Posts

, ,

5 dicas a pôr em prática num jantar de amigos

Hoje é sexta-feira, o que significa que estamos a entrar no fim-de-semana. Pode até nem existir nenhum evento ou jantar com amigos ou família, mas o mais provável é que queira fazer um programa diferente para relaxar do trabalho da semana. E nós, como portugueses que somos, gostamos muito de nos reunir à mesa a conviver com bons petiscos e jantares.

MAS, verdade seja dita que esses eventos aumentam a probabilidade de não mantermos um alimentação saudável. Até podemos conseguir controlar o que comemos, e o objetivo é mesmo fazê-lo, mas é raro que não exista algum tipo de alimento mais calórico, normalmente carregado de açúcar ou gordura.

AGORA, se vos fizer sentido (e espero que faça), podemos manter esse convívio mas com refeições e petiscos mais saudáveis, que nos permita estar em família ou entre amigos, mas sem estar constantemente e ser forçado a não manter a nossa alimentação. E este discurso nada tem a ver com aumentar ou perder peso, estar de dieta ou não, tem sim sim a ver com saúde! E porquê? Porque se há sexta-feira há um jantar, ao sábado e ao domingo há um almoço, passamos o fim-de-semana nisto! Claro que é muito mais fácil controlar o que vai para cima da mesa se for em nossa casa, mas também pode experimentar oferecer-se para levar uma uma entrada saudável ou a salada ou legumes para o jantar etc.

Dicas a pôr em prática:

Entradas: Qual é o problema de oferecer uma sopa aos convidados? Pois, não estamos habituados! Mas devíamo-nos começar a habituar! Primeiro ajuda a controlar imenso o que comemos de seguida e segundo, faz com que não comamos tantos petiscos. Queijo fresco com tomate cherry, palitos de cenoura, omelete de forno, cogumelos salteados, requeijão enrolado em pepino, ovos recheados… há bastantes opções de entradas! Vamos lá deixar de lado os rissóis, croquetes, pão de alho, chouriços…alimentos que não nos fazem bem nenhum, e que só nos fazem não comer o prato principal.

Menu: Tenha em atenção o tipo de prato e opte por assados, estufados, grelhados ou cozidos. Deixe de lado os fritos (batatas fritas) e salteados. Lá porque talvez seja muita gente para o jantar, não precisa de fazer um bacalhau com natas ou uma lasanha. Porque não optar por fazer uma perna de peru, polvo/pota, pargo… há tantas opções! Depois é só fazer batata-doce (pode aproveitar o calor do forno) ou um arroz e legumes para acompanhar.

Sobremesa: Fruta fresca, cozida ou assada. Pode também optar por salada de fruta. Por exemplo, triturar um iogurte com manga e resulta em mousse de manga… Há sempre uma forma de agradar os convidados e não é preciso ter sempre sobremesas. Estamos é mal habituados 🙂 Ou quem sabe, fazer umas panquecas a acompanhar com puré de fruta e frutos secos e…para os mais gulosos, 1 fio de mel?

Saladas: Tempere com azeite e vinagre. Deixe de lado molhos de mostarda ou ketchup. Neste tempo as saladas não apetecem tanto porque está mais frio, mas pode sempre optar por um estufado de legumes ou legumes na wok. Fica super saboroso e é um ótimo acompanhamento para as refeições.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

4 dicas para ter um jantar saudável quando chega tarde a casa + 9 receitas para experimentar

Chego muitas vezes tarde a casa. Acredito que muitos de vocês também. E sei bem o que é chegar a casa tarde, pelas 20h30/21h00 e não apetecer fazer nada. A única forma de conseguirmos ter uma alimentação saudável é mesmo ter de deixar as coisas minimamente preparadas para conseguir jantar. Sendo assim, torna-se difícil organizar e preparar o jantar mas tem mesmo de ser… Mas tem mesmo de ser, porque comer pão ou cereais não é mesmo opção e não faz sentido nenhum!

Um dos grandes problemas que me referem em consulta é esta dificuldade, o jantar…ou porque chegam muito tarde a casa, ou porque não têm tempo para o fazer ou mesmo porque não têm paciência.Sendo assim e antes de mais, é fundamental que varie as suas refeições, pois é um dos aspetos fundamentais para manter uma alimentação equilibrada e saudável.
Antes de vos dar todas as dicas, podem ver aqui várias receitas para vos ajudar:
Primeiros passos:
  • Assim que chegar a casa coma logo uma sopa! Assim faz com que seja mais fácil ficar com disposição para preparar o jantar e se “aguentar” até lá. Se não o fizer é muito mais provável optar por bolachas, pão, queijo.. até o jantar estar pronto, o que muitas vezes faz com que já não tenha fome ao jantar! Além disso, este tipo de alimentos nada tem de benéfico a esta hora. Ou seja… evite o ato de petiscar!
  • Comece a deixar as coisas preparadas na noite anterior irá facilitar muito mais a preparação do jantar do dia seguinte. Claro que não é preciso estar a noite toda na cozinha para ficar com as refeições preparadas, mas quando falamos em deixar preparado é pelo menos saber o que vai jantar. Se tal não acontecer, chega a casa às 20h e ainda tem de pensar no que vai descongelar para jantar… não vai acabar bem.
  • Faça em grande quantidade. Se vai fazer uma embalagem de bifes, porque não faz logo duas? O mesmo para o frango, para o peixe ou para todas as refeições. Quando faço bifes, faço logo uma embalagem para ficar para alguns dias. O mesmo se passa quando cozo peixe ou quando faço um prato de forno. Normalmente quando faço o jantar, faço logo a contar pelo menos com o almoço do dia seguinte.
  • Aproveite o fim-de-semana para cozinhar e congelar em doses individuais. Claro que não é o que nos apetece fazer ao fim-de-semana, mas na realidade, tem mesmo de ser! Não é passar o fim-de-semana todo na cozinha, mas pelo menos organizar-me minimamente para começar a sua semana com os alimentos de que precisa em casa e pelo menos com sopa feita. Nos dias em que chegar mais tarde acaba por ter o jantar pronto, é só aquecer. Claro que tem de pensar no dia anterior, ou pelo menos de manhã, em retirar a marmita do congelador para quando chegar a casa ser só aquecer.

 

Nos dias em que chega tarde e não preparou nada:
  • Já pensou que se descongelar bifes de peru, é só colocar a grelhar, fazer uma salada (ou ter os legumes estufados já prontos) e fazer arroz (pode fazer arroz em maiores quantidades para dar para as seguintes, bem como batata-doce etc). Jantar pronto em 20 minutos.
  • Misture uma lata de atum, ovo cozido, tomate, cebola, pepino, abacate, massa cozida (já pode estar cozida)… quanto tempo acha que demora a fazer o jantar? Tempere com coentros, azeite e vinagre, jantar pronto! Ainda na semana passada não tinha nada pronto e juntei uma lata de atum à quinoa e juntei também tomate e cebola. Ou seja, tem de ter pelo menos os alimentos disponíveis em casa para que os possa utilizar de momento.
  • Faça uma omelete. Ainda mais rápido, omelete de microondas (receita aqui) ou de forno (receita aqui).
É uma questão de se organizar e arranjar estratégias para que consiga ter sempre um jantar saudável e equilibrado! Não custa nada 🙂
Aqui fica uma ideia de ementa para o vosso fim-de-semana, para vos facilitar o trabalho!! Espero que vos ajude! E por isso mesmo, partilho com vocês as datas dos próximos workshops, com o tema ´Como planear uma semana saudável, de segunda a sexta-feira, do pequeno-almoço ao jantar´:
  • 19 de junho das 18h30 às 22h00 na Cru Kitchen, Lisboa (informações aqui)
  • 23 de junho das 10h00 às 13h30 na Oficina Zen, Porto (informações aqui)
Aproveitem e para terem um jantar ainda mais do vosso agrado, coloquem em pratos e/ou travessas que façam a diferença. Um prato visualmente bonito dá logo outra motivação e parece que a refeição fica logo com um sabor diferente. Aqui ficam várias ideias:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , ,

4 dicas para conciliar uma alimentação saudável com a vida social

Uma preocupação constante de quem quer perder peso ou manter uma alimentação saudável é muitas vezes a preocupação com o ter de deixar uma vida social de lado. Apesar de poder ser complicado essa gestão, não é impossível e o importante é querer! Até porque começar a ter uma alimentação saudável e ter de deixar de estar com os amigos ou familiares não faz de todo sentido, uma vez que o convívio é fundamental 🙂 Eu não deixo de ir a jantares, eu não deixo de sair, eu não deixo de ir dançar… até porque adoro! E além disso, para mim, é super importante e considero-me uma pessoa ainda mais saudável por isso!

Podemos ter apenas em atenção alguns pontos:

Primeiro que tudo: Não estamos a falar de dieta, mas sim de alimentação saudável! Ou seja, uma constante que deve fazer parte do nosso dia-a-dia e não de uma fase passageira.

  • Não passe o dia sem comer: Quantas vezes existe o pensamento de “vou ter um jantar e por isso não vou lanchar” ou “já que vou ter um almoço não vou comer muito durante a manhã”…? Pois, errado! Se tem um convívio com os seus amigos, e dependendo da hora, lanche antes de ir…E indo mais além, até pode comer uma sopa antes de ir (é o que faço muitas vezes). Se chegar cheio de fome é muito provável que faça imensos excessos desnecessários.
  • Dê ideias: Se o almoço/jantar for em casa de amigos porque não levar uma entrada (queijo fresco) e uma sobremesa mais saudável? Porque não fazer uma mega salada ou legumes para acompanhar a refeição? 😀 E já agora, que tal começar a fazer com que as crianças participem na confeção das refeições? 🙂 Caso o almoço/jantar seja no restaurante, há sempre uma opção que é melhor que outra, ou seja, a refeição até pode ser diferente do habitual, e dando-vos um exemplo prático: É bem diferente comer 1/2 travessa de batatas-fritas ou 1 travessa inteira… apesar de ser o tal ´erro alimentar´, pode ser mais controlado.
  • Não fique sem comer: Vai aos caracóis? Ou comer ameijôa? Pois bem, claro que tem de comer! Tem é de olhar para o menu/lista e escolher o que gosta, mas dentro do mais saudável. Por exemplo, caracóis não tem problema! O que tem problema é estar a molhar o pão no molho dos caracóis! O mesmo para o resto dos petiscos que normalmente comemos. Pode sempre pedir uma salada de polvo, uns ovos mexidos ou até uma salada.. agora, ficar a olhar para os outros a comer é que não!
  • Perdido por 100 perdido por 1000: Não! Se tem um convívio social é normal que faça uma alimentação um pouco diferente do que faz no seu dia a dia, mas isso também é normal. Se isso acontece, no dia seguinte volta tudo ao normal, é assim que tem de pensar! E além disso, se sabe que quer comer a sobremesa (e se já sabe que a vai comer), deixe de lado as entradas e as batatas-fritas, que lhe parece? Moderação, sempre e para sempre 🙂
  • Relaxe: Malta, ter uma vida social é meio caminho andado para um estilo de vida saudável. Estarmos com a nossa família, com os nossos amigos e com quem nos faz bem, ajuda-nos a ser felizes.. e isso sim, é fundamental a uma vida saudável. Ter um estilo de vida saudável não está relacionado só com a alimentação, mas com diversos fatores! No entanto, ter uma vida social, não é de todo uma desculpa para não ter uma alimentação saudável, porque nós fazemos as escolhas que queremos, nada mais que isso! Temos de começar a ver os jantares de família, os aniversários, a páscoa ou o natal, como épocas normais e que fazem parte da nossa vida. Sinceramente, para mim ter jantares de aniversário ou do que quer que seja não é um problema, porque apesar de até puder sair um pouco da minha alimentação diária, não deixo de praticar exercício físico e não passo o dia todo a comer as sobremesas que sobraram… ou seja, mantenho a minha alimentação e pronto! É isto que é importante, o EQUILÍBRIO!

E claro que se sabemos que o fim-de-semana vai ser bastante social, podemos também fazer um esforço para não deixar o exercício físico de lado! 🙂 Aliás, devemos fazer um esforço sempre, uma vez que o exercício físico é bem mais fácil de fazer ao fim-de-semana porque temos mais tempo! Ainda por cima agora já está a ficar calor e sabe tão, mas tão bem 🙂 E para quem ainda não sabe a novidade, vou tentar MAIS UMA VEZ ir para o ginásio (Artigos em promoção em baixo)!

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha