, , ,

COMER BEM DÁ TRABALHO? 5 TRUQUES PARA FACILITAR A SUA VIDA

Pois bem, vamos lá falar sobre este assunto… será que ter uma alimentação saudável dá trabalho? Ou será que temos determinados hábitos e é difícil sim, alterá-los? Acho que para termos uma alimentação saudável é preciso planeamento e organização. Mas, para mim, isso é preciso em qualquer tipo de alimentação, uma vez que a ida ao supermercado, por exemplo, tem sempre de acontecer… a única coisa diferença, é apenas, alterar a lista de compras. 

Sendo assim, alguns truques que vos podem ajudar:

  1. Não querer fazer tudo perfeito: Por vezes fazemos 8 ou 80… e se calhar devíamos aceitar que por vezes temos de fazer a 50. Pomos muita pressão em cima de nós quando queremos ter uma alimentação saudável, e se, talvez, facilitássemos, poderia ser mais fácil. Dando um exemplo prático: queremos ter legumes às refeições, mas não temos tempo para os preparar, então acabamos por não os fazer. Mais vale por exemplo, ter legumes congelados embalados e nesse dia, optar por esse tipo de legumes. Pelo menos eu, é assim que costumo fazer.
  2. Lista de compras geral: A lista de compras é importante, sempre. E isto porquê? Porque se não levarmos lista de compras acabamos por não trazer metade das coisas ou por trazer coisas que não precisamos.. pelo menos, eu sinto isso. Esqueço-me sempre de algumas coisas que depois fariam toda a diferença para organizar as minhas refeições, mesmo que sejam coisas simples. Pode ver aqui qual a minha lista de compras.
  3. Facilitar: Quando não é possível fazer as refeições da forma que mais gostávamos, tentar fazer da forma que conseguimos e não assumir que não conseguimos ter uma refeição mais equilibrada. O que é que eu quero dizer com isto? Cá em casa quando faço arroz, faço em maior quantidade e congelo. Depois ponho a descongelar, passo por água, coloco um pouco de azeite e vai ao micro-ondas. Ou, por exemplo, quando não temos nada pronto para o jantar, não assumir que a única solução é uma sandes… porque rapidamente se fazem uns ovos mexidos na frigideira, ou quem sabe, no micro-ondas.
  4. Aproveitar o tempo: Sempre que vou para a cozinha tento aproveitar o tempo que lá estou. Imaginemos que estou a fazer um assado… aproveito também para fazer umas papas de aveia, uns legumes no forno ou salteados. Prefiro ir para a cozinha e fazer várias coisas, do que passar uma tarde inteira ao fim-de-semana a cozinhar… ninguém merece 🙂
  5. Fazer tudo igual: Falo muitas vezes na questão de a alimentação ser familiar, e não, individual. Tanto por sermos o exemplo para os nossos filhos, como também, porque acaba por nos facilitar e muito, a vida. Andar a fazer refeições diferentes dá imenso trabalho e claro, leva-nos sempre a pensar que ter uma alimentação saudável não pode ser simples. Claro que pode, se assim o quisermos. Por exemplo, se um dia a refeição da família é um bacalhau à Brás, sou da opinião que deve ser igual para todos, incluindo antes a sopa de legumes e a acompanhar a refeição, legumes ou salada. 

Comecei novamente a lançar as minhas newsletter em que vou partilhar todas as novidades, receitas e o que se passa aqui por casa durante o mês. Além disso, ofertas exclusivas. Caso tenham interesse, podem subscrever aqui:

Please wait...

Obrigada por subscrever!

 

, , ,

6 DICAS PARA COMPENSAR OS EXCESSOS DO FIM-DE-SEMANA

Por vezes ao fim-de-semana existem alguns excessos alimentares. E muitas vezes a preocupação em ficar ´na linha´novamente durante a semana é comum. Por isso mesmo… Muitas vezes pensamos: “Agora tenho de compensar tudo tudo durante a semana”, o que é pensamento este errado! O que tem de fazer é começar e manter a sua alimentação saudável, é sempre isto com que luto sempre nas consultas de nutrição!

