntas de sexta-feira para sábado, e por isso mesmo, não houve corrida nem a dita ´marmita´ dos ovos ou dos frutos secos que costumo sempre levar. Até porque a minha ´função´ neste dia foi bem diferente do que normalmente, o que também não mo permitiria. E o que vos quero transmitir? Que dias destes são esporádicos e que não pode ser uma preocupação como é para muitos de vocês. Ter um casamento, um aniversário ou um baptizado não tem de ser um sofrimento no sentido em que ficam  preocupados quando sabem que vão ter estes dias. Agora claro, se passam a semana toda a ter uma alimentação completamente desequilibrada, um dia destes, com todas as iguarias que tem, não irá ajudar, isso não. 

Há imensos truques que podemos colocar em prática nos dias que antecedem estes eventos, ou até no próprio dia, e hoje partilho com vocês como costumo fazê-lo:

  • Faça todas as refeições como se fosse um dia de semana. Pode aproveitar para nesse dia fazer um pequeno-almoço diferente: ovos mexidos com frutos secos e 1 peça de fruta, quem sabe? O pensamento de ´vou passar o dia sem comer para depois aproveitar e comer tudo´ não faz sentido nenhum e isso sim, não nos ajuda em nada. Além disso, para conseguir controlar a sua alimentação nestes eventos, tem de comer bem durante o dia para não chegar lá esfomeado e acabar por ´atacar tudo´.

  • Não saia de casa com fome, ou seja, e dependendo da hora do aniversário/casamento, faça a refeição da manhã ou da tarde. Eu normalmente como uma sopa, o que me ajuda bastante. Qual é o problema? É estranho? E então? Só tem a ganhar com isso!

  • Faça exercício! Se nos fizer sentido, como a mim me faz, porque não ir caminhar, correr ou ao ginásio da parte da manhã quando o casamento ou o aniversário é à tarde? É o que costumo fazer, apesar de no sábado não o ter feito (mas já expliquei porquê). Não são 30 minutos que vos atrapalham a vida. No entanto, se não conseguir (tal como eu não consegui), durante a semana tem de voltar à rotina… ou seja, à prática de exercício físico!

  • Leve a marmita: PESSOAL, eu não estou a dizer para levarem a marmita para dentro do casamento ou para dentro do aniversário. O que eu digo é:  Com um casamento, entre a igreja e o começarmos a comer é uma longa temporada, concordam? E se não comermos no entretanto o que é que acontece? FOMEEEEEEEE! Por isso mesmo, levar uma marmita com uns frutos secos, ovos cozidos, fruta só nos ajuda a controlar a fome, nada mais que isso! Se não comer nada desde o almoço até à hora das entradas/refeição estará cheia de fome e aí já sabe o resultado! Assim, não é deixar de comer as entradas, é só deixar de comer exageradamente.

Normalmente também aconselho a que faça escolhas, principalmente nos aniversários. Olhe para a mesa de aniversário e pense “daqui, o que é que realmente eu gosto?”. Vai ajudar a controlar a alimentação e a comer o que na realidade lhe faz diferença. Se não aprecia todos os doces, qual é a razão para experimentar todos? A palavra-chave é realmente moderação minha gente, moderação! Mas isso é para todos nós, não é para quem quer perder peso ou não, devia ser o que todos nós devíamos aplicar no nosso dia-a-dia! No caso de casamento, também é possível fazer escolhas na mesa que é colocada depois do jantar. 

O mesmo se diz da própria refeição: Comer sempre a sopa que é servida. Assim, podem ter a certeza que apesar de comerem certos alimentos “fora do normal”, não comem em quantidade exagerada e o objetivo é mesmo esse. Uma alimentação saudável baseia-se nisto: Podemos comer de tudo, em quantidades equilibradas, desde que incluídas no dia alimentar de forma correta. Agora claro, quando queremos perder peso, é sempre importante que tenhamos ainda mais atenção e se possível optar pelo que realmente gostamos e não experimentar de tudo. 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

, , ,

Passa o dia dentro do escritório?! 5 truques para manter uma alimentação saudável

Muitas vezes com o excesso de trabalho nem conseguimos sair do escritório, e acabamos por passar lá dentro a maior parte do tempo! E depois… ou encomendamos comida, ou pelos aos colegas para nos trazerem ´qualquer coisa´ ou ficamos sem comer. Para mim, todas essas opções devem ser evitadas… uma vez ainda é como o outro, mas por regra, torna-se mais difícil manter uma alimentação saudável.

Por isso mesmo, e como em tudo, acho que a chave é o planeamento e organização, de forma a conseguirem levar tudo para o escritório e comerem bem durante o dia! Eu sei que o tempo é pouco, que todos trabalhamos muito, mas a nossa alimentação deve ser uma prioridade na nossa vida.

Ou seja, vejam se estes truques vos fazem sentido:

  • ASSUMIR como é que é a vossa vida: Pois bem, se sabemos que andamos sempre a correr de um lado para o outro, que passamos o dia todo no escritório, temos de ter a plena noção disso para nos conseguirmos organizar em termos de alimentação e de lancheiras. Ou seja, andar com a lancheira bem cheia para garantir todas as refeições desses dias. Por vezes o pensar ´ah hoje vou mais cedo para casa´ resulta em não levar as coisas e depois corre mal… porque na verdade passam o dia sem se alimentar bem, e sem a comida necessária para esse dia.
  • TER OS ALIMENTOS EM CASA: Malta, senão é impossível. Têm mesmo de ter os alimentos em casa para conseguirem levá-los para o trabalho, senão não dá. Por mais que tentem inventar, têm de ter alguma coisa em casa para o conseguirem fazer. Deixo-vos aqui a publicação sobre os alimentos que não podem faltar em vossa casa, e aqui a publicação dos alimentos que não devem entrar no vosso carrinho das compras.
  • PREVENIR: Se já sabem que à tarde vos dá uma vontade de um doce, aconselho a levarem alguma coisa para o escritório com esse fim. Mais vale isso, do que depois quererem ir ao café comer o dito pastel de nata. Ou seja, levem um chocolate negro, banana com manteiga de amêndoa, manteiga de amendoim, bolachas de arroz com canela, bolachas com pepitas de chocolate ou pepitas de cacau (caseiras…).
  • HORAS QUE VÃO PASSAR DENTRO DO ESCRITÓRIO: Então, se vão passar o dia todo no escritório, é importante que percebam o número de horas total para conseguirem levar tudo. Caso fiquem até às 20h00 da noite, talvez precisem de levar lanche da manhã, almoço, 1º lanche da tarde, 2º lanche da tarde… e jantar, consoante fiquem lá até ainda mais tarde ou não. Ou seja, isto significa que precisam de uma lancheira que dê para isso tudo, e de marmitas que dê para isso tudo também. A minha lancheira é esta e caso gostem dela, com o código poetenalinha têm 10% de desconto. Dá-me imenso jeito porque como tem três patamares, consigo levar comida para todo o dia no consultório.
  • COMIDA QUE VOS SAIBA BEM: Quando passo o dia todo no escritório, e levando comida para o dia todo, levo sempre a lancheira e com alimentos que me saibam bem. Isto porque até podemos levar ´qualquer coisa´, mas com o excesso de trabalho e com o cansaço vai-nos começar a apetecer ir ao café ou ir buscar outro tipo de alimentos que são mais ´saborosos´ e que nos iriam saber melhor. Por isso, faço questão de ir bem ´apetrechada´, podem ver em baixo algumas fotografias. Normalmente levo sempre:

    – Frutos secos
    – Queijo fresco
    – Iogurtes líquidos magros
    – Sopa de legumes
    – Prato principal (saladas frias, o resto do jantar, consoante o que tenho em casa… mas sempre uma boa quantidade para ficar satisfeita)
    – Marmita com flocos de aveia e sementes (para depois juntar iogurte)
    – Bolachas de milho ou de arroz
    – Panquecas ou muffins

Este slideshow necessita de JavaScript.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

O meu dia-a-dia alimentar (marmitas, snacks e refeições principais)

