, ,

7 truques que o vão ajudar a EMAGRECER

Pois bem, como calor começam a voltar as preocupações com o peso… é pena é ser assim, passageiro e dependendo da época do ano… Temos é de conseguir mantê-la e nunca desistir dos nossos  objetivos! Um dos objetivos de muitos de nós no inicio do ano relaciona-se com a perda de peso e por isso mesmo, nada melhor que falar sobre isso numa publicação para vos ajudar:

  • Escreva as suas refeições: Já pensou que se anotar as suas refeições pode ser uma ótima forma de o ajudar a perceber o seu dia a dia? Claro que é difícil e que nem todos os dias é fácil, mas pode definir: Escrever 3x por semana o meu dia alimentar. Além disso, escreva a vermelho as asneiras 🙂 Assim quando for escrever novamente vai percebendo o que tem feito ao longo da semana. Pode fazer com que se aperceba de que existem alguns hábitos alimentares que precisa de alterar. Quem diz escrever, diz fotografar, secalhar acaba por ser mais fácil 🙂
  • Não pense constantemente na balança: Não se pese todos os dias, isso acaba por lhe trazer ansiedade e uma pressão constante durante toda a sua semana. Defina um dia por semana para se pesar ou combine com o seu Nutricionista quando o fazer. Se estiver constantemente a pensar no seu peso e na balança é uma pressão horrível e não podemos viver assim!
  • Não pense no que não pode comer: Se o fizer, de certeza que ainda lhe apetece mais determinado tipo de alimentos. Já ouviu “O fruto proibido é o mais apetecido”? No entanto, arranje estratégias que o ajudem a comer o que mais gosta mas de forma saudável. E não se esqueça, os nossos hábitos alimentares criam-se, ou seja, não é de um dia para o outro que consegue deixar de se desabituar a determinado alimento. O que eu como hoje em dia não comia há uns anos atrás, e isso faz parte de toda a mudança que queremos fazer na nossa vida.
  • Não salte o pequeno-almoço: Não pode existir a desculpa de que não tem fome logo de manhã! Comece nem que seja por comer um iogurte e vá aumentando todos os dias. Um dia adiciona 1 colher de sopa de flocos de aveia e por aí em diante. Senão, o que acontece? Ao fim-da-tarde vai estar cheio de fome e acaba por comer alimentos que não deve.
  • Coma várias vezes ao dia: Percebo que muitas vezes seja difícil, mas se levar tudo preparado de casa é meio caminho andado. Ande sempre com snacks na lancheira para diminuir a probabilidade de ir ao café se tiver fome.
  • Utilize pratos mais pequenos: Que acha de experimentar? Sabia que a utilização de pratos mais pequenos se encontra associado a uma ingestão menor de alimentos?
  • Calma: Muitas vezes começa por ficar ansioso quando não vê os números da balança a baixar, mas calma! Defina os objetivos com o seu nutricionista para facilitar. E pense… As roupas estão mais largas? A minha aliança está mais lançante? O relógio fica mais largo? Tudo isto é importante!

Se quer ter acesso a mais publicações sobre perda de peso, veja aqui uma compilação de todas as publicações.

Além disso, não se esqueçam da prática de exercício físico! É tão, mas tão importante… comecem por uma caminhada, já é fundamental! Depois vão evoluindo ao longo dos tempos, consoante o vosso tempo e o que conseguem fazer. Deixo aqui alguns exemplos de roupa de desporto (que são a minha cara), e alguns deles estão em promoção (por exemplo, os calções estão a 45% de desconto):

 

Se têm dúvidas, questões ou apenas partilhar as vossas experiências, façam-no em comentário! Gosto muito de saber o vosso feedback.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 razões para que não se esqueça de comer SOPA

Não “obrigo” ninguém a comer sopa em consulta, mas sim, aconselho vivamente! Até costumo dizer ” sopa se possível”. Acho que não há razão nenhuma para não o fazermos. Desde que se tenha cuidado na sua confeção, de forma a não a tornar muito calórica e rica em sal, é um excelente alimento tanto para a perda de peso como para a manutenção do peso. Por isso mesmo, prefira as sopas feitas em casa e deixe de lado as industrializadas. Sim, precisa é de se organizar para conseguir ter sopa durante toda a semana.

Comer sopa antes da refeição principal ajuda imenso a controlar a sua saciedade ao longo do dia bem como a reduzir a quantidade de comida que coloca no prato. Não concorda? Pelo menos a mim acontece-me isso e é notável o controlo da fome durante o dia.

  • Fonte de vitaminas e minerais uma vez que a sopa é feita na própria água de cozedura dos legumes;
  • Quer emagrecer? Mais uma razão para comer sopa! É de fácil digestão e ajuda na sensação de saciedade;
  • Permite que não coma tanto do prato principal. Para quem diz “se como a sopa já não consigo comer o prato”, experimente comer nem que seja apenas uma concha de sopa;
  • Forma de aumentar a quantidade de vegetais que consome diariamente;
  • É um tipo de confeção económica e que pode fazer em grande quantidade e congelar. Assim tem sempre disponível e não há desculpas para não comer!

Qual o truque para quando chega a casa cheio de fome ao fim da tarde? E lhe apetece “atacar” o que está na dispensa? Comer logo a sopa! É o que faço e aconselho em consulta 🙂

Aqui em casa quando se faz legumes estufados (também para ter para toda a semana), aproveita-se e faz-se logo a sopa! Poupa tempo e trabalho 🙂 Podem ver aqui como faço. Depois é só guardar em recipientes de vidro e congelar para a terem durante toda a semana!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

6 truques para resistir a doces durante o dia

Resistir aos doces por vezes é difícil, ainda mais nestes dias frios e com chuva. Mas sabem que a vontade de doces (secalhar ainda mais à noite) pode estar relacionado com o que comem durante o dia? Não é ao fim da tarde/noite (quando estamos relaxados e finalmente em casa) que apetece um chocolatinho ou qualquer coisa doce? Pois…Sabem que é uma das grandes dúvidas em consulta? E que pode contribuir para o aumento de peso e além disso, contribuir para a nossa não saúde? Só nos faz mal, e temps de perceber isso! Não é só peso, é saúde minha gente! Temos de tentar arranjar estratégias para conseguir controlar a vontade de os comer.

O açúcar é um ingrediente que se consumido em excesso está associado à presença de diversas doenças. O açúcar aumenta a probabilidade de excesso de peso, obesidade, diabetes entre outras doenças. Por isso mesmo, temos de controlar ao máximo a quantidade de açúcar que ingerimos diariamente e termos sempre presente que este ingrediente se encontra na maioria dos produtos que consumimos diariamente, e não apenas nos bolos ou sobremesas.

Nas épocas festivas, nas férias ou dias especiais pode ser mais difícil controlar o que consome, uma vez que é provável que tenha sobremesas ou doces à sua frente durante quase todo o dia. Mesmo assim, há sempre forma de o evitar:

 

Dicas:

  • Faça várias refeições ao longo do dia: A sua fome estará mais controlada e será mais fácil que não fique cheio de fome com vontade de “comer tudo”. Se não o fizer é bem mais provável que lhe apeteça um alimento menos saudável, principalmente ao fim da tarde, quando chega a casa. Agora nas férias não ande a “petiscar”, tente fazer sempre entre a 5 a 6 refeições. Ideias de snacks, aqui.
  • Almoce bem! Se comer apenas uma sopa e uma peça de fruta é provável que comece a ter fome rapidamente e com vontade de um “chocolatinho” ou uma bolachinha! Se precisa de ideias para as suas marmitas, veja aqui. Caso os seus almoços sejam fora, veja aqui algumas dicas de como manter uma alimentação saudável.
  • Arranje estratégias saudáveis para colmatar a vontade do doce: Normalmente tenho maçã sempre cozida ou pera… É só aquecer, juntar canela e já está! Pode fazer o mesmo com banana ou com pêra. Uma banana esmagada com canela é só…ótimo! Quando lhe apetecer um doce, pense e depois aja… Por vezes essa vontade dá mais à tarde, por isso mesmo, lanche logo.
  • Faça sobremesas em casa substituindo alguns ingredientes: Se juntar 1 iogurte natural com manga e triturar fica “mousse de manga”. Pode utilizar alguns temperos que ajude a adocicar as sobremesas, como por exemplo canela. Algumas dicas para fazer sobremesas mais saudáveis, aqui.
  • Se for ao café peça logo um pão para o lanche: Faz com que não caia na tentação de pedir um doce ou um alimento menos saudável. Além disso, tente ficar de costas para a vitrine 🙂 Ir ao café não significa fazer asneiras! Se costuma ir lanchar ao café, veja aqui como fazer escolhas saudáveis.
  • Não tenha doces em casa: Se souber que tem um chocolate na despensa, é muito mais fácil que à noite (quando está relaxado e a descansar de um dia de trabalho), vá lá “roubar” um quadradinho. Se não tiver esse tipo de alimentos em casa acaba por não os comer! Não coloque a hipótese de “se alguém vier cá a casa”, se tal acontecer ofereça umas torradas e um chá.

Pratique exercício físico! Pode crer que ajuda a diminuir a vontade de doces, ajuda a manter a vontade de ser saudável e ajuda na sua energia durante todo o dia 🙂 Como sabem eu faço corrida, e por vezes também não me apetece sair de casa. MAS, depois de ir correr, de saber que me desafiei, é o melhor de sempre! É importante que para a prática de exercício físico tenham roupa/ténis adequados à modalidade. Deixo aqui alguns produtos em e se carregarem nas imagens têm acesso a outros produtos da coleção:

 

 

Se não conseguir mesmo resistir: Atenção às quantidades! Se está habituado a comer uma fila de chocolate, comece por comer apenas dois quadradinhos. Já é um passo! Além disso, opte por comer um doce após a refeição e não ao lanche, sem nada no estômago.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

Maria, mas tu comes sobremesa???

Pois bem, chegou a altura de vos contar como é que foi o Natal por estes lados e devem estar curiosos… digo eu. E sinceramente gosto de falar deste tema para vos fazer perceber que sou igual de vocês, que na minha casa também há doces no natal, que também os como e que não deixo de ir aos jantares de natal por causa disso!

Na semana passada começaram os jantares de natal, é verdade! E até vos posso dizer onde fui:

  • O primeiro foi numa hamburgueria (bem boa por acaso) em que pedi hambúrguer de frango recheado com queijo e salada. Para acompanhar batata-doce frita. Para terminar um café.
  • O segundo, foi em casa, em que o jantar foi bacalhau com natas. Comi o bacalhau com natas (como é óbvio), pois não ia deixar de jantar, se tinha um jantar que não era em minha casa! E vocês perguntam-me… Oh Maria, mas isso não é nada Põe-te na linha… E eu respondo… Pois não, e então??? Como é óbvio não vou deixar de estar com os meus amigos por causa do jantar, ou do que é servido. Não exagerei no bacalhau e acompanhei com uma salada. MAS, comi uma sopa antes de sair de casa e não comi sobremesa… Estas escolhas sim, fazem sentido!!! Mais vale bacalhau com natas do que uma sobremesa toda carregada de açúcar, certo? Ah… e para não me esquecer que no dia seguinte fui correr 16km… parece-me que equilibrei bem o bacalhau com natas, não acham?! Mas porque é que têm de partir do princípio que por ser Nutricionista sou diferente? Talvez haja uma diferença, mas nas escolhas alimentares que faço diariamente. Não é um bacalhau com natas que faz de mim uma pessoa menos saudável, desde que de resto mantenha uma alimentação saudável diária como faço sempre.. bem como o exercício! Não é por ser Nutricionista que deixo de estar com os meus amigos e família e deixo de comemorar os momentos importantes! Agora sim, em vez de comer este mundo e o outro, controlo-me e faço escolhas conscientes! E mais um pormenor, existem certos tipos de produtos e alimentos que não entram em minha casa, e que não são opção!

Para quem me segue, viu que no dia 24 de dezembro às 8h00 fui correr 16km! E vou voltar a dizer… Há quem me pergunte: ‘Mas oh Maria vais correr dia 24 de dezembro? É Natal’ 🤔 E eu pergunto-vos: É por ter ido correr às 8h que deixo de estar com a minha família e desfrutar do Natal? Parece-me que não! E como foi então depois o meu dia?

  • O meu pequeno-almoço foram ovos mexidos com frutos vermelhos e tangerina com amêndoas como podem ver na fotografia em baixo.
  • O almoço foi pescada cozida com legumes salteados.
  • O lanche foi iogurte natural com sementes de linhaça moída e cajus.

O jantar foi… NATAL!! Comi bacalhau cozido e peru no forno (foram os pratos principais), com couves cozidas e com esparregado respetivamente. Ah.. com o peru comi um bocadinho de batata a acompanhar e castanhas. E depois veio a sobremesa, sim a sobremesa… a qual eu comiiiiii! Havia imensas, mas eu só comi serradura porque é realmente o que mais gosto. Aliás, dia 24 à noite e dia 25 ao almoço foi a única sobremesa que comi, e repeti.

MAS QUAL É O PROBLEMA? SIM EU COMO, E VOU SEMPRE COMER! Tenho uma alimentação que considero saudável todos os dias, faço exercício físico 5 a 6 vezes por semana… é por comer no natal que há problema? Acham mesmo que sim? Garanto-vos que no dia 26 de Dezembro não me senti nada nada ´intoxicada´e a precisar de fazer um detox, porque na verdade comi com conta peso e medida, apesar de ter feito erros alimentares!

No dia 25 de dezembro, começámos o dia com panquecas de aveia antes de ir ajudar no almoço de natal… Quanto ao almoço, comecei com uma sopa de legumes e depois foi polvo no forno com brócolos cozidos (não comi batatas). E novamente como é que terminámos… Com a serradura, sim!! Ao jantar, foi borrego assado com brócolos e abacaxi para terminar! Sim, ao jantar já não toquei em nada de doces, fechei a loja!

Gente… percebam que tudo isto faz parte de um estilo de vida saudável! Deixem de pensar que o problema é o natal porque não é! Mas também não pensei ´ah.. o Natal é uma vez por ano, por isso agora é comer tudo tudo tudo´… isso realmente não me faz sentido nenhum!! Até porque para a semana ou para o mês que vem há sobremesas que acabam por ser semelhantes num aniversário ou festa, e vocês vão comer novamente! Claro que pode fazer sentido comer as sobremesas típicas desta época, mas não precisam de comer 10 sobremesas… qual é a necessidade? E já agora, podem também ir dar uma caminhada…

Hoje foi longo o texto, mas queria mesmo partilhar com vocês a minha opinião e o meu natal. Adorei estes dias, ao pé dos meus, a ver filmes da disney, com a lareira ao pé de nós.. com sorrisos, gargalhadas.. o melhor! 🙂 Desejo que o vosso tenha sido tão bom!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

4 dicas para colocar em prática quando vai viajar

Fim-de-semana comprido é sinónimo de viagem? Por aqui sim 🙂 Em viagem é também preciso organização, andar com alimentos e com marmitas (se necessário) atrás para não resultar em.. ir ao café/restaurante comprar “qualquer coisa” para comer. E, de certeza, com um baixo valor nutricional e não as melhores escolhas alimentares, uma vez que esse tipo de estabelecimentos muitas vezes acabam por ter alimentos à venda com elevado valor calórico, ricos em gordura e açúcar.

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência! Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável nestes dias. Para os homens,que não andam de mala, podem sempre levar uma pasta para também o conseguirem fazer. Se se tornar um hábito é muito mais fácil 😀
Dicas:
  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Levar aveia para os meus pequenos-almoços. No dia seguinte é só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri, iogurtes bebíveis, ovos cozidos, latas de atum, latas de grão cozido.
  • Pense em quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches. Mais vale levar a mais do que a menos! Podem sempre levar a mais para uma emergência.
  • Não se esqueça da garrafa de água! Tem de estar sempre hidratado.
Para quem não vai almoçar a casa e tem de fazer esta refeição no centro comercial:
  • Foque-se!
  • Dê uma volta no centro comercial, nas redondezas da rua e tente fazer uma escolha saudável para realizar a sua refeição: Se quer dicas para quando vai almoçar fora, veja esta publicação.
  • Deixe de lado as publicidades GIGANTES de promoções de fast food e tente ver que tipo de restaurantes lhe proporcionam uma alimentação saudável.
  • Coma bem! Não opte apenas por uma sopa e uma peça de fruta, senão o resultado será imensa fome a meio da tarde.
Acredito que, quando vamos de férias ou de viagem se torne mais difícil resistir a tentações a que normalmente não estamos expostos, mas mesmo assim é sempre possível fazermos escolhas acertadas. Lá porque vamos de férias, não tem de ser uma desculpa para “quando vou de férias não tenho acesso a alimentos saudáveis”. Que tipo de férias costuma ter?
Vai fazer praia? Pode levar sempre a sua lancheira atrás, com alimentos que lhe permita manter uma alimentação saudável. Por exemplo:
  • Snacks (Fruta; Bolachas de milho/arroz; Ovos cozidos; Iogurtes naturais ou de aromas; Palitos de cenoura ou pepino, Tomate cherry, Queijo fresco)
  • Almoço: Salada fria (massa espiral/couscous | atum ao natural/frango desfiado/peixe desfiado/ovo cozido/delicias do mar | alface, tomate, cebola, beterraba, pimento vermelho, couve coração, courgete)
Vai para um hotel com tudo incluído? Pode não ter todos os alimentos pretendidos, mas acredito que tenha alguns. Pode exemplo:
  • Pode comer pão ou cereais ao pequeno-almoço. Se colocar manteiga, não coloque fiambre nem queijo e vice-versa. Além disso, ninguém o impede de levar por exemplo os seus flocos de aveia 🙂
  • Às refeições principais peça a opção do menu que não inclua fritos e molhos. Se tiver batatas fritas, pode pedir para substituírem por arroz (já fiz isso bastantes vezes)
  • Peça sempre que lhe tragam legumes ou salada a acompanhar. Para os lanches, pode sempre andar com a sua lancheira, com algumas ideias aqui.
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂 Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada…

Nas férias é a melhor altura para começar a praticar exercício físico. Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada. No meu caso, como vim para a Neve, o exercício já é suficiente 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha