, ,

7 PRIMEIROS PASSOS PARA TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL EM 2020

Ano Novo, Hábitos novos! Vamos lá tornar o ano de 2020 … o ANO! O ano das mudanças para sermos mais saudáveis! No dia 19 de janeiro vai haver um workshop com o tema ´Guia para uma alimentação saudável´e estou à vossa espera! Podem ver todas as informações aqui e inscrever-se através de mariagama@poetenalinha.pt.

Para muitas pessoas a ideia de ter uma alimentação saudável  é um sacrifício! Mas pelo contrário, ter uma alimentação saudável é muito simples, basta perceber como fazer escolhas acertadas. Basta começar a fazer alterações na sua rotina diária, por mais pequenas que sejam, e vai ver que é mais fácil do que imagina. Ter uma alimentação saudável não é difícil, tudo depende de si e do sentido que um estilo de vida saudável faz na sua vida!

A maioria das vezes, quem quer perder peso começa por diminuir drasticamente as calorias que consome, em vez de começar por perceber que tipo de calorias consome. A nossa alimentação tem de ser equilibrada e por isso mesmo, ter presente diariamente: hidratos de carbono, proteínas e gordura… Mas sim, com conta, peso e medida.

  • Cuidado com as promoções. Lá porque alguns produtos estão em promoção não tem de os comprar. E por isso mesmo, não se esqueça de levar uma lista de compras, e se ajudar ainda mais, o dinheiro contado. Batatas fritas, bolachas, bolos, croassaints, donuts, todos estes alimentos têm de ficar no supermercado! Por vezes eu até refiro ´se não comprar o que está em promoção, ainda gasta menos dinheiro´… 🙂
  • Exagere nas frutas e legumes que compra (certifique-se que chegam pelo menos para a semana inteira). Prefira os frescos. No entanto, pode ter sempre em casa alguns legumes congelados para as emergências, pois não há desculpas para não existir legumes a acompanhar as suas refeições. Faça cozidos ou estufados e encha bem o prato ao almoço e ao jantar. Podem ver várias receitas para cozinhar legumes, aqui. 
  • Deixe o pão branco na prateleira. Não pense em trazer “apenas um”, que está mesmo quentinho, para aquele dia. Opte por pão de sementes, integral ou escuro. Além disso, deixe o pão de lado às refeições principais. Já experimentou flocos de aveia? Uma ótima opção para o pequeno-almoço e snacks: Coloque já na lista de compras da próxima semana.
  • Lacticínios naturais ou magros: Perca tempo a ler os rótulos e claro, a ver que tipo de produto mais gosta. Quanto aos iogurtes, deixe os de pedaços de lado. Exemplos: iogurtes magros naturais ou de aromas; vaca que ri light; leite magro; philadelphia light; queijo fresco.
  • Utilize azeite para os temperos e para cozinhar (se ajudar, compre um pulverizador para controlar a quantidade). Dicas para cozinhar com menos gordura, aqui.
  • Bolachas? Bolachas de arroz, milho, marinheiras ou sésamo. Acha que não têm sabor? Acompanhe com queijo fresco ou 1 fatia de fiambre de peru ou 1 peça de fruta. Se precisa de ideias para lanches, pode ver aqui. 
  • Beba água. Se não lhe apetece porque os dias têm estado frios, opte por chás ou Infusões (mas claro, sem açúcar). Tem mesmo de fazer um esforço para beber líquidos. Se se esquece, comece por beber um copo de água/chá sempre antes e depois de cada refeição.

Além disso, a prática de exercício físico é fundamental. Para quem não gosta, podem ver algumas dicas aqui para se motivarem. A minha roupa de exercício é maioritariamente da prozis, e podem vê-la aqui. Com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto. Para mim, ter roupa de exercício bonita e confortável não é ser fútil… é sim, sentir-me bem !

Claro que é importante que tenha atenção às quantidades e por isso mesmo, se tiver dúvidas consulte o seu Nutricionista. Varie a sua alimentação: As suas escolhas alimentares influenciam a sua disposição, o seu peso e ainda mais importante, a sua saúde! Em consulta tento sempre ajudar as pessoas a fazerem as escolhas alimentares mais corretas, de forma a atingirem o seu objetivo.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , ,

5 truques para controlar a vontade de comer sobremesas na Passagem de Ano

Pois bem, a minha maior dificuldade (sim, eu também as tenho), são as sobremesas. Eu sou mais de doces do que de salgados e acaba por ser um desafio quando as tenho à minha frente e tento resistir. No entanto, já há algum tempo que tenho vindo a fazer um trabalho nesse sentido, e o mais engraçado, é que tem resultado. Eu sei bem o que é estar com imensas sobremesas ao nosso lado e apetecer comer uma grande quantidade. Então agora vamos lá falar de alguns truques que vou aplicando:

 

FRACCIONAR REFEIÇÕES: Podem achar que não, mas estar bem ´comido´faz toda a diferença. Ou seja, fazer as refeições todas desde manhã até à hora de almoço/jantar faz toda a diferença. Porquê? Porque não chegamos esfomeados!! Se eu for cheia de fome para um jantar em que vai haver sobremesa é bem mais fácil que queira a sobremesa do que se estiver controlada. Por isso mesmo tentem fazer isso!! No dia 30 e 31 têm de fazer todas as refeições, não saltando nenhuma!

 

COMER BEM: Quem gosta muito de sobremesas de certeza que deve saber isto: Ah… vou comer pouco à refeição para depois tirar a barriga da miséria nas sobremesas! Adivinhei ou não? Hoje em dia eu faço questão de comer muito bem na refeição que está à minha frente de forma a que depois não consiga mesmo comer muitas sobremesas e em quantidades exageradas. Tentem fazer o mesmo, pois mesmo que queiram, não vão conseguir comer, ou seja, já vos vai estar a ajudar 🙂

 

LEVANTAR-SE: Podem rir-se de mim, mas é verdade! Por vezes levanto-me e vou arrumar a loiça por exemplo. Desta forma consigo não ficar a olhar para todas as sobremesas que estão em cima da mesa. Além disso, há imensas vezes que nós só comemos a sobremesa porque está mesmo a olhar para nós e não porque gostamos, é só mesmo porque sim. E essas não valem mesmo nada a pena.

 

PILOTO AUTOMÁTICO: Se não é para ser, não é! Ou seja, defino muito bem na minha cabeça como é que vai ser a minha semana e se há jantares pelo meio e ´quando´ é que me faz sentido optar por este tipo de alimentos. E digo-vos já, dá-me muito mais prazer ao fim-de-semana, ao pé da minha família e/ou amigos, do que durante a semana só porque sim. No entanto, não é só porque é fim-de-semana que o faço! Por isso mesmo, nestes dias de natal, pensem o que é que vos faz sentido comer e não comam só porque sim. Valorizem esse momento, desfrutem e saboreiem.

 

EXERCÍCIO: E vocês perguntam, o que é que isso tem a ver? Tem, e não é pouco! Quando vou fazer exercício fico com mais energia, mais bem disposta e com menos vontade das tais asneiras. Só nos faz bem e na minha opinião não há desculpas para não fazerem nem que seja uma caminhada no dia 30 e/ou 31… não há tempo?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, ,

4 estratégias para controlar o que come na noite de Ano Novo + 8 ideias para pôr em cima da sua mesa

Já só falta dois dias para a grande noite e as preocupações com o peso nesta altura muitas vezes são frequentes. Deixe de lado esse stress, o Natal são dois dias e por vezes é normal que existam alguns excessos alimentares, bem como no ano novo, desde que controlados e equilibrados. Sendo assim, e como sei que a ementa por vezes pode ser um problema, deixo nesta publicação algumas dicas. O mais importante é termos imaginação, perceber que podemos ter um uma noite de ano novo ótima, mas que também podemos fazer algumas escolhas mais acertadas.

  • Primeiro: Não ande o dia todo a petiscar. Muitas vezes passamos o dia na cozinha a preparar tudo para a grande noite  e vamos petiscando ao longo do dia. Muitas vezes até nem almoçamos e andamos a comer aqui e ali, o pior que se pode fazer. Faça as suas refeições como um dia normal!
  • Segundo: Pense o que realmente gosta e que não costuma comer durante o ano, ou seja, opte por esse prato! Se é o arroz doce, coma o arroz doce. Se é a aletria, coma a aletria. MAS, penso que também não é necessário comermos de tudo e mais alguma coisa, ainda por cima, normalmente, faz-se sempre comida em exagero, com medo de que falte. 
  • Terceiro: Há muitos alimentos em cima da mesa que existem todo o ano, como por exemplos os chocolates. Ou seja, porque não deixá-los de lado? Há outras ocasiões onde o pode comer, não sendo necessário nesta noite, uma vez que já é um dia propício a vários erros alimentares.
  • Quarto: Se quer ter sempre a mesa posta (caso vá alguém a sua casa), tenha coisas saudáveis em cima da mesa. Caso contrário, sempre que passar pela mesa de natal, lá vai um “chocolatinho”, um “sonho” ou uma taça de arroz doce, mesmo que não tenha fome. 

 

ENTRADAS:

Primeiro que tudo deve sempre haver uma sopa. Não há qualquer desculpa para não ser a primeira coisa a fazer. Apesar de querer comer entradas, se comer a sopa, acaba por comer menos quantidade de entradas e é esse o objetivo. Comer de tudo, mas com conta peso e medida. Agora claro, nada de fazer um refogado para fazer a sopa ou adicionar natas.

 

  • Queijo fresco: Alguma razão para só colocar na mesa de natal queijo da serra? Porque não optar por queijo fresco ou requeijão? É uma forma de reduzir a quantidade de queijo da serra que ingere, optando também por um tipo de queijo com menos gordura. Pode acompanhar com pimenta ou uma salada, deixando o pão de lado. 

 

  • Salada colorida de frutos secos e mel: Se nos apetece um tipo de entradas diferentes, porque não fazê-lo, mas de forma diferente? Porque não deixar de lado croquetes, rissóis…? Podemos juntar alface, tomate, cebola rocha, pimento, beterrada, frutos secos … e quem sabe, pois é um dia diferente, colocar um fio de mel? 

 

  • Palitos de cenoura, courgete e pepino: Pode juntar iogurte natural com um pouco de gengibre em pó e sumo de limão para acompanhar.

 

  • Abóbora recheada: Receita aqui.

 

  • Guacamole: Pode acompanhar com tostas ou até queijo fresco. Aqui fica a receita.

 

PRATO PRINCIPAL:

Pode optar por tantos tantos pratos, deixando de lado bacalhau com natas, lasanhas, pizzas…. Pode optar por perna de peru no forno, arroz de marisco, jardineira, caldeirada, peixe no forno com batata-doce.. Desde que acompanhados com uma boa dose de legumes e não “três folhas de alface”. Tem de encher o seu prato de legumes a acompanhar o prato principal. Se sabe que se vai “vingar” nas sobremesas a seguir, pode deixar de lado o arroz ou a batata e aumentar ainda mais o consumo de legumes. Há imensas opções, e que se feitas em grande quantidade, dá para a família toda. Legumes estufados, receita aqui. Legumes na wok, receita aqui

 

 SOBREMESAS:

  • É normal que faça as sobremesas que gosta, mas mesmo assim, há aspectos que pode ter em atenção, como torná-las minimamente mais saudáveis. Pode ver dicas aqui.
  • Qual a razão de termos muitas vezes um número exagero de sobremesas? Podemos contar o número de pessoas e fazer as sobremesas tendo em consideração esse valor.
  • Faça escolhas e coma as sobremesas que realmente gosta. Pode optar por um prato de sobremesa mais pequeno, de forma a conseguir controlar a quantidade. 

Podemos fazer exercício físico, ir caminhar, ao ginásio ou correr. Organizem-se e vão logo de manhã antes de se colocarem nos preparativos todos da grande noite.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!  

, , , ,

4 DICAS PARA VOLTAR À ROTINA DEPOIS DAS FESTAS

Como foi o vosso Natal?! MARAVILHOSO? 🙂 Mas a verdade é que passou a correr e que agora é hora de voltar à rotina! Por isso mesmo, deixo-vos aqui os truques que acho essenciais para termos uma alimentação saudável e os alimentos que não podem faltar em nossa casa! Além disso, e primeiro que tudo, nada de sobras em casa! Espero que tenham distribuído pela família… senão, vão passar a semana toda a acabar esse tipo de alimentos… ou seja, o natal em vez de ter sido a 24 e 25, acaba por ser duas semanas!

O planeamento e a organização são fundamentais a um estilo de vida saudável, pois sem isso, é quase impossível. Não é preciso organizar tudo ao pormenor, mas pelo menos ter presente certos truques essenciais para o conseguirem. Por isso mesmo:

COMPRAS: É o primeiro passo! Se não tiverem os alimentos em casa, começam logo a vossa semana desorganizada e sem saber para onde se virar (pelo menos, isso acontece-me a mim). E assim, aqui vos deixo alguns alimentos que tenho sempre em casa e que para mim acabam por ser a base, e por me ´safar´ quando não tempo tempo e/ou paciência para cozinhar:

  • Flocos de aveia: Um tipo de cereal que dá imenso jeito para todas as receitas cá de casa. Ora para as panquecas, para os queques, para as waffles, uma vez que dá para utilizar em flocos ou então triturar para ficar em farinha. Além disso, e se pensarem, só para despachar é só colocar numa taça com iogurte e fruta e voilá… fica pronto para comer, ou para levar! Relativamente a outro tipo de cereais, é baixo em açúcar e possui proteína e fibra.
  • Ovos: Um alimento com grande valor nutricional e muito versátil. Dá para cozer, para fazer mexido e também serve para todas as receitas de snacks que podem ir fazendo ao longo da semana. Se não há tempo para fazer um jantar quando chegam a casa às 21h00, mexem uns ovos e já está! O mesmo para quando não têm lanches para levar para o trabalho: cozem dois ovos e já está! Facilitem ao máximo o vosso dia-a-dia e não compliquem, porque senão, é muito difícil.
  • Atum: Serve para despachar um almoço e/ou um jantar bem rápido. Se por vezes não há tempo, sabendo que têm uma lata de atum na dispensa, já sabem que pelo menos têm alguma coisa para comer e não estão constantemente a pensar ´e agora…? o que vou fazer quando chegar a casa para conseguir ter uma refeição saudável?’… pelo menos a mim descansa-me bastante porque sei que pelo menos tenho alguma coisa disponível.
  • Fruta: Muito versátil e fácil de transportar. Claro que existem frutas mais fáceis de transportar e de comer, como a banana, maçã ou pera e por isso mesmo podem sempre optar por este tipo de fruta quando o tempo é pouco. Num instante comem fruta e frutos secos, ou fruta e ovo cozido, sem nenhuma ciência. Podem deixar a fruta mais ´complicada´de consumir para quando estão em casa e podem descascar, lavar as mãos etc…
  • Legumes frescos: São mesmo obrigatórios e não podem faltar em casa. Sempre que vão ao supermercado podem aproveitar para trazer, de forma a nunca faltar em casa. Uma das dicas que dou é comprarem legumes frescos não perecíveis e que saibam que mais para o final da semana ainda é possível utilizar.. como por exemplo couve coração, couve lombarda, cenouras, courgetes.. é o que costumo fazer porque assim garanto que no final da semana ainda tenho legumes para fazer, uma vez que ficam ótimos salteados, por exemplo. No entanto, os restantes legumes podem ficar para o início da semana, como alface, agrião e espinafres.
  • Legumes Congelados: A teoria é bem diferente da prática, porque na realidade ter sempre legumes frescos seria o ideal. No entanto, nem sempre é possível ter tempo para chegar a casa e ter de arranjar legumes frescos para o jantar. Por isso mesmo, eu tenho sempre legumes congelados para me ´safar´ nesses dias, porque na verdade o que quero mesmo é ter legumes. Sendo assim, acho que deviam sempre comprar alguns legumes congelados para vos ajudar, uma vez que é fundamental para a organização da semana. Hoje em dia já existe uma grande variedade de legumes congelados e por isso mesmo, aproveitem para facilitar a vossa vida.
  • Batata-doce/Arroz/Massa: Outro alimento que não pode faltar e que também não se estrada de um dia para o outro, ou seja, dá para ter na dispensa algumas embalagens em vez de andar sempre a comprar. E além disso, podem sempre fazer em grande quantidade para vos dar para mais dias, para ajudar novamente, na organização da vossa semana. Agora… batatas-fritas e coisas de pacote… por favor, nem pensar!
  • Iogurtes: Tenho sempre em casa, iogurtes naturais. Nada de aromas, de pedaços ou de polpas. Se quiser adicionar alguma coisa, adiciono eu. São alimentos práticos e muito fáceis para andar sempre connosco, pelo que acho que pode ser um alimento interessante para nos facilitar os lanches e snacks. Ora para acompanhar uns frutos secos, ora para juntar flocos de aveia, num instante se prepara o lanche para o trabalho. Ter alimentos fáceis de levar e de preparar é meio caminho andado para tudo correr bem, já sabem.
  • Queijo fresco: Este já devem saber que adoro. Gosto imenso para acompanhar panquecas, ovos mexidos, fruta ou frutos secos. Normalmente até o levo sozinho e como à colher, gosto e não me faz confusão. Ou então, acompanho com uma peça de fruta por exemplo. É novamente fácil de transportar e de comer… mas no entanto há a questão da temperatura. Dependendo do tempo, podem optar por levar uma placa refrigeradora para manter a sua temperatura. Além disso, para quem adora queijo (como eu), é uma hipótese.
  • Frutos secos/Sementes: Este tipo de alimentos então nem se fala… super prático e que cabe em qualquer sítio. Podem ter sempre na mala, na gaveta do trabalho ou na mochila, para andarem sempre com alguma coisa quando apertar a fome. E rapidamente lhe juntam uma peça de fruta, um ovo cozido ou um iogurte por exemplo. Não há razão nenhum para andar a comer bolachas e bolachinhas, se temos alimentos tão mais interessantes nutricionalmente e que facilmente também os transportamos. E se por vezes a questão é o esquecimento, tenham sempre no trabalho ou então nem tirem da vossa mala.
  • Bifes de peru/frango: Pois é, se por vezes não vos apetece comer bife de peru ou de frango grelhado, a mim também não (apesar de gostar, não me apetece muito andar a comer isso todos os dias). No entanto, temos de perceber que é um tipo de alimento que é muito fácil de fazer e que é num instante que se prepara uma refeição, e é nisso que temos de pensar! Porque os nossos horários e a carga de trabalho muitas vezes não nos permitem ter almoços/jantares todos xpto, mas temos de nos conseguir ´safar´. Além disso, e tendo um pouco de imaginação, dá para fazer imensa coisa. Podem grelhar um bife um dia… desfiar no dia seguinte para uma salada quente… ou então fazer uma quiche por exemplo.
  • Salmão/Dourada/Robalo: O mesmo que referi para os bifes de frango ou de peru. São muito fáceis de fazer e de preparar. Tanto podem grelhar como até cozer, eu já o fiz. Apesar de gostar mais grelhado, quando não dá tempo, já cozi e fiz uma salada que resultou muito bem.

 

SOPA: Se me seguem, já sabem que a sopa faz parte de todas as minhas refeições e que não pode faltar (raro excepções). Por isso mesmo, começar o trabalho novamente, vindos de férias, e sem a sopa pronta, é meio caminho andado para não começar bem a semana. E porquê? Porque sabemos que a temos de fazer (passamos o dia a pensar nisso), mas não temos paciência e ainda estamos no modo ´pós-férias´. Por isso, se ainda não a têm pronta, toca a ir para a cozinha fazê-la 🙂 Façam em grande quantidade, congelem, e garantem que a têm para vários dias.

ALMOCE BEM: Se não se conseguiu organizar para levar a marmita, vá almoçar fora… mas não deixe de almoçar ou almoçar apenas uma saladinha ou uma sopa! Não pode acontecer! Escolha um prato de sopa, um prato que lhe satisfaça do menu e termine com uma peça de fruta se lhe apetecer. Não precisa de comer sempre cozidos e grelhados, desde que deixe o molho do estufado de lado e que não acompanhe com pão (estes pequenos pormenores é que fazem toda a diferença).

DEFINIR HORÁRIOS: Com a volta ao trabalho, começa tudo a vir ao de cima (emails para responder, workshops para agendar, consultas para dar), e se for pensar apenas no trabalho todo que tenho pela frente, começa tudo a ficar para trás. E tudo o quê? O mais fácil de ficar para trás para a maioria das pessoas, o exercício físico. Já olhei para a minha agenda e já defini os horários para fazer exercício físico! É fundamental que fechem o dia e a hora como um compromisso, em que não podem faltar. Lá porque é exercício físico, não podemos considerar que não é um compromisso e que podemos deixar de ´ir´, porque na realidade, só nos estamos a enganar a nós próprios. Vai surgir sempre sempre uma razão para não o fazer (seja o trabalho, o tempo, os jantares ou os almoços), e por isso mesmo, temos de arranjar estratégias para que tal não aconteça. Se não dá para ir correr 1h, há-de dar para ir correr 30 minutos… é melhor que nada!

E para vos ajudar no planeamento, aqui vos deixo várias receitas para porem em prática:

  • Receitas de pequenos-almoços, aqui
  • Receitas de almoços/jantares, aqui

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, ,

8 truques ESSENCIAIS que o vão ajudar a compensar os erros alimentares do NATAL

Não podia faltar esta publicação, não é verdade??? O dia 24 e 25 já passaram e por isso mesmo toda a gente se preocupa em voltar à rotina, pelo menos até à passagem de ano 🙂 E por isso mesmo vamos lá ver então as dicas que tenho para vocês.

Como é de esperar, os dias de natal muitas vezes são de exagero, estou certa?!

Vamos relembrar?

  • Não arranje desculpas para comer as entradas e as sobremesas que sobraram em sua sua casa. Força e perseverança! Aliás, o melhor era mesmo ´livrar-se´ delas e distribuir pela sua família, porque se ficar com tudo aí em casa é bem mais difícil resistir!
  • Não se esqueça de tomar o pequeno-almoço. Sair de casa sem comer não é opção. Até pode pensar que está a fazer uma grande coisa porque comeu muito nos dias anteriores, mas tenho quase a certeza que irá acabar o dia ou a noite a fazer asneiras, porque depois acaba por pensar ´ah…hoje não comi nada´… Não invente, e faça um bom pequeno-almoço antes de sair de casa!
  • Coma de 3h em 3h. Não há a desculpa “Não tenho fome”; “Tenho tanto trabalho que me esqueço de comer”. Arranje estratégias para não passar intervalos muito grandes sem comer: ponha um alarme no telemóvel, um post it no ecrã do computador;
  • Fruta! Tem de comer fruta todos os dias, a seguir às refeições principais ou na merenda da manhã ou da tarde. Mas não exagere! Ah… mas a fruta tem açúcar! E então? O açúcar da fruta é natural, tem vitaminas e minerais! Será que pensa o mesmo quando está a comer uma sobremesa?! Ah… mas tem açúcar!
  • Comece a sua refeição principal com uma sopa de legumes. Sempre e sem desculpas. Não tem sopa feita em casa? Aproveite o fim-de-semana para fazer em grandes quantidades e congelar, assim não há desculpas. Ou então, nem que vá comprar fora.
  • Hidrate-se. É importante o consumo de água ao longo do dia. Está frio e não lhe apetece água fria? Aqueça-a, ou então opte por fazer uma infusão de ervas, como por exemplo camomila ou cidreira;
  • Atenção à quantidade de gordura na confeção dos alimentos. Não se esqueça, cozinhe sempre com azeite, mas mesmo assim, não abuse. Deixe de lado fritos e salteados.
  • Mexa-se! Não pense ´ah.. vou começar na próxima segunda-feira…´… ´vou começar no verão´… comece hoje! Agora e já! Tome uma atitude, faça por si e pela sua saúde.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

8 dicas saudáveis para o dia de Natal + Ementa

Finalmente vem aí dia de festa amanhã! Que maravilha! Agora, hoje vamos falar de alguns truques obrigatórios para colocarem em prática este fim-de-semana e que vos vão ajudar imenso!

  • Levantar e… Tomar o pequeno-almoço! Simples e diferente, já que é Natal? Que tal começar com uns ovos mexidos? 🙂 É um pequeno-almoço que me enche os olhos e que me deixa saciada durante imenso tempo!

[Nem pense em ir para a cozinhar começar a preparar tudo para a noite de Natal sem o pequeno-almoço tomado. Resultado: Irá começar a provar tudo o que está a fazer].

 

 

  • Costuma beber água durante o dia? Tem de ser! Prepare a sua garrafa e coloque ao pé de si para não passar despercebido. Se não aprecia água com o frio que se tem sentido nestes últimos dias, opte por chá. Pode sempre colocar como objetivo: 1 copo de água antes de cada refeição.
  • Não fique mais de 3h sem comer (vai evitar que ande a petiscar o dia todo e a provar todos os pratos e sobremesas que está a fazer. Se for preciso ponha um alarme para se lembrar) -> Não se esqueça de lanchar. Por vezes a família chega cedo a nossa casa e passamos essa refeição, começando logo a comer as entradas. Por isso mesmo, tenha a mesa tapada e faça as suas refeições normais, ou seja, lanche como um dia normal.
  • Quando for pôr a mesa, tape as entradas e as sobremesas. Se passar o dia a olhar para elas, a probabilidade de ir “roubar” um bocadinho é bem maior.
  • Sopa tanto ao almoço como ao jantar. Toda a família deve ter esse hábito. Além disso, temos de dar o exemplo às crianças. Não custa nada comer uma sopa antes da ceia de 24 e antes do almoço de 25. Ajuda bastante a não exagerar no prato seguinte. Faça uma sopa diferente, quem sabe um creme de brócolos com coentros?
  • Tradição é tradição! Mas tem de haver legumes ou salada para acompanhar as refeições principais. Salada, legumes estufados, couves cozidas são alguns exemplos. Porque não fazer uma salada super colorida, com frutos secos a decorar?
  • Cuidado com os temperos tanto das verduras como das saladas: 1 fio de azeite, vinagre e oregãos. Deixe de lado outro tipo de molhos. Se quiser dar mais sabor, aproveite para utilizar ervas aromáticas ou especiarias.
  • Se quer provar todas as sobremesas, tire apenas um bocadinho de cada uma para o seu prato de sobremesa.
  • Não se esqueça, distribua as sobras pela família toda.

 

E agora aqui fica uma ideia de ementa para o dia de amanhã:

Pequeno-almoço:

  • Ovos mexidos. Pode por exemplo acompanhar com pão escuro, fruta, frutos secos, legumes, consoante o seu gosto.

Meio da manhã:

  • Fruta + Frutos secos | Iogurte + Frutos secos | Ovo cozido

Almoço:

  • Para quem quer um almoço rápido:

– Bife de peru/frango (ou outro tipo que tenha no congelador) + arroz basmati + salada de folhas verdes.

– Salada de atum, por exemplo: atum ao natural + massa espiral + cogumelos + tomate + alface roxa.

– Hamburguer de peru +  arroz bastami + Legumes estufados

  • Se tiver mais tempo:

– Pargo no forno + batata-doce + grelos cozidos

– Perna de peru (se não fizer parte da ementa de natal) + arroz bastami + brócolos

– Filetes de gato no forno + batata-doce + couve-flor

– Prato vegetariano: Espetadas de tofu + arroz basmati + legumes na wok

Lanche:

  • Papas de aveia
  • Iogurte natural + Flocos de aveia
  • Panquecas de aveia

Jantar…. Ementa de Natal 🙂

E finalmente… UM FELIZ NATAL A TODOS! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

4 truques para tornar a sua mesa de natal mais saudável

Já andamos todos nos preparativos do Natal (Espero que já tenham quase tudo preparado), e por isso mesmo nada melhor do que dar dicas para tornar a vossa mesa de natal mais saudável… Dou já estas dicas para conseguirem ainda comprar certas coisas e/ou definir o que vão fazer 🙂

Deixo-vos aqui a ligação para irem para todas as publicações que tenho sobre o Natal, se quiserem dar uma vista de olhos.

Vou falar de alguns truques para pormos em prática e que nos pode ajudar a termos uma mesa de natal mais saudável:

Coloque uma toalha ou panos por cima das entradas e/ou sobremesas: Nestes dias há sempre entradas e/ou sobremesas que não são totalmente saudável, ou na maioria das casas isso acontece. Como refiro muitas vezes, o problema muitas vezes é o ´petiscar´ e nada mais que isso. E porquê? Porque a mesa está sempre posta e nós estamos todo o dia a olhar para o que está em cima dela, tirando um bocadinho daqui… um bocadinho dali… E por isso mesmo, nada melhor que tapar tudo o que está em cima da mesa até à hora certa.

Tenha imaginação: Que tal optar por colocar diversos alimentos saudáveis em cima da mesa? A servir como enfeite? Caso existam este tipo de alimentos tenho a certeza que muitos dos seus convidados irão optar por eles, não exagerando na quantidade de erros alimentares. Podem colocar frutos secos caramelizados (sem sal e sem ser frito), uma salada colorida, fruta cortada aos pedaços, queijo fresco com doce de abóbora, frutos vermelhos…

Fruta, não pode faltar: Todos nós sabemos que nestes dias há sobremesas até mais não…! No entanto, tenho a certeza de que se houver também fruta, os seus convidados acabam por comer, deixando de lado a imensa quantidade de doces que existem. Isto não significa deixar de comer, apenas reduzir a quantidade.

Sopa para todos, sem conversa: Acho que é um regra que devemos ter diariamente e que lá porque é natal, não a devemos deixar de lado. Um creme de brócolos com coentros, uma sopa de cenoura… quem sabe! A refeição ficará logo bem mais saudável, ajudando a que não exageremos em tudo o que está em cima da mesa.

Legumes e/ou salada: É fundamental que tenham legumes para acompanhar a vossa refeição! Ou seja, vai ajudar a controlar muito mais o que comem na refeição e as quantidades.

Altere receitas: Claro que o Natal é só uma vez no ano e o objetivo com esta publicação não é que deixem de comer… mas sim, que se conseguirem reduzir por exemplo na quantidade de açúcar das sobremesas, já ajuda! Podem ver por exemplo a minha receita das broas de mel, em que adaptei a receita e em vez de açúcar utilizei mel.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , ,

7 dicas para controlar o seu peso no Natal

O Natal está mesmo a chegar e normalmente o aumento de peso nesta época é uma preocupação. Fazer dieta nesta época não faz sentido, mas sim ter atenção ao seu dia alimentar para que consiga então manter o peso. A não esquecer: o Natal são os dias 24 e 25! 🙂

  • Faça algumas alterações na confeção dos pratos e das sobremesas: diminua a quantidade de açúcar (prefira o adoçante), substitua o óleo pelo azeite, opte por lacticínios magros e diminua a quantidade de sal. Utilize canela e adoçante para dar sabor às sobremesas, bem como frutas doces (banana, manga …).
  • Faça todas as refeições no dia 24 e 25 (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche e jantar): Pode crer que se passar o dia quase sem comer, vai comer em exagero na ceia de Natal!
  • Evite petiscar entre as refeições, principalmente quando prepara os pratos e as sobremesas para a ceia de natal. Para que isso não aconteça, não pode estar com fome! Dicas de como resistir aos doces durante o dia, aqui.
  • Mastigue devagar. É normal que com a mesa cheia, como normalmente acontece no Natal, esteja ansioso para provar de tudo, mas tem tempo, coma devagar.
  • Se quer provar todas as entradas, coloque um bocadinho de cada uma num prato de sobremesa e não repita.
  • Faça atividade física nesses dias, pode crer que se irá sentir muito melhor e consegue equilibrar com os exageros alimentares desta época.
  • No dia 26 tome logo uma atitude e volte à sua rotina! Não prolongue o Natal até ao fim do ano. E para isso: Distribua as sobras ou congele-as; beba bastante água e deixe as bebidas alcoólicas; comece sempre as refeições com um prato de sopa; exagere nas verduras e legumes às refeições; deixe as sobremesas e doces de lado (por vezes é difícil, mas apenas é preciso motivação e determinação!)

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

7 truques que me ajudam a ser mais SAUDÁVEL

Hoje é sobre mim, sobre os hábitos que me acompanham semana após semana, e por isso mesmo vou partilhar com vocês, para começarem a próxima semana da melhor forma! Se houver uma partilha entre nós, com motivação mútua, é bem mais fácil seguirmos um estilo de vida saudável, não acham? Quem é que deixa em comentários sobre os seus hábitos semanais? As suas dúvidas? As suas refeições?

Exercício físico: Comecei a fazer desporto há três anos. Comecei a correr, mas não gostava nada… de todo! Mas engraçado foi que fui começando a correr mais… comecei a ver alguns resultados e fiquei super motivada. Ainda me lembro de um dia em que consegui dar 17 voltas no mercado de benfica e fiquei toda contente! E se for fazer as contas secalhar foi tão pouquinhoooo 🙂 Como com o tempo comecei a gostar, depois foi tudo evoluindo e habituei-me.

Não quero que agora todos desatem a correr (está na moda não está? :)), mas sim que comecem a pensar no que gostam de fazer e o que é viável para a vossa vida. Uma vez que senti necessidade de complementar a corrida com alguma coisa, e depois de ter experimentado ginásio 100000x, tenho treino personalizado, que é realmente o que gosto e me motiva. O objetivo do meu blog é motivar-vos a conseguir ter um estilo de vida saudável e por isso deixo aqui um exemplo dos meus treinos para verem mais ou menos como é… e como me custa às vezes!! 🙂

Assim, e algumas dicas para vos ajudar:

  • Olho para a minha agenda e defino os dias em que vou correr, pois assim é mais fácil conseguir cumpri-lo. Fazer exercício é das coisas que mais gosto de fazer atualmente e que me deixam super bem-disposta e contente. É tudo uma questão de “querer”! Se às vezes não consigo correr durante o dia, corro ao fim-da-tarde/noite, mais no verão. Agora claro, nem todos os dias são como queremos e há dias em que não consigo ir… depois tento compensar.
  • Se não gostam/podem de correr, podem caminhar. Se não gostam/podem caminhar, podem nadar. Se não gostam/podem nadar, podem saltar à corda. Aconselhem-se e vejam qual o tipo de desporto mais adequado a vocês. Se não têm tempo, podem fazer um mini-ginásio em casa (há imensos utensílios que podem usar, corda para saltar, halter, tapete). Algumas dicas de como começar a praticar exercício físico e que me ajudaram, nesta publicação.
  • Organizem-se, vão às compras e preparem o saco de desporto para andar sempre com vocês no carro 🙂 Para correr comprei uns ténis e calças de desporto… faz a diferença, eu que o diga. Claro que podemos utilizar ´qualquer coisa´ para praticar desporto, mas sentirmo-nos bem e confortáveis faz toda a diferença.

Organizo a semana: Por vezes o tempo é curto, o cansaço é acumulado e pensar nas nossas refeições ou nos nossos lanches/snacks não é tarefa fácil e o que nos  apeteça fazer depois de um dia de trabalho. Mas na realidade, se nos organizarmos é muito mais fácil e não custa assim tanto. Além disso, quando o tempo é muito curto, com o trabalho excessivo, muitas vezes começamos a deixar algumas coisas para trás, e por vezes é a nossa alimentação. Mas, temos de lutar contra isso, ou pelo menos tentar 🙂

  • Vou às compras todas as semanas (ou pelo menos tento), com uma lista preparada para não deixar para para trás (compro imensos legumes (frescos e congelados), iogurtes, queijo fresco, frutos secos, carne/peixe, fruta, aveia, etc). Se já sei que o fim-de-semana vai ser complicado, tento passar no supermercado entre consultas para despachar algumas compras (este fim-de-semana estive num curso e por isso mesmo fui logo às compras na sexta-feira ao fim-da-tarde)
  • As refeições principais são sempre, ou quase sempre, pensadas no dia anterior à noite, e ponho a descongelar o que é preciso. Claro que por vezes têm de ser refeições muito simples porque não há tempo ou porque nem pensei no jantar, mas nesse dia saem bifes de peru, bifes de frango, ovos, atum ao natural, que são alimentos que se preparam num instante! Admito que por estes lados muitas vezes saem ovos … ovos … ovos, como podem ver em baixo. Esta semana cheguei super tarde na quarta-feira, e cheia de fome, então coloquei numa frigideira todos os legumes que tinha, uma lata de atum e um ovo… podem ver a fotografia em baixo 🙂 O que é que me fez aguentar até o jantar estar pronto? UM BALDE DE SOPA ahah 🙂 Se precisam de ideias de refeições podem ver aqui.
  • Os lanches vão sempre na marmita (ovos cozidos, frutos secos, bolachas de arroz…) Ideias de alimentos para andarem sempre connosco, aqui. No entanto, esta semana houve um dia em que fui lanchar ao café e optei por pão escuro e fiambre de aves. É como eu digo, em café ou pastelaria, a opção é sempre pão, e nunca bolos ou salgados.
  • Legumes estufados e/ou cozidos faço em grande quantidade e fica pronto para diversos dias. O mesmo se aplica ao resto, como fazer arroz em maior quantidade, batatas-doce, pernas de frango etc…Como é óbvio que gostava de conseguir cozinhar sempre todos os dias comida acabadinha de fazer que é bem mais saborosa… mas o meu pensamento é ´é a vida e tem de ser´… porque com os horários e a correria do dia-a-dia isso não é possível e não pode ser razão para deixar a alimentação saudável de lado.

 

Como sabem já voltei a dar consultas e falo muito deste tema! Para informações ou marcações é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do formulário em baixo:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

 

, ,

9 truques para perder peso de forma saudável

Perder peso, tanto no inverno como no verão, deve ser de forma saudável e duradoura! 🙂 Sabem qual é o problema? É pensar que a cenoura ou que a banana engorda… mas não pensar que o pastel de nata ou o palmier engordam! Ou seja, haver estas questões quando em NADA tem a ver um alimento com outro! Queiram perder peso por um estilo de vida mais saudável, por vocês… pela vossa saúde!

E assim, que tal seguir algumas dicas para uma perda de peso saudável?

  • Não pense em dieta, mas sim numa alimentação saudável. Quando pensa “tenho de fazer dieta”, existe logo uma conotação negativa com esta palavra. As variações bruscas de peso não são saudáveis. Se começar a mudar alguns dos seus hábitos alimentares ao longo de tempo, irá perder peso sem esforço e de acordo com a sua vontade. Deste modo, e quando estiver mais próximo da época balnear, estará com o peso que pretende e não necessita de realizar uma dieta extrema e radical … Lembre-se: Alimentação saudável durante o ano, e não dieta de 2 ou 3 meses.

 

  • Motivação: O primeiro passo para a perda de peso depende de si. É fundamental que esteja motivado e que tenha força de vontade para as alterações necessárias no seu dia alimentar. Claro que, com a ajuda de um profissional de nutrição;

 

  • Família/Amigos: Quando estiver a pensar perder peso, partilhe com a sua família e amigos essa vontade, será muito mais fácil com o seu apoio. Tente fazê-los perceber que é fundamental a sua ajuda, e que será necessário que também contribuam com algumas mudanças, como por exemplo, deixar de comprar bolos e doces para casa, pois de outra forma poderá não conseguir resistir;

 

  • Comece por fazer pequenas alterações no seu dia-a-dia. Ex: Fraccione sempre as suas refeições, comendo de 3.30h; prepare as suas merendas da manhã e da tarde antes de sair de casa; compre só o necessário para casa (não coloque em questão haver festas ou jantares em casa); inicie a sua refeição com um prato de sopa;

 

  • Inicie uma atividade física: Mesmo que seja pouco, é melhor que nada. Comece devagarinho a fazer uma caminhada 3x por semana ou inscreva-se na natação ou no ginásio. Pratique atividade física de acordo com os seus gostos pessoais e sem se sentir obrigado (Ex: Se não tem tempo para caminhar, compre uma passadeira e quando vê televisão pode aproveitar para andar 10 minutos. Não gosta? Coloque um pacote de arroz em cada mão e faça levantamento do peso).
  • Não desanime! Cada passo é um passo, e não precisa de perder o peso todo de uma vez. Cada objetivo cumprido tem de ser um motivo de entusiasmo para si.

 

  • Não seja radical! Ter uma alimentação saudável não significa tirar da sua alimentação o que mais gosta. Mas claro, começar a ter contenção no que come e fazer alterações alimentares são dois passos importantes;

 

  • Não se faça prisioneira da balança aí de casa. Não tem de se pesar constantemente, isso acabará por trazer ansiedade e nervosismo.

 

  • Não se esqueça, o acompanhamento por um profissional de nutrição é essencial para a adaptação do seu dia alimentar às suas necessidades energéticas, ou seja, a criação de um plano alimentar individualizado. Não tente fazer dietas sozinho, por vezes as escolhas não são as mais corretas e poderão resultar em problemas de saúde. Antes de começar, informe-se com um profissional de nutrição e tire todas as suas dúvidas… Quando estiver preparado, comece!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!