Por vezes não é fácil conciliar a nossa alimentação com o nosso trabalho, com os convívios constantes e com a falta de tempo. E, na realidade temos de fazer um grande esforço para manter uma alimentação saudável e equilibrada. Ou seja, se quisermos ter um estilo de vida saudável, só custa até começar a fazer parte do nosso dia-a-dia. A partir daí já é um hábito como outro qualquer.
Como acho que a partilha entre nós é fundamental para nos ajudarmos, aqui vos deixo como costuma ser a minha semana 🙂
  • Pequeno-almoço: Não vario muito porque gosto mesmo de começar o dia com flocos de aveia, iogurte e normalmente uma peça de fruta. MAS, agora ando a ficar fã de ovos mexidos logo pela manhã e por isso mesmo tenho variado mais. Esta semana fui variando entre esses dois pequenos-almoços. Além disso, muitas vezes aproveito o início da manhã para ir correr, como uma banana e depois é que tomo o pequeno-almoço.  Nunca, mas nunca, podem começar o dia com bolos de pastelaria, croassaints, bolachas… Esse tipo de alimentos são ricos em açúcar e em gordura, não trazendo nada de benéfico ao vosso dia-a-dia! Não me digam que é mais fácil e que é porque não têm tempo! Ficam aqui exemplos de pequenos-almoços para toda a semana.
  • Snack da manhã: Dependendo da minha manhã e das horas a que acordo, há sempre a possibilidade de um pequeno lanche a meio da manhã. Costumo levar na marmita ou então ter algumas coisas no carro.  Normalmente opto por queijo fresco, frutos secos, fruta, ovo cozido… Exemplos de snacks, aqui.
  • Almoço: Tenho a sorte da maioria das vezes conseguir vir almoçar a casa. Mas, muitas vezes se não consigo correr de manhã é ao almoço que o faço, ou seja, o tempo acaba por ficar apertado. São poucas as vezes em que tenho de fazer almoço porque normalmente faço jantar a pensar logo no almoço do dia seguinte, o que me facilita muito. Senão, lá vai de ovos ou de atum 🙂 Inicio todas, ou quase todas as minhas refeições com uma sopa de legumes e depois o prato principal.
  • 1º Lanche da tarde: Normalmente vai na marmita flocos de aveia 1 iogurte, às vezes com fruta ou frutos vermelhos. Outros dias levo queijo fresco cortado aos cubos com frutos secos e fruta. Ou seja, depende mesmo do que me apetece. Tento sempre preparar o lanche para não cair no erro de ter de levar umas bolachas de arroz e uma peça de fruta. Se pensarem bem, não dá trabalho nenhum preparar o lanche na noite ou no próprio dia de manhã, é mesmo uma questão de hábito. Sem falar do controlo de saciedade ao longo do dia, que depende imenso das nossas refeições. Se precisam de ideias para lanches, aqui fica.
  • Jantar: Primeiro sopa (se ainda não tiver comido), claro! Esta semana foi sopa de feijão verde e sopa de couve roxa, bem cremosas como eu gosto!! O almoço, ou sobra do almoço, ou do dia anterior, ou faço alguma coisa quando chego.
  • Ceia: Normalmente não faço esta refeição porque fico satisfeita ao jantar e já não preciso de comer antes de me deitar. Muitas vezes precisam de fazer esta refeição se ao jantar acabam por comer apenas uma sopa ou nada de especial. Não pode ser! Se precisam de ideias para a ceia, vejam aqui.
O mesmo para o exercício físico, faz parte do meu dia-a-dia. Claro, sempre que possível. Se durante a semana é mais difícil, tento sempre compensar ao fim-de-semana. Agora com a gravidez claro que é diferente, fico mais pelas caminhadas e pela natação, mas depois vou voltar à corrida 🙂
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
 
, ,

8 dicas para poupar nas compras

A nossa alimentação é uma grande parte do orçamento familiar. E por isso mesmo, nada melhor que tentar poupar nas compras, e é possível! Ou seja, nada de ir em conversas e começar a pegar em tudo o que está em promoção. Até porque na maioria das vezes associamos uma alimentação saudável a gastar muito dinheiro, mas na minha opinião não é assim!

Tem de se organizar e não se pode esquecer de pontos fundamentais:

  • Elaborar uma lista de compras e cumpri-la. Senão, vai acabar por se esquecer de algumas coisas fundamentais e comprar outras que secalhar nem precisa. Pode optar também por levar o orçamento estipulado.
  • Planear as refeições antes de ir às compras: Se isso não acontecer é provável que durante a semana faltem alimentos de que precisa e necessite de ir novamente ao supermercado.
  • Não vá às compras com fome: Se for com fome vai acabar por trazer alimentos que não estão incluídos na lista de compras e que não fazem parte da sua alimentação saudável. Não sei se já sentiu isso, mas eu já. Ir às compras com fome faz-nos logo pensar em trazer alguma coisa que não devemos e que nos apetece mesmo comer naquele momento.
  • Procurar os preços mais baixos e estar atento às promoções: Nos sites dos supermercados encontra as promoções que existem em cada semana. Analise e leve escrito na sua lista de compras. No entanto, cuidado porque muitas vezes a promoções levam-nos a pensar em comprar outro tipo de coisas.
  • Olhe para as prateleiras de cima a baixo: Normalmente os produtos mais caros encontram-se na prateleira ao nível dos olhos. Às vezes queremos ser rápidos, mas mais vale olhar bem, analisar e depois comprar!
  • Prefira a fruta e hortícolas da época. Passe bastante tempo na parte dos legumes no supermercado. Vá com tempo e compre muita variedade para não lhe faltar durante a semana. Mas, também acho importante ter sempre em casa legumes pré-congelados para que não falte em nenhuma refeição, ou seja, nos dias em que não tem tempo para arranjá-los.
  • Compre leguminosas: São uma ótima alternativa à carne, peixe e ovos e são uma opção bastante económica.
  • Escolha embalagens de tamanho familiar e faça a sua divisão em casa. Se fizer as contas ao Kg muitas vezes compensa. É importante que tenha isso em conta (normalmente faço sempre as contas ao kg porque por vezes as promoções não compensam, de todo!)