  • Fraccione as refeições: Planeie as suas refeições: Deixe as refeições principais pensadas de véspera e leve sempre os seus lanches para o trabalho. Não passe mais de 3h sem comer. Tem dúvidas do que pode fazer ao pequeno-almoço? Veja aqui. Nos lanches da manhã e da tarde? Veja aqui. Cereais integrais, lactícineos, frutas, frutos secos, gelatina, ovo cozido são alguns exemplos.
  • Não tenha um défice energético, através de uma redução repentina de calorias (ou seja, não passe o dia a comer sopa ou a comer saladas). Faça refeições completas, equilibradas e variadas. Precisa de ideias de refeições para levar para o trabalho? Pode ver aqui. Se passar o dia todo sem comer chega ao fim da tarde/noite cheio de fome e acaba por fazer vários erros alimentares, se calhar sem se aperceber.
  • Não elimine os hidratos de carbono, pois muitas vezes acaba o dia cheio de fome e aí sim, acaba por comer o que não deve (se tem dúvidas quanto às quantidades, consulte um profissional de nutrição). Pode apenas fazer uma redução, desde que controlado. Pode optar por um jantar mais leve, como por exemplo: sopa de legumes + carne/peixe acompanhado com uma grande variedade de vegetais.
  • Faça uma seleção dos alimentos que deve consumir (deixe de lado alimentos com elevado teor em gordura e açúcares). Prefira carnes brancas, peixe, pão ou cereais integrais, iogurtes magros ou naturais, fruta, legumes, verduras. Massa, arroz ou batata doce para acompanhar as refeições. E leguminosas? Gosta? Feijão, grão, ervilhas, também são uma boa ideia.
  • Aposte na hidratação: É importante que potencie o consumo de água no dia a dia. Se não aprecia água pode aromatizar a água com fruta ou então optar por chás frios. Se é daquelas pessoas que se esquece de beber água, coloque alarmes para o relembrar.
  • Exercício físico: Não há desculpas para não o fazer. Nem que sejam 30 minutos a caminhar já é um bom começo. Organize a sua semana no sentido de conseguir fazê-lo, antes ou depois do trabalho. Na semana passada definir fazer 3x por semana exercício e fiz, é o importante: definirem os vossos objetivos e colocarem na agenda. Como costumo dizer, e para quem ainda não tem esse hábito, acho importante terem a roupa adequada para isso, uma vez que faz a diferença para que se sintam bem.

Para informações ou marcação de consultas podem enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do formulário em baixo:

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram e subscrever o canal Youtube ? Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, ,

5 dicas ESSENCIAIS para quem não tem paciência para cozinhar

Ter uma alimentação saudável não é possível apenas para quem gosta de cozinhar. Tenho de vos admitir que por acaso, tenho vindo a gostar mais de cozinhar, uma vez que ao fazer receitas novas para partilhar com vocês, e ao ficarem saborosas, dá-me gozo 🙂 No entanto, e antes não gostando tanto de estar na cozinha, não era razão para não ter refeições saudáveis. Até porque se repararem, a maioria das minhas refeições são super simples de fazer e de preparar.

Tal como a vocês, também não me apetece chegar a casa às 21h00 e fazer o jantar, seria muito mais fácil optar por alguma coisa embalada. No entanto, isso não é de todo opção, nem para mim, nem para ninguém!  Claro que temos de ter bom senso, e chegando a casa pelas 20h00 ou 21h00 e ainda querer ir fazer um prato de forno pode não ser de todo viável porque só estaremos a jantar por volta das 22h00 ou 23h00 e até lá, cheios de fome. Como eu digo sempre, temos de ter noção de como é a nossa vida e os nossos horários, aceitar isso e arranjar estratégias que nos permitam ser mais saudáveis, perante a nossa realidade.

Por isso mesmo, no meu caso ,tento deixar as coisas minimamente preparadas ou fazer em maior quantidade para me dar para mais vezes. Caso não consiga mesmo, vou buscar um frango de churrasco ou grelho uns bifes (podem ver aqui os meus hábitos semanais, de forma a perceberem como é que me organizo e de que forma e que consigo ter, por exemplo, sempre legumes preparados).

Sendo assim:


Faça compras
:

– O que quero dizer com isto? Que temos de fazer compras para o mês ou ir ao supermercado todas as semanas. Se não gosta de cozinhar, convém que tenha uma grande variedade de alimentos disponíveis para que possa chegar a casa e ter uma refeição saudável e quem sabe, preparar para o almoço do dia seguinte.. Se tal não acontecer, só de pensar que ainda tem de pensar no que vai ter de fazer para o jantar e como o vai confeccionar ainda torna tudo mais difícil. A forma de o conseguir é mesmo ter coisas simples em casa e rápidas de fazer, como bifes de peru/frango, ovos, latas de atum ao natural. Se deixarem a descongelar depois é só fazer e não demora assim tanto tempo. Claro que o objetivo não é fazerem bifes grelhados todos os dias, mas para quando não têm mesmo paciência é ótimo para ´safar´.

– Para não andar sempre a comer o mesmo, a minha dica é: Hoje chega a casa e lá vai ter de comer uns bifes grelhados porque não tem nada pronto… MAS, pode também ter deixado uma perna de peru a descongelar, e aproveita para a fazer logo, para ficar para amanhã ao jantar… Voltamos à conversa de ser melhor acabadinho de fazer, concordo… mas às vezes não dá. E se não dá, temos de comer as refeições de um dia para o outro. É a vida!
Pré-prepare refeições:

– Se tiver refeições congeladas torna tudo mais fácil. Pode crer. Imagine aqueles dias em que chega a casa sem paciência para nada, perto das 20h/21h e só lhe apetece descansar? Se tiver legumes e arroz congelado (sim, eu sei que o arroz acabadinho de fazer é bem mais saboroso), é só descongelar e quem sabe, juntar uma lata de atum?!? Abrir uma lata de atum não dá assim tanto trabalho… certo? Ou seja, tire da ideia pizzas congeladas, lasanhas etc etc…

Aumente a quantidade de comida cozinhada: Costumo fazer jantar a pensar logo no almoço do dia seguinte, o que me facilita muito. É importante que façam o mesmo, principalmente para quem leva marmita para o trabalho. Optem sempre por levar sopa (não vos faz mal nenhum, só vos faz é bem), prato principal e terminar o almoço com uma peça de fruta.
– Fiz hambúrgueres de peru e espinafres no outro dia (podem ver a receita aqui) para o jantar e aproveitar para fazer logo em grande quantidade, deu para cerca de 13 hambúrgueres, os quais congelei e assim dão para alguma ocasião em que não tenha nada pronto.

Legumes preparados/congelados: Se tiver os legumes já lavados e arranjados torna tudo mais fácil. Claro que arranjar e cozinhar legumes todos os dias, não me parece! Ou então, para quem gosta de cozinhar e/ou tem tempo, tudo bem. Além disso, tenho sempre sacos de legumes congelados que dão sempre jeito. É um instante a cozinhar.

Material de cozinha: Pode parecer que não, mas faz toda a diferença porque vos ajuda na preparação e confeção das receitas. Formas de silicone, colheres de pau, liquidificadora, varinha mágica, colheres de silicone para ´rapar´ os preparados… Os utensílios adequados porque facilitam imenso na cozinha. Por exemplo, eu tenho várias formas de silicone para conseguir fazer os meus queques em grande quantidade e não fazer poucos. Por exemplo, também tenho o utensílio que permite tirar a água da alface quando a lavamos, o que facilita o processo, tenho vários frascos de vidro de conservação para guardar tudo, tenho uma spiralizer que também ajuda a variar as refeições…  Tigelas tenho várias porque assim posso fazer granola, massa das panquecas… Tenho vários frascos para guardar os flocos de aveia e/ou bolachas que vou fazendo.

