, ,

5 ingredientes que não deve colocar na sua salada

Agora com o calor (vamos lá ver se ele se mantém), começam a apetecer pratos mais frescos e leves, sendo o que muitas vezes optamos ao almoço. Podemos fazê-lo, mas é importante ter em atenção os ingredientes que escolhemos… pois muitas vezes pensamos que estamos a fazer uma escolha acertada, e depois nada disso! Por isso mesmo, alguns dos ingredientes que devemos deixar de lado quando almoçamos uma salada. Podemos sempre escolher uma base que tenha alface/rúcula e massa/quinoa, mas o problema é na maioria das vezes, os toppings:

  • Croutons: Se precisa de alguma coisa crocante, que tal optar por amêndoas, nozes?!
  • Queijo gordo, queijo ralado: Eu adoro queijo, mas normalmente consumo queijo fresco e mais ao pequeno-almoço e aos lanches, não à refeição!
  • Molhos: Para mim, a opção é sempre azeite, vinagre e orégaõs… e na minha opinião é o que deve ser, sempre!
  • Bacon
  • Presunto

Além disso, por vezes colocamos por exemplo passas, ou seja, e uma vez que sendo fruta desidratada, acaba por ter açúcar. Claro que é o açúcar naturalmente presente na fruta, mas também é importante ter isso em atenção.  Opte por exemplo por tomate, abacate, cenoura, brócolos, espinafres… Caso precise do seu doce, pode escolher fruta, mas não se esqueça que entra para as contas das peças de fruta que come por dia! Percebo que torne a salada mais saborosa, mas temos de conseguir que fique saborosa com outros ingredientes!

Além disso, deixem os sumos de fruta de lado e optem sempre por água! São hábitos que têm de fazer parte da nossa vida . Muitos de vocês comem no fim a gelatina que existe nestes locais… cuidado, pode ter açúcar!

Um dia não são dias, mas a questão não é essa… é quando começa a ser dia após dia, uma asneira daqui e outra dali… Normalmente a salada que eu escolho é com ingredientes à escolha e costuma ser: base de massa com alface ou só base de alface e rúcula + 2 ou 3 doses de salmão fumado + 1 dose de brócolos ou espinafres + ovo 🙂

E estamos numa nova semana, uma nova oportunidade para começar/retomar o exercício físico! Eu comecei a minha segunda-feira com crossfit, ontem com corrida e hoje novamente crossfit. Por isso mesmo deixo-vos aqui algumas roupas que estão em desconto e que podem carregar para ver. Quando não fazia exercício não ligava nada a isto, mas hoje em dia, gosto de me sentir bem com a roupa com que treino, faz diferença!

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

5 erros que estão a dificultar a sua perda de peso

Muitas vezes queremos perder peso, ou até mantê-lo, mas não nos apercebemos de alguns erros que por vezes fazemos no dia-a-dia e que podem influenciar bastante os nosso resultados. Por isso mesmo, hoje deixo quatro erros dos quais me apercebo que acontecem frequentemente.

  • Pensar errado: Pois é, um dos maiores erros que acontecem. Queremos perder peso e por isso mesmo deixamos quase de comer e entramos naquelas dietas todas xpto, em que perdemos 10 Kg num mês. E depois?!? Peso perdido, hábitos alimentares antigos que voltam novamente. Para perdemos peso para ´sempre´é preciso que a nossa mente mude e que percebamos que temos de ter um estilo de vida saudável, SEMPRE! Além disso, perceber que a prática de exercício físico é fundamental, e não, não é passar horas a fio no ginásio! Perder peso, ter um estilo de vida saudável não invalida que de vez em quando não ´pisemos o risco´, todos nós o fazemos! Temos é de saber equilibrar e escolher os momentos certos!
  • Passar o dia sem comer: Se saltar refeições ou passar o dia a comer “qualquer coisa”, como uma sopa e uma peça de fruta ao almoço, não vai acabar em bom resultado. Vai chegar ao fim da tarde cheio de fome, comendo demasiado ao fim-da-tarde ou até à noite. Além disso, a vontade por alimentos altamente calóricos, ricos em açúcar e em gordura vai aumentar. Quantas vezes almoçamos só uma saladinha?
  • Os produtos integrais emagrecem: Não. Os produtos integrais apresentam uma maior quantidade de fibra que nos ajuda a aumentar a saciedade ao longo do dia. No entanto, e tal como os outros produtos, contêm calorias, açúcar, gordura e têm de ser comidos com contenção e de acordo com as quantidades devidas. Não vá em conversas, tenha sempre em atenção os rótulos dos alimentos, pois existe uma grande maioria de alimentos altamente calóricos.
  • Ao fim de semana é o dia da asneira: Claro que ao fim-de-semana é mais propício fazermos asneiras e fugirmos à alimentação que temos durante a semana. Mas, no entanto, não podemos “estragar tudo” e estar a pensar durante a semana inteira “ao fim de-semana posso fazer o dia da asneira”. Se tivermos um jantar ou um aniversario, que tal pensar “Do que está na mesa, o que é que eu gosto mais?”. O importante é que coma de tudo um pouco, mas com moderação. Além disso, se houver um fim-de-semana em que não aniversários ou jantares, qual é a razão para cometer um erro alimentar? Só porque sim?
  • Sumos naturais: Quantas laranjas utilizam para fazer um sumo natural? 2 ou 3? Além da remoção da fibra presente na fruta, já pensou que se no seu plano alimentar estiver definido que pode comer 2 peças de fruta por dia, se fizer um sumo de laranja esgota as outras peças de fruta para o resto do dia. Além disso, a fruta dá imenso jeito para levar para os snacks da manhã e da tarde. Isto não quer dizer que de vez em quando não o faça 🙂