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 DICAS PARA FUGIR DOS DOCES E SALGADOS NA PASTELARIA

Não sou uma pessoa que vá muito a pastelarias nem a cafés. Já houve um tempo em que sim, quando tinha peso a mais, mas isso mudou. Além de não gostar de gastar dinheiro sem valer a pena (prefiro ir jantar fora, relaxada e aproveitar o momento), também não fui muito habituada a isso, o que talvez também me tenha ajudado. Quando vou a um café ou a uma pastelaria, é mais para tomar um café depois de almoço… Claro que há excepções, como por exemplo no verão, em que posso acabar por tomar um café ou comer um gelado (a minha perdição).

No entanto, sei que existem várias pessoas que têm este hábito e que por vezes lhes é difícil controlar o que comem nestes locais. Por isso mesmo, deixo-vos alguns truques que penso que vos podem ajudar a controlar:

  • IR BEM COMIDO: Se for à pastelaria cheio de fome, não é fácil. Se estiver na hora de almoço e entrar numa pastelaria, torna-se muito mais difícil controlar o que irá comer. Por isso mesmo, sou apologista de ir depois do almoço apenas para o café, e nunca colocar a hipótese de almoçar numa pastelaria. Apenas se souber que a pastelaria serve uma sopa de legumes e um prato, por exemplo. Aí sim, pode fazer sentido.
  • FICAR DE COSTAS PARA A VITRINE: Podem rir-se, mas ajuda imenso. Se conseguirem não ficar de frente para a vitrine faz com que não estejam constantemente a olhar para o que lá está… é porque até vos pode não apetecer, mas estar constantemente a olhar não ajuda nada e muitas vezes faz com que depois acabemos por pedir o que está ´mesmo a olhar para nós´.
  • É HOJE?! OU NÃO?!: Malta, o que manda é na verdade a nossa cabeça! Comanda tudo! E o que é que eu quero dizer com isto? Que se vamos à pastelaria apenas tomar um café, só porque sim, e não é dia de festa ou de nada, porque é que haveremos de comer um croassaint ou uma merenda? Temos de perceber quando é que faz sentido, ou não, comer esse tipo de alimentos. Se me falarem de uma festa de aniversário, de um casamento ou de um almoço especial, poderá fazer sentido… agora só porque sim, é que não concordo. São estes pequenos momentos que fazem a diferença! Pelo menos, é assim que eu penso para comigo! Se vou a um casamento, posso comer um rissól (que admito que gosto bastante), mas se vou a um café, vou comer porquê? Porque sim? Podem ver a minha opinião sobre o dia da asneira nesta publicação. 
  • COMER ANTES DE IR: Quantas vezes vão ao café tomar o cafezinho da tarde? Porque precisam de uma pausa para relaxar? Por isso mesmo, se formos de barriga vazia (e então se tivermos almoçado mal) nem se fala… dou sempre a sugestão de irmos ao café depois de lanchar, porque se formos satisfeitos é muito mais fácil controlar o que comemos.
  • PÃO: Se não levou nada para o seu lanche e precisa de ir lanchar, vá ao café ou à pastelaria! Mas, sempre com a ideia de que a melhor opção é um pão e não tudo o resto que lá está! Às vezes temos tanto ´medo´ de comer pão, mas depois comemos as merendas ou os pastéis de nata… Não tem problema nenhum de comer um pão ao lanche! E é melhor ir comer um pão do que passar a tarde toda sem comer, ficar cheio de fome e depois ´atacar´ tudo quando chegar a casa…

Espero que tenham gostado e que comentem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 DICAS PARA MANTER A VIDA SOCIAL DURANTE A DIETA

Uma preocupação constante de quem quer perder peso ou manter uma alimentação saudável é muitas vezes a preocupação com o ter de deixar uma vida social de lado. SOU COMPLETAMENTE CONTRA QUEM PROMOVE DEIXAR A VIDA SOCIAL PORQUE SE QUER PERDER PESO!

