, , , , , ,

SOPA DE FEIJÃO VERDE

Ingredientes:

  • Chuchu (3)
  • Courgette (3)
  • Cebola (2)
  • Feijão Verde (200g/300g)
  • Azeite (1 colher de sopa)
  • Sal q.b

Modo de Preparação e Confeção:

  • Corte os chuchus, as courgettes e as cebolas e coloque a cozer numa panela (normalmente utilizo panela de pressão).
  • Arranje o feijão verde;
  • Quando o preparado anterior estiver cozido, passe tudo com a varinha mágica;
  • Adicione o feijão verde e deixe cozer durante cerca de 15 minutos;
  • No final, adicione 1 colher de sopa de azeite e mexa a sopa.

 

Pronto a comer! 🙂 Se quiserem mais receitas de sopa, podem ver aqui. 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

 

, , ,

Estás mais gordinha, não estás? Estás mais magrinha, não estás?

Eu gostava de saber porque é que as pessoas se dão ao luxo de comentar o que nada… mas nada têm a ver com isso! Ora se uma pessoa está com mais peso, ora se uma pessoa está com menos peso… Qual é que é o objetivo das pessoas ao fazerem esses comentários? Será que não sabem que as próprias pessoas sabem disso?! Todos temos espelhos em casa… digo eu. Uma coisa são pessoas chegadas que nos querem alertar para determinada situação e com quem temos confiança para falar sobre determinados assuntos, outra coisa é toda a gente comentar… Para mim, pelo menos, é isso que me faz sentido. Se a minha irmã ou a minha mãe me quiserem alertar para alguma questão é uma coisa, agora de resto… ninguém tem de fazer comentários!  E esta publicação que estou a escrever nem é pelo que me dizem a mim, mas pelo que dizem às pessoas em que acompanho em consulta!

Todos temos de ter noção de que esses comentários podem afetar, e muito, a vida das pessoas! Porque pode parecer que não, mas as pessoas ficam a pensar nisso, e pode afetar negativamente toda a sua vida e auto-estima. Vamos deixar de comentar a vida das pessoas?! Deixar de comentar as opções que as pessoas fazem?! Vamos?! Se nós queremos ajudar as pessoas que estão à nossa volta a ser mais saudáveis, não é dessa forma, mas sim, incentivando a ter uma alimentação mais saudável e a praticar exercício físico.

Esse tipo de comentário só fomenta as pessoas que têm problemas com o seu corpo a ficarem com mais problemas, a se refugiarem na comida e a não conseguirem ultrapassar essas questões que influenciam e tanto, a sua vida! Por isso, em vez de comentários, tentem ajudar com atitudes… !

Por exemplo, em vez de dizerem que estão com mais peso, porque é que não incentivam a comer um prato de sopa sempre antes do prato principal? Se forem o exemplo, a pessoa pode querer seguir!

Qual é a vossa opinião?! Concordam?! Alguém sofre com esse tipo de comentários?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

3 truques para variar os legumes à refeição

Legumes sim, sempre a todas as refeições! Por vezes é uma das grandes dificuldades das pessoas, ter imaginação e perceber como é que podem fazer legumes variados e saborosos para todos os dias da semana. Não concordo que não hajam legumes à refeição só porque não temos imaginação para variar… uma vez que se fizermos arroz duas ou três vezes por semana, é na mesma o mesmo alimento, confecionado da mesma forma, e não variamos também. Temos de perceber que é fundamental acompanhar as nossas refeições com estes alimentos, seja de que forma for. Por isso mesmo, e para perceberem como é que eu faço aqui por casa:

  • COMPRAS: Quando vou ao supermercado compro sempre imensos legumes, variados, para me garantir a despensa cá em casa. Normalmente compro legumes perecíveis (alface, tomate, rúcula, agrião) e não perecíveis (cenoura, courgette, brócolos, couve-flor), para consumir os primeiros no início da semana, e depois ter garantido também o final da semana (porque ir às compras no final da semana é complicado). Ou seja, o primeiro passo, passa por comprar tudo para ter em casa, de forma a não faltar durante a semana. Além disso, compro sempre legumes congelados (

  • INVENTAR: Eu normalmente invento. Ou seja, abro o frigorífico, vejo o que tenho lá dentro e a partir daí faço os legumes… porquê? Porque nem sempre tenho tudo o que quero, ou seja, se não fizesse assim, acabava por não ter legumes, o que para mim não pode acontecer. Consoante o que tiver, lavo, corto e cozo, faço estufado ou salteado… não tem nada que saber. Claro que já houve algumas vezes em que não ficou tão bom como gostaria, mas não teve problema nenhum… comeu-se à mesma e aprendi que certas combinações não ficam tão saborosas (Ex: não gosto da courgette muito cozinhada porque fica muito mole, e não aprecio).

  • COMBINAÇÕES: Alterar apenas um alimento já faz com que os legumes fiquem diferentes… ou seja, se colocar couve-coração e pimento já é diferente de colocar couve-coração, pimento e cenoura… e é aí que está o segredo, pelo menos para mim. Porque alterando um alimento, ou temperando de forma diferente, já fica completamente diferente. Colocar ou não, cebola… também faz imensa diferença nos legumes! É por aí que também podem tentar variar, de forma a não se chatearem sempre com as mesmas combinações.

Que vos parece?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Quando NINGUÉM tem de comentar o que TU comes

Uma coisa que me tira completamente do sério e me deixa ´possuída´! Porque é que as pessoas têm de comentar o que é que as outras comem?! Ou seja… porque é que eu querendo ter uma alimentação saudável, tenho de estar constantemente os outros a mandar bocas disto e daquilo?! ´Mas tu és magra podes comer´… ´És mesmo radical´… ´Vá lá é só hoje´… ´O quê, estás a comer isso?!`… Eu por acaso comento o que é que as pessoas têm vestido? Ou o que é que as pessoas fazem da vida delas?! No máximo comento dos meus mais próximos e mesmo assim…

Sabem o que eu vos digo?! A maioria das pessoas comenta porque tem de arranjar uma razão para não conseguir ter uma alimentação saudável! Ninguém tem de comentar as escolhas que eu faço e não tenho de dar satisfações a ninguém… se não dou aos meus pais, era só o que mais me faltava.

E pior que isso… é que as pessoas têm de perceber que esse tipo de comentários pode influenciar, e muito, a vida das pessoas que ouvem esses comentários, porque muitas vezes se perguntam se estarão bem ou não. Hoje em dia toda a gente comenta tudo, da forma que quer e bem entende… e não percebo porquê!

Além disso, ter uma alimentação saudável ESTÁ CERTO E DEVERIA SER FEITO POR TODOS! Adoro quando estou num jantar, como uma sobremesa, e as pessoas dizem ´Oh Maria… tu não devias comer isso´… porquê? Só me apetecia responder ´Secalhar sou a única que pode comer isto! Porque eu tenho um estilo de vida saudável diariamente e faço estas escolhas esporadicamente… já tu´…

Por isso, vocês que estão desse lado e que querem ter uma alimentação saudável, não liguem ao que os outros dizem… sabem porquê? Porque estamos certos! Temos é de nos motivar mutuamente a ter uma alimentação saudável, dar dicas e truques… claro que, com excepções, porque todos fazemos erros alimentares, e isso também faz parte de um estilo de vida saudável!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Mini-panquecas de aveia

Já tinha saudades de panquecas! Nada melhor para esta segunda-feira 🙂

Ingredientes:

  • Flocos de aveia (4 colheres de sopa)
  • Sementes de chia (1 colher de chá)
  • Leite magro ou água (150ml)
  • Ovo (1)

 Modo de Preparação e Confeção:

  • Coloque os flocos de aveia, as sementes de chia, o ovo e o leite magro num recipiente e triture.
  • Numa frigideira anti-aderente, sem qualquer adição de gordura, coloque o preparado anterior. Normalmente uma colher de servir sopa é suficiente para cada panqueca. Tenha em atenção a quantidade de massa colocada, uma vez que maior quantidade de massa resultará numa panqueca mais grossa.

Hoje coloquei iogurte magro de aromas e acompanhei com 1/2 banana 🙂

Para os toppings, não se esqueçam que com o código poetenalinha têm 10% de desconto em qualquer compra na prozis (manteiga de amendoim, de amêndoa, flocos de aveia, claras pasteurizadas, pepitas de cacau cru, lascas de coco). Podem fazer as vossas compras aqui.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição presenciais ou online, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

, ,

8 ALIMENTOS QUE NÃO PODE TER EM CASA

Maltaaaa, para mim (claro que é a minha opinião pessoal), há certos alimentos que não devemos ter em casa! E porquê?! Primeiro que tudo, porque não são opções saudáveis para comer no nosso dia-a-dia e depois, porque temos de ter a plena noção de que, se eles lá estão, vamos acabar por comer! E aquela velha questão ´ah mas é para quando alguém for lá a casa…´, acho que é mais uma razão para termos esses alimentos em casa, em que nós acabamos por os comer, do que propriamente dar aos nossos convidados. Como eu digo muitas vezes, acho que não devemos abrir precedentes em casa, porque senão é muito fácil tornar-se um hábito e não a exceção! Por isso mesmo, os alimentos que acho que não devemos ter em casa:

  • Batatas-fritas: Se há um dia em que chegam tarde a casa, já sei que é muito mais fácil abrir um pacote de batatas-fritas do que fazer um arroz (que na verdade só demora 10 minutos a fazer). Por isso mesmo, e de forma a evitá-lo, considero que este tipo de alimentos tem de ficar na prateleira do supermercado! Além disso, é um alimento que não deve fazer parte do nosso dia-a-dia, e por isso, não deve fazer parte da nossa dispensa. Agora claro, se vão amigos aí a casa ou se vão ver um jogo de futebol, a conversa será outra… pois uma vez, não são vezes!
  • Bolachas ou bolachinhas: Para mim, as bolachas não nos fazem falta. As que recomendo são as bolachas de arroz ou milho, bolachas marinheiras ou tortilhas de quinoa. E porquê? Porque acho que existem alimentos muito mais interessantes para incluirmos na nossa alimentação. A maioria das bolachas sabem bem, têm açúcar, são crocantes… e é difícil parar de comer! Num dia stressante, em que queremos ´relaxar´ é muito fácil ir buscar bolachas e comer logo um pacote. Eu cá em casa só tenho as bolachas que referi em cima, e apesar de muitas pessoas referirem que não são tão saborosas, é uma questão de ´inventarem´. Se colocarem manteiga de amendoim por cima, já fica totalmente diferente e saboroso!
  • Gelados: Por exemplo, a minha maior perdição, ou das maiores, são gelados. Caso tivesse gelados em casa, sei bem que num dia em que estivesse mais cansada ou me apetecesse um doce, lá ia ao congelador e pegava num gelado. Tenho plena noção disso, e é importante que nos conheçamos. Por isso mesmo, não tenho gelados em casa. Até porque, como todos os outros alimentos que falei, não deve fazer parte do nosso dia-a-dia. Mesmo que sejam os gelados mini, ficam no supermercado. Quando quisermos um gelado, pegamos em nós e vamos comer um gelado, mais simples não há.
  • Massa folhada/quebrada: ´Vou levar uma massa folhada para casa para quando tiver que fazer uma tarte assim num instante´… pensamento errado! E porquê? Porque vai servir para fazerem uma tarte em casa, sem ser em dia de festa.. para despachar um jantar ou um almoço. E esse tipo de alimentos, porque não evitá-los? Não nos fazem falta nenhuma. Além disso, há imensas formas de fazerem quiches em casa, sem esse tipo de massas, e podem ver aqui algumas receitas: QUICHE LOW CARB DE COGUMELOS E TOMATE CHERRY; QUICHE DE COGUMELOS E CENOURA; QUICHE DE COGUMELOS E QUEIJO FETA
  • Natas: O mesmo que os outros alimentos. Por mais que queiram ter só um pacote em casa para uma ocasião em que for preciso, é bem mais provável que utilizem durante a semana para despacharem uma refeição em família do que para outra coisa. Por isso, nada disso! 
  • Refrigerantes ou sumos: Malta, nada disso! ´Para jantares´, desculpem mas não! Temos é de beber água diariamente e deixar estes alimentos de lado. No máximo, façam sumos naturais em casa. 
  • Pizzas congeladas: Para safar um jantar ou um almoço?! Não! Podem bem safar essas refeições com ovos ou atum, e não precisam de refeições congeladas! Se querem ter alimentos congelados, optem por carne ou peixe, e que possam cozinhar num instante… como hambúrgueres, bifes, pescada, salmão…! 
  • Barras de cereais: Para mim, devem ser feitas em casa e podem ver aqui algumas receitas. E porquê? A maioria destas barras estão carregadas de açúcar e/ou gordura, e não devem fazer parte do nosso dia-a-dia. Ou seja, deve ser esporádico. As que eu tenho em casa são estas, da prozis, para quando me dá a ´parvoíce´. Mas não, para servir de lanches ou de pequenos-almoços. Utilizo muito para quando vou de viagem por exemplo (caso gostem, com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto nas compras online)

Espero que tenham gostado!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , , ,

PANQUECAS DE LARANJA

PANQUECAS DE LARANJA 🥞🍊 Já ando há imenso tempo para voltar às minhas receitas de panquecas, mas o tempo tem sido curto… hoje foi o dia! Esse dia, como é que começou?! Guardem já a receita, que deu para 7 panquecas 👇

Ingredientes:

  • 7 colheres de farinha de quinoa
  • 2 ovos inteiros
  • Sumo de 1 laranja

Modo de preparação e confeção:

  • Mistura tudo até ficar uma homogéneo e cremoso, é numa frigideira antiaderente bem quente coloca a quantidade de preparado consoante o tamanho da panqueca de queres 👌

Recheei com creme de iogurte e amendoim, sementes de cânhamo e frutos vermelhos 😘 Ficámos todos fãs 🤰

Barriguinha bem aconchegada! Agora vamos ao cafeeeee ☕

Não se esqueçam que com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto no site da prozis, onde compro a manteiga de amendoim, sementes… podem fazer as vossas compras aqui. 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

10 jantares leves para quando chega tarde a casa

Muitas vezes chegamos a casa e não nos apetece comer grande coisa. Quase nos apetecia era comer fruta ou cereais e estávamos despachados… adivinhei?! No entanto, eu sou contra isso e acho que todos nós temos de jantar! Porque antes de ir para a cama, vamos ter fome, e vamos optar por comer alguma coisa que não será tão saudável (na maioria das vezes). Por isso, e primeiro que tudo, acho que devemos por comer sempre uma sopa de legumes, isso já sabiam que ia dizer… ahah 🙂 E como por vezes me pedem várias receitas de sopa, podem ver aqui todas as receitas que tenho publicadas.

Deixo-vos de seguida várias ideias de jantares, que podem fazer durante a vossa semana, com algumas das receitas em baixo, caso queiram experimentar!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

  1. Fritatatta de espinafres
  2. Omelete de cogumelos
  3. Hambúrguer de peru e cenoura
  4. Lasanha low carb
  5. Legumes com ovos escalfados
  6. Strogonoff de frango
  7. Quiche de queijo feta

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, , , ,

5 atitudes que estragam a dieta sem se aperceber

Pois é malta… há várias atitudes que temos diariamente e que acabam por nos estragar a dieta sem nós nos apercebermos! E por isso mesmo, hoje vou falar sobre isso! Que temas gostavam que abordasse por aqui? Deixem em comentário!

Ter uma alimentação ou querer perder peso não tem de ser um sacrifício e deve fazer parte do nosso dia-a-dia, ou seja, deve fazer-nos sentido e devemos querer que faça parte dos nossos dias (e não porque alguém vos disse por apenas por querer perder peso). Até porque, se uma pessoa quiser aumentar de peso deve também fazê-lo tendo em conta uma alimentação saudável e não desatar a comer alimentos ditos não saudáveis (pizzas, croassaints, bolos, bolachas). Por isso mesmo, algumas das atitudes que eu considero que muitas vezes estragam a dieta e que muitas vezes não é perceptível por vocês:

  • Fim-de-semana: Quando chegamos ao fim-de-semana queremos descansar e relaxar… até aí tudo bem e concordo plenamente! O que já não concordo é quando associamos o fim-de-semana a erros alimentares obrigatoriamente… ou seja, quando achamos que devemos fazer erros ao sábado e ao domingo porque queremos relaxar. E porque é que não concordo?! Porque acho que tem de nos fazer sentido a alimentação pela qual optamos durante a semana e por isso mesmo, mantê-la no fim-de-semana (claro que, até poderão existir alguns erros alimentares consoante os eventos que tivermos). Muitas vezes há quem comece o fim-de-semana a ir tomar o pequeno-almoço à pastelaria, depois passe pela sobremesa do almoço no restaurante, um gelado à tarde e depois as entradas do jantar… isso sim, acaba por ser exagerado e podemos tentar controlar. Se quiserem ler a minha publicação sobre ´porque é que engordo sempre ao fim-de-semana´, leiam aqui.

  • Almoçar/Jantar fora: Muitos de nós associam a ida ao restaurante com um erro alimentar… e não percebo porquê. Eu quando vou comer fora ou é porque não tenho almoço, ou é em em jantares sociais, ou para estar com os meus amigos ou apenas porque me apetece. Ou seja, e na minha opinião, se vou jantar com os meus amigos, vou porque quero estar com eles, conviver e aproveitar o momento… não tenho de obrigatoriamente fazer um erro alimentar para ´relaxar´. E acho que muitas vezes é isso que acontece! Agora imaginem que têm três jantares durante a semana e um almoço… se chegarem ao fim da semana e contabilizarem os dias em que ´pisaram o risco´, vão ser bastantes. Erros alimentares todos nós fazemos (e não acredito que não), mas como eu costumo dizer, devem valer  pena e não apenas porque sim, ou porque vamos ao restaurante. A ida ao restaurante não tem de ser uma razão ou desculpa para comer mal, até porque as escolhas que fazemos dependem só e apenas, de nós mesmos.

  • Jantar em nossa casa: Termos um jantar em casa não é, na minha opinião, uma razão para fazermos as ditas asneiras. Não é por ir gente a nossa casa que temos de fazer chouriço, pão com queijo, batatas-fritas ou sobremesas… pelo menos cá em nossa casa, não o é! Não é por não fazermos esse tipo de alimentos que os convidados ficam com fome ou mal servidos… Por exemplo, na maioria das vezes eu ofereço sempre sopa de legumes, costumo ter pão escuro, queijo fresco, requeijão… depois tenho a refeição principal e como sobremesa sirvo fruta fresca ou salada de frutas. Porque é que tenho de ter um bolo?! Para mim não faz sentido. Claro que, estou a falar de ias normais em que quero fazer um jantar cá em casa, e não de um aniversário ou de um dia em que me faça sentido fazer uma sobremesa. Até porque, para alguém que queira perder peso, por mais que pense ´vou só fazer para eles´, tal não vai acontecer… e até porque se torna difícil uma vez que todos comem! Podem ver aqui uma publicação com ideias de entradas, e aqui dicas para manter a vida social durante a dieta.

  • Porque chove ou porque faz sol: Como sabem, para mim a prática de exercício físico é fundamental a um estilo de vida saudável. Mas, acho que muitos de nós acabamos sempre por arranjar desculpas para não o fazer… ou é porque chove, ou é porque faz frio, ou é porque está muito calor… com isto eu não quero dizer que não devemos adaptar os horários do exercício consoante o tempo que está, pois ir correr debaixo de 40ºC não é o mais apropriado, mas sim, definir na agenda os dias e os horários de forma a conseguirmos manter uma vida ativa. Se está a chover, comprar um impermeável… se está calor, deixar para de manhã ou para o fim-da-tarde… tentar sempre ir adaptando. Podem ver esta publicação em que falo sobre a questão de pensarmos positivo quando começamos a praticar exercício físico.

  • É diet, light, sem glúten ou sem lactose: Pessoal, toca a ser críticos, e a analisar os rótulos dos alimentos. Vamos ver uma coisa… lá porque um pacote de bolachas é sem glúten (e vocês se lembraram que só comem bolachas sem glúten), não é sinónimo de ser saudável. Muito menos, de ser baixo em calorias ou não ter gordura ou açúcar! Aliás, muitos desses produtos não interessam minimamente incluir na nossa alimentação (tal como os outros). A maioria destes alimentos estão carregados de gordura ou açúcar, e por isso mesmo, não vos ajuda nada a perder peso.. já para não falar que não são minimamente interessantes a nível nutricional.

Espero que tenham gostado e que comentem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

3 dicas para conseguir que o seu filho tenha uma alimentação saudável

Ora pois bem… Uma das coisas que oiço muito em consulta é…: Relativamente a uma alimentação não saudável: “mas eles gostam”, e relativamente a uma alimentação saudável: “mas eles não gostam. Primeiro que tudo, e sendo apenas a minha opinião pessoal, eles só “gostam” se estiverem habituados a determinado tipo de alimentos, pois se nunca experimentarem, nem sabem o que é. Eu, por exemplo, não me lembro de alguma vez ter experimentado um leite com chocolate…. Dica: Esse tipo de alimentos ficam nas prateleiras do supermercado.

Como devem compreender, os pais são os exemplos para os seus filhos. Ou seja, não faz sentido estar a obrigar uma criança a comer sopa e legumes à refeição se são os únicos a fazê-lo. Este tipo de alimentos são fundamentais no dia alimentar das crianças, como dos adultos. Aqui não há distinção. Dica: Todos em casa têm de comer sopa antes de todas as refeições, bem como acompanhar o prato sempre com legumes ou saladas.

Eu sei que pegar num pacotinho de bolachas maria é super super fácil (e eles gostam), mas realmente, se souberem que lhes estão a dar uma bomba de açúcar, continuam a dar? Há imensas formas de conseguirmos arranjar lanches fáceis e práticos para levar para a escola, sem ser esse tipo de alimentos industrializados e que só lhes criam dependências. Se querem ver algumas ideias, vejam esta publicação. Dica: Sentem-se 15 minutos a pensar de que forma conseguem preparar lanches saudáveis para os vossos filhos. O hábito cria rotina!

Podem crer que esta publicação não tem como objetivo dar-vos mais trabalho no que diz respeito à alimentação dos vossos filhos. Eu sei que cada vez se trabalha mais horas, se tem menos tempo, e menos paciência. No entanto, é a saúde dos vossos filhos que está em risco, e com isso é que temos de nos preocupar. À pouco tempo ouvi uma afirmação sobre a questão de os filhos pedirem bolachas, donuts, croassaints…a qual me fez todo o sentido “Se o seu filho lhe pedir uma cerveja, dá-lhe?”

Além disso, e faço questão de dizer, que não sou nada fundamentalista e radical, pelo que, como nós, existem dias e dias e as crianças também podem cometer alguns erros alimentares, desde que equilibrados. Existem festas de aniversário, jantares em casa com família etc… pelo que nesses eventos há maior probabilidade de existirem alimentos menos saudáveis.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!