Estes são alguns dos erros comuns que são falados em consulta. É importante que em consulta exista a definição dos objetivos pessoais de cada um, criando e planeando estratégias que ajudem ao seu alcance. Além disso, e nunca esquecendo, a prática de exercício físico é fundamental a uma vida saudável. Caminhar, passear, correr, ir ao ginásio, saltar à corda… existem tantas formas de nos exercitarmos 🙂 Para quem me segue no facebook e/ou instagram, eu hoje já fui, 30 minutos fazer a minha corridinha. Deixo aqui alguns artigos da marca puma que estão em desconto e caso carreguem nas imagens têm acesso a outras promoções.

21557752_1606293262747972_6643136741625701870_n.jp

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

E para quem ainda não sabe, vai haver um workshop ´Como ter umas férias saudáveis´ 🙂 Para todas as informações, vejam aqui. Muitas vezes as férias são um fator de preocupação, porque normalmente muitas pessoas consideram que a alimentação saudável tem de ficar de lado. Mas na verdade isso não tem de acontecer. Podemos ir de férias, podemos ir descansar, relaxar e recarregar baterias, de forma saudável. Claro que, com alimentos diferentes dos habituais e com dias festivos, como faz parte de um estilo de vida saudável.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

3 hábitos a incluir no dia alimentar do seu filho

Tal como para nós adultos, ter uma alimentação saudável é fundamental para as crianças! Não quero dizer que mais importante, mas talvez com uma atenção especial. As crianças são o nosso futuro, a geração seguinte. Todos os hábitos alimentares, desde a infância, vão influenciar a sua vida. Aliás, e de referir, que a alimentação das mãmãs já na própria gravidez, inlfuenciam os comportamentos alimentares dos seus filhos.

E aproveito para referir “Se o seu filho gosta de leite achocolatado, só gosta porque já experimentou”. Este é um tipo de alimento que não faz qualquer tipo de falta às crianças, não falando de bolachas, bolos de pastelaria etc. Há certos alimentos que não precisam de entrar em casa e assim, de certeza que as crianças não se habituam a eles.

Algumas dicas:

    • Não sair de casa sem comer: Bem sei que muitas crianças não querem comer logo de manhã, mas podemos sempre tentar arranjar estratégias para se habituarem a comer. No início nem que seja apenas 1/2 iogurte… passado uma semana, 1 iogurte… e por aí em diante. Além disso, se se sentar também a comer, a criança vê o seu exemplo.
    • Lanches na escola: Não mande donuts, bolos de pastelaria, leite com chocolate, bolicaos… Se os coleguinhas dos seus filhos levam isso para a escola, eles é que estão mal. Ou seja, não promova esse tipo de alimentos no dia-a-dia do seu filho. Agora claro, se um dia houver uma festinha na escola, claro que o seu filho tem de participar e festejar. Esses alimentos ficam então para esse dia. Sumos? Refrigerantes? Ficam na prateleira do supermercado. Envie para a escola apenas água, iogurtes, leite ou bebidas vegetais. Se precisa de ideias para os lanches dos seus filhos, veja esta publicação.
    • Sopa, sempre! Não há razão para não existir sopa antes das refeições. A criança tem de ser habituada desde pequena a fazê-lo. Faça sopas diferentes, com aromas, diversos sabores e coloridas. Além disso, dê o exemplo!

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

3 razões para não sair de casa sem tomar o pequeno-almoço

Hoje a minha publicação é sobre uma das refeições mais importantes do dia – Pequeno-Almoço. Esta refeição nunca deverá ser colocada de parte, uma vez que é a nossa primeira refeição do dia, crucial para fornecer a energia e os nutrientes para começar o dia da melhor maneira.

Pois bem, veja alguns razões para nunca sair de casa sem tomar o pequeno-almoço:

  • A toma do pequeno-almoço permite controlar a saciedade ao longo do dia, evitando que coma demais ao almoço e ao longo do dia! Concordam comigo? Podem crer que se não comesse de manhã, não iria controlar tão bem a minha fome no resto do dia.
  • Controla o nível de açúcar no sangue, pelo que reduz o risco de desenvolver Diabetes tipo II. Melhora também os níveis de concentração. Podem crer que nos ajuda a começar o dia com energia e cheio de atividade!
  • supressão desta refeição está associada ao aumento de peso corporal.

Frequentemente em consulta é referido a falta de tempo ou a falta de apetite para realizar esta refeição, mas então o primeiro passo é: Organizar-se!

De modo a facilitar a realização desta refeição:

  • Opte por alimentos fáceis, rápidos e práticos de preparar, como por exemplo, iogurtes, cereais e/ou fruta. Misture tudo e está pronto! Ideias de pequeno-almoço aqui.
  • Prepare o seu pequeno-almoço antes de se deitar, poupa tempo na manhã seguinte. Ou pelo menos, deixe tudo organizado, será de mais fácil preparação. Ou então, pode preparar durante o fim-de-semana logo 3 ou 4 refeições -> Acorda de manhã e está pronto!
  • Se tiver filhos, poderá tentar realizar esta refeição antes deles, uma vez que depois será uma confusão e poderá acabar por não ter tempo para fazer a refeição.
  • Não tem fome? Coma qualquer coisa pelo menos, um iogurte, uma fatia de pão, ou outro alimento que esteja de acordo com o seu gosto. Cada passo é um progresso, tente comer alguma coisa ao longo dos dias, estimulando gradualmente o seu apetite.

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Vem aí mais um workshop, desta vez com o tema ´Como ter umas férias saudáveis´. No dia 21 de julho, das 10h00 às 13h00, no Showroom Teka, Alameda dos Oceanos 41, 1990-155 Lisboa. Para saberem todas as informações do workshop, vejam aqui.Podem também enviar mensagem pelo seguinte formulário:

, ,

Quais são os meus hábitos semanais?! Fiquem a saber!

Hoje é sobre mim sobre os hábitos que me acompanham semana após semana. Se houver uma partilha entre nós, com motivação mútua, é bem mais fácil seguirmos um estilo de vida saudável, não acham? Quem é que deixa em comentários os seus hábitos semanais? As suas dúvidas? As suas refeições?

Exercício físico: Comecei a fazer desporto há três anos e meio. Comecei a correr, mas odiava, odiava mesmo! Mas engraçado foi que fui começando a correr mais… comecei a ver alguns resultados e fiquei super motivada, por isso mesmo é que digo sempre que temos de nos desafiar até dizer que não gostamos e que não conseguimos. Ainda me lembro de um dia em que consegui dar 17 voltas no mercado de benfica e fiquei toda contente! E se for fazer as contas se calhar foi muito pouco 🙂

Com isto que estou a escrever não quero que agora todos desatem a correr, mas sim que comecem a pensar no que gostam de fazer e o que é viável para a vossa vida. Senti a necessidade de complementar a corrida e por isso mesmo comecei a fazer PT com a Margarida e mais recentemente inscrevi-me NOVAMENTE no ginásio, onde tenho feito crossfit.  Assim, tenho variado entre corrida e crossfit, e tenho gostado. Já me tinha inscrito várias vezes no ginásio mas desistia sempre, acho que ainda não me tinha mentalizado.

 

Assim, e algumas dicas para vos ajudar:

  • Pego na minha agenda e defino os dias em que vou correr, pois assim é mais fácil conseguir cumpri-lo. Não o faço sempre, mas realmente ajuda imenso, porque senão, se surge algum compromisso e não me lembro que aquela hora seria para correr, acabo por ter coisas para fazer… Fazer exercício é das coisas que mais gosto de fazer atualmente e que me deixam super bem-disposta e contente. É tudo uma questão de “querer”! Se às vezes não consigo correr durante o dia, corro logo de manhã ou à hora de almoço ou à noite. Dá-me um prazer imenso! Agora claro, nem todos os dias são como queremos e há dias em que não consigo ir… depois tento compensar.
  • Organizem-se, vão às compras e preparem o saco de desporto para andar sempre com vocês no carro 🙂 Para correr/ginásio comprei uns ténis e calças de desporto… faz a diferença, eu que o diga. Os meus ténis (como me costumam perguntar), são os Nike Vomero 13, podem ver aqui (são os cor de rosa). Deixo-vos em baixo alguns artigos em desconto que podem ver.
  • Não gostam/podem de correr, podem caminhar. Não gostam/podem de caminhar podem nadar. Não gostam/podem nadar podem saltar à corda. Aconselhem-se e vejam qual o tipo de desporto mais adequado a vocês. Se não têm tempo, podem fazer um mini-ginásio em casa (há imensos utensílios que podem usar, corda para saltar, halter, tapete). Algumas dicas de como começar a praticar exercício físico, aqui.