Apesar de poder ser complicado essa gestão, não é impossível e o importante é querer! Até porque começar a ter uma alimentação saudável e ter de deixar de estar com os amigos ou familiares não faz de todo sentido, uma vez que o convívio é fundamental 🙂 Eu não deixo de ir a jantares, eu não deixo de sair, eu não deixo de ir dançar… até porque adoro! E além disso, para mim, é super importante e considero-me uma pessoa ainda mais saudável por isso!

O problema está quando arranjamos sempre uma razão para pisar o risco… ou seja, começamos por exemplo com jantares à sexta-feira à noite e só acabamos no domingo à noite porque estivemos sempre com amigos ou com familiares… NÓS, SÓ NÓS, somos responsáveis pelo que fazemos! Claro que às vezes não é fácil porque depende do que está disponível, mas então é importante que, até lá tenhamos alguns cuidados! Ou seja, temos um almoço de família em que vai haver sobremesa, mas como é sábado queremos ir tomar o pequeno-almoço à pastelaria porque já faz parte da tradição.. peço desculpa mas não faz sentido! Nesse dia não vão à pastelaria (apesar de eu achar que o pequeno-almoço deve ser sempre feito em casa e nunca na pastelaria).

Podemos ter em atenção alguns pontos:

Primeiro que tudo: Não estamos a falar de dieta, mas sim de alimentação saudável! Ou seja, uma constante que deve fazer parte do nosso dia-a-dia e não de uma fase passageira.

  • Não passe o dia sem comer: Quantas vezes existe o pensamento de “vou ter um jantar e por isso não vou lanchar” ou “já que vou ter um almoço não vou comer muito durante a manhã”…? Pois, errado! Se tem um convívio com os seus amigos, e dependendo da hora, lanche antes de ir…E indo mais além, até pode comer uma sopa antes de ir (é o que faço muitas vezes). Se chegar cheio de fome é muito provável que faça imensos excessos desnecessários.
  • Dê ideias: Se o almoço/jantar for em casa de amigos porque não levar uma entrada (queijo fresco) e uma sobremesa mais saudável? Porque não fazer uma mega salada ou legumes para acompanhar a refeição? 😀 E já agora, que tal começar a fazer com que as crianças participem na confeção das refeições? 🙂 Caso o almoço/jantar seja no restaurante, há sempre uma opção que é melhor que outra, ou seja, a refeição até pode ser diferente do habitual, e dando-vos um exemplo prático: É bem diferente comer 1/2 travessa de batatas-fritas ou 1 travessa inteira… apesar de ser o tal ´erro alimentar´, pode ser mais controlado.
  • Não fique sem comer: Vai aos caracóis? Ou comer ameijoa? Pois bem, claro que tem de comer! Tem é de olhar para o menu/lista e escolher o que gosta, mas dentro do mais saudável. Por exemplo, caracóis não tem problema! O que tem problema é estar a molhar o pão no molho dos caracóis! O mesmo para o resto dos petiscos que normalmente comemos. Pode sempre pedir uma salada de polvo, uns ovos mexidos ou até uma salada.. agora, ficar a olhar para os outros a comer é que não!
  • Perdido por 100 perdido por 1000: Não! Se tem um convívio social é normal que faça uma alimentação um pouco diferente do que faz no seu dia a dia, mas isso também é normal. Se isso acontece, no dia seguinte volta tudo ao normal, é assim que tem de pensar! E além disso, se sabe que quer comer a sobremesa (e se já sabe que a vai comer), deixe de lado as entradas e as batatas-fritas, que lhe parece? Moderação, sempre e para sempre 🙂
  • Relaxe: Malta, ter uma vida social é meio caminho andado para um estilo de vida saudável. Estarmos com a nossa família, com os nossos amigos e com quem nos faz bem, ajuda-nos a ser felizes.. e isso sim, é fundamental a uma vida saudável. Ter um estilo de vida saudável não está relacionado só com a alimentação, mas com diversos fatores! No entanto, ter uma vida social, não é de todo uma desculpa para não ter uma alimentação saudável, porque nós fazemos as escolhas que queremos, nada mais que isso! Temos de começar a ver os jantares de família, os aniversários, a páscoa ou o natal, como épocas normais e que fazem parte da nossa vida. Sinceramente, para mim ter jantares de aniversário ou do que quer que seja não é um problema, porque apesar de até puder sair um pouco da minha alimentação diária, não deixo de praticar exercício físico e não passo o dia todo a comer as sobremesas que sobraram… ou seja, mantenho a minha alimentação e pronto! É isto que é importante, o EQUILÍBRIO!

E claro que se sabemos que o fim-de-semana vai ser bastante social, podemos também fazer um esforço para não deixar o exercício físico de lado! 🙂 Aliás, devemos fazer um esforço sempre, uma vez que o exercício físico é bem mais fácil de fazer ao fim-de-semana porque temos mais tempo! Ainda por cima agora já está a ficar calor e sabe tão, mas tão bem 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 DICAS PARA SE CONTROLAR EM ALMOÇO DE NEGÓCIOS

Quantas vezes é que existem almoços ou clientes?! Almoços de negócios a que não podemos faltar?! Muitas! E na maioria das vezes este facto é uma das razões apontadas para não conseguir manter uma alimentação saudável. No entanto, para mim, não tem de ser bem assim, se soubermos que escolhas é que devemos fazer. Normalmente costumo dizer ´há sempre uma opção melhor que outra´, e só nós somos responsáveis por essa mesma escolha.

Ou seja, e imaginemos que o menu passa por lasanha, bife com batatas-fritas e arroz de polvo. Primeiro que tudo, arroz de polvo não é um erro alimentar! É composto por arroz e por polvo… tudo depende das quantidades de comida que ingerimos! Temos sempre a opção de pedir salada ou legumes à parte, o que a maioria das pessoas acaba por não fazer! O mesmo para o bife com batatas-fritas, que podemos pedir para substituir as batatas por arroz branco… e o mesmo para a lasanha… podemos pedir para nos trazerem legumes ou salada para acompanhar. Ah… e podemos também começar a nossa refeição com uma sopa de legumes em vez de ter de comer as entradas, só porque estamos com clientes… ! Ou sou eu que tenho muita sorte e que vou a locais que na maioria das vezes têm sopa de legumes e legumes ou saladas, ou então não sei… e garanto-vos que não vou a sítios todos xpto, porque na maioria das vezes vou a restaurantes tipicamente portugueses! Tudo está relacionado com a nossa força de vontade, com o que nos faz ou não sentido, e com as escolhas que queremos fazer…

Deixo-vos por isso algumas dicas que acho importantes aplicarem e que nos ajudam logo a ter uma alimentação mais saudável:

  • Escolha bem o restaurante: O primeiro passo para conseguirmos ter um almoço/jantar saudável e equilibrado passa por escolhermos corretamente o local onde vamos comer. Apesar da variedade de escolha, é possível encontrar um local onde exista uma refeição minimamente saudável, ou seja, carne/peixe, arroz/batata e legumes ou salada. No entanto, a forma como é cozinhado e os ingredientes que são utilizados são um fator importante, e que neste caso, não conseguimos controlar. O problema está nos croquetes como entrada, molhos que acompanham com o pão, nas batatas-fritas, no pão à refeição, no ovo estrelado, nas lasanhas ou nas massas com natas e nas sobremesas… Encontrar um restaurante que se adeque é difícil, porque a maioria passam por pizzas e hambúrgueres no pão, mas há possibilidade.
  • Deixe os molhos de lado: Até podemos optar por comer uma salada mega saudável mas depois perguntam-nos qual é o molho que queremos acrescentar e aí está o problema. A opção é serem vocês mesmos a temperar a vossa refeição, uma vez que normalmente existe sempre azeite, vinagre, orégãos… As saladas ficam saborosas à mesma e é uma questão de hábito. Os molhos que adicionamos às nossas refeições não nos fazem falta nenhuma e muitas vezes ao juntá-lo acabamos por aumentar o valor calórico da refeição sem ser necessário.
  • Entradas = Sopa: É verdade que normalmente fora de casa a sopa de legumes tem batata, mas não é esse o problema quando comparado às entradas que muitas vezes nos servem. Mais vale comerem uma sopa do que optarem pelas entradas (rissóis, croquetes, pão, queijo). Começar pela sopa ajuda-nos a manter a saciedade durante o dia e a diminuir a ´ansia´ pelas entradas que estão em cima da mesa e pelo prato principal, ou seja, ajuda-nos a comer apenas o necessário.
  • Sem pão: Podem existir alguns pratos que vêm acompanhados por pão. Muitas vezes o problema não está na própria refeição, mas sim nos seus acompanhamentos. Se já acompanhamentos a refeição com arroz ou batata-doce, para quê ser necessário o pão? Mais uma vez, é uma questão de hábito e o primeiro passo é logo dizer que não ao balcão do restaurante. Pode crer que depois de o pão estar no tabuleiro é bem mais difícil resistir e por isso mesmo, ´proteja-se´, não o coloque ao pé do seu prato! Além disso, o consumo deste alimento também pode estar relacionado com a ´ansia´ de comer devido a estar com bastante fome. Assim sendo, como referido anteriormente, comece sempre pela sopa de legumes.
  • Sobremesa = Fruta: Se precisam de alguma coisa para terminar a refeição, o melhor é sempre escolher fruta ou salada de frutas. Normalmente quando estou em almoços ou jantares é o que faço, porque se ficar a olhar para os outros a comer sobremesa às vezes custa-me um bocadinho ahah Estou a falar em dias normais, que não há razões para comer sobremesa, e não num dia de festa ou num dia em que assuma que na verdade quero a dita sobremesa!

É como vos disse em cima… há sempre uma escolha melhor que outra, e não é porque os outros fazem determinadas escolhas, que temos de as fazer também!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

EU TAMBÉM JÁ FUI ASSIM

Por vezes em consulta há que me diga ´Mas a Maria não sabe o que é ter excesso de peso´, ´Não sabe o que é ter de mudar hábitos alimentares´ porque sempre foi magra. Será que sim?! Pela fotografia em cima conseguem ver que não. Já passei por várias fases (complicadas), e por isso vos digo que um dia vos vou contar a minha história, e uma delas foi ter peso a mais. Tenho 1,59 e já cheguei a pesar 65 kg e a vestir um 42 de calças… o que para a minha estatura e para o meu corpo, era bastante.

Não é fácil, NÃO!

É difícil, SIM!

É possível? SIM!

Basta QUERERMOS e ter muita força de vontade!

Claro que ter hábitos alimentares desadequados e mudá-los não é nada fácil, de todo. Ainda me lembro dos pães com chouriço que comia na escola, das merendas ou dos croassaints… Ainda me lembro de quando não comia arroz/massa ou batata com medo de engordar mais… ainda me lembro disso tudo! Sei bem o que é olhar ao espelho e não gostar do que via, de ter medo de comer porque ia engordar, de ir para a praia com uma  t-shirt porque não gostava da minha barriga… sei bem o que é isso tudo!

Se me perguntarem como é que consegui?! Consegui com muito esforço, com muitas alterações a nível psicológico e ainda mais importante… perceber o que é comer, mas de forma SAUDÁVEL!

Hoje em dia como de tudo, de forma equilibrada e saudável. Como sobremesas, como batatas-fritas, como chocolates… mas esporadicamente! Não vou para um casamento comer saladas! Tenho é plena noção de que tem de ser de vez em quando e não diariamente… tenho é plena noção de que não podemos andar a abrir precedentes e excepções todos os dias só porque sim! Porque na verdade, todos os dias é muito fácil pisarmos o risco, todos os dias é possível haver uma razão para fazermos um erro alimentar… Ou é porque vamos jantar fora e temos o ´direito´ de comer uma sobremesa, ou é porque vamos a casa de amigos e não podemos fazer a desfeita de não comermos, ou é porque estamos chateados e queremos um chocolate, ou é porque é fim-de-semana e queremos sair da nossa zona de conforto… mas na verdade, NÃO PODE SER ASSIM! Temos de perceber quando é que faz sentido, ou não, fazermos esses erros alimentares…! Se eu sei que este fim-de-semana vou ter vários almoços, qual é a razão de ir jantar fora durante a semana e comer batatas-fritas? Só porque vou comer fora?

Deixem-se de dietas yo-yo, de dietas rápidas.. disto ou daquilo! A maioria das vezes não se aprende nada, cortamos tudo na alimentação! Perdemos peso, claro! Porque comemos menos do que aquilo de que necessitamos! Depois de perdido o peso, queremos voltar a comer tudo e tudo e tudo e é pior a emenda do que o soneto. Temos de aprender é a comer, e de manter esses hábitos saudáveis para SEMPRE… e não apenas quando queremos perder peso! Temos de saber que temos de comer sopa todos os dias, legumes todos os dias, deixar os alimentos processados de lado, que não podemos comprar bolachas para casa, que lá porque temos um jantar não temos de comer sobremesa… e GARANTO-VOS, que se, todos os dias fizerem um bocadinho melhor que o dia anterior, chegam aos objetivos que tanto querem!

