, ,

9 estratégias para controlar a TPM

A TPM, pelo menos para mim, descontrola-me toda. E fico tão irritada com isso ahah 🙂 Mas é que é mesmo verdade, sei perfeitamente quando estou nessa fase porque fico com imenso apetite e parece que nunca estou satisfeita! Já para não falar de que só me apetecem doces.

Síndrome pré-menstrual é muitas vezes uma fase complicada para a maioria das mulheres. Por acaso eu não fico irritada (talvez um pouco mais sensível), mas a maioria das mulheres tem vários sintomas como irritação, ansiedade, tristeza… ? Como eu costumo dizer, temos de aceitar isso porque somos assim, ou seja, começar as ´limitações´do nosso corpo e nada mais que isso! Ou seja, perceber de que forma é que podemos lidar com isso e arranjar estratégias para controlar todos os sintomas que temos. E se for preciso um dia fazer a ´tal asneira´façam-na… é a vida! Só têm de saber é que depois ´fecha a loja´!

 

Neste período existe a diminuição do níveis de algumas hormonas, como a seretonina, a qual é responsável por exemplo pelo humor e apetite. Desta forma, é importante ingerir alimentos que contribuam para a sua síntese. Por isso mesmo, pode amenizar os sintomas da TPM através da alimentação, por exemplo através de:

  • Alimentos ricos em magnésio, como sementes, frutos secos (amêndoas e pinhões) e leguminosas  (feijão, lentilhas, ervilhas)
  • Ingerir alimentos ricos em zinco, como por exemplo cavala, sardinha, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes.
  • Consumir alimentos ricos em cálcio, como lacticínios e derivados, bem como, brócolos, couve galega e rúcula.
  • Vitamina C: laranja, kiwi, couve portuguesa, couve-lombarda, brócolos, couve de bruxelas.

Não consuma alimentos ricos em sal, uma vez que potencia a retenção de líquidos, tão frequente nesta época. Além disso, e como sempre, pode optar por substituir o sal na sua alimentação por ervas aromáticas e especiarias.

Além disso, é fundamental que para que, para controlar a sua fome ao longo do dia:

  • Faça várias refeições, não passando muitas horas sem comer;
  • Realize lanches que contribuam para a sua saciedade, e não apenas uma peça de fruta ou um ´iogurtinho´;
  • Andar sempre com a marmita atrás para levar vários alimentos que podem servir para os lanches;
  • Comer sempre sopa ao almoço e ao jantar,  seguido de prato principal (Senão a fome ao fim-da-tarde aperta);

Sendo frequente a vontade de doces nesta altura, é importante que o consigamos fazer mas sem qualquer “peso na consciência” de estarmos a fugir à nossa alimentação saudável. Claro que pode sempre tentar fazer opções mais saudáveis, e por isso mesmo veja alguns exemplos:

  • Frutos secos + 1 quadrado de chocolate derretido por cima
  • Panqueca de alfarroba + 1 colher de chá de mel
  • Banana aquecida com canela
  • Bolo de pera (Receita aqui), e pode acompanhar por exemplo com chocolate preto derretido

Além disso, não se esqueça das regras principais de uma alimentação saudável, fundamentais a que consiga controlar o seu dia alimentar. Além disso, a prática de exercício ajuda imenso também, tanto na sua energia ao longo do dia, como a controlar a irritação que muitas vezes é comum… ou seja, ao seu bem-estar! Nem que seja uma pequena caminhada.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 razões para que não se esqueça de comer SOPA

Não “obrigo” ninguém a comer sopa em consulta, mas sim, aconselho vivamente! Até costumo dizer ” sopa se possível”. Acho que não há razão nenhuma para não o fazermos. Desde que se tenha cuidado na sua confeção, de forma a não a tornar muito calórica e rica em sal, é um excelente alimento tanto para a perda de peso como para a manutenção do peso. Por isso mesmo, prefira as sopas feitas em casa e deixe de lado as industrializadas. Sim, precisa é de se organizar para conseguir ter sopa durante toda a semana.

Comer sopa antes da refeição principal ajuda imenso a controlar a sua saciedade ao longo do dia bem como a reduzir a quantidade de comida que coloca no prato. Não concorda? Pelo menos a mim acontece-me isso e é notável o controlo da fome durante o dia.

  • Fonte de vitaminas e minerais uma vez que a sopa é feita na própria água de cozedura dos legumes;
  • Quer emagrecer? Mais uma razão para comer sopa! É de fácil digestão e ajuda na sensação de saciedade;
  • Permite que não coma tanto do prato principal. Para quem diz “se como a sopa já não consigo comer o prato”, experimente comer nem que seja apenas uma concha de sopa;
  • Forma de aumentar a quantidade de vegetais que consome diariamente;
  • É um tipo de confeção económica e que pode fazer em grande quantidade e congelar. Assim tem sempre disponível e não há desculpas para não comer!

Qual o truque para quando chega a casa cheio de fome ao fim da tarde? E lhe apetece “atacar” o que está na dispensa? Comer logo a sopa! É o que faço e aconselho em consulta 🙂

Aqui em casa quando se faz legumes estufados (também para ter para toda a semana), aproveita-se e faz-se logo a sopa! Poupa tempo e trabalho 🙂 Podem ver aqui como faço. Depois é só guardar em recipientes de vidro e congelar para a terem durante toda a semana!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 dicas para escolhas saudáveis no café ou na pastelaria

Vamos lá falar sobre ir ao café ou à pastelaria e comer um bolo. O problema não é ir de vez em quando, é quando vamos várias vezes e nem nos apercebemos disso. Eu, pessoalmente, quando vou ao café ou à pastelaria é apenas para tomar um café e caso não tenha lanche, pedir um pão. Nada mais que isso. A mim não me faz sentido comer um bolo a meio da tarde, e como digo em consulta, o objetivo é deixar de nos fazer sentido. É saber que podemos comer, claro que, dependendo dos objetivos de cada um de nós, mas que não faz sentido e que por isso mesmo, mesmo que olhe para toda a panóplia de bolos existentes, que nem seja opção pedi-los.

São alimentos altamente calóricos, cheios de gordura e de açúcar, que não nos trazem qualquer tipo de benefício. Só apenas o prazer momentâneo de comer, uma vez que o açúcar sabe bem e que…é um vício. Claro que dias não são dias, e não estou a falar de dias festivos, de festas de aniversário ou casamentos.
Agora vejamos a tabela seguinte:

Como podem ver, todos os bolos e doces de pastelaria têm um valor energético muito elevado, bem como de gordura e de hidratos de carbono. Além disso, já repararam na quantidade de açúcar que cada um deles tem por 100g? E se pensarem bem, para um bolo destes pesar 100g não é preciso muito… Aliás, é bem capaz que cada um deles pese até mais de 100g. Agora pensem, que ao comerem um bolo destes, e se precisarem de 1800Kcal por dia, comem logo 400Kcal assim de uma vez só… Sem falar dos malefícios do açúcar e da gordura saturada.

Por vezes podemo-nos esquecer do lanche em casa ou não termos tempo para o preparar… mas então qual é a solução? Pedir um pão no café, mesmo que seja do tipo `branco`. Apesar de não ser do tipo de pão que aconselho (o pão decenteio tem mais fibra, menos açúcar e menos hidratos de carbono como podem ver), é muito melhor do que lanchar um bolo. Normalmente os cafés têm sempre pão, não arranjem desculpas para terem de comer um bolo todos os dias, cuidem de vocês.

Assim, e quatro dicas para lanchar fora:

  • Escolher o café onde vai, de acordo com o menu existente. Hoje em dia já existem bastantes cafés que têm para nos oferecer opções um pouco mais saudáveis;
  • Preferir sempre pão quando comparado a bolos ou sobremesas;
  • Escolha fiambre de aves ou queijo fresco caso esteja disponível;
  • Deixe os sumos de lado, mesmo os ditos light. Opte por um chá,café ou leite, sem açúcar.
  • Fique de costas para a vitrine 🙂

E caso hoje seja um destes dias, em que opta por ir ao café ou à pastelaria comer, que tal ir também fazer uma caminhada ou algum tipo de desporto?! Ora pois, parece-me uma ótima ideia. Aqui ficam algumas ideias de produtos de desporto que são a minha cara e que estão em promoção. Como podem ver adoro cor de rosa ahah escolho logo e ténis cor de rosa para vos mostrar 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

6 truques para resistir a doces durante o dia

Resistir aos doces por vezes é difícil, ainda mais nestes dias frios e com chuva. Mas sabem que a vontade de doces (secalhar ainda mais à noite) pode estar relacionado com o que comem durante o dia? Não é ao fim da tarde/noite (quando estamos relaxados e finalmente em casa) que apetece um chocolatinho ou qualquer coisa doce? Pois…Sabem que é uma das grandes dúvidas em consulta? E que pode contribuir para o aumento de peso e além disso, contribuir para a nossa não saúde? Só nos faz mal, e temps de perceber isso! Não é só peso, é saúde minha gente! Temos de tentar arranjar estratégias para conseguir controlar a vontade de os comer.

O açúcar é um ingrediente que se consumido em excesso está associado à presença de diversas doenças. O açúcar aumenta a probabilidade de excesso de peso, obesidade, diabetes entre outras doenças. Por isso mesmo, temos de controlar ao máximo a quantidade de açúcar que ingerimos diariamente e termos sempre presente que este ingrediente se encontra na maioria dos produtos que consumimos diariamente, e não apenas nos bolos ou sobremesas.

Nas épocas festivas, nas férias ou dias especiais pode ser mais difícil controlar o que consome, uma vez que é provável que tenha sobremesas ou doces à sua frente durante quase todo o dia. Mesmo assim, há sempre forma de o evitar:

 

Dicas:

  • Faça várias refeições ao longo do dia: A sua fome estará mais controlada e será mais fácil que não fique cheio de fome com vontade de “comer tudo”. Se não o fizer é bem mais provável que lhe apeteça um alimento menos saudável, principalmente ao fim da tarde, quando chega a casa. Agora nas férias não ande a “petiscar”, tente fazer sempre entre a 5 a 6 refeições. Ideias de snacks, aqui.
  • Almoce bem! Se comer apenas uma sopa e uma peça de fruta é provável que comece a ter fome rapidamente e com vontade de um “chocolatinho” ou uma bolachinha! Se precisa de ideias para as suas marmitas, veja aqui. Caso os seus almoços sejam fora, veja aqui algumas dicas de como manter uma alimentação saudável.
  • Arranje estratégias saudáveis para colmatar a vontade do doce: Normalmente tenho maçã sempre cozida ou pera… É só aquecer, juntar canela e já está! Pode fazer o mesmo com banana ou com pêra. Uma banana esmagada com canela é só…ótimo! Quando lhe apetecer um doce, pense e depois aja… Por vezes essa vontade dá mais à tarde, por isso mesmo, lanche logo.
  • Faça sobremesas em casa substituindo alguns ingredientes: Se juntar 1 iogurte natural com manga e triturar fica “mousse de manga”. Pode utilizar alguns temperos que ajude a adocicar as sobremesas, como por exemplo canela. Algumas dicas para fazer sobremesas mais saudáveis, aqui.
  • Se for ao café peça logo um pão para o lanche: Faz com que não caia na tentação de pedir um doce ou um alimento menos saudável. Além disso, tente ficar de costas para a vitrine 🙂 Ir ao café não significa fazer asneiras! Se costuma ir lanchar ao café, veja aqui como fazer escolhas saudáveis.
  • Não tenha doces em casa: Se souber que tem um chocolate na despensa, é muito mais fácil que à noite (quando está relaxado e a descansar de um dia de trabalho), vá lá “roubar” um quadradinho. Se não tiver esse tipo de alimentos em casa acaba por não os comer! Não coloque a hipótese de “se alguém vier cá a casa”, se tal acontecer ofereça umas torradas e um chá.

Pratique exercício físico! Pode crer que ajuda a diminuir a vontade de doces, ajuda a manter a vontade de ser saudável e ajuda na sua energia durante todo o dia 🙂 Como sabem eu faço corrida, e por vezes também não me apetece sair de casa. MAS, depois de ir correr, de saber que me desafiei, é o melhor de sempre! É importante que para a prática de exercício físico tenham roupa/ténis adequados à modalidade. Deixo aqui alguns produtos em e se carregarem nas imagens têm acesso a outros produtos da coleção:

 

 

Se não conseguir mesmo resistir: Atenção às quantidades! Se está habituado a comer uma fila de chocolate, comece por comer apenas dois quadradinhos. Já é um passo! Além disso, opte por comer um doce após a refeição e não ao lanche, sem nada no estômago.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

O meu projeto, os meus princípios para um estilo de vida saudável

@poete.na.linha, o meu projeto 💚

Assenta em princípios que para mim são fundamentais:

👉 Alimentação saudável e equilibrada diariamente, nada relacionado com a palavra dietas (lá vamos nós para o bife grelhado…). Ter uma alimentação saudável não é assim tão difícil como a maioria de nós pensamos. Baseia-se fundamentalmente em consumir diariamente legumes, sopa, evitar alimentos processados e industrializados (bolos, bolinhos, bolachas, bolachinhas..), beber água, realizar várias refeições ao longo do dia entre outras coisas. Não é por comprarmos todas as sementes e/ou frutos secos do supermercado que passamos a ser mais saudáveis (e ainda por cima, deixarmos lá meio ordenado).

👉Exercício físico, fundamental a uma vida saudável. Consoante os vossos gostos, de acordo com as vossas limitações, e nem que seja uma caminhada de 30minutos 3x semana, é melhor que nada. Garanto-vos que faz de vocês pessoas mais alegres e com mais vitalidade.

👉Boa disposição: Rir, dar gargalhadas, dançar, saltar, estar com a nossa família e/ou amigos, sair, passear, ir às praia, cantar, dormir bem… tudo o que me deixa com boa disposição e com um sorriso na cara. Um estilo de vida saudável não se prende apenas com alimentação e exercício, mas tudo o que está à nossa volta e que nos deixa felizes ♥ Sabem uma coisa? Adoro beber o meu copo de vinho e comer a minha serradura de vez em quando.. 🤔 será que sou menos saudável por isso?! 🤔

Parece-me que não, uma vez que a vida é feita de equilíbrio!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha #portugueseblogger

, ,

6 dicas para pôr em prática nas suas próximas férias

Já voltámos das mini-férias (com muita pena minha), e agora já estamos na rotina do dia-a-dia. ADOREI ir à neve e quero voltar voltar voltar!! Comecei o ano passado e nunca pensei que iria gostar tanto.. mas é verdade! E acho que o que me influenciou muito é fazer exercício diariamente nos meus dias. Vou-vos contar tudo sobre as minhas férias e como é possível ter umas férias saudáveis, mesmo fora dos nossos hábitos.

 

Sendo assim, passos essenciais para umas férias saudáveis:

  • LEVAR LANCHES PARA A VIAGEM: Se não o fizer, não tem nada para comer durante a sua viagem e vai dar mau resultado! Levei frutos secos, ovos cozidos e salada de quinoa com atum ao natural. E para isso ser possível, levei pratos de talheres para conseguir comer durante a viagem. Acham que custa assim tanto? Não, não custa. É só uma questão de organização e de vos fazer sentido!
  • COMPRAS ASSIM QUE CHEGAR: Assim que chegámos a Granada fomos às compras! Fizemos a lista de compras no caminho e assim foi só chegar, comprar e tudo despachado. Comprámos pão de sementes, flocos de aveia, ovos, espinafres, couve kale, queijo, fiambre de aves, peru, frango, carne de vaca, arroz, esparguete, queijo fresco, grão de bico, latas de atum, iogurtes naturais, leite magro, bebida vegetal, cenouras, fruta (maçãs, banana, tangerina, kiwi)…
  • REFEIÇÕES PRINCIPAIS: 

Durante a viagem definimos as refeições que íamos fazer de forma a ficar tudo organizado. Senão, no próprio momento iam faltar ingredientes e teríamos de andar de um lado para o outro, o que não calha nada bem. Cada duas pessoas definiram as refeições principais que iriam fazer, e combinámos que haveria sempre legumes a acompanhar. Posso partilhar com vocês que ao jantar acabava por comer a proteína acompanhada apenas por legumes, menos no penúltimo dia em que também comi arroz (quanto mais dias passavam, mais fome tinhaaaaa 🙂 )

Este slideshow necessita de JavaScript.

Almoços e snacks: Foram entre sandes de húmus com espinafres, queijo fresco com espinafres e tomate, pasta de atum (feita com iogurte natural) com espinafres e tomate. Se me seguem, sabem que não gosto de almoçar sandes, mas neste ambiente era o que faria sentido e o mais fácil. Além de poupar dinheiro (porque se tivesse que almoçar na estância, ficava muito caro), podíamos almoçar rápido para continuar nas pistas. Além disso, não é por almoçar 3 dias sandes que há problema… até porque o resto do dia era todo controlado e ao jantar fazíamos questão de ter uma refeição equilibrada. Para meio da tarde, tinha sempre uma peça de fruta e frutos secos e depois quando chegava a casa comia mais alguma coisa, dependendo do que me apetecia. Podem ver em baixo todos os jantares. Querem as receitas?! Se sim, deixem em comentário! 🙂

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

  • PEQUENO-ALMOÇO: Não é difícil manter os nossos hábitos ao pequeno-almoço mesmo fora de casa, é só querer! Os meus pequenos-almoços foram entre ovos mexidos com espinafres e cogumelos, papas de aveia, iogurte com flocos de aveia, queijo fresco e fruta… ou seja, igual a quando estou em Portugal. Por isso mesmo, não arranjem desculpas para quando vão de férias terem de alterar estes hábitos. Além disso, ir de férias, para mim, é ter uma alimentação saudável (com algumas excepções), porque é o estilo de vida que eu quero para mim, hoje e sempre! Podem ver todas as fotografias em baixo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • EXERCÍCIO FÍSICO: Neste caso foram férias de exercício físico, pelo que não precisava de fazer mais. No entanto, para quem não vai para um destino de férias que inclua exercício, é sempre importante que defina na agenda em que dias o consegue fazer. O que importa é fazer, nada mais! Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada. Podem-me ver a fazer skiiii! Quando vejo a câmara fico nervosa ahah 🙂

 

E agora podem ver também uma MEGA QUEDA!!! 🙂

  • PROTEÇÃO SOLAR: Um estilo de vida saudável engloba várias vertentes e para o destino onde vou a proteção solar é fundamental! Comprei o protetor solar Cosmia (que ainda não conhecia), e adorei! ahah já saia de casa morena porque o protetor tem cor, ou seja, é demais!! 🙂

 

  • ERROS ALIMENTARES: Faz parte e toda a gente os faz, e quem disser que não, eu não acredito. Além disso, e tendo a consciência que tenho uma alimentação saudável diariamente, não é por fazer um ou outro erro alimentar que me faz mal. Ou seja, quando os faço, é de forma consciente e porque quero mesmo!! Bebi chocolate quente e fomos às pizzas no último dia para a despedida. Soube bem?! Muito bem!
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂
Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada… Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”.
Espero que tenham gostado da publicação, das minhas dicas e da minha partilha! Comentem e coloquem as vossas sugestões!
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

14 truques para preparar as suas férias SAUDÁVEIS

Hoje partilho com vocês como me organizo quando vou de férias e de que forma é que tento que elas se mantenham saudáveis. Este sábado vou de férias e por isso mesmo, há que organizar tudo! Caso vão de viagem, é importante que se organizem para os dias fora, bem como para o dia de viagem. Caso tal não aconteça, vão acabar por ir ao café/restaurante comprar “qualquer coisa” para comer.

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência. Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável nestes dias., uma vez que há alimentos super práticos de levar e de transportar. No sábado desvendo-vos para onde vou, apesar de neste post ficarem com algumas pistas! 🙂

Pois bem, aqui fica uma lista do que vou levar e que acho importante para estas mini-férias:

  • Frutos secos (nozes, avelãs, cajus…): Preciso de andar sempre com snacks durante o dia, e assim os frutos secos não ocupam quase espaço nenhum na mochila. Além disso, são um alimento que ajuda na saciedade e que me permite controlar a fome durante o dia! Já tinha muita coisa em casa, mas ontem fui despachar o resto ao jumbo. Acabei por comprar um mix de frutos secos para não estar sempre a comer os mesmos, mas como gosto imenso de noz e caju, comprei um de cada, podem ver aqui quais são.

 

  • Fruta: Vou levar para a viajem de carro maçãs e bananas, para o dia de sábado. Depois quando lá chegarmos vamos às compras e então aproveito para comprar mais, para todos os dias que lá vou estar. Acho que vou optar mais por maçã ou banana pela praticabilidade destas frutas.
  • Barras: Como sabem, não é um alimento que consuma diariamente. No entanto, e para quem me segue, já sabe que sou a favor do equilíbrio e para estes dias que vou estar fora vão dar imenso jeito, para conseguir comer rápido como snack e ter energia ao mesmo tempo. Vou levar algumas do celeiro e da Gold Nutrition.
  • Ovos: Vai ser um dos alimentos presentes como snacks, e que vou levar cozidos para o dia de viagem. Além de ser um alimento que sacia, é novamente bastante prático e que se come num instante (sem sujar grande coisa). No destino, será de certeza utilizado como snack ou então como pequeno-almoço.
  • Enfrascado de aveia: Vão ser várias horas de viagem e por isso mesmo, tenho de levar bastante comida. Assim sendo, para meio da manhã ou da tarde, vai sair enfrascado de aveia como podem ver na fotografia em baixo. Além disso, vou levar flocos de aveia para os pequenos-almoços/snacks para lá durante o dia.

  • Água: Fundamental a qualquer viagem e por isso mesmo, já que são várias horas até chegar ao destino, vou levar 1,5L de água para ir bebendo durante todo o dia.

 

  • Protetor solar: Um estilo de vida saudável engloba várias vertentes e para o destino onde vou a proteção solar é fundamental! Já sabem para onde vou? 🙂 Eu ainda por cima preciso de ter muito cuidado com a minha pele, é que é mesmo isso! Comprei o protetor solar Cosmia (que ainda não conhecia), e aproveitei para comprar dois, para experimentar. Já que uso proteção solar todos os dias, fica já despachado.

 

Agora, deixo as minhas dicas essenciais para vocês aplicarem quando forem de viagem ou de férias:
Dicas para antes da partida:
  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Levar aveia para os meus pequenos-almoços. No dia seguinte é só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri, iogurtes bebíveis, ovos cozidos, latas de atum, latas de grão cozido. Por exemplo para viajar de avião costumo levar bolachas de arroz, frutos secos, fruta e ovo cozido (sim, passa na segurança!)
  • Pense quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches. Mais vale levar a mais do que a menos! Podem sempre levar a mais para uma emergência.
  • Não se esqueça da garrafa de água! Tem de estar sempre hidratado.
  • Agora com as férias e calor, também não esquecer os cremes solares. Todos estes aspectos fazem parte de uma vida saudável, não descurando a proteção solar!

 

Dicas para o destino:

  • Ir às compras assim que chegar ao seu destino: Pelo menos para comprar fruta, água, ovos e snacks para os dias seguintes;
  • Tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa/hotel: Por vezes no hotel nem sempre existem opções saudáveis, mas dentro do que o houver, tente fazer as melhores escolhas (não tenha o pensamento perdido por 100 perdido por 1000).
  • Andar sempre com água e lanches na sua mochila: de certeza que diminui a probabilidade de passar pelos cafés e optar por refrigerantes ou sumos (ainda por cima em locais onde o calor é imenso) e de snacks menos saudáveis. Frutos secos, ovos cozidos, iogurte líquido, queques de aveia são algumas opções.
  • Se quiser levar uma sandes para o seu almoço,aproveite para utilizar pão do tipo integral e acrescentar sempre alguns legumes ou verduras (Ex: Pão Integral, Atum, Tomate, Alface);
  • Quando almoçar/jantar fora, peça sempre uma salada ou verduras para acompanhar o prato principal. Se possível, inicie com uma sopa de legumes, que normalmente é sempre possível

[Dentro de uma escolha errada, há sempre uma opção mais saudável]

 

Para quem não vai almoçar a casa e tem de fazer esta refeição no restaurante/centro comercial:

  • Foque-se!
  • Dê uma volta no centro comercial, nas redondezas da rua e tente fazer uma escolha saudável para realizar a sua refeição: Se quer dicas para quando vai almoçar fora, veja esta publicação.
  • Deixe de lado as publicidades GIGANTES de promoções de fast food e tente ver que tipo de restaurantes lhe proporcionam uma alimentação saudável.
  • Coma bem! Não opte apenas por uma sopa e uma peça de fruta, senão o resultado será imensa fome a meio da tarde.
Acredito que, quando vamos de férias ou de viagem se torne mais difícil resistir a tentações a que normalmente não estamos expostos, mas mesmo assim é sempre possível fazermos escolhas acertadas. Lá porque vamos de férias, não tem de ser uma desculpa para “quando vou de férias não tenho acesso a alimentos saudáveis”. Que tipo de férias costuma ter?

Vai fazer praia? Pode levar sempre a sua lancheira atrás, com alimentos que lhe permita manter uma alimentação saudável. Por exemplo:

  • Snacks (Fruta; Bolachas de milho/arroz; Ovos cozidos; Iogurtes naturais ou de aromas; Palitos de cenoura ou pepino, Tomate cherry, Queijo fresco)
  • Almoço: Salada fria (massa espiral/couscous | atum ao natural/frango desfiado/peixe desfiado/ovo cozido/delicias do mar | alface, tomate, cebola, beterraba, pimento vermelho, couve coração, courgete)
Vai para um hotel com tudo incluído? Pode não ter todos os alimentos pretendidos, mas acredito que tenha alguns. Pode exemplo:
  • Pode comer pão ou cereais ao pequeno-almoço. Se colocar manteiga, não coloque fiambre nem queijo e vice-versa. Além disso, ninguém o impede de levar por exemplo os seus flocos de aveia 🙂
  • Às refeições principais peça a opção do menu que não inclua fritos e molhos. Se tiver batatas fritas, pode pedir para substituírem por arroz (já fiz isso bastantes vezes).
  • Peça sempre que lhe tragam legumes ou salada a acompanhar. Para os lanches, pode sempre andar com a sua lancheira, com algumas ideias aqui.
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂
Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada…
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”.
Nas férias é a melhor altura para começar a praticar exercício físico. Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada. No meu caso, como vou para o desporto, as corridas vão ficar de lado. Por isso mesmo, vou ´apetrechada´de roupa de desporto (mochila, soutien, leggins) e roupa quente… que já ouvi dizer que está um gelo!!! E por isso mesmo, mais algumas sugestões de produtos que vos podem ajudar para as férias e que estão em desconto:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

1 semana, 7 pequenos-almoços diferentes

Gosta de variar o seu pequeno-almoço? Pois bem, aqui deixo várias ideias para a sua refeição da manhã e nenhuma delas repetida! Não é preciso muito para o conseguir fazer, é só preciso imaginação e pensar que alimentos é que temos em casa para um pequeno-almoço saudável.

Panquecas de beterraba 

(Receita aqui)

 

Papas de abacate 

(Triturar um abacate com 1 banana e bebida vegetal. Servir com pepitas de cacau cru e amoras)

 

Bolo da caneca 

(Receita aqui)

 

Pão de castanha

(Receita aqui)

 

Ovos mexidos + Queijo fresco + Panquecas + Sumo de kiwi

 

Flocos de aveia + Iogurte natural + kiwi + Framboesas 

 

Pão escuro + Abacate com banana OU Ovos mexidos 

 

Como sabem, eu gosto sempre de colocar os meus pequenos-almoços em pratos, tigelas ou taças todas giras 🙂 E porquê? Porque os olhos também comem! Faz toda a diferença! Por isso mesmo, deixo aqui alguns exemplos que gosto muito e que são do género dos que eu utilizo. Podem carregar na imagem e ter acesso aos descontos.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

, ,

Dicas para implementar as resoluções de Ano Novo + Os meus objetivos para 2018

Já passaram umas semanas desde o início do ano, mas espero que as resoluções de Ano Novo continuem na vossa cabeça e não as tenham esquecido. É verdade que todos os anos pensamos ´Este ano é que vai ser´, ´Este ano é que vou ser super saudável´, ´Este ano é que vou começar a ir ao ginásio todos os dias´. Pois bem, para mim o problema está aí!

Acho ótimo escrevermos os nossos objetivos e termos resoluções de ano novo, eu própria as tenho e já vou partilhar com vocês! No entanto, também acho que temos de ser realistas e percebermos que não podemos mudar de um dia para o outro e querer fazer tudo de uma vez. E, principalmente no que diz respeito à perda de peso e à prática de exercício físico acontece muito! Queremos mudar, mudar mudar… mas passado 1 ou 2 meses do ano, volta tudo ao mesmo! E porquê? Porque o nosso dia-a-dia não muda, porque acontece alguma coisa que nos faz esquecer e desmotivar. Enquanto não percebermos que temos realmente de mudar, para sempre, nada feito!

E o que é que eu quero dizer com isto?  Pois bem, queremos perder peso e começamos a fazer dieta. ESPETÁCULO! Até aqui tudo bem! Começamos a cortar os hidratos de carbono (os grandes vilões (ou não), da dieta), deixamos de comer durante o dia, comemos uma tostinha a  meio da manhã (ou seja, passamos uma fome desgraçada), almoçamos e jantamos uma sopa… que maravilha! Passa uma, duas semanas… e por aí fora! Chega um momento em que pensamos ´epa não vou andar a passar fome´.. e começamos a comer tudo de novo! Aí está o grande problema! Para perder peso garanto que não tem de passar fome, tem sim de escolher os alimentos certos! Ou seja, lá se foi a grande resolução de Ano Novo! Caso uma das vossas dificuldades seja o pequeno-almoço, tenho várias ideias no E-book que fiz especialmente para vocês para este início de 2018.

MAS, vou-vos dar uma boa notícia! Se fizerem alterações diárias à vossa alimentação, como por exemplo: Não comer bolos e/ou sobremesas, não consumir refrigerantes e/ou sumos, comerem sopa antes de todas as refeições, legumes e/ou verduras em todas as refeições, excluírem bolachas do vosso dia, não comer pão antes de ir para a cama… é meio caminho andado para perder peso! E acham que isto é difícil?! Não me parece!! OU SEJA, para perderem peso, só têm, pelo menos, de aplicar os princípios de uma alimentação saudável e mais nada!

É como o exercício. Qual é a lógica de começar a ir ao ginásio 7x semana se antes não fazia nada?! Não me parece adequado! Se não fazem nada, só começar a caminhar nem que sejam 30 minutos já é ótimo! E é possível fazê-lo: Eu sei que trabalhamos muito, que têm filhos, que têm de arrumar a casa.. mas não são 30 minutos 3x semana que não o deixam fazer! Nem que seja um dia por semana e mais ao sábado e ao domingo.

Ou seja,

Ter uma alimentação saudável não é:
  • Comer só cozidos e grelhados;
  • Deixar de comer arroz, massa, batata, ervilhas, grão, feijão;
  • Deixar de comer pão ou cereais;
  • Deixar de comer fruta, nomeadamente banana, dióspiro, manga, papaia;
  • Comer apenas um iogurte ou 1 peça de fruta ao lanche;
  • Comer apenas uma saladinha ao almoço;
E acima de tudo, não é passar fome! Pelo contrário, ter uma alimentação saudável é:
  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
  • Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?

Acham que isto despende muito do vosso tempo? Têm de ter trabalho? Desculpem mas não concordo! É só fazerem escolhas! Eu não deixo de ir comer fora, de ir a festas ou a jantares! Mas aí sim, faço escolhas e nada mais!

Por mais que em consulta vos queira ajudar a atingir os vossos objetivos, vocês, desse lado têm de querer. É o que digo sempre, ponho tudo em mim de forma a conseguir ajudar, motivar e tentar explicar o porquê de determinadas opções. Mas antes disso tudo, tem de partir de vocês, porque por mais que esteja disponível para falar com vocês, tirar dúvidas, se não forem vocês próprios a querer mudar, nada feito! E já sabem, se quiserem a minha ajuda, é só enviar mensagem por aqui.
Eu sei que às vezes já queriam sair com menos peso da consulta, mas isso não é possível! O importante perceber é que o que combinamos em consulta tem de vos fazer sentido e têm de querer manter isso para a vida toda. Ou acham que depois de atingirem os vossos objetivos faz sentido começar novamente a comer bolachas, doces, bolos e pão todos os dias e a todas as refeições…?!? Não vos pode fazer sentido, senão voltam novamente tudo atrás… não há milagres! Além da questão do peso e uma coisa que me faz confusão é a nossa saúde, a vossa saúde! Cada vez mais temos de estar atentos às opções que fazemos, às escolhas que tomamos, pois garanto que têm imensa influência na nossa saúde, nas doenças que por vezes se desenvolvem.

Porque não começarem a definir objetivos mensais? Ou quem sabe, semanais? Utilizam agenda? Outlook? Agenda do Telemóvel? Podem escrever os objetivos a que se propõem, pois de certeza que vos dará muito mais motivação para os cumprirem, uma vez que estão sempre a olhar para eles e não se vão esquecendo ao longo do tempo. Não deixem que a motivação do início do ano se vá desvanecendo ao longo do ano.

Depois, é só irem riscando ou escrevendo se já o fizeram. Se precisam de lembretes constantemente, coloquem post its no computador, na secretária ou até ao pé da máquina de café ou da vossa marmita. Se arranjar estratégias que o ajudem, é bem mais fácil. O mais difícil é a mudança, depois de se habituar, é bem mais fácil.

A definição de objetivos ajuda imenso a nossa semana, uma vez que nos permite organizar a nossa semana em função disso. Há sempre algum evento, algum encontro ou alguma tarefa que se sobrepõe à prática de exercício físico. Isto até a prática de exercício físico ser uma prioridade na vossa vida. Pois nessa altura, o tal evento ou o tal lanche fica para mais tarde. Mas como é óbvio, isto não significa deixarem de estar com as pessoas ou de irem a jantares.. O objetivo é apenas marcarem para outra hora de forma a conseguirem ir ao ginásio, ir correr ou andar…

E agora, partilho com vocês alguns dos meus objetivos pessoais:

  • Ler mais: Este objetivo vem de 2017 e admito que não o cumpri! Tanto para escrever, tantos projetos, que depois algumas coisas vão ficando para trás! Este ano, já o comecei a pôr em prática e quero mesmo cumpri-lo 🙂
  • Começar a fazer yoga/meditação: Já ando a pensar nisso há algum tempo, e sendo um objetivo escrito, será mais fácil cumprir! Apesar de aproveitar para relaxar quando vou correr, acho que preciso de o fazer de outra forma! Defini fazê-lo 1x semana para ser um objetivo atingível, senão, nada feito!
  • Poupar dinheiro: Considero-me uma pessoa bastante poupada, mas acho que este objetivo nunca é demais! Com todas as ideias que tenho para o Põe-te na linha e para a minha vida, tem mesmo de ser! Há gastos que por vezes fazemos sem nos apercebermos e que no fim dariam uma grande poupança. Não sei se o costumam fazer, mas ter uma folha de excel com tudo descriminado ajuda-nos imenso a perceber que gastos supérfluos é que podem ficar de lado.
  • Programa diferente: Com todo o trabalho que tenho, acabo por deixar de lado muitas vezes o lazer. Este ano de 2018 quero mudar isso e aproveitar para pelo menos 1x semana fazer alguma coisa de diferente: ir ao cinema, ir passear, ir ao teatro… ir apenas…! Por mais que o trabalho seja importante, nunca se esqueçam que o nosso bem-estar é fundamental para que tudo na vida nos corra bem. Temos de refletir e perceber que os nosso hobbies são fundamentais a uma vida saudável e que não podemos andar a trabalhar 24h sobre 24h.

Já comecei a implementar alguns deles, e claro que… já começam a surgir barreiras! E porquê? Porque apesar de querermos alterar algumas coisas de ano para ano, a nossa vida diária não se altera e por vezes para conseguirmos fazer isso, temos de planear! Sem planear nada feito. Se eu quero ler, mas se tenho trabalho para fazer, a leitura fica de lado… Ou seja, tenho de planear as coisas de forma diferente.. Não podem é desistir e têm de ser persistentes! Dou sempre a dica de pensarem sobre isto pelo menos 10 minutos de forma a conseguirem fazer um planeamento e uma organização da vossa agenda, porque senão o fizerem, fica sempre tudo de lado. Tenho mais objetivos, mas que não posso partilhar com vocês, senão desvendo tudo o que tenho planeado para o meu projeto 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

6 dicas para compensar os excessos alimentares de final do ano

No Natal e na passagem de ano os excessos alimentares são frequentes. E muitas vezes com a chegada do ano novo, associado às resoluções para o próximo ano, queremos recuperar os excessos alimentares e ser mais saudáveis. Por isso mesmo… Muitas vezes pensamos: “Agora tenho de compensar durante a semana”, pensamento este errado! O que tem de fazer é começar e manter a sua alimentação saudável!

No dia 13 de janeiro vai haver um workshop com o tema ´Guia para uma alimentação saudável´e estou à vossa espera! Podem ver todas as informações aqui e inscrever-se através de mariagama@poetenalinha.pt.

  • Fraccione as refeições: Planeie as suas refeições: Deixe as refeições principais pensadas de véspera e leve sempre os seus lanches para o trabalho. Não passe mais de 3h sem comer. Tem dúvidas do que pode fazer ao pequeno-almoço? Veja aqui. Nos lanches da manhã e da tarde? Veja aqui. Cereais integrais, lactícineos, frutas, frutos secos, gelatina, ovo cozido são alguns exemplos.
  • Não tenha um défice energético, através de uma redução repentina de calorias (ou seja, não passe o dia a comer sopa ou a comer saladas). Faça refeições completas, equilibradas e variadas. Precisa de ideias de refeições para levar para o trabalho? Pode ver aqui. Se passar o dia todo sem comer chega ao fim da tarde/noite cheio de fome e acaba por fazer vários erros alimentares, se calhar sem se aperceber.
  • Não elimine os hidratos de carbono, pois muitas vezes acaba o dia cheio de fome e aí sim, acaba por comer o que não deve (se tem dúvidas quanto às quantidades, consulte um profissional de nutrição). Pode apenas fazer uma redução, desde que controlado. Pode optar por um jantar mais leve, como por exemplo: sopa de legumes + carne/peixe acompanhado com uma grande variedade de vegetais.
  • Faça uma seleção dos alimentos que deve consumir (deixe de lado alimentos com elevado teor em gordura e açúcares). Prefira carnes brancas, peixe, pão ou cereais integrais, iogurtes magros ou naturais, fruta, legumes, verduras. Massa, arroz ou batata doce para acompanhar as refeições. E leguminosas? Gosta? Feijão, grão, ervilhas, também são uma boa ideia.
  • Aposte na hidratação: É importante que potencie o consumo de água no dia a dia. Se não aprecia água pode aromatizar a água com fruta ou então optar por chás frios. Se é daquelas pessoas que se esquece de beber água, coloque alarmes para o relembrar.
  • Exercício físico: Não há desculpas para não o fazer. Nem que sejam 30 minutos a caminhar já é um bom começo. Organize a sua semana no sentido de conseguir fazê-lo, antes ou depois do trabalho. Na semana passada definir fazer 3x por semana exercício e fiz, é o importante: definirem os vossos objetivos e colocarem na agenda. Como costumo dizer, e para quem ainda não tem esse hábito, acho importante terem a roupa adequada para isso, uma vez que faz a diferença para que se sintam bem.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!