 

 

Organizo a semana: Por vezes o tempo é curto, o cansaço é acumulado e pensar nas nossas refeições ou nos nossos lanches/snacks não é realmente o que mais nos apetece fazer depois de um dia de trabalho. Mas na realidade, se nos organizarmos é muito mais fácil e não custa assim tanto. Além disso, quando o tempo é muito curto, com o trabalho excessivo, muitas vezes começamos a deixar algumas coisas para trás, e por vezes é a nossa alimentação. Mas, temos de lutar contra isso 🙂

  • Vou às compras todas as semanas (ou pelo menos tento), com uma lista preparada para não deixar para para trás (compro imensos legumes (frescos e congelados), iogurtes, queijo fresco, frutos secos, carne/peixe, fruta etc). Se já sei que o fim-de-semana vai ser complicado, tento passar no supermercado entre consultas para despachar algumas compras. Por exemplo, quando vou de fim-de-semana, no caminho para Lisboa vejo sempre onde existem supermercados para conseguir passar lá. Dicas para manter o foco no supermercado, aqui. Alimentos proibidos no carrinho das compras, aqui.
  • As refeições principais são sempre pensadas no dia anterior à noite, ou pelo menos tento, e ponho a descongelar o que é preciso. Se precisam de ideias de refeições podem ver aqui. Claro que por vezes têm de ser refeições muito simples porque não há tempo… Bifes de peru, bifes de frango, ovos, atum ao natural. Admito que por estes lados muitas vezes saem ovos … ovos … ovos 🙂
  • Os lanches vão sempre na marmita (é um instante juntar flocos de aveia, iogurte e fruta). Ovos cozidos, fruta, frutos secos, bolachas de arroz… Deixo em baixo algumas fotografias de algumas refeições para que possam ver.
  • Legumes estufados por vezes faço em grande quantidade, congelo e fica pronto para diversos dias. O mesmo se aplica ao resto, como fazer arroz em maior quantidade, batatas-doce, pernas de frango etc…Também tenho sempre legumes congelados prontos a cozinhar, porque nos dias em que não há nada e é tudo à pressa, dá muito jeito.

E o mais importante, tenho sempre os alimentos que preciso em casa, e por isso é que escrevi esta publicação para vocês, sobre os alimentos que não podem faltar em casa… vejam aqui.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

E para quem ainda não sabe, vai haver um workshop ´Como ter umas férias saudáveis´ 🙂 Para todas as informações, vejam aqui. Muitas vezes as férias são um fator de preocupação, porque normalmente muitas pessoas consideram que a alimentação saudável tem de ficar de lado. Mas na verdade isso não tem de acontecer. Podemos ir de férias, podemos ir descansar, relaxar e recarregar baterias, de forma saudável. Claro que, com alimentos diferentes dos habituais e com dias festivos, como faz parte de um estilo de vida saudável.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

4 DICAS PARA REDUZIR AS CALORIAS DO SEU DIA-A-DIA

Sabia que existem alguns truques que o podem ajudar a diminuir o seu consumo energético durante o dia? Muitas vezes a perda de peso está associada a uma dieta radical e a uma diminuição drástica de alimentos, mas não tem de ser obrigatoriamente assim.

  • Não se esqueça do pequeno-almoço: Se não começar o dia com um pequeno-almoço cheio de nutrientes e que lhe dê energia, é bem provável que acabe o seu fim de tarde a consumir alimentos altamente calóricos e cheios de gordura e açúcar.
  • Tenha atenção aos rótulos: Um simples atum em óleo é bem diferente que um atum em água. O mesmo se passa com a maioria dos alimentos, pelo que é fundamental que vá com tempo às compras e que perca algum tempo a analisar os rótulos dos alimentos.
  • Planeie as suas refeições, organiza-se: Se levar os seus lanches para o trabalho e tiver as suas refeições minimamente pensadas consegue controlar os alimentos que ingere ao longo do dia. Se tal não acontecer, fica com fome, passa no café e come o que lá houver. Para quem ainda não viu a publicação de dois dos meus hábitos semanais, aqui fica 🙂
  • Coma sopa: Antes das refeições tente comer sempre uma sopa, isso irá fazer com que diminua a quantidade de comida no prato principal. Além de ser estar cheia de vitaminas e minerais, ajuda a aumentar a saciedade.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

E para quem ainda não sabe, vai haver um workshop ´Como ter umas férias saudáveis´ 🙂 Para todas as informações, vejam aqui. Muitas vezes as férias são um fator de preocupação, porque normalmente muitas pessoas consideram que a alimentação saudável tem de ficar de lado. Mas na verdade isso não tem de acontecer. Podemos ir de férias, podemos ir descansar, relaxar e recarregar baterias, de forma saudável. Claro que, com alimentos diferentes dos habituais e com dias festivos, como faz parte de um estilo de vida saudável.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 truques para uma alimentação saudável em casal

Mas porque é que muitas vezes oiço que não é possível ter uma alimentação saudável quando o(a) seu(sua) parceiro(a) não a tem? Acho que temos de perceber que TODOS temos de ter uma alimentação saudável e não é apenas para um membro da família. 

No início da relação há vários jantares fora (com direito a entradas, prato, sobremesas e bebidas) e quando vão morar juntos, existe a adaptação à mudança e há partilha de refeições.  Claro que as coisas não mudam de um dia para o outro, mas se existir um esforço tudo se consegue!

De certeza que já pensou que a perda de peso, ou até mesmo, o controlo de peso é muito mais fácil quando existe uma ajuda mútua. É importante que tanto um, como outro, percebam a importância de ambos praticarem uma alimentação saudável. Mas claro que isto não significa que de vez em quando não se pise o risco. Tal como todos, se estiverem ao pé de nós a consumir um alimento que adoramos e que não devemos consumir diariamente, é bem mais difícil resistir. Além disso, e não falando apenas de peso, TODOS nós temos de ter uma alimentação saudável.

Não gosto quando muitas vezes me dizem ´mas então vou ter que fazer refeições diferentes para mim´…CLARO QUE NÃO! Era só o que mais faltava! A comida é igual para todos, com algumas diferenças mas nas quantidades… Porque não é porque queremos perder peso, que temos de fazer batatas-fritas, rissóis, croquetes, bacalhau com natas para os que vivem connosco… e porque não? Porque eles também não precisam e só lhes faz mal!

No entanto, nunca se esqueçam que o plano alimentar de cada um tem de ser individualizado, uma vez que as necessidades energéticas variam. Mas, é  importante que partilhem as refeições que realizam em conjunto, ou seja, as refeições são iguais para os dois. E ainda mais importante, perceber que se alguém do casal quer perder peso, o(a) companheiro(a) é fundamental para que esse objetivo seja cumprido e para que exista motivação.

  • Planeiem em conjunto: Falem entre os dois e definam as refeições para durante a semana. É importante que tanto um como outro façam refeições que lhes agrade, ou seja, um de vocês cede hoje, o outro, amanhã. Claro que não é para existiram refeições diferentes na família, pois se tal acontecer, não é sustentável ao longo do tempo.
  • Partilhem a cozinha: Aproveitem para cozinhar em conjunto. Além de ser uma ótima estratégia para partilhar a confeção das refeições, podem aproveitar para conversar e contar como correu o vosso dia. Preparem logo as marmitas e as lancheiras para o dia seguinte enquanto fazem o jantar.
  • Conversem: Se alguém do casal está a tentar perder peso, é fundamental que tal seja explicado ao parceiro.  Pode crer que é muito mais fácil para que este o ajude e incentive ao longo dos dias. Além disso, também pode ser uma boa estratégias para que todos em casa comecem a ter uma alimentação mais saudável. Pode ser que comece a receber mensagens durante o dia a dizer “Já bebeste água?” 🙂
  • Objetivos: Estabeleça objetivos com o(a) seu (sua) companheiro. Se ambos tiverem um objetivo comum, vão ambos querer cumpri-lo. Por exemplo, podem combinar tomar o pequeno-almoço juntos (caso o horário seja coincidente); prepará-lo de véspera ou até enviar fotografias do almoço um ao outro. Além disso, que tal combinarem 3x por semana caminhar a seguir ao jantar? Não façam da chuva o vosso problema, é só arranjarem um impermeável 🙂
  • Jantar fora: É possível! Cada vez mais existem restaurantes com menus saudáveis e que permitem ter uma refeição fora de casa igualmente saudável e saborosa, e além disso, romântica 🙂 Sentem-se e escolham o restaurante em conjunto, de acordo com os vossos gostos e de acordo com o menu. Se um membro do casal quiser uma sobremesa, é importante que exista um incentivo do outro lado para que não seja um doce ou um bolo, mas sim uma peça de fruta ou uma salada de fruta. Se for mesmo impossível, que tal partilharem? Até é mais romântico 🙂

Concordam? Vamos lá incentivar uma alimentação saudável para toda a gente aí em casa 🙂 O mesmo para o exercício! Sou a favor de que o casal pratique exercício físico e que se motiva mutuamente! É muito mais fácil 🙂 Por isso mesmo, deixo aqui alguns artigos de desporto em desconto!

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 hábitos que nos fazem engordar às refeições

Pois bem, um tema interessante e que são uma dúvida para muitos nós. Porque é que será que aumentamos de peso se temos uma alimentação saudável? O que será que não nos ajudar a manter o peso? Há sempre possibilidade de melhorar a nossa alimentação e de fazer escolhas alimentares saudáveis.

Antes de mais, e considerando o tema das refeições principais, o primeiro passo é ter em atenção o local onde fazemos essas refeições: Será em casa? No restaurante? Café? Pastelaria? Pois bem, o mais acertado será fazer as refeições em casa, num restaurante ou então levar a lancheira para o trabalho. Os cafés e pastelarias ficam fora das opções, uma vez que muitas vezes não temos disponíveis um prato principal. E, sinceramente, na minha opinião não é assim tão difícil encontrar um local onde exista uma refeição minimamente saudável, ou seja, carne/peixe, arroz/batata e legumes ou salada. Claro que, a forma como é cozinhado e os ingredientes que são utilizados são um fator importante, e que neste caso, não conseguimos controlar. Desde saladas a hambúrgueres grelhados, há uma panóplia imensa.

E quais são então os maiores problemas?

 

Entradas = Sopa: Todos os problemas fossem as sopas com batata quando comparado às entradas que muitas vezes nos servem. Mais vale comerem uma sopa do que optarem pelas entradas, mesmo que seja apenas um rissol ou um croquete. Além disso, ajuda-nos a manter a saciedade durante o dia e a diminuir a ´ansia´ para o prato principal. Muitas vezes quando vamos almoçar já vamos cheios de fome e colocam logo o cesto de pão à nossa frente. Mandem para trás e peça, sempre, uma sopa! Claro que também podem ter atenção ao tipo de sopa que existe, preferindo uma boa sopa de legumes. No caso de levar lancheira, a mesma coisa, sempre com uma sopa.

 

Molhos: Ora bem, até optamos por comer uma salada super mega saudável mas depois perguntam-nos qual é o molho que queremos por cima. Aí está o problema. A resposta é: Eu tempero a minha salada! No fim do pagamento normalmente existe sempre azeite, vinagre, orégãos… Optem por essa solução. As saladas ficam saborosas à mesma e é uma questão de hábito. Muitas vezes existe sempre a questão ´mas eu posso comer um guisado´? Claro que sim! Não pode é molhar o pão no molho do guisado! Ou seja, quando levar a sua refeição de casa, opte sempre por deixar também os molhos de lado, já para não falar de maionese ou ketchup

 

Pão: Podem existir alguns pratos que vêm acompanhados por pão. Muitas vezes o problema não está na própria refeição, mas sim nos seus acompanhamentos. Se já acompanhamentos a refeição com arroz ou batata-doce, para quê o pão? Mais uma vez, é uma questão de hábito e o primeiro passo é logo dizer que não! Pode crer que depois de o pão estar no tabuleiro é bem mais difícil resistir e por isso mesmo, ´proteja-se´, não o coloque ao pé do seu prato! Além disso, o consumo deste alimento também pode estar relacionado com a ´ansia´ de comer devido a estar com bastante fome. Assim sendo, como referido anteriormente, comece sempre pela sopa de legumes.

 

Sem legumes: Pois bem, como eu digo sempre ´duas ou três folhas de alface e uma rodela de tomate´ não conta! Temos de encher o nosso prato de hortícolas… nunca ouviram dizer ´meio prato de legumes´? Pois, é mesmo assim! Por vezes a refeições pode até ser muito saudável, mas caso não acompanhe com a quantidade de legumes devido, vai acabar por comer maior quantidade de arroz, batata, massa…

 

Almoçar uma sopa: Não pode acontecer! Muitas vezes optamos por almoçar só uma sopa porque queremos perder peso, e então pensamos ´quanto menos eu comer, melhor´. Errado! Tem de almoçar bem, tem de se nutrir. Se almoçar só uma sopa, na altura até pode ficar satisfeito, mas passado uma hora vai comer a apetecer-lhe comer, e muitas alimentos ricos em gordura e açúcar. Além disso, a probabilidade de chegar ao fim -da-tarde ´esganado´ de fome é imensa, o que poder resultar depois na ingestão de alimentos que não são de todo os mais adequados.

E como acho que os utensílios que utilizamos fazem muita diferença, aqui ficam várias ideias que são mesmo a minha cara (vários deles estão em desconto, é só carregarem para verem):

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

O MEU LEMA…. AMIGOS, É A VIDA!

Vamos lá então falar um bocadinho do meu lema…. É A VIDA! Falo muito nisto, tanto em consultas como nos workshops que tenho feito, e por isso mesmo, acho importante partilhar com vocês o que é que isto significa e o porquê deste lema 🙂

Ter um estilo de vida saudável, incluindo pelo menos a alimentação saudável e exercício, não é de todo fácil. Ou pelo menos, muitas vezes, é um desafio e é o que referem ser mais complicado. Quando refiro alimentação saudável e exercício, é porque na maioria das vezes, abdicamos destes dois pontos, para conseguir fazer o restante. Não concordam? O que quero dizer com isto é que muitas vezes deixamos a alimentação saudável e o exercício para limpar a casa, arrumar a casa, passa a ferro, trabalhar horas e horas a fio…. etc… ou seja, o que na realidade nos faz bem, e nos ajuda a termos mais energia, mais vitalidade, mais auto-estima… começa a ficar para trás dias e dias seguidos.

Percebo perfeitamente que seja difícil, porque como devem compreender, eu também chego tarde a casa, também trabalho muitas horas, entre outras coisas… e mesmo assim, quero, e tenho de conseguir ter uma alimentação saudável no meu dia-a-dia! É neste sentido que digo que o meu lema é ´É A VIDA´. E porquê?

  • Tenho de comer arroz de há três dias? Bem que me apetecia um arroz acabadinho de fazer, mas não tenho quem mo faça… É A VIDA!
  • Tenho de jantar e almoçar a mesma coisa? E às vezes repetir na mesma semana? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de deixar de ir para o sofá quando chego a casa para ir fazer legumes? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de ir às compras todas as semanas? Sim! Ninguém vai por mim, É A VIDA!

O que quero dizer com isto é que nós arranjamos as desculpas que nós quisermos para não fazer as coisas! Sabem o que é que penso ´contra mim´?! Maria, se quiseres hoje não vais correr… consegues arranjar mil e uma desculpas para não o fazer. Ou te dói a cabeça, ou tens de trabalhar, ou tens um jantar, ou estás cansada… Por isso, não vais arranjar nenhuma desculpa, e vais correr, É A VIDA! Se é este o estilo de vida que tu escolheste, tens de fazer por isso! Porque se ficares sentada à espera, ninguém faz nada por ti! Claro que, há dias em que não vou porque estou cansada ou simplesmente porque não consigo… assumo para mim mesma que não vou, mas sei que no dia seguinte vou ter de ir! Além disso, e como muitas vezes, de forma a conseguir ir fazer exercício, se tiver um jantar, digo então para ficar marcado para um bocadinho mais tarde, de forma a conseguir ir dar uma corridinha de 30 minutos…

O mesmo para a alimentação minha gente! Ou é porque andamos sempre em eventos sociais, ou porque temos muitos jantares, ou porque não temos tempo, ou porque não temos os alimentos em casa, ou porque a família não gosta, ou porque….ou porque… há sempre uma razão qualquer para não termos a tal alimentação que tanto queremos (ou então, para quem quer perder peso, uma razão para que isso não aconteça). Sou-vos sincera, ter muitos eventos sociais não facilita, mas se nós quisermos, DENTRO DE UM ERRO ALIMENTAR, HÁ SEMPRE UMA MELHOR ESCOLHA! Ou seja, se temos um jantar, porque é que temos de começar nos rissóis, passar pelas batatas-fritas e terminar na baba de camelo? Não podemos simplesmente começar por uma sopa, passar pelo arroz e terminar então na baba de camelo? Garanto-vos que dia após dia, escolha após escolha, começam a ver resultados (para quem os quiser), e começam também a perceber as alterações no vosso dia-a-dia, na vossa energia e boa disposição.

Há jantares a que vou e sou a única a comer a sopa. E então? É por isso que deixo de pedir? Não! Tenho de comer as chamuças só porque toda a gente o faz? Eu hei-de comer as chamuças quando eu achar que tenho de o fazer, quando eu quiser, e nada mais! Sabem quando é que aproveito para comer os ditos rissóis ou croquetes? Em casamentos e baptizados… ahah é uma coisa que eu gosto? Sim! Ou seja, deixo para quando eu achar que os deva comer e não apenas porque toda a gente me vem com a conversa de ´Oh Maria… mas é só hoje´… o que vale é que é só hoje todos os dias, ou quase todos!

Que fique claro, que eu estou a falar do dia-a-dia e não de um dia de festa ou de um dia diferente. Como já partilhei aqui, ou para quem me conhece ou é seguido por mim, eu também gosto de muitas coisas ´menos boas´, e também as como (era só o que faltava não o fazer), só tento é fazer escolhas, e fazê-lo quando eu acho que faz sentido! Dá-me muito mais prazer fazê-lo ao fim-de-semana, em que estou relaxada, com família e amigos, do que durante a semana, só porque sim…

Desculpem o meu desabafo, mas o objetivo é fazer-vos perceber como é que eu penso, como é que eu me motivo, e tentar-vos motivar desse lado. Nós só não fazemos o que queremos, temos é de acreditar em nós e fazer por nós… porque vos garanto, ninguém o vai fazer por vocês!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

5 dicas para deixar de comer compulsivamente

Vamos lá falar de um tema que penso ser comum a muitos de vocês. Como evitar comer compulsivamente e o que podemos fazer no nosso dia-a-dia para tentarmos evitar isso.

Experimente! Estamos tão habituados a determinados tipos de alimentos que muitas vezes não variamos nada o nosso dia-a-dia. Adivinhei? Que tal começar a experimentar novos alimentos? Novos sabores? Novos aromas? Tem maior probabilidade de descobrir um alimento que adore e que seja saudável 🙂 Por exemplo, há uns tempos não me imaginava a comer ovos mexidos ao pequeno-almoço e agora adoro. Sinto que me controla bastante a vontade de comer ao longo do dia.

Construa a sua marmita com comida que goste! Quando fizer o seu jantar, tente cozinhar em quantidades suficientes para mais dias. Além disso, é importante que leve comida que lhe dê prazer, pois se levar um bife de peru grelhado com salada para o seu almoço, muitas vezes acontece que não lhe apeteça esse almoço e acaba por ir comer fora. É importante que leve um almoço ao seu gosto. Estufados e/ou guisados também são opções saudáveis, desde que não ingira o molho.

Arranje um escape que não seja a comida: Se pensarmos bem, muitas vezes a ingestão de comida está muito relacionada com um refúgio. Ou seja, quando estamos mais chateados/tristes/irritados, é bem provável que as opções alimentares não sejam as mais corretas, e que a quantidade ingerida seja bem maior do que normalmente. Qual é a minha dica?!? Nesses dias, em vez de se sentar a comer, vá dar uma caminhada, pegue num livro, vá passear com um amigo(a). Ou seja, vá relaxar de outra forma! Posso-vos dizer que isso também me acontece e o meu escape é a corrida. Sinto-me completamente renovada quando ao fim de um dia stressante vou correr nem que sejam 2km. Podem ver nesta publicação como comecei a praticar desporto, caso precisem de algumas dicas.

Dê uma volta à sua despensa: Primeiro que tudo, retire os inimigos de sua casa. É bem provável que nos dias em que está mais stressado acabe por os ir buscar. Se não os tiver, acaba por ir buscar algum tipo de alimento, mas mais saudável. Compre uma grande variedade de alimentos ´do bem´. As cores dos legumes, das frutas, a arrumação da nossa despensa também influencia, e bastante, a vontade de experimentar e de manter uma alimentação saudável.
Aceite as suas limitações: Cada vez mais refiro que temos de aceitar como somos e as nossas limitações. O que é que quero dizer com isto? Que temos de assumir que por vezes precisamos de um doce, ou de um alimento que nos conforte… sim, isso também me acontece! No entanto, e ao dizer que temos de assumir essas limitações do nosso organismo, também considero que temos de fazer escolhas conscientes e que podemos/devemos pensar de que forma é que podemos ´albradar´ a coisa e tentar optar por algo mais saudável. Por exemplo, quando me apetece um doce, em vez de optar por bolachas, bolos, produtos industrializados, muitas vezes opto por manteiga de amendoim. Ou seja, acabo por fazer o que me apetece, mas de forma mais consciente. Isso é meio caminho andado para nos sentirmos bem e não ficarmos com peso na consciência. Quero dizer com isto que… como é óbvio não é objetivo andar a comer manteiga de amendoim às colheradas antes de ir dormir, mas acaba por ser uma melhor opção comer um pouco de manteiga de amendoim com frutos secos do que comer meio pacote de bolachas! Costumo comprar a manteiga de amendoim da prozis, e deixo aqui em baixo na imagem um exemplo tanto de amendoim como de amêndoa! Podem por exemplo, juntar uma colher de flocos de aveia também.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!