Há um medo constante com os hidratos de carbono, com a batata, o arroz ou a massa… com o pão… mas garanto-vos que não é isso que engorda! É sim a bolachinha antes de ir dormir, do pastel de nata depois de almoço, do croassaint a meio da manhã… são essas coisas todas que nos fazem mal (estou a falar diariamente claro).

Se quiserem saber um pouco mais de mim, deixo-vos estas publicações para lerem:

O que acharam do que escrevi?! Gostavam de saber mais alguma coisa? Deixem tudo em comentário!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

,

6 dicas para vos ajudar a organizar a semana

Conseguir tempo para organizarmos tudo o que queremos por vezes não é uma tarefa fácil. Mas para que isso seja possível, o fim-de-semana e/ou folgas são fundamentais para vos ajudar, porque senão, é impossível. Com a correria do dia-a-dia, e não tendo os mínimos organizados … nada feito! Às vezes é uma chatice pensar que temos de perder o fim-de-semana a fazê-lo, mas é extremamente necessário para que consigamos uma semana alimentar equilibrada e saudável. Pense em que dia do fim-de-semana lhe custa menos e pronto… Até porque não é preciso passar o dia todo na cozinha, só precisa mesmo é de se organizar.
Foram às compras? Aproveitem para comprar tudo o que vos falta em casa, e que pode ajudar a terem uma semana saudável.
  • Alface
  • Tomate
  • Flocos de aveia
  • Iogurtes naturais | Queijo fresco
  • Brócolos
  • Legumes congelados e frescos (Alho francês; Courgete)
  • Fruta (Bananas, Kiwi, Laranjas, maçãs)
  • Ovos
  • Bifes de peru e de frango
  • Perna de peru
  • Frutos vermelhos congelados
 
Primeiro que tudo: Pense como serão os seus dias na próxima semana. Reuniões? Horas a conduzir? Ir buscar os seus filhos à escola? Almoço em casa? Almoço no restaurante? Lanche no trabalho? Faça essa reflexão, será muito mais fácil organizar-se.
Alguns tópicos da Check-list:
  •  As compras para a semana estão feitas? Se sim, ótimo! Se não, aproveite para ir ainda hoje à noite, ou amanhã após o trabalho. Se não o fizer, vai acabar por ter de se “desembaraçar” com o que tem em casa, o que às vezes resulta em escolhas menos saudáveis;
  • Sopa: Cá em casa a sopa fica feita e é distribuída pelos Tupperware no congelador. Sempre que a sopa acabar, não se esqueça de descongelar para o dia seguinte. Receitas: Sopa de brócolos, Sopa de feijão verde.
  • Hortícolas: Normalmente coloco numa panela ou numa panela de pressão uma grande variedade de hortícolas, junto água e um fio de azeite. Fica a estufar e o resultado –> Hortícolas para toda a semana, sem a desculpa de não haver tempo para o fazer. Assim sendo, terá sempre hortícolas para acompanhar todas as suas refeições. Além disso, tenha sempre legumes congelados, ajuda imenso nos dias que chega tarde a casa. Receitas: Legumes estufados, legumes na wok.
  • Cereais/Pão: Não há desculpas para o pequeno-almoço e os lanches serem constituídos por bolachas. Não tem tempo para ir comprar pão fresco todos os dias? Podemos comprar em grande quantidade e congelar. Além disso, pode comprar alguns pacotes de flocos de aveia, que além de durar muito tempo (sem se estragar) é uma ótima forma de começar os seus dias. Ideias de pequenos-almoços, aqui.
  • Fruta: Não se esqueça que é um alimento fundamental diário. Só tem fruta de uma variedade e está farto(a)? Tente ir amanhã ao supermercado para comprar mais, mas aproveite a que ainda está na fruteira. Há sempre formas de a consumir, seja cozida, assada, em temperos ou saladas;
  • Queijo fresco | Queijo vaca que ri | Babybell : Não se esqueça de ter sempre em casa diferentes tipos de variedades. Assim combate a monotonia e escolhas menos saudáveis.

Uma das coisas que também dá jeito para preparar a semana é ter os utensílios certos em casa, uma vez que facilita muito. Eu tenho um processador de alimentos, varinha mágica, spiralizer… da kenwood.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha