, ,

PASSO A PASSO DA MINHA ROTINA DIÁRIA

Olá olá!! Hoje escrevo sobre a minha rotina diária, sobre o meu dia-a-dia e como me consigo, ou tento, organizar! Agora com o Vasco tudo é um desafio, mas devagarinho as coisas vão lá. Há imensas coisas que mantenho, mas com outra logística. Como me pediram para escrever sobre isso, aqui está:

LEVANTAR:

– Normalmente a hora da alvorada é às 6h30 para me conseguir organizar. Antes não me levantava tarde (só mais para o fim da gravidez em que me sentia cansada), mas agora optei por me levantar a esta hora para conseguir organizar coisas de manhã. Ou seja, a rotina passa por tomar o pequeno-almoço com o R., tirar leite para congelar, pegar no computador e começar a trabalhar. As tarefas de casa (arrumar cozinha etc etc), ficam para quando o Vasco acorda, porque não lhe quero fazer barulho.

– Não é fácil levantar-me às 06h30/07h00 com as horas de sono que temos hoje em dia, mas na verdade, tenho de o fazer para conseguir trabalhar logo de manhã. Posto isto, também nos deitamos cedo, senão era impossível. Às vezes bem que apetece ficar aquele bocadinho no sofá, nem que seja a passar os canais, mas mais vale ir dormir do que estar a perder esse tempo… até porque quando me vou deitar, vou sempre a pensar ´daqui a bocado é hora de dar maminha´.

PARTE DA MANHÃ:

– Durante a manhã ou vou dar consultas ou fico a tentar trabalhar e com o Vasco. Esta logística não é fácil, pois se tenho de trabalhar, também tenho de dar atenção ao Vasco… tento fazer de tudo um pouco! Aproveito muito enquanto ele dorme, mas as sestas por vezes são curtas, ou seja, parece que quando me sento para trabalhar, ele acorda 🙂

– Se o jantar ainda não estiver pronto de manhã, assim que ele acorda tiro do congelador (ou na noite anterior), o que iremos comer ao jantar! A sopa normalmente está sempre pronta e isso não preciso de fazer (só preciso de fazer a sopa do Vasco). Quando me quero mesmo despachar, às vezes enquanto trabalho, ponho por exemplo um arroz a fazer do mais simples que há, ou seja, ponho água a ferver, azeite, sal e o arroz para dentro do tacho. Em vez de fazer o refogado, faço desta forma para ainda ser mais rápido.

ALMOÇO:

– Quase sempre está pronto do dia anterior. Nós fazemos sempre comida a contar com mais dias, porque senão era impossível. Impossível porque preciso de fazer outras coisas, porque tenho de escrever para vocês, porque quero fazer desporto etc etc etc… cada um com as suas prioridades. Às vezes, como esta semana, temos 3 refeições prontas no frigorífico e é só ir tirando para aquecer. Isto porque tanto eu almoço, como o R leva marmita, como a avó também almoça.

– Sopa, prato principal e fruta, é assim que são constituídas as minhas refeições principais! Se precisam de ideias para as vossas refeições, deixo-vos aqui várias receitas de SOPA e PRATOS PRINCIPAIS.

PARTE DA TARDE:

– Ao decidirmos não pôr o Vasco já na creche, queremos proporcionar-lhe dias diferentes, de muita brincadeira e de novas aprendizagens… por isso mesmo, tento sempre ir dar uma volta com ele! Tento gerir o meu trabalho de acordo com isso! Depois, durante a tarde acabo por ir trabalhando, dar consultas online (se tiverem interesse em marcar uma consulta é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt), fazer receitas e tirar fotografias.

– Quando o R chega, tento ir treinar. Aliás, agora o meu objetivo de treinos são 4x semana. Antes, conseguia treinar 5x a 6x por semana, mas agora é quase impossível. Eu adoro treinar, mas agora temos uma logística diferente. Se precisam de alguma motivação para começar a praticar exercício, leiam esta publicação.

JANTAR:

– Jantamos depois de o Vasco estar deitado, mas futuramente o nosso objetivo será jantarmos mais cedo para comermos todos juntos. Achamos importante fazer esta refeição em família. O jantar é exatamente igual ao almoço, tendo sempre sopa, prato principal e fruta. Se precisar de dicas para ter um jantar saudável quando chega tarde a casa, leia esta publicação.

– Depois de jantar normalmente fica tudo por arrumar para não acordarmos o Vasco ahah às vezes ainda arrumamos, mas outras vezes não queremos mesmo fazer barulho e então fica para o dia seguinte! Alguém que faça o mesmo por aí?

De resto… xixi cama! ahah e esperar que o Vasco acorde para lhe dar maminha!

Gostaram desta publicação?! Querem mais temas deste gênero? Que temas?!

Além disso, já voltei às consultas de nutrição! Se tiverem interessados em saber informações ou em marcar, podem enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do formulário em baixo:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

5 truques para uma alimentação saudável em casal

Mas porque é que muitas vezes oiço que não é possível ter uma alimentação saudável quando o(a) seu(sua) parceiro(a) não a tem? Acho que temos de perceber que TODOS temos de ter uma alimentação saudável e não é apenas para um membro da família. 

No início da relação há vários jantares fora (com direito a entradas, prato, sobremesas e bebidas) e quando vão morar juntos, existe a adaptação à mudança e há partilha de refeições.  Claro que as coisas não mudam de um dia para o outro, mas se existir um esforço tudo se consegue!

De certeza que já pensou que a perda de peso, ou até mesmo, o controlo de peso é muito mais fácil quando existe uma ajuda mútua. É importante que tanto um, como outro, percebam a importância de ambos praticarem uma alimentação saudável. Mas claro que isto não significa que de vez em quando não se pise o risco. Tal como todos, se estiverem ao pé de nós a consumir um alimento que adoramos e que não devemos consumir diariamente, é bem mais difícil resistir. Além disso, e não falando apenas de peso, TODOS nós temos de ter uma alimentação saudável.

Não gosto quando muitas vezes me dizem ´mas então vou ter que fazer refeições diferentes para mim´…CLARO QUE NÃO! Era só o que mais faltava! A comida é igual para todos, com algumas diferenças mas nas quantidades… Porque não é porque queremos perder peso, que temos de fazer batatas-fritas, rissóis, croquetes, bacalhau com natas para os que vivem connosco… e porque não? Porque eles também não precisam e só lhes faz mal!

No entanto, nunca se esqueçam que o plano alimentar de cada um tem de ser individualizado, uma vez que as necessidades energéticas variam. Mas, é  importante que partilhem as refeições que realizam em conjunto, ou seja, as refeições são iguais para os dois. E ainda mais importante, perceber que se alguém do casal quer perder peso, o(a) companheiro(a) é fundamental para que esse objetivo seja cumprido e para que exista motivação.

  • Planeiem em conjunto: Falem entre os dois e definam as refeições para durante a semana. É importante que tanto um como outro façam refeições que lhes agrade, ou seja, um de vocês cede hoje, o outro, amanhã. Claro que não é para existiram refeições diferentes na família, pois se tal acontecer, não é sustentável ao longo do tempo.
  • Partilhem a cozinha: Aproveitem para cozinhar em conjunto. Além de ser uma ótima estratégia para partilhar a confeção das refeições, podem aproveitar para conversar e contar como correu o vosso dia. Preparem logo as marmitas e as lancheiras para o dia seguinte enquanto fazem o jantar.
  • Conversem: Se alguém do casal está a tentar perder peso, é fundamental que tal seja explicado ao parceiro.  Pode crer que é muito mais fácil para que este o ajude e incentive ao longo dos dias. Além disso, também pode ser uma boa estratégias para que todos em casa comecem a ter uma alimentação mais saudável. Pode ser que comece a receber mensagens durante o dia a dizer “Já bebeste água?” 🙂
  • Objetivos: Estabeleça objetivos com o(a) seu (sua) companheiro. Se ambos tiverem um objetivo comum, vão ambos querer cumpri-lo. Por exemplo, podem combinar tomar o pequeno-almoço juntos (caso o horário seja coincidente); prepará-lo de véspera ou até enviar fotografias do almoço um ao outro. Além disso, que tal combinarem 3x por semana caminhar a seguir ao jantar? Não façam da chuva o vosso problema, é só arranjarem um impermeável 🙂
  • Jantar fora: É possível! Cada vez mais existem restaurantes com menus saudáveis e que permitem ter uma refeição fora de casa igualmente saudável e saborosa, e além disso, romântica 🙂 Sentem-se e escolham o restaurante em conjunto, de acordo com os vossos gostos e de acordo com o menu. Se um membro do casal quiser uma sobremesa, é importante que exista um incentivo do outro lado para que não seja um doce ou um bolo, mas sim uma peça de fruta ou uma salada de fruta. Se for mesmo impossível, que tal partilharem? Até é mais romântico 🙂

Concordam? Vamos lá incentivar uma alimentação saudável para toda a gente aí em casa 🙂 O mesmo para o exercício! Sou a favor de que o casal pratique exercício físico e que se motiva mutuamente!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

7 truques ESSENCIAS para o ajudar reduzir a quantidade de comida no prato

Quantas vezes comemos demasiado às refeições? Já pensaram nisso? Eu já, e refletindo sobre isso, existem vários truques que nos podem ajudar a diminuir a quantidade de comida no nosso prato. E que, muitas vezes, nem nos apercebemos… Quando falo em reduzir a quantidade de comida no nosso prato, não falo em comer pouco, mas sim, não comer em exagero!

Então vamos lá ver:

Não salte refeições: Se passar o dia a saltar refeições, irá ter muito mais fome às refeições principais e de certeza que irá comer mais quantidade de comida. Além disso, e passado o dia de trabalho, quando chega a casa e “relaxa”, a fome aperta.. o que pode resultar no consumo de diversos alimentos calóricos, ricos em açúcar e em gordura. E não diga que não, porque acontece!

Sopa: Antes das refeições tente comer sempre uma sopa de legumes, isso irá fazer com que diminua a quantidade de comida no prato principal. Além de ser estar cheia de vitaminas e minerais, ajuda a aumentar a saciedade. Já sei que me podem dizer que se comerem sopa antes da refeição não conseguem comer o prato principal, mas não é bem assim! Comem é menos… ! Agora que vos apeteça comer mais do prato principal do que sopa, isso já é outra conversa… 🙂

Nada de pão: Antes de mais, ninguém precisa de pão à refeição. E não vale a pena dizer que é para o marido ou para os filhos, porque se estiver uma refeição apetitosa em cima da mesa, já sei que acaba por ´roubar ´um bocadinho de pão e ir molhar no molho.

Pare e pense: Depois de comer espere um pouco até repetir a refeição. Muitas vezes acabamos por repetir a refeição mais por “vontade de comer” do que por fome. Atenção a isso, faça escolhas conscientes.

Evite os buffets: Se for almoçar fora (como muitas vezes acontece nos dias de trabalho), tente ir a um restaurante com pratos definidos. Se for a um buffet é mais provável que acabe por comer mais, uma vez que lhe apetece provar “quase tudo”. Apesar de também existir buffet de saladas e legumes, acaba por exagerar nos restantes alimentos.

Não deixe os tachos na mesa: Quando as panelas estão mesmo à nossa frente na mesa é muito mais fácil que comamos mais quantidade de comida mesmo sem fome. É sempre o “só mais um bocadinho”.

Legumes e hortícolas: Meio prato! Não há desculpas para não incluir legumes no seu prato. Se no restaurante não vem a acompanhar a refeição, peça à parte. Se vier em pouca quantidade, peça para colocarem mais. Se não comer legumes e/ou hortícolas vai comer mais do resto, e não vale a pena dizer que não.

 

Além disto tudo, eu costumo colocar as refeições em pratos, tigelas ou travessas ditas ´bonitas´ porque fica logo com outro efeito visual… que dá muito mais prazer! Aqui ficam alguns exemplos que escolhi para vocês verem.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

9 estratégias para controlar a TPM

A TPM, pelo menos para mim, descontrola-me toda. E fico tão irritada com isso ahah 🙂 Mas é que é mesmo verdade, sei perfeitamente quando estou nessa fase porque fico com imenso apetite e parece que nunca estou satisfeita! Já para não falar de que só me apetecem doces.

Síndrome pré-menstrual é muitas vezes uma fase complicada para a maioria das mulheres. Por acaso eu não fico irritada (talvez um pouco mais sensível), mas a maioria das mulheres tem vários sintomas como irritação, ansiedade, tristeza… ? Como eu costumo dizer, temos de aceitar isso porque somos assim, ou seja, começar as ´limitações´do nosso corpo e nada mais que isso! Ou seja, perceber de que forma é que podemos lidar com isso e arranjar estratégias para controlar todos os sintomas que temos. E se for preciso um dia fazer a ´tal asneira´façam-na… é a vida! Só têm de saber é que depois ´fecha a loja´!

 

Neste período existe a diminuição do níveis de algumas hormonas, como a seretonina, a qual é responsável por exemplo pelo humor e apetite. Desta forma, é importante ingerir alimentos que contribuam para a sua síntese. Por isso mesmo, pode amenizar os sintomas da TPM através da alimentação, por exemplo através de:

  • Alimentos ricos em magnésio, como sementes, frutos secos (amêndoas e pinhões) e leguminosas  (feijão, lentilhas, ervilhas)
  • Ingerir alimentos ricos em zinco, como por exemplo cavala, sardinha, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes.
  • Consumir alimentos ricos em cálcio, como lacticínios e derivados, bem como, brócolos, couve galega e rúcula.
  • Vitamina C: laranja, kiwi, couve portuguesa, couve-lombarda, brócolos, couve de bruxelas.

Não consuma alimentos ricos em sal, uma vez que potencia a retenção de líquidos, tão frequente nesta época. Além disso, e como sempre, pode optar por substituir o sal na sua alimentação por ervas aromáticas e especiarias.

Além disso, é fundamental que para que, para controlar a sua fome ao longo do dia:

  • Faça várias refeições, não passando muitas horas sem comer;
  • Realize lanches que contribuam para a sua saciedade, e não apenas uma peça de fruta ou um ´iogurtinho´;
  • Andar sempre com a marmita atrás para levar vários alimentos que podem servir para os lanches;
  • Comer sempre sopa ao almoço e ao jantar,  seguido de prato principal (Senão a fome ao fim-da-tarde aperta);

Sendo frequente a vontade de doces nesta altura, é importante que o consigamos fazer mas sem qualquer “peso na consciência” de estarmos a fugir à nossa alimentação saudável. Claro que pode sempre tentar fazer opções mais saudáveis, e por isso mesmo veja alguns exemplos:

  • Frutos secos + 1 quadrado de chocolate derretido por cima
  • Panqueca de alfarroba + 1 colher de chá de mel
  • Banana aquecida com canela
  • Bolo de pera (Receita aqui), e pode acompanhar por exemplo com chocolate preto derretido

Além disso, não se esqueça das regras principais de uma alimentação saudável, fundamentais a que consiga controlar o seu dia alimentar. Além disso, a prática de exercício ajuda imenso também, tanto na sua energia ao longo do dia, como a controlar a irritação que muitas vezes é comum… ou seja, ao seu bem-estar! Nem que seja uma pequena caminhada.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 PASSOS ESSENCIAIS PARA A RECUPERAÇÃO PÓS-PARTO

Já há muito tempo que me pediam esta publicação, e hoje com algum tempo, consegui dedicar-me a ela! Pois bem, se me seguem, sabem que fui mãe há quase 7 meses. Apesar de ainda não estar na minha forma habitual, como estava antes de engravidar, já consegui perder o peso ganho durante a gravidez e já recomecei também o exercício físico. Primeiro que tudo acho importante percebermos que a recuperação não é de um dia para o outro, e que temos de ter calma! Depois de 9 meses de gravidez, é normal que o corpo não volte logo ao ´sítio´… Mas mesmo assim, penso que também é importante termos algumas coisas bem definidas.

  • ACEITAR: Antes de mais, e como primeiro passo, acho que é fundamental percebermos que o nosso corpo está diferente. Que passámos por uma gravidez de 9 meses e que o corpo não volta ao sítio de um dia para o outro. Por isso mesmo, não stressar e ter calma… isto não significa que não devamos ter alguns cuidados para conseguirmos que isso seja possível, claro.
  • ALIMENTAÇÃO: É importante que tenhamos cuidado com a nossa alimentação, mas isto seja para a recuperação pós-parto, como noutra fase qualquer da nossa vida.  No entanto, na minha opinião, é importante não entrar em dietas malucas, principalmente se amamentar. Aliás, dietas malucas para mim, não faz sentido, NUNCA! Temos sim, que ter uma alimentação saudável e equilibrada. Às vezes não é fácil não… no pós-parto, principalmente em dias difíceis e cansativos, pode ser comum apetecer certo tipo de alimentos… mas a minha sugestão é tentarem ter alimentos e refeições que vos saibam bem em casa! Deixo algumas publicações sobre isso que vos podem interessar:
    – Dicas para a organização no pós-parto

    – Como resistir a doces durante o dia 
    – Truques para não passar o dia cheio de fome
  • EXERCÍCIO: Se me seguem, sabem que sou fã de exercício! No entanto, no pós-parto é importante que tal seja bastante controlado ! Ou seja, é essencial que percebam se têm ´autorização´ ou não para o fazer. Eu fiz a avaliação do pavimento pélvico no centro pré e pós-parto com a Fisioterapeuta Inês Valente e gostei imenso dela! Mesmo assim, e quando não há autorização, podemos sempre perguntar se podemos fazer caminhadas! Agora… sei que o tempo é pouco e que é difícil gerir… por isso mesmo vejam o que é possível fazer!
  • FACILITAR: Se calhar facilito de mais, mas sou mesmo assim. É mesmo, descomplicar. E dou-vos dois exemplos:
    – Normalmente para fazer arroz, coloco cebola cortada, alho picado e azeite… ou seja, a receita típica de arroz. Esta semana, fiz arroz assim que acordei (às 7h00), para ficar para o almoço, porque depois ia sair. E como o pequenino estava a acordar e não havia muito tempo, pus água a ferver, sal e o arroz lá para dentro… mais nada! E porquê?! Porque senão tivesse sido assim, não ia ter arroz ao almoço e ia ficar a pensar nisso a manhã toda.
    – Os legumes que referi que cozi em cima, supostamente ia saltear. Mas como não tive tempo durante o dia e já não tínhamos legumes para o jantar, meti água a ferver, sal e os legumes. Ou seja, saíram cozidos. Mais uma vez, salteados são bem mais saborosos, mas é o que é… prefiro ter legumes do que não os ter.
  • PEDIR AJUDA: Estou a adorar a maternidade, mas sou sincera… nunca quis de deixar de fazer o que tanto gosto. Com isto digo, ter uma alimentação saudável, fazer receitas, tirar fotos, escrever para vocês, treinar… Outras coisas, passam-me ao lado sinceramente. Se antes íamos jantar fora, hoje quase não vamos, porque não levamos o Vasco à noite para lado nenhum. Queremos que ele se deite cedo e que faça uma boa noite de sono. Quando falo em pedir ajuda, é ao vosso namorado/marido/pais/babysiter… de forma a conseguirem fazer alguma coisa. Claro que contratar uma babysiter é um investimento, mas pode ser um investimento que não sai caro, comparado com não estarem bem… ou seja, se conseguirem ter ajuda nem que seja 2h por semana (contanto que ao fim-de-semana o pai pode ajudar mais), já podem ter algum tempo para vocês. Isto claro, é a minha opinião. E este ponto acho super importante para a recuperação, porque se estiverem bem, tudo se torna mais fácil!

Que mais temas gostavam que falasse sobre este tópico?! Deixem em comentário 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

7 dicas ESSENCIAIS para EMAGRECER e NUNCA mais engordar

Malta, como costumo dizer… perder peso toda a gente perde… ! Mas manter esse peso… será que toda a gente o faz?! Vamos lá então fazer sobre isso. Começar uma dieta, seja ela a da alface, do repolho ou da cenoura… toda a gente começa! Está motivado, faz tudo tudo tudo o que é sugerido pelo nutricionista (a), e perde peso. Até aí … tudo bem! E depois…? Depois desse peso perdido consegue mantê-lo?! Percebe porque é que deve fazer algumas escolhas em detrimento de outras?! Na minha consulta digo muitas vezes que, antes de fazerem o que eu ´sugiro´, porque sou eu que sugiro, têm de perceber se isso vos faz sentido ou não… ou seja, pensarem sobre isso e se querem realmente manter isso, SEMPRE! E porquê?! Porque depois de perder 10, 20 ou 30kg, se as coisas que falamos em consulta não vos fazem sentido, vão voltar novamente aos hábitos anteriores, e aí não há milagres! Além disso, e não falando apenas da palavra peso (kg), temos de nos preocupar em prevenir, prevenir a doença e contribuir para a nossa saúde! Porque aquela conversa de ´aííííí que sorte, aquele(a) pode comer tudo o que quer porque é magrinho(a)´, já passou de moda.  Lá porque uma pessoa tem o peso adequado, não significa de todo, que seja saudável.

Desculpem este discurso todo, mas acho que só assim é que percebem o que eu quero dizer 🙂

Por isso mesmo, vamos lá a alguns hábitos que vocês têm de manter sempre, seja porque querem perder peso, manter o peso ou apenas ser saudáveis:

  • Tomar o pequeno-almoço, e em casa: Por mim poderiam tomar o pequeno-almoço onde quisessem, desde que existissem as opções corretas, o que muitas vezes não acontece. Se depois dos nossos objetivos estarem cumpridos, começarmos novamente a ir ao café tomar o pequeno-almoço e/ou o lanche, vamos novamente começar com os hábitos menos saudáveis. Até me podem dizer que quase nunca optam por um bolo de pastelaria, mas um dia vai acontecer… Além disso, o típico pão com manteiga e o galão… parece-me que existem escolhas alimentares mais saudáveis e que são muito fáceis de fazer, desde que em casa. Já para não falar no que gastam ao fim do mês… Às vezes em consulta faço as contas do dinheiro que é gasto fora, e muitas vezes ninguém se apercebe do dinheirão que gastam! E que poderia ser gasto noutras coisas: viagens, jantar fora, ir ao cinema… tanta coisa!
  • É só hoje: É só hoje, NADA! Vamos lá ver uma coisa: O ´é só hoje´ faz sentido em festas, aniversários, dias especiais… e não só porque sim! Senão, passa a ser a regra e não a excepção! E este discurso é para todos, e não só para quem tem objetivos de perda de peso.
  • Refrigerantes ou sumos: Nem que seja ´light´ou ´zero´faz sentido andar a beber. E porquê? Porque apesar de não ter açúcar, tem outros ingredientes que nada de bom têm para a nossa saúde. Ou seja, o que devemos beber diariamente é agua e nada mais que isso! Caso, de vez em quando queiram variar, começar o dia de uma forma diferente, podem sempre fazer um sumo de laranja natural, por exemplo.
  • Legumes: Quantas vezes se senta à mesa sem uma porção de legumes no seu prato? Ou é porque não gosta de vários legumes, ou porque não tem tempo, ou porque o resto da família não come… E aqui está a grande questão, toda a gente em casa tem de comer legumes (salvo excepções em que não seja aconselhado o consumo de legumes)! Ou seja, é um hábito familiar e não um hábito que tem de ser adquirido apenas por quem quer perder peso… E se não há tempo, há sempre a opção de ter legumes congelados. E se não há tempo, porque é que há sempre tempo para fazer arroz, batata ou massa?! Se há tempo para uma coisa, há tempo para outra. Agora claro… se começamos a comer legumes porque queremos perder peso e depois deixamos este hábito de lado mais uma vez, é óbvio que irá comer mais dos restantes alimentos (e não vale a pena dizer que não).
  • Sopa: Sim Maria, sopa sopa sopa! Estás sempre a falar nisso. Pois estou! E porquê? Porque acho que é um alimento essencial à alimentação saudável e que nos ajuda imenso a controlar a fome e a saciedade. Chego a casa cheia de fome e como logo uma sopa, aguento-me até ao jantar sem problema nenhum. Se chegar a casa e comer outro alimento, não fico satisfeita e continua a apetecer-me comer mais! Já para não falar de que se comer sopa, come menos da refeição principal e controla muito a sua fome após a refeição. Mais um hábito que deve ser familiar, e não individual. E mesmo que seja em restaurante, é para o fazer! E vocês dizem-me:´Mas a sopa do restaurante tem batata´, e eu respondo… secalhar até tem, mas comparado com as entradas ou com os erros alimentares que fará à tarde ou ao fim-da-tarde, é o mal menor.
  • Bolachas e bolachinhas: Quem é seguido por mim sabe que não sou muito a favor de bolachas, apenas como ´escape´quando não há mais nada, ou seja, ter umas bolachas de arroz ou de milho no porta luvas para alguma situação em que não tem mais nada. Não vá em conversas de ´sem açúcar´, ´light´, ´zero´…. porque até pode não ter açúcar, mas em termos de nutrientes existem alimentos muito melhores. Já para não falar de que não fica satisfeito com uma ou duas bolachas, e acaba por comer 1/2 pacote ou o pacote inteiro! Poderá haver excepções em que será uma estratégia levar este tipo de alimentos, mas não andar com bolachas na mala para o lanche da manhã ou da tarde.
  • Exercício: A prática de exercício físico é fundamental para todos nós. Seja para perda de peso, como para manter o peso, como para ser saudável, ter mais energia e vitalidade. E quando ´não conseguimos´praticar exercício físico (claro que a modalidade terá de ser dependente de cada pessoa), é porque não é uma prioridade na nossa vida, e nada mais que isso!

– A prática de exercício não tem de ser um sacrifício e não tem de ser 3h no ginásio, 7 dias por semana. Ou seja, o exercício é que tem de encaixar na vossa vida e não, mudar a vossa vida toda por causa do exercício! De manhã, hora de almoço, assim que sair do trabalho (e leva a roupa para o trabalho), em casa… há imensas opções, e todas viáveis. Pode até existir um dia em que não consegue ir, ou está triste ou chateado e não lhe apetece.. tudo bem, não vai! Mas tem de perceber que no dia seguinte terá que ir, sem desculpas e com compromisso marcado.

– Pode parecer fútil, mas sentirmo-nos bem a praticar exercício é fundamental. E desde que comecei a praticar desporto que percebi isso. Podemos treinar de qualquer maneira e com t-shirts antigas que temos lá para casa. Mas termos roupa que gostamos, com as nossas cores preferidas, os utensílios necessários para levar o telemóvel, ter auriculares para ouvir música, luvas para o frio etc etc é essencial. E é essencial porquê? Porque se vamos desconfortáveis, é mais uma razão para não querermos voltar a fazê-lo!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

,

Gestão familiar e os hábitos que quero manter

A gestão familiar e os hábitos que não quero deixar de lado: hoje em dia, ao fim-de-semana ainda nos faz mais sentido passar tempo em família, ir passear, ir mostrar coisas novas ao Vasco… e mesmo assim, é ao fim-de-semana que tenho a ajuda do R durante o dia 👪

Já defini que dois dos treinos que faço durante a semana são ao sábado e ao domingo, já que o R fica com o Vasco. Como podem ver pela fotografia, quando fomos passear, ainda fui com a roupa de treino… esta partilha pode parecer meia descabida, mas o objetivo é mesmo mostrar-vos como tento FACILITAR ✌ Já que vou treinar, e não quero influenciar ainda mais o pouco tempo que temos, a opção passa por tomar banho à noite quando chego a casa… Porque na verdade isso poupa-nos logo imenso tempo! É chegar e sair… faz-vos sentido?! 🤔 Como fazem a gestão do que gostam de fazer e do que conseguem fazer?

E só para que saibam… O banho já está! Só falta pentear 😅 O Vasco teimou em não dormir, cá estou eu no quarto com ele ao colo para garantir uma sesta… 😅 O cabelo espera, é mesmo assim 😅😅 Hoje fomos ao parque da serafina e nem sabem a alegria do Vasco… ele já é bem disposto, mas só se ria a ver tudo tudo tudo 🍀 E já se senta!! Ainda no outro dia nasceu, já está quase com 7 meses… toca a aproveitar que isto passa num instante!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

Ano Novo, Vida Nova… SERÁ?!

Quem é que de vocês nunca pensou “Ano Novo, Vida Nova”? Quem é não começa logo a pensar em novos projetos, em novos objetivos, em mudanças tanto a nível pessoal como profissional?

Não começam a pensar que vão ter mais cuidado com a alimentação? Que vão começar a ir ao ginásio ou a fazer desporto? Que vão poupar dinheiro? Que vão viajar? Acho ótimo! Eu também costumo escrever os meus objetivos, tanto a nível profissional como pessoal e colo com fita-cola na parede do escritório para olhar todos os dias para eles. E sabem, muitas vezes olho e vejo que alguns foram ficando esquecidos, mas o que importa é que outros foram cumpridos!

Para quem quer começar a ter uma alimentação mais saudável em 2019, no dia 19 de janeiro vou estar a dar um workshop com o tema ´Guia para uma alimentação saudável´. Neste workshop irei falar sobre como deve ser o nosso dia-a-dia, que escolhas devemos fazer diariamente, que opções devemos tomar perante uma panóplia de produtos, que cuidados devemos ter ao analisar rótulos alimentares e vamos terminar com a confeção de diversas receitas. No fim, temos a degustação de tudo o que preparámos! Para quem muitas vezes tem dúvidas sobre como começar a ter uma alimentação saudável, quais os primeiros passos, quais as primeiras trocas a fazer no dia-a-dia, quais as escolhas corretas no supermercado e de que forma devemos cozinhar… é sobre isso tudo que vamos falar no workshop! Podem ver todas as informações aqui.

A grande questão é quando o ano vai passando e os objetivos vão ficando esquecidos… E aqui, na minha opinião, tem de existir um comprometimento da vossa parte com vocês mesmos! Não faz sentido estarmos super motivados em janeiro de 2020 e depois esquecer isso tudo! Porque se realmente quisermos e tivermos motivação conseguimos! Eu comecei a correr em Janeiro de 2015 (um dos objetivos definidos para esse ano era começar a fazer desporto, e como vêem agora, ainda continuo) 🙂

No caso da perda de peso, isto acontece muito! É um dos objetivos de muitas pessoas no início do ano, mas depois com o passar do tempo, lá se vai…E sabem porque é que isso acontece? Porque na realidade vocês têm de perceber que têm de mudar! Que têm realmente de querer mudar, para sempre! E com isto não quero dizer que tem de ser um sacrifício e que têm de passar fome, como na maioria das vezes se ouve por aí. Apenas têm de fazer alterações e adaptações na sua alimentação, consoante o seu dia-a-dia e as suas preferências. Por isso mesmo, esqueça a palavra dieta e lembre-se do real obejtivo… começar a ter uma ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL que o levará a perder peso, para SEMPRE!

GENTE, não há milagres! Mesmo que percam 10kg com a dieta xpto, se voltarem aos hábitos antigos, se voltarem a ingerir uma maior quantidade de energia durante o dia do que a que gastam, vão aumentar novamente de peso.

Além disso, o que me faz sentido é que todos tenhamos uma alimentação saudável, todos sem excepção. Todos temos a mania de dizer “há tanta gente magrinha que pode comer o que quiser, que inveja”! ERRADO! Ser magrinho não significa ser saudável, e aí está a diferença.

Se quer perder peso, não tente fazê-lo sozinho, mas sim com a ajuda de um profissional de nutrição. É importante que tenha um plano alimentar de acordo com as suas preferências, um profissional de nutrição disponível e que esteja pronto para o ajudar e motivar… que estejam juntos no percurso que é a mudança e alteração de comportamentos alimentares… Não perca peso de qualquer forma, não faça dietas malucas! O mesmo se diz para se quiser começar a ser mais saudável, se quiser começar a comer melhor ou se tiver alguma doença em que faça sentido fazer alterações alimentares para a sua melhoria.

Se quer começar no ginásio, não comece 7 dias por semana! Isso vai ser sol de pouca dura…! Comece por definir na agenda que vai 3 dias por semana, escreva a vermelho para não passar despercebido! Compre roupa com que se sinta bem! Coloque músicas no seu telefone, e avance! Não me digam que está frio e que está a chover.. é verdade que está, mas eu também já fui comprar calças e uma camisola térmica por causa disso mesmo!

Quando se sentir desmotivado passe pelo Põe-te na linha, veja as dicas e ideias que temos para partilhar consigo. Envie mensagens ou deixe comentários, tire dúvidas e peça ideias 🙂

Mas…Acredite em si! Porque consegue!

E já sabe, se precisar de ajuda quanto à sua alimentação e quiser marcar uma consulta de nutrição, pode enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

AS NOSSAS COMPRAS SEMANAIS

COMPRAS SEMANAIS: Já tínhamos definido que fazíamos as nossas compras durante a semana para não perder nem o sábado nem o domingo 🤦‍♀️ Com as festividades todas ficámos meio desorganizados, o que resultou numa ida ao @lidlportugal hoje 🤨

Verduras e legumes gostamos de comprar aqui na mercearia do pé de casa. O peixe compramos na peixaria Celas&Fernandes em Alvalade e recomendo vivamente. A carne, já arranjámos um talho em que encomendamos e entregam em casa 👌 Os restantes, nas minhas voltinhas diárias com o Vasco, aproveito para comprar 🛒

Cá em casa não podem faltar flocos de aveia, iogurtes naturais sólidos e magros líquidos, queijo fresco, ovos, legumes congelados, frescos e prontos a usar, atum, bifes de frango/peru, salmão, fruta e frutos secos ✌ Por aí, o que é que não vos pode faltar?! E como a vida de pais é assim… o Vasco adormeceu na ida às compras, então andámos a caminhar de um lado para o outro para ele fazer a sua sesta! Ou seja, foram 1h10 de caminhada ahah 😅 sempre dá para pôr a conversa em dia e para namorar um bocadinho, já que agora o tempo a dois é mais reduzido ❤

Tudo pronto para mais uma semana?! Eu admito que estou cansada ahah mas nada que umas horas de sono não resolva 😘

Se quiserem ver publicações sobre este assunto, deixo-as aqui:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

6 dicas para compensar os excessos alimentares de final do ano

No Natal e na passagem de ano os excessos alimentares são frequentes. E muitas vezes com a chegada do ano novo, associado às resoluções para o próximo ano, queremos recuperar os excessos alimentares e ser mais saudáveis. Por isso mesmo… Muitas vezes pensamos: “Agora tenho de compensar durante a semana”, pensamento este errado! O que tem de fazer é começar e manter a sua alimentação saudável!

No dia 19 de janeiro vai haver um workshop com o tema ´Guia para uma alimentação saudável´e estou à vossa espera! Podem ver todas as informações aqui e inscrever-se através de mariagama@poetenalinha.pt.

  • Fraccione as refeições: Planeie as suas refeições: Deixe as refeições principais pensadas de véspera e leve sempre os seus lanches para o trabalho. Não passe mais de 3h sem comer. Tem dúvidas do que pode fazer ao pequeno-almoço? Veja aqui. Nos lanches da manhã e da tarde? Veja aqui. Cereais integrais, lactícineos, frutas, frutos secos, gelatina, ovo cozido são alguns exemplos.
  • Não tenha um défice energético, através de uma redução repentina de calorias (ou seja, não passe o dia a comer sopa ou a comer saladas). Faça refeições completas, equilibradas e variadas. Precisa de ideias de refeições para levar para o trabalho? Pode ver aqui. Se passar o dia todo sem comer chega ao fim da tarde/noite cheio de fome e acaba por fazer vários erros alimentares, se calhar sem se aperceber.
  • Não elimine os hidratos de carbono, pois muitas vezes acaba o dia cheio de fome e aí sim, acaba por comer o que não deve (se tem dúvidas quanto às quantidades, consulte um profissional de nutrição). Pode apenas fazer uma redução, desde que controlado. Pode optar por um jantar mais leve, como por exemplo: sopa de legumes + carne/peixe acompanhado com uma grande variedade de vegetais.
  • Faça uma seleção dos alimentos que deve consumir (deixe de lado alimentos com elevado teor em gordura e açúcares). Prefira carnes brancas, peixe, pão ou cereais integrais, iogurtes magros ou naturais, fruta, legumes, verduras. Massa, arroz ou batata doce para acompanhar as refeições. E leguminosas? Gosta? Feijão, grão, ervilhas, também são uma boa ideia.
  • Aposte na hidratação: É importante que potencie o consumo de água no dia a dia. Se não aprecia água pode aromatizar a água com fruta ou então optar por chás frios. Se é daquelas pessoas que se esquece de beber água, coloque alarmes para o relembrar.
  • Exercício físico: Não há desculpas para não o fazer. Nem que sejam 30 minutos a caminhar já é um bom começo. Organize a sua semana no sentido de conseguir fazê-lo, antes ou depois do trabalho. Na semana passada definir fazer 3x por semana exercício e fiz, é o importante: definirem os vossos objetivos e colocarem na agenda. Como costumo dizer, e para quem ainda não tem esse hábito, acho importante terem a roupa adequada para isso, uma vez que faz a diferença para que se sintam bem.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!