, , ,

Panquecas de cenoura

Mais uma receita para os amantes de panquecas! Hoje a receita é de panquecas de cenoura, que experimentei este fim-de-semana e foi aprovada por todos! Ficaram mesmo fofinhas e saborosas.

Ingredientes:

  • Flocos de aveia (360g | 2 chávenas)
  • Água, bebida vegetal ou leite magro (600ml)
  • Cenoura crua (500g)
  • Maçãs cozidas (4)
  • Ovos (2)
  • Canela q.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Modo de preparação e confeção:

  • Comece por colocar os flocos de aveia no liquidificador e a água, bebida vegetal ou leite magro por cima e deixe repousar cerca de 20 minutos (normalmente faço isto porque as panquecas costumam ficar mais fofinhas, acho que é um bom truque). No entanto, não precisam de o fazer e podem fazer tudo de seguida;
  • Triture tudo no liquidificador até ficar uma mistura homogénea;
  • No 1,2,3 pique as cenouras e junte ao preparado anterior, bem com os ovos, as maçãs cozidas e a canela;
  • Volte a triturar tudo até ficar bem envolvido;
  • Aqueça bem uma frigideira anti-aderente e coloque uma colher de sopa do preparado anterior.
  • Quando começar a formar bolhas à superfície, vire do outro lado até ficar pronto.

E como sabem, sou fã de loiças e tento sempre que o empratamento fique de ´comer e chorar e por mais´.

Espero que gostem, que comentem e que partilhem! 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

,

Workshop ´COMO PLANEAR UMA SEMANA SAUDÁVEL´

É já este sábado, dia 26 de maio venham ter comigo para mais um workshop! Desta vez com o tema ´ Como planear uma semana saudável, de segunda-feira a sexta-feira, do pequeno-almoço ao jantar ´, das 10h00 às 13h30, na Cool Cook Lisboa, em Santos. Gosto muito deste tipo de workshops uma vez que nos permite partilhar experiências, tirar dúvidas, falar do nosso dia-a-dia e de que forma é que é possível termos uma alimentação saudável sem ser complicado.

Uma das grandes dificuldades é o planeamento semanal das nossas refeições e por isso mesmo, nada melhor que um workshop onde irei falar sobre esse tema. De que forma é que podemos facilitar esta tarefa? Será que é possível, com a correria do dia-a-dia, mantermos uma alimentação saudável diariamente? Se passamos o dia todo fora, será que é possível levarmos a lancheira com todas as refeições? Depois de um dia de trabalho, e stressante, de que forma é que conseguimos chegar a casa e preparar um jantar saudável? É sobre tudo isto que vamos falar!

Irei partilhar convosco diversas dicas para que consigam levar um dia completo de refeições para o trabalho, bem como conseguirem ter o jantar pronto quando chegam a casa. Além disso, truques para que isso aconteça sem passarem horas a fio dentro da cozinha. Este workshop tem como objetivo ajudar-vos a planear e organizar a vossa semana, para toda a família aí de casa.

Assim, durante o workshop iremos colocar as ´mãos na massa´, elaborando diversas receitas para todo o dia, desde o Pequeno-almoço, aos Lanches, Almoço e Jantar. Além disso, ajudar-vos a perceber que ingredientes e alimentos são fundamentais ter sempre em casa para conseguirmos, facilmente, ter uma semana saudável.

O valor do workshop é de 40€ e inclui todo o material necessário para a realização do workshop, livro de receitas e degustação!

Em caso de desistência, o valor será reembolsado caso o cancelamento do workshop pelos participantes seja feito com 48 horas de antecedência. Caso não existam o número mínimo de inscrições, poderá existir a anulação do mesmo, com a devolução do valor pago na inscrição.

Para informações e inscrições façam-no através de  mariagama@poetenalinha.pt ou através do envio de mensagem em baixo.

, , ,

4 dicas para conciliar uma alimentação saudável com a vida social

Uma preocupação constante de quem quer perder peso ou manter uma alimentação saudável é muitas vezes a preocupação com o ter de deixar uma vida social de lado. Apesar de poder ser complicado essa gestão, não é impossível e o importante é querer! Até porque começar a ter uma alimentação saudável e ter de deixar de estar com os amigos ou familiares não faz de todo sentido, uma vez que o convívio é fundamental 🙂 Eu não deixo de ir a jantares, eu não deixo de sair, eu não deixo de ir dançar… até porque adoro! E além disso, para mim, é super importante e considero-me uma pessoa ainda mais saudável por isso!

Podemos ter apenas em atenção alguns pontos:

Primeiro que tudo: Não estamos a falar de dieta, mas sim de alimentação saudável! Ou seja, uma constante que deve fazer parte do nosso dia-a-dia e não de uma fase passageira.

  • Não passe o dia sem comer: Quantas vezes existe o pensamento de “vou ter um jantar e por isso não vou lanchar” ou “já que vou ter um almoço não vou comer muito durante a manhã”…? Pois, errado! Se tem um convívio com os seus amigos, e dependendo da hora, lanche antes de ir…E indo mais além, até pode comer uma sopa antes de ir (é o que faço muitas vezes). Se chegar cheio de fome é muito provável que faça imensos excessos desnecessários.
  • Dê ideias: Se o almoço/jantar for em casa de amigos porque não levar uma entrada (queijo fresco) e uma sobremesa mais saudável? Porque não fazer uma mega salada ou legumes para acompanhar a refeição? 😀 E já agora, que tal começar a fazer com que as crianças participem na confeção das refeições? 🙂 Caso o almoço/jantar seja no restaurante, há sempre uma opção que é melhor que outra, ou seja, a refeição até pode ser diferente do habitual, e dando-vos um exemplo prático: É bem diferente comer 1/2 travessa de batatas-fritas ou 1 travessa inteira… apesar de ser o tal ´erro alimentar´, pode ser mais controlado.
  • Não fique sem comer: Vai aos caracóis? Ou comer ameijôa? Pois bem, claro que tem de comer! Tem é de olhar para o menu/lista e escolher o que gosta, mas dentro do mais saudável. Por exemplo, caracóis não tem problema! O que tem problema é estar a molhar o pão no molho dos caracóis! O mesmo para o resto dos petiscos que normalmente comemos. Pode sempre pedir uma salada de polvo, uns ovos mexidos ou até uma salada.. agora, ficar a olhar para os outros a comer é que não!
  • Perdido por 100 perdido por 1000: Não! Se tem um convívio social é normal que faça uma alimentação um pouco diferente do que faz no seu dia a dia, mas isso também é normal. Se isso acontece, no dia seguinte volta tudo ao normal, é assim que tem de pensar! E além disso, se sabe que quer comer a sobremesa (e se já sabe que a vai comer), deixe de lado as entradas e as batatas-fritas, que lhe parece? Moderação, sempre e para sempre 🙂
  • Relaxe: Malta, ter uma vida social é meio caminho andado para um estilo de vida saudável. Estarmos com a nossa família, com os nossos amigos e com quem nos faz bem, ajuda-nos a ser felizes.. e isso sim, é fundamental a uma vida saudável. Ter um estilo de vida saudável não está relacionado só com a alimentação, mas com diversos fatores! No entanto, ter uma vida social, não é de todo uma desculpa para não ter uma alimentação saudável, porque nós fazemos as escolhas que queremos, nada mais que isso! Temos de começar a ver os jantares de família, os aniversários, a páscoa ou o natal, como épocas normais e que fazem parte da nossa vida. Sinceramente, para mim ter jantares de aniversário ou do que quer que seja não é um problema, porque apesar de até puder sair um pouco da minha alimentação diária, não deixo de praticar exercício físico e não passo o dia todo a comer as sobremesas que sobraram… ou seja, mantenho a minha alimentação e pronto! É isto que é importante, o EQUILÍBRIO!

E claro que se sabemos que o fim-de-semana vai ser bastante social, podemos também fazer um esforço para não deixar o exercício físico de lado! 🙂 Aliás, devemos fazer um esforço sempre, uma vez que o exercício físico é bem mais fácil de fazer ao fim-de-semana porque temos mais tempo! Ainda por cima agora já está a ficar calor e sabe tão, mas tão bem 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Eu sou a Maria, Nutricionista… e não estou de DIETA!