Quem não tem uma paixão pela cozinha tem de ser bem mais organizado, mas é possível. Só temos de ter presente que temos de seguir os princípios mais simples de alimentação saudável, como comer sopa às refeições principais, uma fonte de proteína, hidratos de carbono e legumes. Para isso, é pensar de que forma o podemos fazer da forma mais simples possível para não dar trabalho.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram e subscreveram o meu canal de Youtube ? Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , ,

4 erros comuns quando quer emagrecer

Muitas vezes queremos perder peso, ou até mantê-lo, mas não nos apercebemos de alguns erros que por vezes fazemos no dia-a-dia e que podem influenciar bastante os nosso resultados. Por isso mesmo, hoje deixo quatro erros dos quais me apercebo que acontecem frequentemente.

  • Passar o dia sem comer: Se saltar refeições ou passar o dia a comer “qualquer coisa”, como uma sopa e uma peça de fruta ao almoço, não vai acabar em bom resultado. Vai chegar ao fim da tarde cheio de fome, comendo demasiado ao fim-da-tarde ou até à noite. Além disso, a vontade por alimentos altamente calóricos, ricos em açúcar e em gordura vai aumentar. Quantas vezes almoçamos só uma saladinha?
  • Os produtos integrais emagrecem: Não. Os produtos integrais apresentam uma maior quantidade de fibra que nos ajuda a aumentar a saciedade ao longo do dia. No entanto, e tal como os outros produtos, contêm calorias, açúcar, gordura e têm de ser comidos com contenção e de acordo com as quantidades devidas. Não vá em conversas, tenha sempre em atenção os rótulos dos alimentos, pois existe uma grande maioria de alimentos altamente calóricos.
  • Ao fim de semana é o dia da asneira: Claro que ao fim-de-semana é mais propício fazermos asneiras e fugirmos à alimentação que temos durante a semana. Mas, no entanto, não podemos “estragar tudo” e estar a pensar durante a semana inteira “ao fim de-semana posso fazer o dia da asneira”. Se tivermos um jantar ou um aniversario, que tal pensar “Do que está na mesa, o que é que eu gosto mais?”. O importante é que coma de tudo um pouco, mas com moderação. Além disso, se houver um fim-de-semana em que não aniversários ou jantares, qual é a razão para cometer um erro alimentar? Só porque sim? Podem ver a minha opinião sobre o dia da asneira, aqui.
  • Sumos naturais: Quantas laranjas utilizam para fazer um sumo natural? 2 ou 3? Além da remoção da fibra presente na fruta, já pensou que se no seu plano alimentar estiver definido que pode comer 2 peças de fruta por dia, se fizer um sumo de laranja esgota as outras peças de fruta para o resto do dia. Além disso, a fruta dá imenso jeito para levar para os snacks da manhã e da tarde. Isto não quer dizer que de vez em quando não o faça 🙂

Estes são alguns dos erros comuns que são falados em consulta. É importante que em consulta exista a definição dos objetivos pessoais de cada um, criando e planeando estratégias que ajudem ao seu alcance.

E novidades, já temos datas para os workshops online e podem ver todas as informações aqui:

Para inscrições ou informações basta enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do formulário:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

5 DICAS PARA ENCAIXAR UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NO FIM-DE-SEMANA

Que calor que se faz sentir, e que vontade de passar os fins-de-semana fora! É só a mim que acontece isso, ou a vocês também? Por isso mesmo, muitas vezes surge a dúvida de como manter uma alimentação saudável nestes fins-de-semana fora de casa. Pois é, como em tudo, tem de existir EQUILÍBRIO… e eu sou super a favor disso. Ter sempre o pensamento de que não podemos ter uma vida social ativa, que não podemos ir a jantares ou que não podemos experimentar uma iguaria porque queremos perder peso ou ter uma alimentação saudável… para mim, não faz sentido. Como em tudo na vida, temos sim, de fazer escolhas e de perceber o que faz, ou não, sentido.

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui. E hoje saiu o ebook das receitas das sopas, finalmente!! Podem adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Como podem ver pela fotografia em baixo, no fim-de-semana passado comi batatas-fritas, porque me fez sentido. MAS, mantive a sopa antes do prato principal e optei por não comer o bolo de chocolate nem a tarte de amêndoa que veio para a sobremesa. E porquê? Pus-me a pensar se era mesmo aquilo que eu queria, se eu gostava assim tanto daquelas sobremesas… e na verdade, não. Então, porque é que iria comer?! Ainda se fosse uma serradura… ahah entendem o que eu quero dizer com isto? Faz-vos sentido?!

Por isso mesmo, aqui vos deixo algumas sugestões:

  1. Horários e as refeições: Claro que, se calhar não acorda tão cedo como durante a semana, mas é importante que faça todas as suas refeições, porque senão o que pode acontecer é ´acumular´ a fome toda até às refeições, o que depois pode resultar numa ingestão maior de quantidade de alimentos. Pelo menos eu normalmente tento sempre ir comendo durante o dia para que isso não me aconteça. Por exemplo, se antes do almoço já tenho fome, acabo logo por comer uma sopa de legumes (receitas aqui) para ficar satisfeita. Assim, já não ataco o pão. Como podem ver pela galeria de fotos, comi batatas-fritas, mas antes comi a minha sopa.
  2. Almoço ou uma festa? A primeira coisa importante é não ir com fome. E porquê? Porque acabamos por comer mais que a conta… não é verdade?! Almoços e festas todos nós temos… e não devemos deixar de ir porque queremos perder peso ou ter uma alimentação saudável. Temos sim, de fazer escolhas. Uma sugestão que vos posso dar é também, comer uma sopa antes de saírem de casa ou antes do almoço. Além disso, acompanhar as refeições com legumes e/ou salada. Se não houver… tudo bem! Há então ao jantar… não é por aí. E já agora, mesmo que tenhamos estes eventos sociais, uma coisa é abusar ao almoço, outra bem diferente é começar a abusar desde o pequeno-almoço até ao jantar…
  3. Sobremesas: Ao fim-de-semana a vontade de “sair da linha” é maior, é mesmo!  Agora nada de pensar perdido por 100, perdido por 1000… pelo menos eu, não penso assim. Comeu, tudo bem, mas siga em frente e volte novamente à sua alimentação! Qual é o problema de comer essa sobremesa? Não pode ficar com peso na consciência e marterizar-se por isso! Se comeu, no dia seguinte vai manter a sua alimentação e vai dar uma caminhada. Agora, a minha forma de gerir isto (já que adoro sobremesas), é sempre tentar equilibrar… se como sobremesa num dia, não como no outro… faz-vos sentido?
  4. Petiscos: Sabe bem e não é pouco… mas como tudo, com conta peso e medida, já sabem. Podem sempre tentar ter alguns petiscos mais equilibrados, como queijo fresco, espetadas de tomate com queijo mozarela, frutos secos, camarões… há uma panóplia imensa de opções que podem ser enquadradas numa mesa de família e/ou amigos. 
  5. Ativo: Ao fim-de-semana nem sempre nos apetece fazer exercício físico, é verdade. Eu adoro, sabem que sim, mas ao sábado e ao domingo muitas vezes apetece-me estar em família… já que com isto tudo do teletrabalho tem sido difícil estarmos os três. Mas, para mim, se for caminhar já fico toda contente, porque como digo várias vezes, o que interessa é ir… 1km a pé ou a correr é sempre 1km… melhor que ficar à mesa a tarde toda ahah 🙂 Ou seja, desafiem-se a manter-se ativos. Há tanta coisa que podemos fazer… correr, saltar à corda, subir escadas, caminhar… tudo é importante! No fim-de-semana passado por exemplo, fomos dar uma caminhada como podem ver pela fotografia.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , ,

5 alimentos proíbidos no carrinho das compras

Vamos lá falar de um assunto muito importante, o que comprar, ou não, quando vamos às compras. Primeiro que tudo, temos de ir às compras ´focados´, ou seja, saber o que vamos lá fazer, o que vamos lá comprar… não ir para lá passear 🙂 E porquê? Porque senão começamos a andar de corredor em corredor, a olhar de prateleira em prateleira e a ponderar em trazer mais alimentos dos que tínhamos programado.

Ah… e já agora, não vá nem com fome (faz toda a diferença) e não vá sem lista de compras. Ora porque se vai esquecer do que lhe faz falta, ora porque vai passar pelos corredores que não precisa.

  • Batatas-fritas: ´Ah.. mas às vezes não há tempo de fazer arroz então é mais fácil´…Nem pensar! Fazer arroz demora cerca de 10 minutos e se já o tiverem feito (façam em grande quantidade), não demora tempo nenhum. É só mesmo aquecer.
  • Bolachas: Ninguém precisa de bolachas. Nem nós, nem os nossos filhos e nem sobrinhos. Se quiser comprar alguns bolachas, aconselho as bolachas de arroz.
  • Refeições congeladas: Eu percebo que trabalhamos muitas horas e que por vezes não há tempo para nada. Mas realmente, o valor nutricional das refeições congeladas não tem qualquer benefício à nossa saúde. Será que nos dias em que não há tempo, não pode fazer uma omelete? Grelhar um bife? Já não digo fazer um assado porque demora mais tempo… No entanto, aconselho sempre a terem legumes pré-congelados. Apesar de recomendar legumes frescos, como demoram mais tempo a preparar, pelo menos nos dias em que não tem tempo, é só cozer os pré-congelados.
  • Donuts, bolicaos, croassaints: Antes de mais respondam-me à questão…Qual é a razão para levarem estes alimentos para casa?!?! Este tipo de alimentos não pode fazer parte das nossas compras nem da nossa alimentação. São ricos em gordura e açúcar, tendo um valor calórico muito elevado. Não pode servir de lanches, nunca. Se precisam de ideias para lanches, vejam esta publicação. Pode crer que sai muito mais barato e que lhe faz muito melhor. Diariamente não temos noção do que este tipo de alimentos faz à nossa saúde.
  • Molhos (maionese, ketchup): Sabem que ao adicionar este tipo de alimentos às vossas refeições aumentam bastante a quantidade de gordura que ingerem? Se querem refeições com sabor, temperem com ervas aromáticas ou especiarias , façam marinadas com vinho e alho por exemplo e confecionem o alimento no tempo correto.

O importante é mesmo saberem que combinações fazer e de que forma podem fazer com que as vossas refeições e lanches sejam saborosos e ao vosso gosto. Estes alimentos de que falei não devem mesmo entrar em casa, pois são alimentos que não são incluídos numa alimentação saudável.

Lancei um E-BOOK com 12 receitas de pequenos almoços para vocês, uma surpresa para este ano! Se quiserem ter acesso, vejam aqui. No dia 26 de maio, e esta notícia é em primeira mão para vocês, vai haver workshop sobre como planear a nossa semana! Quem tiver interesse em participar, pode já enviar um email para mariagama@gmail.com 🙂

E agora falando do que compro sempre quando vou ao supermercado, são marmitas em vidro… sempre que lá vou acabo por comprar uma, de forma a substituir as marmitas em plástico que tenho! É ótimo para acondicionar os alimentos e os guardar no frigorífico.

Para informações ou marcação de consultas podem enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do formulário em baixo:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

O que comer antes de dormir sem engordar

Malta, antes de mais quando temos fome à noite, temos de comer. Aquela velha questão de ir para a cama cheios de fome, sem comer nada para mim não faz sentido… até porque é um sofrimento! E quando associamos ter uma alimentação saudável ou perder peso a algo que nos faz sofrer, não terá bom resultado! AGORA, claro que é importante perceber se é fome ou se é vontade de comer… ou então, se for passado pouco tempo do jantar, refletirmos se jantámos bem ou não… Porque deixar de jantar, e optar apenas por um prato de sopa e uma peça de fruta ou uma gelatina (como se ouve muitas vezes), e depois andar a comer bolachas ou torradas antes de ir para a cama, não é de todo o mais adequado!

Se jantamos pelas 20h00 e nos vamos deitar às 00h00, pode acontecer ter fome e por isso não terá mal nenhum fazermos um pequeno snack para ficarmos mais confortáveis! Mas se jantarmos às 20h00 e às 21h00 já queremos comer, não será fome de certeza! Mas sim… vontade de comer!  E isso sim, é que temos de perceber porque é que acontece e de que forma é que podemos dar a volta a isso. Na maioria dos casos, passa por jantar melhor e não ´jantar qualquer coisa´.

Eu normalmente tenho fome antes de ir para a cama, e muitas vezes também tenho vontade de comer, principalmente nos dias em que foi um dia intenso de trabalho ou se passei algumas horas sem comer. Já me conheço bem, e se passar a tarde toda no consultório sem intervalos, e sem lanchar em condições, saio de lá esfomeada e com vontade de comer este mundo e o outro!! Sim, a mim também me acontece 🙂

Agora, se queremos comer antes de ir para a cama, podemos ter em atenção as escolhas que fazemos e deixar de lado bolachas açucaradas, folhados, bolos, batatas fritas, doces, sobremesas… o que muitas vezes acontece! Até porque, esse tipo de alimentos deve ficar de lado todos os dias e não incluirmos na nossa alimentação diariamente. Agora, e mesmo que mais saudável, se comermos em grande quantidade, além do que precisamos, engordamos à mesma, ok?! O que eu quero dizer com isto é que apesar de existirem alimentos mais interessantes, se abusarmos, não é por isso que mantemos o peso!

Podemos sim, optar por opções mais nutritivas:

  • Iogurte natural + Frutos secos
  • Fruta fresca + Queijo fresco
  • Queijo fresco
  • Bolachas de arroz
  • Chá + Mix de sementes
  • Ovo cozido
  • Panqueca (receitas aqui) + Frutos vermelhos

Para os mais gulosos:

  • Bolachas de arroz com manteiga de frutos secos
  • Fruta doce (maçã cozida, pera assada, banana) + Canela + Frutos secos
  • Banana + Manteiga de amendoim
  • Iogurte batido com fruta e manteiga de amendoim

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Claro que todas estas opções devem ser adaptadas consoante cada um de nós, mas pode sempre ajudar-vos quando tiverem dúvidas. Caso estejam interessados em marcar consulta, enviem mensagem através de:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

9 estratégias para controlar a TPM

A TPM, pelo menos para mim, descontrola-me toda. E fico tão irritada com isso ahah 🙂 Mas é que é mesmo verdade, sei perfeitamente quando estou nessa fase porque fico com imenso apetite e parece que nunca estou satisfeita! Já para não falar de que só me apetecem doces.

Síndrome pré-menstrual é muitas vezes uma fase complicada para a maioria das mulheres. Por acaso eu não fico irritada (talvez um pouco mais sensível), mas a maioria das mulheres tem vários sintomas como irritação, ansiedade, tristeza… ? Como eu costumo dizer, temos de aceitar isso porque somos assim, ou seja, começar as ´limitações´do nosso corpo e nada mais que isso! Ou seja, perceber de que forma é que podemos lidar com isso e arranjar estratégias para controlar todos os sintomas que temos. E se for preciso um dia fazer a ´tal asneira´façam-na… é a vida! Só têm de saber é que depois ´fecha a loja´!

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Neste período existe a diminuição do níveis de algumas hormonas, como a seretonina, a qual é responsável por exemplo pelo humor e apetite. Desta forma, é importante ingerir alimentos que contribuam para a sua síntese. Por isso mesmo, pode amenizar os sintomas da TPM através da alimentação, por exemplo através de:

  • Alimentos ricos em magnésio, como sementes, frutos secos (amêndoas e pinhões) e leguminosas  (feijão, lentilhas, ervilhas)
  • Ingerir alimentos ricos em zinco, como por exemplo cavala, sardinha, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes.
  • Consumir alimentos ricos em cálcio, como lacticínios e derivados, bem como, brócolos, couve galega e rúcula.
  • Vitamina C: laranja, kiwi, couve portuguesa, couve-lombarda, brócolos, couve de bruxelas.

Não consuma alimentos ricos em sal, uma vez que potencia a retenção de líquidos, tão frequente nesta época. Além disso, e como sempre, pode optar por substituir o sal na sua alimentação por ervas aromáticas e especiarias.

Além disso, é fundamental que para que, para controlar a sua fome ao longo do dia:

  • Faça várias refeições, não passando muitas horas sem comer;
  • Realize lanches que contribuam para a sua saciedade, e não apenas uma peça de fruta ou um ´iogurtinho´;
  • Andar sempre com a marmita atrás para levar vários alimentos que podem servir para os lanches;
  • Comer sempre sopa ao almoço e ao jantar,  seguido de prato principal (Senão a fome ao fim-da-tarde aperta);

Sendo frequente a vontade de doces nesta altura, é importante que o consigamos fazer mas sem qualquer “peso na consciência” de estarmos a fugir à nossa alimentação saudável. Claro que pode sempre tentar fazer opções mais saudáveis, e por isso mesmo veja alguns exemplos:

  • Frutos secos + 1 quadrado de chocolate derretido por cima
  • Panqueca de alfarroba + 1 colher de chá de mel
  • Banana aquecida com canela
  • Bolo de pera (Receita aqui), e pode acompanhar por exemplo com chocolate preto derretido

Além disso, não se esqueça das regras principais de uma alimentação saudável, fundamentais a que consiga controlar o seu dia alimentar. Além disso, a prática de exercício ajuda imenso também, tanto na sua energia ao longo do dia, como a controlar a irritação que muitas vezes é comum… ou seja, ao seu bem-estar! Nem que seja uma pequena caminhada.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

4 DICAS PARA REDUZIR AS CALORIAS DO SEU DIA-A-DIA

Sabia que existem alguns truques que o podem ajudar a diminuir o seu consumo energético durante o dia? Muitas vezes a perda de peso está associada a uma dieta radical e a uma diminuição drástica de alimentos, mas não tem de ser obrigatoriamente assim.

  • Não se esqueça do pequeno-almoço: Se não começar o dia com um pequeno-almoço cheio de nutrientes e que lhe dê energia, é bem provável que acabe o seu fim de tarde a consumir alimentos altamente calóricos e cheios de gordura e açúcar.
  • Tenha atenção aos rótulos: Um simples atum em óleo é bem diferente que um atum em água. O mesmo se passa com a maioria dos alimentos, pelo que é fundamental que vá com tempo às compras e que perca algum tempo a analisar os rótulos dos alimentos.
  • Planeie as suas refeições, organiza-se: Se levar os seus lanches para o trabalho e tiver as suas refeições minimamente pensadas consegue controlar os alimentos que ingere ao longo do dia. Se tal não acontecer, fica com fome, passa no café e come o que lá houver. Para quem ainda não viu a publicação de dois dos meus hábitos semanais, aqui fica 🙂
  • Coma sopa: Antes das refeições tente comer sempre uma sopa, isso irá fazer com que diminua a quantidade de comida no prato principal. Além de ser estar cheia de vitaminas e minerais, ajuda a aumentar a saciedade.

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram ? Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha