, ,

Dicas para implementar as resoluções de Ano Novo + Os meus objetivos para 2018

Já passaram umas semanas desde o início do ano, mas espero que as resoluções de Ano Novo continuem na vossa cabeça e não as tenham esquecido. É verdade que todos os anos pensamos ´Este ano é que vai ser´, ´Este ano é que vou ser super saudável´, ´Este ano é que vou começar a ir ao ginásio todos os dias´. Pois bem, para mim o problema está aí!

Acho ótimo escrevermos os nossos objetivos e termos resoluções de ano novo, eu própria as tenho e já vou partilhar com vocês! No entanto, também acho que temos de ser realistas e percebermos que não podemos mudar de um dia para o outro e querer fazer tudo de uma vez. E, principalmente no que diz respeito à perda de peso e à prática de exercício físico acontece muito! Queremos mudar, mudar mudar… mas passado 1 ou 2 meses do ano, volta tudo ao mesmo! E porquê? Porque o nosso dia-a-dia não muda, porque acontece alguma coisa que nos faz esquecer e desmotivar. Enquanto não percebermos que temos realmente de mudar, para sempre, nada feito!

E o que é que eu quero dizer com isto?  Pois bem, queremos perder peso e começamos a fazer dieta. ESPETÁCULO! Até aqui tudo bem! Começamos a cortar os hidratos de carbono (os grandes vilões (ou não), da dieta), deixamos de comer durante o dia, comemos uma tostinha a  meio da manhã (ou seja, passamos uma fome desgraçada), almoçamos e jantamos uma sopa… que maravilha! Passa uma, duas semanas… e por aí fora! Chega um momento em que pensamos ´epa não vou andar a passar fome´.. e começamos a comer tudo de novo! Aí está o grande problema! Para perder peso garanto que não tem de passar fome, tem sim de escolher os alimentos certos! Ou seja, lá se foi a grande resolução de Ano Novo! Caso uma das vossas dificuldades seja o pequeno-almoço, tenho várias ideias no E-book que fiz especialmente para vocês para este início de 2018.

MAS, vou-vos dar uma boa notícia! Se fizerem alterações diárias à vossa alimentação, como por exemplo: Não comer bolos e/ou sobremesas, não consumir refrigerantes e/ou sumos, comerem sopa antes de todas as refeições, legumes e/ou verduras em todas as refeições, excluírem bolachas do vosso dia, não comer pão antes de ir para a cama… é meio caminho andado para perder peso! E acham que isto é difícil?! Não me parece!! OU SEJA, para perderem peso, só têm, pelo menos, de aplicar os princípios de uma alimentação saudável e mais nada!

É como o exercício. Qual é a lógica de começar a ir ao ginásio 7x semana se antes não fazia nada?! Não me parece adequado! Se não fazem nada, só começar a caminhar nem que sejam 30 minutos já é ótimo! E é possível fazê-lo: Eu sei que trabalhamos muito, que têm filhos, que têm de arrumar a casa.. mas não são 30 minutos 3x semana que não o deixam fazer! Nem que seja um dia por semana e mais ao sábado e ao domingo.

Ou seja,

Ter uma alimentação saudável não é:
  • Comer só cozidos e grelhados;
  • Deixar de comer arroz, massa, batata, ervilhas, grão, feijão;
  • Deixar de comer pão ou cereais;
  • Deixar de comer fruta, nomeadamente banana, dióspiro, manga, papaia;
  • Comer apenas um iogurte ou 1 peça de fruta ao lanche;
  • Comer apenas uma saladinha ao almoço;
E acima de tudo, não é passar fome! Pelo contrário, ter uma alimentação saudável é:
  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
  • Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?

Acham que isto despende muito do vosso tempo? Têm de ter trabalho? Desculpem mas não concordo! É só fazerem escolhas! Eu não deixo de ir comer fora, de ir a festas ou a jantares! Mas aí sim, faço escolhas e nada mais!

Por mais que em consulta vos queira ajudar a atingir os vossos objetivos, vocês, desse lado têm de querer. É o que digo sempre, ponho tudo em mim de forma a conseguir ajudar, motivar e tentar explicar o porquê de determinadas opções. Mas antes disso tudo, tem de partir de vocês, porque por mais que esteja disponível para falar com vocês, tirar dúvidas, se não forem vocês próprios a querer mudar, nada feito! E já sabem, se quiserem a minha ajuda, é só enviar mensagem por aqui.
Eu sei que às vezes já queriam sair com menos peso da consulta, mas isso não é possível! O importante perceber é que o que combinamos em consulta tem de vos fazer sentido e têm de querer manter isso para a vida toda. Ou acham que depois de atingirem os vossos objetivos faz sentido começar novamente a comer bolachas, doces, bolos e pão todos os dias e a todas as refeições…?!? Não vos pode fazer sentido, senão voltam novamente tudo atrás… não há milagres! Além da questão do peso e uma coisa que me faz confusão é a nossa saúde, a vossa saúde! Cada vez mais temos de estar atentos às opções que fazemos, às escolhas que tomamos, pois garanto que têm imensa influência na nossa saúde, nas doenças que por vezes se desenvolvem.

Porque não começarem a definir objetivos mensais? Ou quem sabe, semanais? Utilizam agenda? Outlook? Agenda do Telemóvel? Podem escrever os objetivos a que se propõem, pois de certeza que vos dará muito mais motivação para os cumprirem, uma vez que estão sempre a olhar para eles e não se vão esquecendo ao longo do tempo. Não deixem que a motivação do início do ano se vá desvanecendo ao longo do ano.

Depois, é só irem riscando ou escrevendo se já o fizeram. Se precisam de lembretes constantemente, coloquem post its no computador, na secretária ou até ao pé da máquina de café ou da vossa marmita. Se arranjar estratégias que o ajudem, é bem mais fácil. O mais difícil é a mudança, depois de se habituar, é bem mais fácil.

A definição de objetivos ajuda imenso a nossa semana, uma vez que nos permite organizar a nossa semana em função disso. Há sempre algum evento, algum encontro ou alguma tarefa que se sobrepõe à prática de exercício físico. Isto até a prática de exercício físico ser uma prioridade na vossa vida. Pois nessa altura, o tal evento ou o tal lanche fica para mais tarde. Mas como é óbvio, isto não significa deixarem de estar com as pessoas ou de irem a jantares.. O objetivo é apenas marcarem para outra hora de forma a conseguirem ir ao ginásio, ir correr ou andar…

E agora, partilho com vocês alguns dos meus objetivos pessoais:

  • Ler mais: Este objetivo vem de 2017 e admito que não o cumpri! Tanto para escrever, tantos projetos, que depois algumas coisas vão ficando para trás! Este ano, já o comecei a pôr em prática e quero mesmo cumpri-lo 🙂
  • Começar a fazer yoga/meditação: Já ando a pensar nisso há algum tempo, e sendo um objetivo escrito, será mais fácil cumprir! Apesar de aproveitar para relaxar quando vou correr, acho que preciso de o fazer de outra forma! Defini fazê-lo 1x semana para ser um objetivo atingível, senão, nada feito!
  • Poupar dinheiro: Considero-me uma pessoa bastante poupada, mas acho que este objetivo nunca é demais! Com todas as ideias que tenho para o Põe-te na linha e para a minha vida, tem mesmo de ser! Há gastos que por vezes fazemos sem nos apercebermos e que no fim dariam uma grande poupança. Não sei se o costumam fazer, mas ter uma folha de excel com tudo descriminado ajuda-nos imenso a perceber que gastos supérfluos é que podem ficar de lado.
  • Programa diferente: Com todo o trabalho que tenho, acabo por deixar de lado muitas vezes o lazer. Este ano de 2018 quero mudar isso e aproveitar para pelo menos 1x semana fazer alguma coisa de diferente: ir ao cinema, ir passear, ir ao teatro… ir apenas…! Por mais que o trabalho seja importante, nunca se esqueçam que o nosso bem-estar é fundamental para que tudo na vida nos corra bem. Temos de refletir e perceber que os nosso hobbies são fundamentais a uma vida saudável e que não podemos andar a trabalhar 24h sobre 24h.

Já comecei a implementar alguns deles, e claro que… já começam a surgir barreiras! E porquê? Porque apesar de querermos alterar algumas coisas de ano para ano, a nossa vida diária não se altera e por vezes para conseguirmos fazer isso, temos de planear! Sem planear nada feito. Se eu quero ler, mas se tenho trabalho para fazer, a leitura fica de lado… Ou seja, tenho de planear as coisas de forma diferente.. Não podem é desistir e têm de ser persistentes! Dou sempre a dica de pensarem sobre isto pelo menos 10 minutos de forma a conseguirem fazer um planeamento e uma organização da vossa agenda, porque senão o fizerem, fica sempre tudo de lado. Tenho mais objetivos, mas que não posso partilhar com vocês, senão desvendo tudo o que tenho planeado para o meu projeto 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

3 anos de Põe-te na linha

Parece que aqui ainda continuamos em festa 🎉🎉Faz hoje três anos que lancei o projeto da minha vida, o @poete.na.linha 💚

Três anos de dedicação, partilha, alegrias, conquistas e muito amor para ser cada vez melhor. Tenho um prazer imenso em partilhar com vocês o meu estilo de vida, o meu dia-a-dia e todos os truques que me ajudam dia após dia. Dou tudo de mim para vos conseguir ajudar a perceber como é fácil ter um estilo de vida saudável, e que não é a dor de cabeça que a maioria de vocês pensa. Mas acima de tudo, têm de acreditar em vocês e pensar todos os dias que são capazes.

Hoje três anos, e muitos mais virão! Os objetivos para 2018 já estão escritos e agora é só pôr mãos à obra! Sem vocês nada era possível, e por isso mesmo, um sincero obrigada do fundo do coração ❤️

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!#poetenalinha

, , ,

Bolo de coco e queijo fresco

Aqui está a tão pedida receita do bolo de coco e queijo fresco!! Quem sabe uma opção para a noite de passagem de ano? Quem sabe? 🙂 Toca a experimentar!!

Ingredientes:

  • Queijo fresco tradicional Montiqueijo (200g)
  • Raspa de laranja (1)
  • Ovos inteiros (3)
  • Mel (2 colheres de chá)
  • Azeite (2 colheres de sopa)
  • Coco ralado (30g)
  • Farinha de arroz (180g)
  • Fermento em pó (1 colher de sobremesa)
  • Banana (1/2)

Modo de preparação e confecção:

  • Pré-aquece o forno a 180ºC.
  • BatA os ovos e junta o mel, mexendo bem até envolver;
  • Esmague o queijo fresco e junta o coco ralado e o azeite e envolva com a mistura anterior;
  • Por fim, junte a farinha e o fermento, envolvendo sem bater;
  • Coloque numa forma de silicone e disponha rodelas de banana por cima, levando ao forno durante 40 minutos.

Depois é só servir!! Ficou maravilhoso! Podem também adaptar consoante os vossos gostos, variando os ingredientes: Podem colocar frutos secos por exemplo, como deixo na imagem seguinte.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , ,

Queques de abóbora, batata-doce e aveia

Ingredientes:

  • Batata-doce cozida (160g)
  • Abóbora cozida (160g)
  • Flocos de aveia/farinha de aveia (150g)
  • Nozes q.b
  • Stevia (20g)
  • Ovos (2)
  • Raspas de uma laranja
  • Fermento (1 colher de chá)

Modo de preparação e confeção:

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC;
  • Colocar a batata-doce e a abóbora cozida numa tigela e esmagar ou triturar;
  • Juntar as nozes picadas;
  • Juntar os flocos de aveia e mexer até obter uma mistura homogénea;
  • Adicionar os ovos e mexer.
  • Raspar uma laranja e mexer;
  • Juntar a stevia e o fermento em pó;
  • Colocar num tabuleiro de ir ao forno (eu utilizo uma toalha de silicone, que comprei com a miss_tupperware, podem ver aqui)
  • Levar ao forno cerca de 30/45 minutos.

Depois é só servirem um prato todo giro para os vossos convidados 🙂 Aqui ficam algumas ideias:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Rabanadas no forno

Aqui fica a receita das rabanadas no forno para experimentarem no Natal! Que vos parece? Vamos lá!

, ,

A Maria e os seus hábitos semanais

Hoje é sobre mim sobre os hábitos que me acompanham semana após semana. Se houver uma partilha entre nós, com motivação mútua, é bem mais fácil seguirmos um estilo de vida saudável, não acham? Quem é que deixa em comentários os seus hábitos semanais? As suas dúvidas? As suas refeições?

Exercício físico:

Comecei a fazer desporto há dois anos e meio. Comecei a correr, mas odiava, odiava mesmo! Mas engraçado foi que fui começando a correr mais… comecei a ver alguns resultados e fiquei super motivada. Ainda me lembro de um dia em que consegui dar 17 voltas no mercado de benfica e fiquei toda contente! E se for fazer as contas secalhar foi tão pouquinhoooo 🙂 Como com o tempo comecei a gostar, depois foi tudo evoluindo e agora até me inscrevi num trail de 25 km (às vezes penso que sou malucaaaa, mas vou conseguir)!

Com isto que estou a escrever não quero que agora todos desatem a correr, mas sim que comecem a pensar no que gostam de fazer e o que é viável para a vossa vida. Sinto necessidade de complementar a corrida e por isso mesmo agora comecei a fazer PT com a Margarida e foi realmente uma ótima opção. Já vejo resultados em mim, sinto-me bem, e faço exercícios que não faço a correr. Hoje o treino foi este:

 

Assim, e algumas dicas para vos ajudar:

  • Pego na minha agenda e defino os dias em que vou correr, pois assim é mais fácil conseguir cumpri-lo. Fazer exercício é das coisas que mais gosto de fazer atualmente e que me deixam super bem-disposta e contente. É tudo uma questão de “querer”! Se às vezes não consigo correr durante o dia, corro logo de manhã ou à hora de almoço  noite (agora inverno só corro à noite se for acompanhada) Dá-me um prazer imenso! Agora claro, nem todos os dias são como queremos e há dias em que não consigo ir… depois tento compensar.
  • Organizem-se, vão às compras e preparem o saco de desporto para andar sempre com vocês no carro 🙂 Para correr/ginásio comprei uns ténis e calças de desporto… faz a diferença, eu que o diga.
  • Não gostam/podem de correr, podem caminhar. Não gostam/podem de caminhar podem nadar. Não gostam/podem nadar podem saltar à corda. Aconselhem-se e vejam qual o tipo de desporto mais adequado a vocês. Se não têm tempo, podem fazer um mini-ginásio em casa (há imensos utensílios que podem usar, corda para saltar, halter, tapete). Algumas dicas de como começar a praticar exercício físico, aqui.

 

Organizo a semana: Por vezes o tempo é curto, o cansaço é acumulado e pensar nas nossas refeições ou nos nossos lanches/snacks não é realmente o que mais nos apetece fazer depois de um dia de trabalho. Mas na realidade, se nos organizarmos é muito mais fácil e não custa assim tanto. Além disso, quando o tempo é muito curto, com o trabalho excessivo, muitas vezes começamos a deixar algumas coisas para trás, e por vezes é a nossa alimentação. Mas, temos de lutar contra isso 🙂

  • Vou às compras todas as semanas (ou pelo menos tento), com uma lista preparada para não deixar para para trás (compro imensos legumes (frescos e congelados), iogurtes, queijo fresco, frutos secos, carne/peixe, fruta etc). Se já sei que o fim-de-semana vai ser complicado, tento passar no supermercado entre consultas para despachar algumas compras. Por exemplo, ontem já cheguei tarde a Lisboa, mas se não tivesse ido de seguida às compras, começava a semana toda desorganizada.
  • As refeições principais são sempre pensadas no dia anterior à noite, ou pelo menos tento, e ponho a descongelar o que é preciso. Se precisam de ideias de refeições podem ver aqui. Claro que por vezes têm de ser refeições muito simples porque não há tempo… Bifes de peru, bifes de frango, ovos, atum ao natural. Admito que por estes lados muitas vezes saem ovos … ovos … ovos 🙂
  • Os lanches vão sempre na marmita (é um instante juntar flocos de aveia, iogurte e fruta). Ovos cozidos, fruta, frutos secos, bolachas de arroz… Deixo em baixo algumas fotografias de algumas refeições para que possam ver.
  • Legumes estufados por vezes faço em grande quantidade, congelo e fica pronto para diversos dias. O mesmo se aplica ao resto, como fazer arroz em maior quantidade, batatas-doce, pernas de frango etc…Também tenho sempre legumes congelados prontos a cozinhar, porque nos dias em que não há nada e é tudo à pressa, dá muito jeito. Receita de legumes estufados, aqui. Receita de legumes na wok, aqui.

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

Workshop Resolução de Ano Novo: COMO… PARA SER SAUDÁVEL

Vamos começar o ano de 2018 em grande! Vou estar no dia 14 de janeiro na A Mercearia Saloia das 16h às 19h a dar um Workshop ´COMO…PARA SER SAUDÁVEL´!

Vamos falar de como deve ser o nosso dia alimentar, falar de rótulos alimentares e também de várias receitas, várias dicas e truques para aplicarem no vosso dia-a-dia.

Terminamos com as mãos na ´massa´, onde vão confecionar receitas de pequenos-almoços e refeições principais, que vou preparar para vocês. E claro, no fim vamos degustar, partilhar experiências e passar um ótimo fim-de-tarde.

O valor do workshop é de 30€, mas para quem se inscrever até diz 31 de Dezembro, o valor fica a 25€.

Inscrições através de mariagama@poetenalinha.pt 👈

Não percam! Estou à vossa espera 😍

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

4 dicas para colocar em prática quando vai viajar

Fim-de-semana comprido é sinónimo de viagem? Por aqui sim 🙂 Em viagem é também preciso organização, andar com alimentos e com marmitas (se necessário) atrás para não resultar em.. ir ao café/restaurante comprar “qualquer coisa” para comer. E, de certeza, com um baixo valor nutricional e não as melhores escolhas alimentares, uma vez que esse tipo de estabelecimentos muitas vezes acabam por ter alimentos à venda com elevado valor calórico, ricos em gordura e açúcar.

Primeiro que tudo, e como sempre, é preciso organização e neste caso penso que o mais importante é planear com antecedência! Claro que é chato andar carregado com alimentos e com marmitas e snacks, mas não pode ser uma desculpa para não ter uma alimentação saudável nestes dias. Para os homens,que não andam de mala, podem sempre levar uma pasta para também o conseguirem fazer. Se se tornar um hábito é muito mais fácil 😀
Dicas:
  • Faça as suas refeições e snacks no dia anterior à viagem. Se deixar para o próprio dia, com tanta coisa para organizar, algo vai ficar para trás. Exemplo: Levar aveia para os meus pequenos-almoços. No dia seguinte é só juntar 1 iogurte.
  • Compre diversos lanches que sejam fáceis de transportar na mala: cenouras, fruta (fácil de comer – maçã, pêra, banana), frutos secos (nozes, amêndoas), fruta desidratada, bolachas de milho/arroz (sacos individuais); vaca que ri, iogurtes bebíveis, ovos cozidos, latas de atum, latas de grão cozido.
  • Pense em quantas horas irá estar fora de casa e faça as contas aos lanches que serão precisos para todo o dia. Se o almoço é às 13h e o jantar apenas por volta das 21h, tem de fazer dois lanches. Mais vale levar a mais do que a menos! Podem sempre levar a mais para uma emergência.
  • Não se esqueça da garrafa de água! Tem de estar sempre hidratado.
Para quem não vai almoçar a casa e tem de fazer esta refeição no centro comercial:
  • Foque-se!
  • Dê uma volta no centro comercial, nas redondezas da rua e tente fazer uma escolha saudável para realizar a sua refeição: Se quer dicas para quando vai almoçar fora, veja esta publicação.
  • Deixe de lado as publicidades GIGANTES de promoções de fast food e tente ver que tipo de restaurantes lhe proporcionam uma alimentação saudável.
  • Coma bem! Não opte apenas por uma sopa e uma peça de fruta, senão o resultado será imensa fome a meio da tarde.
Acredito que, quando vamos de férias ou de viagem se torne mais difícil resistir a tentações a que normalmente não estamos expostos, mas mesmo assim é sempre possível fazermos escolhas acertadas. Lá porque vamos de férias, não tem de ser uma desculpa para “quando vou de férias não tenho acesso a alimentos saudáveis”. Que tipo de férias costuma ter?
Vai fazer praia? Pode levar sempre a sua lancheira atrás, com alimentos que lhe permita manter uma alimentação saudável. Por exemplo:
  • Snacks (Fruta; Bolachas de milho/arroz; Ovos cozidos; Iogurtes naturais ou de aromas; Palitos de cenoura ou pepino, Tomate cherry, Queijo fresco)
  • Almoço: Salada fria (massa espiral/couscous | atum ao natural/frango desfiado/peixe desfiado/ovo cozido/delicias do mar | alface, tomate, cebola, beterraba, pimento vermelho, couve coração, courgete)
Vai para um hotel com tudo incluído? Pode não ter todos os alimentos pretendidos, mas acredito que tenha alguns. Pode exemplo:
  • Pode comer pão ou cereais ao pequeno-almoço. Se colocar manteiga, não coloque fiambre nem queijo e vice-versa. Além disso, ninguém o impede de levar por exemplo os seus flocos de aveia 🙂
  • Às refeições principais peça a opção do menu que não inclua fritos e molhos. Se tiver batatas fritas, pode pedir para substituírem por arroz (já fiz isso bastantes vezes)
  • Peça sempre que lhe tragam legumes ou salada a acompanhar. Para os lanches, pode sempre andar com a sua lancheira, com algumas ideias aqui.
Não arranje desculpas para não conseguir, mas sim uma forma de o conseguir! E o mais fácil é realmente organizar-se e andar sempre com “comida atrás”. No entanto, e como é óbvio, em férias apetece sempre jantar fora e sair um bocadinho da linha, mas ninguém diz para não o fazer… Só que com conta peso e medida 🙂 Se come alguma coisa de diferente ao almoço, já não o faça ao jantar… Se come um gelado à tarde, deixe a sobremesa de lado ao jantar e vá dar uma caminhada…

Nas férias é a melhor altura para começar a praticar exercício físico. Tempo não lhe falta! Defina um horário e vá todos os dias fazer uma caminhada. No meu caso, como vim para a Neve, o exercício já é suficiente 🙂

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

3 dicas para escolher iogurtes no supermercado

E hoje é dia de…dia de… rótulos! Hoje sobre iogurtes, um tipo de alimento que é bastante consumido devido à sua praticabilidade e rapidez para transportar. Primeiro que tudo, e antes de vos falar sobre a sua composição, comecem a seguir as seguintes dicas:

  • Desconfiem sempre! Sabem bem que há bastantes alimentos na moda, e por isso mesmo, as marcas têm de se adaptar e produzir produtos que estejam adequados à época.
  • Escolham sempre os mais simples: Se quiserem adicionar fruta ou cereais, façam-no em casa.
  • Tenham em atenção os rótulos: Claro que não quero que percam um tempo infinito a olhar para os rótulos de todas as embalagens, mas hoje em dia os rótulos estão disponíveis na internet. Ou então, se já forem com os iogurtes que vão comprar definidos, não ponham em hipótese experimentar outros. Analisem primeiro e depois é que compram.
Agora vejamos a tabela seguinte:
Consoante o que disse anteriormente,e se repararem, quando vamos analisando os iogurtes, sempre que se adiciona algum ingrediente, a sua composição vai mudando. Ou seja, vai aumentando a quantidade de açúcar ou de gordura. Por isso meso, é fundamental que tenham atenção no momento de escolha. Podem crer que é muito mais saudável.
  • Reparem quando passamos de iogurte natural para natural açucarado, uma diferença muito grande de açúcar. Se não gostam de iogurte natural a minha dica é que coloquem fruta para adoçar (banana/maçã cozida/pera), ou então que optem por iogurte de aromas. Mas nunca o açucarado.
  • Não coloquei marcas nos iogurtes gregos, as quais representei por X e Y, mas vejam bem as diferenças que podem existir entre eles quanto à gordura e açúcar. É importante que estejam atentos a isso.  Eu normalmente consumo o iogurte grego ligeiro do lidl, gosto imenso dele.
  • Quanto a iogurtes vegetais, colocasse a mesma questão. Adicionando pedaços, o valor calórico, e o açúcar aumenta bastante.
Ou seja, e concluindo, são estes pormenores todos que influenciam bastante a nossa alimentação, a quantidade de açúcar e gordura ingerido e no final de tudo… a nossa saúde! Como eu digo sempre, ´tirando um bocadinho´de cada refeição/alimento não custa nada, e no final faz uma grande diferença!
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!