Comece a semana a cumprir os seus objetivos

Costumam escrever os vossos objetivos? Por aqui normalmente escrevemos no início do ano, tanto os profissionais como os pessoais, mas por vezes, defini-los todas as semanas é o melhor! Acho que é uma forma de nos levar a pensar no que queremos manter, alterar ou melhorar para o próximo ano, bem como pensar e definir o que sempre quisemos fazer e nunca fazemos. Existem imensos objetivos que podemos definir, e quanto à alimentação o mesmo. Por vezes a entrada do ano novo leva-nos a querer perder peso, querer ter uma alimentação saudável, perder massa gorda, querer começar a praticar exercício etc… E a definição destes objetivos pode ajudar, e bastante.
O que acham de começarem a definir objetivos semanais? Quando tomamos a decisão de querer perder peso ou manter o peso, o pensamento principal deve ser… Querer ser mais saudável! Utilizam agenda? Outlook? Agenda do Telemóvel? Que tal escreverem os objetivos a que se propõem? De certeza que vos dará muito mais motivação para os cumprirem.
Posso-vos dizer que tinha como objetivo arranjar algum tipo de exercício físico sem ser a corrida. Experimentei o ginásio mas não gosto, por isso mesmo saí, e agora comecei no Crossfit. Além disso, um dos meus objetivos do ano passado era fazer a meia maratona e este ano quero tentar fazer a maratona. Por isso mesmo, vou tentar treinar para o fazer 🙂
Depois, é só irem riscando ou escrevendo se já o fizeram. Se precisam de lembretes constantemente, coloquem post its no computador, na secretária ou até ao pé da máquina de café ou da vossa marmita. Se arranjar estratégias que o ajudem, é bem mais fácil. O mais difícil é a mudança, depois de se habituar, é bem mais fácil.
Dependendo do trabalho e do vosso dia-a-dia, aqui ficam alguns exemplos:
  • Planear e definir refeições ao domingo (ir às compras sábado ou domingo)
  • Fazer atividade física 3x semana (No meu caso, correr 3x semana + 2x semana crossfit)
  • Beber pelo menos 5 copos de água por dia (beber um copo de água antes ou em cada refeição)
  • Tomar o pequeno-almoço sentado à mesa 3x por semana
  • Realizar uma refeição sem sal (adicione especiarias e ervas aromáticas)
  • Não comer manteiga pelo menos 1 dia na semana
  • Ir almoçar fora só 2x semana (levar a marmita nos restantes dias)
  • Comer mais devagar e demorar pelo menos 15 a 20 minutos a almoçar
  • Comer 2 peças de fruta por dia
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

8 ALIMENTOS QUE NÃO PODE TER EM CASA

Maltaaaa, para mim (claro que é a minha opinião pessoal), há certos alimentos que não devemos ter em casa! E porquê?! Primeiro que tudo, porque não são opções saudáveis para comer no nosso dia-a-dia e depois, porque temos de ter a plena noção de que, se eles lá estão, vamos acabar por comer! E aquela velha questão ´ah mas é para quando alguém for lá a casa…´, acho que é mais uma razão para termos esses alimentos em casa, em que nós acabamos por os comer, do que propriamente dar aos nossos convidados. Como eu digo muitas vezes, acho que não devemos abrir precedentes em casa, porque senão é muito fácil tornar-se um hábito e não a exceção! Por isso mesmo, os alimentos que acho que não devemos ter em casa:

  • Batatas-fritas: Se há um dia em que chegam tarde a casa, já sei que é muito mais fácil abrir um pacote de batatas-fritas do que fazer um arroz (que na verdade só demora 10 minutos a fazer). Por isso mesmo, e de forma a evitá-lo, considero que este tipo de alimentos tem de ficar na prateleira do supermercado! Além disso, é um alimento que não deve fazer parte do nosso dia-a-dia, e por isso, não deve fazer parte da nossa dispensa. Agora claro, se vão amigos aí a casa ou se vão ver um jogo de futebol, a conversa será outra… pois uma vez, não são vezes!
  • Bolachas ou bolachinhas: Para mim, as bolachas não nos fazem falta. As que recomendo são as bolachas de arroz ou milho, bolachas marinheiras ou tortilhas de quinoa. E porquê? Porque acho que existem alimentos muito mais interessantes para incluirmos na nossa alimentação. A maioria das bolachas sabem bem, têm açúcar, são crocantes… e é difícil parar de comer! Num dia stressante, em que queremos ´relaxar´ é muito fácil ir buscar bolachas e comer logo um pacote. Eu cá em casa só tenho as bolachas que referi em cima, e apesar de muitas pessoas referirem que não são tão saborosas, é uma questão de ´inventarem´. Se colocarem manteiga de amendoim por cima, já fica totalmente diferente e saboroso!
  • Gelados: Por exemplo, a minha maior perdição, ou das maiores, são gelados. Caso tivesse gelados em casa, sei bem que num dia em que estivesse mais cansada ou me apetecesse um doce, lá ia ao congelador e pegava num gelado. Tenho plena noção disso, e é importante que nos conheçamos. Por isso mesmo, não tenho gelados em casa. Até porque, como todos os outros alimentos que falei, não deve fazer parte do nosso dia-a-dia. Mesmo que sejam os gelados mini, ficam no supermercado. Quando quisermos um gelado, pegamos em nós e vamos comer um gelado, mais simples não há.
  • Massa folhada/quebrada: ´Vou levar uma massa folhada para casa para quando tiver que fazer uma tarte assim num instante´… pensamento errado! E porquê? Porque vai servir para fazerem uma tarte em casa, sem ser em dia de festa.. para despachar um jantar ou um almoço. E esse tipo de alimentos, porque não evitá-los? Não nos fazem falta nenhuma. Além disso, há imensas formas de fazerem quiches em casa, sem esse tipo de massas, e podem ver aqui algumas receitas: QUICHE LOW CARB DE COGUMELOS E TOMATE CHERRY; QUICHE DE COGUMELOS E CENOURA; QUICHE DE COGUMELOS E QUEIJO FETA
  • Natas: O mesmo que os outros alimentos. Por mais que queiram ter só um pacote em casa para uma ocasião em que for preciso, é bem mais provável que utilizem durante a semana para despacharem uma refeição em família do que para outra coisa. Por isso, nada disso! 
  • Refrigerantes ou sumos: Malta, nada disso! ´Para jantares´, desculpem mas não! Temos é de beber água diariamente e deixar estes alimentos de lado. No máximo, façam sumos naturais em casa. 
  • Pizzas congeladas: Para safar um jantar ou um almoço?! Não! Podem bem safar essas refeições com ovos ou atum, e não precisam de refeições congeladas! Se querem ter alimentos congelados, optem por carne ou peixe, e que possam cozinhar num instante… como hambúrgueres, bifes, pescada, salmão…! 
  • Barras de cereais: Para mim, devem ser feitas em casa e podem ver aqui algumas receitas. E porquê? A maioria destas barras estão carregadas de açúcar e/ou gordura, e não devem fazer parte do nosso dia-a-dia. Ou seja, deve ser esporádico. As que eu tenho em casa são estas, da prozis, para quando me dá a ´parvoíce´. Mas não, para servir de lanches ou de pequenos-almoços. Utilizo muito para quando vou de viagem por exemplo (caso gostem, com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto nas compras online)

Espero que tenham gostado!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

4 estratégias para o ajudar a perder peso para SEMPRE

Nesta época de verão acentua-se para muita gente a preocupação com a perda de peso! Há passos fundamentais que podemos começar a aplicar desde já e que não são difíceis, e que podem ser mantidos durante todo o dia, e também nas férias! Para quem me segue, já sabem o meu lema, estilo de vida saudável e não dietas!

Diminua as quantidades: Tente reduzir a quantidade de comida que coloca no prato. Não, não é para ficar com fome. Mas se costuma repetir, não repita. Inclua uma boa salada ou uma boa quantidade de legumes a acompanhar a refeição. Além disso, sempre uma sopa antes do prato principal. Normalmente, não comendo sopa, comemos sempre mais do prato principal.

Reduza a quantidade de gordura nas refeições: Nada de queijinhos ao almoço ou ao jantar. Opte por azeite, vinagre e ervas aromáticas para temperar as suas refeições e saladas. Deixe os molhos de lado e não coloque no seu prato. Muitas vezes são esses pormenores que fazem uma grande diferença, e nós nem nos apercebemos porquê!

Escreva os seus erros: Se tiver uma folha para escrever os seus erros a vermelho, sempre que for escrever mais um vai perceber os erros alimentares que tem feito. Pode ser uma forma de perceber o que precisa de alterar, muitas vezes sem se aperceber no dia-a-dia 🙂

Dê valor aos resultados: Diferenças na balança ou na roupa que já está mais larga são sinais positivos. Motive-se! Não desanime quando numa semana correr menos bem! Porque não se esqueça que além de perder peso, ter um estilo de vida saudável é sim, o mais importante! Desistir não nos leva a lado nenhum!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

5 atitudes que estragam a dieta sem se aperceber

Pois é malta… há várias atitudes que temos diariamente e que acabam por nos estragar a dieta sem nós nos apercebermos! E por isso mesmo, hoje vou falar sobre isso! Que temas gostavam que abordasse por aqui? Deixem em comentário!

Ter uma alimentação ou querer perder peso não tem de ser um sacrifício e deve fazer parte do nosso dia-a-dia, ou seja, deve fazer-nos sentido e devemos querer que faça parte dos nossos dias (e não porque alguém vos disse por apenas por querer perder peso). Até porque, se uma pessoa quiser aumentar de peso deve também fazê-lo tendo em conta uma alimentação saudável e não desatar a comer alimentos ditos não saudáveis (pizzas, croassaints, bolos, bolachas). Por isso mesmo, algumas das atitudes que eu considero que muitas vezes estragam a dieta e que muitas vezes não é perceptível por vocês:

  • Fim-de-semana: Quando chegamos ao fim-de-semana queremos descansar e relaxar… até aí tudo bem e concordo plenamente! O que já não concordo é quando associamos o fim-de-semana a erros alimentares obrigatoriamente… ou seja, quando achamos que devemos fazer erros ao sábado e ao domingo porque queremos relaxar. E porque é que não concordo?! Porque acho que tem de nos fazer sentido a alimentação pela qual optamos durante a semana e por isso mesmo, mantê-la no fim-de-semana (claro que, até poderão existir alguns erros alimentares consoante os eventos que tivermos). Muitas vezes há quem comece o fim-de-semana a ir tomar o pequeno-almoço à pastelaria, depois passe pela sobremesa do almoço no restaurante, um gelado à tarde e depois as entradas do jantar… isso sim, acaba por ser exagerado e podemos tentar controlar. Se quiserem ler a minha publicação sobre ´porque é que engordo sempre ao fim-de-semana´, leiam aqui.

  • Almoçar/Jantar fora: Muitos de nós associam a ida ao restaurante com um erro alimentar… e não percebo porquê. Eu quando vou comer fora ou é porque não tenho almoço, ou é em em jantares sociais, ou para estar com os meus amigos ou apenas porque me apetece. Ou seja, e na minha opinião, se vou jantar com os meus amigos, vou porque quero estar com eles, conviver e aproveitar o momento… não tenho de obrigatoriamente fazer um erro alimentar para ´relaxar´. E acho que muitas vezes é isso que acontece! Agora imaginem que têm três jantares durante a semana e um almoço… se chegarem ao fim da semana e contabilizarem os dias em que ´pisaram o risco´, vão ser bastantes. Erros alimentares todos nós fazemos (e não acredito que não), mas como eu costumo dizer, devem valer  pena e não apenas porque sim, ou porque vamos ao restaurante. A ida ao restaurante não tem de ser uma razão ou desculpa para comer mal, até porque as escolhas que fazemos dependem só e apenas, de nós mesmos.

  • Jantar em nossa casa: Termos um jantar em casa não é, na minha opinião, uma razão para fazermos as ditas asneiras. Não é por ir gente a nossa casa que temos de fazer chouriço, pão com queijo, batatas-fritas ou sobremesas… pelo menos cá em nossa casa, não o é! Não é por não fazermos esse tipo de alimentos que os convidados ficam com fome ou mal servidos… Por exemplo, na maioria das vezes eu ofereço sempre sopa de legumes, costumo ter pão escuro, queijo fresco, requeijão… depois tenho a refeição principal e como sobremesa sirvo fruta fresca ou salada de frutas. Porque é que tenho de ter um bolo?! Para mim não faz sentido. Claro que, estou a falar de ias normais em que quero fazer um jantar cá em casa, e não de um aniversário ou de um dia em que me faça sentido fazer uma sobremesa. Até porque, para alguém que queira perder peso, por mais que pense ´vou só fazer para eles´, tal não vai acontecer… e até porque se torna difícil uma vez que todos comem! Podem ver aqui uma publicação com ideias de entradas, e aqui dicas para manter a vida social durante a dieta.

  • Porque chove ou porque faz sol: Como sabem, para mim a prática de exercício físico é fundamental a um estilo de vida saudável. Mas, acho que muitos de nós acabamos sempre por arranjar desculpas para não o fazer… ou é porque chove, ou é porque faz frio, ou é porque está muito calor… com isto eu não quero dizer que não devemos adaptar os horários do exercício consoante o tempo que está, pois ir correr debaixo de 40ºC não é o mais apropriado, mas sim, definir na agenda os dias e os horários de forma a conseguirmos manter uma vida ativa. Se está a chover, comprar um impermeável… se está calor, deixar para de manhã ou para o fim-da-tarde… tentar sempre ir adaptando. Podem ver esta publicação em que falo sobre a questão de pensarmos positivo quando começamos a praticar exercício físico.

  • É diet, light, sem glúten ou sem lactose: Pessoal, toca a ser críticos, e a analisar os rótulos dos alimentos. Vamos ver uma coisa… lá porque um pacote de bolachas é sem glúten (e vocês se lembraram que só comem bolachas sem glúten), não é sinónimo de ser saudável. Muito menos, de ser baixo em calorias ou não ter gordura ou açúcar! Aliás, muitos desses produtos não interessam minimamente incluir na nossa alimentação (tal como os outros). A maioria destes alimentos estão carregados de gordura ou açúcar, e por isso mesmo, não vos ajuda nada a perder peso.. já para não falar que não são minimamente interessantes a nível nutricional.

Espero que tenham gostado e que comentem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

4 dicas para aumentar JÁ o consumo de legumes à refeição das suas crianças

IMG_6358-1 - Cópia.jpg

Gente, hoje vou falar de legumes. E porquê? Porque às vezes acho que não acompanhamos as refeições com a quantidade de legumes ou salada adequada porque não têm sabor! Tem de nos dar prazer comer legumes ok, bem como às crianças, senão é impossível! Mas também vos digo, têm de aprender a comer, não podem desistir de tentar porque os hábitos saudáveis também têm de ser criados!

Algumas dicas que acho importantes para conseguirmos fazer legumes saborosos:
  • Variar a confeção: Minha gente, claro que podem fazer cozidos, mas vamos admitir que comer legumes cozidos todos os dias, sem qualquer sabor não tem muita piada… concordam?!? Gosto de legumes cozidos com peixe cozido por exemplo, mas secalhar com uma carne já diria uns legumes estufados ou salteados. O que acham?
  • Escolher os legumes certos: Claro que se andarem a comer os mesmos legumes já não há quem aguente passado uns tempos, certo? Eu falo por mim! Há tanta mas tanta variedade, só acho é que precisam de estar disponíveis para terem tempo para fazer a melhor escolha no momento da vossa compra: Cenoura, Beterraba, Espargos, Courgette, Brócolos, Couve-flor… tanta variedade!
  • Inventar: Na minha opinião, dá para juntar tudo para cozinhar! É só cortar tudo em pedaços pequenos ou ao vosso gosto, colocar no tacho ou na wok e voilá… especiarias, ervas aromáticas, azeite… e está feito! Alho picado, coentros, salsa, são tudo adições que podemos fazer e que dão um ótimo sabor aos legumes!
 

Não desistam de comer legumes e têm de fomentar esse consumo às crianças. Se queremos ser saudáveis, temos de querer mudar! Não há milagres. Na minha opinião, tem de existir sempre legumes à refeição e não há desculpa para não os ter. São bem mais importantes que fazer o arroz ou a batata, mas disso nunca nos privamos… não acham?

Ficam aqui algumas receitas de legumes:

Vejam as minhas refeições em baixo. Por acaso são todas com bife grelhado (coincidência), mas vejam as cores do prato. Estas cores significam nutrientes, vitaminas!! É disto que precisamos!
 

Escolham uma wok, uma frigideira ou uma panela para fazerem os vossos legumes. Não há nada que seja mais fácil. Outra dica é também optarem por legumes frescos embalados (utilizo muitas vezes), para quando não há tempo para arranjar os legumes. Se sabem que a vossa vida é cheia de trabalho, sem tempo, é essa a solução!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , ,

4 dicas para férias saudáveis na praia

Férias pela praia, quem não gosta?! E de que forma é que conseguimos manter uma alimentação saudável?! Vou partilhar com vocês como é que me organizo em termos de refeições e dos lanches para a praia. Como há muitas pessoas que tiraram férias nesta semana, são sempre importante estas dicas.

Um pequeno-almoço com ovos mexidos, queijo fresco e frutos vermelhos, deixa-me super saciada. Nas viagens para o local de destino costumo levar bolachas de arroz, fruta, frutos secos caso me dê fome.

Há sempre forma de conseguirmos manter uma alimentação saudável e equilibrada quando estamos de férias (Claro que, dependendo do sítio para onde vamos, do preço dos alimentos e das refeições…eu sei disso). Mas pelo menos, ficar em Portugal e fazer um destino de praia ou de campo, dá sempre para isso. Quando vão com pessoas, partilhem sempre o que é que gostam de ter para comer, de forma a toda a gente saber. Não pensem que vocês é que estão ´errados´, porque não! Eu tenho o direito de manter a minha alimentação saudável onde quer que seja e com quem seja 🙂

Também vos posso dizer que nas férias pode ser mais provável que existam erros alimentares devido à descontracção em que estamos. E por isso também vos digo que como gelados ou outro tipo de alimento que me dá muito prazer. Mas e então?! Faz parte. Equilibro a seguir. Tenho refeições saudáveis a maioria das vezes, faço exercício físico. A palavra-chave é MODERAÇÃO.

Como podem ver as fotografias em baixo, algumas refeições das minhas férias:

  • Pequeno-almoço: Panquecas no dia anterior (aliás, até deu para mais dias) e depois estava logo pronto no dia seguinte. Acompanhei com iogurte natural e com fruta, neste caso pêssego, já que é uma fruta que gosto imenso e que está na sua época. Houve um dia em que acompanhei com ovos mexidos. Ovos mexidos com fruta e iogurte também faz parte do ritual.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

  • Meio da manhã/tarde: Fruta (maçãs), ovo cozido, bolachas de milho e uma salada de atum e tomate. Este tipo de snacks não dá trabalho nenhum a preparar. Cozemos logo 5 ovos duma vez, ou seja, dá para algumas vezes. O mesmo para a salada de atum, que se pode fazer em maior quantidade, sobrar do almoço e então é só colocar na marmita e levar. Não acham que é fácil? Acham que dá assim tanto trabalho? Ou será que não está relacionado com o que realmente queremos levar e comer?! Hoje em dia é raro ver alguém sem lancheiras, a grande questão está na escolha que fazemos. Se olharmos ao nosso redor é bem mais provável ver sair da lancheira sandes, bolachas, batatas fritas… E ainda por cima, para quem passa o dia todo na praia, acabam por, em termos nutricionais, as refeições não serem nada de ´jeito´.

 

Ideias de almoço/Jantar:

  • Salada de couscous com frango, cenoura e cogumelos
  • Salada de atum, tomate, alface, espinafres, ovo cozido, batata-cozida e cenoura cozida
  • Carne à bolonhesa
  • No domingo, foi como que um brunch, pelo que foram ovos mexidos com fruta e iogurte (como eu gostoooo)

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Acompanhar sempre ou com salada de alface, espinafres e tomate ou legumes (couve coração e courgete, partir tudo aos bocadinhos e colocar no tacho com água, azeite e sal. Ou seja, ficamos com um panelão de legumes).

Uma coisa que por vezes não existe é a sopa, e que me faz falta. Por isso, muitas vezes acabo por ir comer uma sopa ao restaurante. A seguir fomos para casa fazer o jantar para comer. Estranho ir só comer uma sopa ao restaurante? Não me parece! Soube-me pela vida!

E por fim, em termos de exercício físico: Tem de ficar definido à priori. Ou querem fazer, ou não querem! Definam os dias, o exercício que vão fazer e vão… nada vos prende! Ou seja, ter definido quantos dias por semana queremos correr, ou então, quantos dias seguidos no máximo é que não fazemos exercício e depois temos de nos obrigada. Porque realmente ´se não formos nós a fazer, ninguém faz´.

E já que falamos em férias e em ´carregar´ alimentação saudável, há sacos e lancheiras super giras. Eu tenho a lancheira ´BeFit Bags´da prozis (esta) que dá para levar imensa comida e ajuda imenso. Ou seja, para quem tem uma família grande ou apenas para quem passa o dia todo fora de casa, pode ser uma ótima opção para conseguir transportar tudo. Com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto, se quiserem aproveitar.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

3 truques para combater a obesidade infantil

Os hábitos alimentares em casa são fundamentais para a alimentação das nossas crianças. Ou seja, os pais e educadores têm uma influência bastante importante para as preferências e hábitos alimentares das crianças. Nesse sentido, é fundamental que consigamos promover estilos de vida saudáveis. E não, não me refiro a proibir tudo às crianças, mas fazê-las ver que temos de comer equilibradamente e de tudo um pouco.
Dicas:
  • Horários definidos para as refeições em família: É o momento em que todos nos juntamos e partilhamos como foi o nosso dia. É o momento em que as crianças vêm os adultos a comer, e por isso mesmo, essencial para fazer escolhas acertadas.
  • Todos comem sopa, e não só  as crianças. Os pais são um exemplo, pelo que não vale de nada obrigar as crianças a comerem sopa se nunca o faz. O mesmo se passa para o consumo de hortícolas e verduras.
  • Se a criança não gosta de um alimento à primeira, não desista. Dê-lhe a experimentar cerca de 10 vezes. Pode sempre confeccionar de diversas formas para ganhar novos sabores e texturas.
  • Não opte pela recompensa alimentar! As crianças têm de ter uma alimentação saudável todos os dias! Não podem ver o consumo de legumes ou verduras associada a um presente.
  • Limites! Os alimentos menos saudáveis, normalmente ricos em açúcar em gordura devem representar a exceção e não a regra.

Se quiser ver mais publicações, aqui ficam algumas, é só carregar:

– Dicas para as crianças comerem fruta e legumes

– Dicas para pequenos-almoços saudáveis

– Lanches saudáveis para crianças

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, ,

7 IDEIAS DE SNACKS PARA COMER NO CINEMA

Vamos ao cinema?! Quantas vezes vai ao cinema e se põe a pensar o que é que podia levar para comer durante o filme? Pelo menos, recebo essa pergunta muitas vezes e por isso é que estou a escrever sobre isso. Sinceramente, acho que podemos tentar jogar com a hora das refeições para não calhar mesmo em cima do almoço e/ou jantar, de forma a irmos já ´alimentados´ e não precisarmos de levar nada… No entanto, muitas vezes nem é fome, mas sim vontade de comer… acertei?!

Por isso mesmo, podemos sempre levar assim uns snacks para nos deliciarmos, caso queiramos deixar as pipocas de lado. Conheço pessoas que já o fazem… há alguém por aí?

  • Nozes partidas aos bocadinhos + Pepitas de cacau cru
  • Bolachas de arroz partidas aos bocados + Canela + Manteiga de amendoim ou amêndoa
  • Banana às rodelas + Manteiga de amendoim (e podem comer à colher)
  • Rolos de panquecas com doce sem açúcar (podem rechear as panquecas com o doce em casa, embrulhar em papel de alumínio e levar, tipo wrap)
  • Crackers de sementes (receita aqui)
  • Húmus + Cenoura (para os mais corajosos)
  • Maçã ou fruta desidratada

Para os toppings, não se esqueçam que com o código poetenalinha têm 10% de desconto em qualquer compra na prozis (manteiga de amendoim, de amêndoa, flocos de aveia, claras pasteurizadas, pepitas de cacau cru, lascas de coco). Podem fazer as vossas compras aqui.

Espero que tenham gostado!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição presenciais ou online, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , , ,

5 dias da semana, 5 pequenos-almoços da Maria

Temos mais uma semana pela frente e sinto que muitas vezes um dos problemas para vocês é conseguir variar o pequeno-almoço! Acho que o essencial é perceberem o que tem de estar presente nesta refeição e depois é só perceberem como podem fazer as vossas combinações, de acordo com os vossos gostos, de forma a variar e terem prazer a comer! Aqui deixo algumas ideias do que costumo fazer, claro que, dependendo do tempo e ´paciência´que tenho de manhã 🙂 Algumas destas ideias ficam preparadas com antecedência, porque como devem imaginar, não faço panquecas todas as manhãs 🙂

Panquecas de aveia (Receita aqui)

Normalmente faço panquecas para a semana inteira, e depois recheio com o que gosto.

Iogurte natural, frutos vermelhos, fruta são alguns exemplos.

IMG_9520.JPG

Ovos mexidos, um dos meus pequenos-almoços preferidos 😉 Quem diria…

Normalmente acompanho com fruta e queijo fresco, então agora com o calor apetece mesmo com alimentos mais frescos.

Às vezes também acompanho com frutos secos. 

IMG_9321.JPG

 A dita aveia que eu tanto gosto! Ora crua, ora em papas de aveia ou ´overnight´, um pequeno-almoço que também gosto muito.

Costumo juntar iogurte natural e fruta, bem como algumas sementes.

IMG_9284.JPG

 IMG_9071.JPGIMG_9070.JPG

 Waffles de aveia (Receita aqui)

Costumo fazer de aveia mas podem fazer como quiserem. Waffles de farinha de arroz, coco etc…E a massa é igual às panquecas, por isso até podem fazer os dois tipos! Nesta fotografia acompanhei com queijo fresco e guacamole. Podem achar estranho, mas fica bom, é uma questão de experimentarem.

IMG_0079.JPG

Pão, também pode ser uma opção.

Gosto imenso de pão mas não como muito. E não como muito porquê? Porque sinto que fico com fome mais cedo, ou seja, não me ajuda a manter a saciedade ao longo do dia. Dica: Quando querem comer pão, optem pelo escuro e tentem acrescentar alguns tipos de vegetais ou legumes.

IMG_3472.JPG

Qual é a vossa maior dificuldade ao pequeno-almoço? Eu adoro esta refeição, é talvez a que mais gosto de todo o dia!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

7 truques para vos ajudar a organizar uma semana saudável

A minha semana, mais uma semana, e desta vez, com vários almoços fora. Não é coisa que goste, porque prefiro comer em casa. Sei o que como, de que forma é confeccionado e faço as refeições à minha maneira. Quando é fora, não é tão controlado porque apesar de ter alguns cuidados com as refeições que escolho, nunca é realmente como eu gosto.
  • Pequeno-almoço: Tem vindo realmente a ser uma das refeições que ADORO, que me dá mesmo imenso prazer. Então se tiver mais tempo para conjugar todos os alimentos que gosto, ainda melhor. Esta semana foi desde panquecas de aveia (receita aqui), waffles (receita aqui), a ovos mexidos e/ou simplesmente iogurte com fruta e frutos secos.

 

 

  • Almoço/Jantar: Quando as refeições são fora, tem mesmo de ser. Salmão e bife grelhado, legumes salteados com ovos (no carro), e uma refeição quente do wok to walk com base de quinoa, cogumelos e peito de frango. Genteeee, tenho uma opinião bem formada das nossas refeições fora: só não comemos saudável se não quisermos. Podemos sempre pedir para fazer alterações ao prato, pedir mais legumes/salada e não optar pelas entradas e pela sobremesa. Aliás, e como podem ver na fotografia, para mim entradas é sinónimo de sopa.

 

  • Lanches: Depende muito da minha tarde e das consultas, ou seja, se posso ou não fazer um lanche mais composto. Quando é mais a correr, normalmente levo bolachas de arroz, ovos cozidos e/ou frutos secos, que são alimentos bastante práticos e rápidos de comer. Quando tenho mais tempo, como ontem, optei por um lanche maravilhoso que foi queijo fresco com fruta (vejam a fotografia em baixo).

 

 

Além disso, nunca esquecer o exercício físico. Como costumo dizer, organizo-me consoante as consultas, ou seja, se sei que há um dia ou outro que dou consultas até mais tarde, corro dois dias seguidos.
Agora aqui ficam vários truques que me ajudam a organizar a minha semana: 
Para o pequeno-almoço e lanches:
  • Ter sempre em casa: Flocos de aveia, fruta, queijo fresco, frutos secos, iogurtes, abacate, ovos…são os alimentos que eu tenho sempre em casa. E porquê? Depois de manhã é só perceber o que me apetece e juntar! Não dá trabalho nenhum e é bem rápido juntar por exemplo iogurte, fruta e sementes. Fazer ovos mexidos ocupa sempre mais um bocadinho de tempo, mas na minha opinião, não é por aí… Ou seja, não dêem hipótese para não ter alimentos em casa que vos façam não tomar o pequeno-almoço e ir ao café ou então nem comer nada de manhã!
  • Marmitas pequenas: ahaha podem crer que dá imenso jeito! E porquê? Não ocupa quase espaço nenhum e cabe nas malas e/ou pastas! Se não tiverem talvez não levem o lanche da manhã, já pensaram? Frutos secos, queijo da vaca, ovo cozido, cenouras cruas… tantaaa coisa que pode ser! Nem que seja só pegar no saco dos frutos secos e colocar na mala, tem de ser
  • Porta-luvas com comida: E porquê? Não sei se vos acontece por vezes os vossos planos são alterados e secalhar vão mais tarde para casa, mas a mim acontece-me. E isso resulta em quê? Fome fome fome! E o que é que me safa? Os frutos secos ou as bolachas de arroz que tenho no carro! E porquê? Porque não quero mesmo passar por algum lado e ´comer qualquer coisa´.
Para as refeições:
  • Alimentos práticos e rápidos de fazer, sempre! Ora bifes de peru ou de frango, ora ovos, perna de peru, latas de atum, salmão ou dourada. São alguns dos alimentos que comprei esta semana. Só para verem, comprei cerca de 1kg de bifes de frango, 5 postas de salmão e 4 douradas, ou seja, dá para vários dias caso não haja mais nada. Claro que não me apetece comer sempre a mesma coisa, mas realmente acho que por vezes, quando não há outra forma, lá terá de ser.
  • Imaginação: Como não apetece comer sempre o mesmo, que tal ter imaginação para com os mesmos alimentos, fazer refeições diferentes? Por exemplos, os bifes de frango tanto dá para grelhar como dá para desfiar e fazer uma salada fresca (ainda por cima com este tempo é mesmo o que apeteceeeee). O salmão a mesma coisa: tanto para grelhar como para fazer uma salada fria ou até um arroz de salmão. O que acham?
  • Pensar com a mínima com antecedência: Pessoal, isto é a chave! Deixar os alimentos a descongelar de manhã, o que é que custa? Senão é bem mais difícil preparar o jantar, não acham? Senão têm de optar por descongelar os alimentos no momento  através do microondas. Poderá ser uma hipótese mas seria melhor deixar a descongelar de manhã. No entanto, quando tal não acontecer a minha dica é: OVOS ou SALADA DE ATUM! Não há hipóteses para jantar sandes ou cereais, mesmo!
  • Sopa pronta: Como já perceberam sou fã de sopa tanto no inverno como no verão. Acho que não há razão para não a comer em qualquer época do ano, a não ser que esteja numa esplanada com 40ºC! Agora, para conseguir comer sempre sopa antes do almoço e do jantar ela tem de ficar pronta ou ao fim-de-semana, ou então, num dia de semana em que tenha mais tempo, senão já sei que com o trabalho que temos, ninguém a irá fazer.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!