PESSOAL… Eu não estou de dieta! Acho que é muito importante partilhar com vocês a minha visão sobre este assunto! Ora bem, e para começar.. não gosto da palavra dieta. E não gosto porquê? Porque dieta em Portugal está muito associado a passar fome, comer cozidos e grelhados e não ter qualquer prazer nas refeições. Por isso mesmo, nunca digo esta palavra, porque só de pensar nela já é um sofrimento. Concordam?
Eu sou a Maria. Sou Nutricionista e não estou de dieta. A alimentação que tenho no meu dia-a-dia é a que eu escolhi para a minha vida. Foi o estilo de vida que escolhi. Um estilo de vida saudável, nada mais que isso. Quando tenho de fazer asneiras também as faço (não acredito que haja alguém que nunca o faça)…mas minha gente, não é todos os dias! Como já vos disse, eu sou igual a vocês, ou seja:
  • Se passo a tarde toda sem comer, só que apetecem “coisas que não devo” ao fim-da-tarde
  • Quando estou naquela época que só as mulheres sabem, só me apetecem doces
  • Quando há festas ou aniversários, ou por exemplo de férias, tenho uma alimentação diferente do que no dia-a-dia, ou seja, também como os ´ditos alimentos´
  • Às vezes também me dá vontade de doces só porque sim…
Eu como de tudo, tudo mesmo! Quando vou a jantares não digo ´ah eu não como isto ou aquilo´, mas sim, como uma sopa antes de sair de casa. Ou seja, tudo se trata de estratégias e de o que nos faz sentido ou não fazer. E claro, no próprio jantar faço as minhas escolhas e só como o que realmente quero.
Agora, tudo isto tem de ser controlado, e eu tenho de conseguir, ou pelo menos tentar, controlar! É o grande desafio disto tudo. Ter uma alimentação saudável tem de nos fazer sentido, temos de querer! Não podem querer ter uma alimentação porque a Nutricionista X vos diz, ou porque ouviram dizer que é bom. Tem de fazer sentido para vocês quererem ter SAÚDE e cuidarem dela! E mais uma vez, isto não significa passar fome, comer cozidos e grelhados! Desculpem insistir nisto, mas como oiço tantas vezes “agora estou de dieta”…
Acham que faz sentido comer todos os dias bolachas? doces? sobremesas? refrigerantes? folhados? donuts? Acham mesmo?!? Acho que temos de começar a ter noção de todas as consequências que isso nos trás! Posso partilhar com vocês que quando faço um “erro alimentar”, o meu desempenho na corrida diminui bastante, o que me deixa mesmo mesmo chateada! Ou seja, qual é a conclusão a que chego? Que esse tipo de alimentos só me faz mal!
Ter uma alimentação saudável não é:
  • Comer só cozidos e grelhados;
  • Deixar de comer arroz, massa, batata, ervilhas, grão, feijão;
  • Deixar de comer pão ou cereais;
  • Deixar de comer fruta, nomeadamente banana, dióspiro, manga, papaia;
  • Comer apenas um iogurte ou 1 peça de fruta ao lanche;
  • Comer apenas uma saladinha ao almoço;
E acima de tudo, não é passar fome! Pelo contrário, ter uma alimentação saudável é:
  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
  • Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?
Agora e importante, uma alimentação saudável inclui por vezes fazer um erro alimentar. Não é por ter um aniversário ou um casamento e comer uma fatia de bolo que deixar de ter uma alimentação saudável! O importante é saber que no dia seguinte não irá fazer novamente nenhum erro alimentar e até pode ir dar uma caminhada. Tudo com conta, peso e medida.
Além disso, e para terminar, ter um estilo de vida saudável e entenda-se disso praticar exercício físico, não é ir 3h para o ginásio. É sim, praticar exercício físico consoante as suas necessidades e de acordo com o que gosta. 30 minutos de caminhada 4x por semana é assim tanto? Claro que, é fundamental que seja acompanhado por um profissional de desporto que defina o que deve fazer (artigos em promoção em baixo).
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , ,

BATIDO DE ABACATE E MORANGOS

Mais uma ideia de pequeno-almoço ou de lanche  para experimentarem! E que agora com o calor vai saber mesmo mesmo bem 🙂 Cremoso, saboroso e fresco para estes dias!

Ingredientes:

  • Abacate (1/2)
  • Morangos (8)
  • Sementes de chia (1 colher de sopa)
  • Água q.b
  • Banana (1/2)
  • Amêndoa laminada
  • Manteiga de amendoim (1 colher de café)

Modo de preparação e confeção:

  • Juntar o abacate, os morangos, as sementes de chia e a água num recipiente e triturar com a varinha mágica e está pronto!! Normalmente coloco no liquidificador, é bem mais rápido!
  • Depois é só empratar a gosto (deixo aqui algumas tigelas que são mesmo mesmo a minha cara e que estão em promoção) Recheie a gosto. Coloquei banana, amêndoa laminada e manteiga de amendoim.

 

Vêm como é fácil preparar um lanche diferente, e cheio de cor? 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

3 TRUQUES FUNDAMENTAIS PARA COMER BEM NO CENTRO COMERCIAL/RESTAURANTE

Comer fora de casa é cada vez mais frequente, o que muitas vezes é um impedimento para começar uma perda de peso ou não ter uma alimentação saudável e equilibrada. Neste sentido, é fundamental que cada um de nós se consciencialize para escolhas alimentares saudáveis quando as refeições não são em casa.

É possível fazer escolhas alimentares saudáveis. Temos de ter em atenção o local escolhido restaurantes/cafés/pastelarias), bem como os pratos que constam no menu. Malta, eu peço desculpa, mas nós só fazemos as escolhas que quisermos… porque em Portugal é super fácil ir a um sítio qualquer e ter uma sopa (mesmo que tenha batata), um peixe ou uma carne, acompanhamento e legumes ou salada… Para mim, sinceramente, isso não é desculpa! E no centro comercial a mesma coisa… podem existir opções não tão saudáveis, mas também existem saudáveis… Ou seja, só vão comer onde realmente quiserem.. isso é diferente de na REALIDADE não existirem opções. Não sou pessoa de almoçar muito fora, mas quando o faço, não me queixo. Já fui à Padaria Portuguesa (pedi sopa e uma salada), já fui ao Vitaminas (sopa e salada), Nova Peixaria (Salmão grelhado com arroz e legumes), H3 (Hambúrguer com arroz e legumes ou salada)…

Escolha bem o restaurante: Escusado será dizer que é o primeiro passo para conseguirmos ter um almoço/jantar saudável e equilibrado no shopping passa por escolhermos corretamente o local onde vamos comer. E, sinceramente, na minha opinião não é assim tão difícil encontrar um local onde exista uma refeição minimamente saudável, ou seja, carne/peixe, arroz/batata e legumes ou salada. Claro que, a forma como é cozinhado e os ingredientes que são utilizados são um fator importante, e que neste caso, não conseguimos controlar. Desde saladas a hambúrgueres grelhados, há uma panóplia imensa. O problema está nos croquetes como entrada, molhos que acompanham com o pão, nas batatas-fritas, no pão à refeição, no ovo estrelado, nas lasanhas ou nas massas com natas e nas sobremesas… O problema não é não comerem grelhados ou cozidos ao almoço/jantar. Admito que para conseguirmos encontrar um restaurante que se adecue é difícil, porque a maioria passam por pizzas e hambúrgueres no pão, mas há possibilidade.

Deixe os molhos de lado: Ora bem, até optamos por comer uma salada super mega saudável mas depois perguntam-nos qual é o molho que queremos por cima. Aí está o problema. A resposta é que temperam a vossa refeição. No fim do pagamento normalmente existe sempre azeite, vinagre, oregaõs… Optem por essa solução. As saladas ficam saborosas à mesma e é uma questão de hábito.

Entradas = Sopa: Todos os problemas fossem as sopas com batata quando comparado às entradas que muitas vezes nos servem. Mais vale comerem uma sopa do que optarem pelas entradas, mesmo que seja apenas um rissol ou um croquete. Além disso, ajuda-nos a manter a saciedade durante o dia e a diminuir a ´ansia´ para o prato principal. Muitas vezes quando vamos almoçar já vamos cheios de fome e colocam logo o cesto de pão à nossa frente. Mandem para trás e peça, uma sopa! Claro que também podem ter atenção ao tipo de sopa que existe, preferindo uma boa sopa de legumes.

Sem pão: Podem existir alguns pratos que vêm acompanhados por pão. Muitas vezes o problema não está na própria refeição, mas sim nos seus acompanhamentos. Se já acompanhamentos a refeição com arroz ou batata-doce, para quê ser necessário o pão? Mais uma vez, é uma questão de hábito e o primeiro passo é logo dizer que não ao balcão do restaurante. Pode crer que depois de o pão estar no tabuleiro é bem mais difícil resistir e por isso mesmo, ´proteja-se´, não o coloque ao pé do seu prato! Além disso, o consumo deste alimento também pode estar relacionado com a ´ansia´ de comer devido a estar com bastante fome. Assim sendo, como referido anteriormente, comece sempre pela sopa de legumes.

As fotografias em baixo são de almoços meus quando vou comer fora. Costumo sempre optar por sopa e depois normalmente uma salada (bem composta). Às vezes perguntam-se se como sopa porque normalmente tem batata. Sim, é verdade, mas todo o meu problema fosse a batata da sopa, quando comparado a sobremesas, doces e outros alimentos que por vezes fazem parte do vosso dia alimentar. A sopa controla-me muito a saciedade, o que significa que é minha ´amiga´e por isso como sempre!

Sabem como é que penso?! Se é para fazer uma ´asneira´ quero fazê-la a dar-me prazer: num dia em que estou relaxada, em que estou com amigos e família e que realmente valha a pena. Porque nos dias de trabalho, de correria, em que é almoçar e ir trabalhar, sinceramente acho que não dá prazer nenhum.

IMG_9082 (Editado).JPG

IMG_9080.JPGIMG_0426.JPG

 

Além disso, gosto muito mais de levar a marmita e saber o que vou comer, mas sei perfeitamente que por vezes o dia não corre como queremos e não é possível. Normalmente ando sempre de mochila por isso, para conseguir pôr tudo lá dentro antes de sair de casa, todos os snacks para durante o dia. Quando levo almoço, uso a marmita da KEAT (que tem uma malinha que dá muito jeito, podem ver aqui).

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

MUFFINS DE CÔCO

Mais uma receita para vocês, que vos digo que ficou super saborosa! Desta vez são MUFFINS DE CÔCO, que acho que vão adorar! São super fáceis de fazer e que podem dar para os vossos snacks durante a semana!

Ingredientes:
👉Flocos de aveia (70g)
👉Farinha de espelta (100g)
👉 Côco ralado (10g) 🥥
👉Bebida de côco (150ml)
👉 Claras (100ml)
👉Ovo (1) 🥚
👉Pêra cozida (2) 🍐🍐
👉Fermento q.b

Modo de preparação e confeção:
👉Pré-aqueça o forno a 200ºC
👉Numa tigela, junte aos flocos de aveia,farinha de espelta, o côco ralado.
👉De seguida, misture a bebida vegetal, o ovo e as pêras cozidas (reduzidas a purê).
👉Bata as claras em castelo e envolva devagar na mistura anterior, até ficar uma mistura homogénea.

👉Distribua por formas de silicone e leve ao forno a 180ºC cerca de 30minutos!

Depois é só guardarem em marmitas de vidro e colocar no frigorífico! Normalmente é sempre assim que faço e deixo aqui alguns exemplos de frascos de conservação que utilizo!

 

Em alguns dos queques adicionei farinha de alfarroba para dar o sabor ‘achocolatado’ 😍 Espero que gostem e que experimentem! Partilhem com o #receitaspoetenalinha 👈

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , , ,

10 formas de comer aveia

Quem é fã de aveia desse lado? Eu sou! Normalmente faz parte das minhas semanas, ou no pequeno-almoço ou no lanche, normalmente está sempre presente, agora mais na versão panquecas 🙂 Eu não me importo de comê-la sempre da mesma forma, mas como vocês podem não gostar, aqui ficam aqui várias ideias de como o podem fazer. Há imensas maneiras de confeccionar e ir variando a forma como a utilizam. Muitas vezes é uma das questões que me falam em consulta, que não gostam de estar sempre a comer o mesmo. Tudo opções práticas e que conseguem levar para o trabalho sem qualquer problema, que se fizerem em grande quantidade até dá para vários dias.

Panquecas de aveia

(Receita aqui)

          

 

 Bolo da caneca (Receita aqui)

[É uma forma de variar o consumo de aveia e começar o dia de forma diferente.

Também podem fazer o ´bolinho de aveia´com alfarroba, é só adicionar uma colher de sobremesa]

 

 

Pudim de aveia

[Podem sempre fazer vários e assim dá para os vossos lanches durante a semana]

(Receita aqui)

 

Overnight de aveia

(Colocar os flocos de aveia no frasco e cobrir com leite, bebida vegetal ou até chá.

Deixar no frigorífico durante a noite.

Juntar iogurte natural e framboesas, amoras ou banana, por exemplo)

 

Aveia com iogurte e fruta

(É só juntar iogurte natural, flocos de aveia, banana e bagas goji)

 

Copo de aveia com iogurte

(Receita aqui)

 

Bolachas de aveia

(Receita aqui)

Papas de aveia

(Receita aqui)

 

 

Bolo de aveia e pera (Receita aqui)

Doce, soboroso e saudável. Aprovado por todos, têm mesmo de experimentar.

Bolo de banana e maçã

(Receita aqui)

 

Podem fazer todas estas receitas e reservá-las em utensílios de vidro no frigorífico para conservar. Por exemplo, o enfrascado de aveia pode ser logo feito num frasco ou numa marmita para depois levarem para o trabalho. As panquecas também podem fazer imensas e levar numa marmita para depois juntarem 1 iogurte e fruta no trabalho… 🙂

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

PANQUECAS DE ABÓBORA E CÔCO

PANQUECAS PANQUECAS PANQUECAS, quem não gosta?! Eu adoro! E por isso, há que inventar mais receitas para vocês experimentarem! É só pôr as mãos na massa, experimentar e degustar!

Por vezes perguntam-me como podem ter acesso às minhas receitas, e é mesmo pelo site. Podem subscrever as notificações do site(carregar na campainha vermelha do lado direito inferior), ou então comentar as publicações e colocar uma cruz onde diz ´Notifique-me sobre novas publicações por e-mail´, assim recebem sempre no email. 

Ingredientes:

  • Farinha de espelta (150g)
  • Abóbora cozida (260g)
  • Claras (100ml)
  • Coco ralado (3 colheres de sopa)
  • Banana (1)

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Modo de preparação e confeção:

  • Num liquidificador coloque todos os ingredientes e triture até obter uma mistura homogénea.
  • Aqueça bem uma frigideira anti-aderente e coloque uma colher de sopa do preparado anterior.
  • Quando começar a formar bolhas à superfície, vire do outro lado até ficar pronto.

 

Depois é só empratar  degustar!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

OMELETE DE ESPINAFRES E TOMATE CHERRY

Uma receita que podem experimentar e que acho que vão gostar! Bem simples e muito fácil de fazer, e que quando não há paciência para preparar um almoço ou um jantar, pode ser uma solução 🙂

Para quem quiser estar sempre a par de todas as minhas receitas e publicações, deve carregar na campainha do lado direito inferior e colocar ´subscrever notificações´. Ou então, deixar um comentário no fim da publicação e selecionar o quadrado que diz ´ser notificado por email´

Vamos à receita:

Ingredientes:

  • Ovos (2)
  • Espinafres (50g)
  • Tomate cherry (a gosto, utilizei cerca de 6)
  • Óregãos q.b

Modo de preparação e confeção:

  • Numa tigela bata os ovos e junte os espinafres cortados em pedaços e os tomates cherry cortados a meio.
  • Tempere a gosto, por exemplo com óregãos e um pouco de sal.
  • Numa frigideira antiaderente bem quente, coloque a mistura anterior
  • Coloque o lume baixo e deixe cozinhar até conseguir levantar as extremidades.
  • Use uma espátula para levantar dobrar a omelete até meio e vire do outro lado para cozinhar (normalmente costumo levantar uma das extremidades e levar até ao meio, e faço o mesmo do outro lado, e depois viro a omelete toda ao contrário)
  • Após 3 a 4 minutos, verifique se está firme.

    Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois é só deliciar-se! Deixo uma fotografia com omelete recheada com queijo mozzarela, que também pode ser uma opção! Quando coloco os ovos na frigideira, ponho por cima o queijo mozzarela. Depois como dobro a omelete para cozinhar, o queijo vai ficar derretido 🙂

Podem fazer também em maior quantidade caso não tenham tempo para cozinhar, e depois é só aquecer. Às vezes também levo para os meus lanches, quando isso acontece. E como é fim-de-semana, e talvez possa haver passeio por aí (ainda bem que está bom tempo), não se esqueçam de levar os vossos snacks portáteis para as manhãs/tardes fora de casa 🙂 Por isso mesmo, e como adoro estas malas, que acho que são super giras, e ao fim-de-semana dá sempre vontade, aqui ficam!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha