, ,

AS REFEIÇÕES DO VASCO 👇


Boa noite maltaaa! Parece que ando meia desaparecida, mas não 🤗 os dias passam a mil, com mil e ☝️ coisas para fazer… e amanhã já começa uma nova semana!

Começámos a diversificação alimentar do Vasco aos seis meses. Até lá, foi só maminha 👌 Hoje em dia, faz uma refeição de sopa ao almoço e ao jantar damos-lhe a comida para a mão. E ao longo do fia, maminha algumas vezes. Também já lhe fiz umas papas de aveia e panquecas que ele adorou 😅 Na verdade, gosta de tudo 😅

E se me perguntarem o que é que já lhe demos…?! O que nos foi indicado foi que podíamos dar tudo excepto sal, açúcar, lacticínios e mel. Muitos de vocês ficaram admirados de lhe darmos kiwi aos 6,5 meses, mas sim, foi isso mesmo. E ele adora 🤗

Temos tentado variar, especialmente os hortícolas, e hoje, não diz que não a nenhum… ✌Sugestão… não desistam! Quando o Vasco faz uma careta ou outra a determinado alimentos, nós voltamos sempre a dar-lhe. Não assumam que não gostam… Eles são bebés, não conhecem nada e estão a habituar-se aos paladares, é normal!
E não me venham com a conversa… oh Maria, quando ele tiver 3 anos logo falamos 🤣 Como eu digo várias vezes, há coisas que não entram cá em casa…e não vão passar a entrar só porque tenho um filho 🤣 e vou contar-vos um segredinho 🤫 ele não terá grande hipótese de dizer não, pelo menos à fruta e hortícolas 😅

,

JÁ TE DEU O CLICK?! 👇


Então malta… para quem não sabe, eu nem sempre treinei! Na altura em que criei o @poete.na.linha comecei a correr, mas no início foram metros 😅 Aquela dor de burro típica aparecia sempre… quem não?! ✌Depois lá fui aumentando a distância e pondo objetivos de distância para me desafiar dia após dia 💪

Ginásios?! Era uma festa! Era aquela pessoa que pagava a mensalidade e depois não metia lá os pés… e porquê?! Porque era literalmente uma seca! Até ao ponto que percebi que não era a minha praia e que não valia a pena insistir. Nessa altura resolvi apostar na @margaridamegrept de forma a conseguir começar a gostar desse tipo de treinos, e não é que resultou?! ✌ Depois disso voltei ao ginásio e comecei a fazer os meus treinos, mas mais com o peso do corpo e não em máquinas… hoje em dia, estou no @1fight.pt que adoro e voltei às minhas corridas depôs de estar mais de um ano parada 💪

Com isto quero dizer que somos todos diferentes, que gostamos de coisas distintas e que não temos de nos comparar uns com os outros! Temos sim, de nos desafiar e começar por algum lado… será que não conseguimos encaixar 30 minutos de caminhada ao fim-de-semana?! Já que a maioria de nós não consegue fazê-lo durante a semana?! Para mim, é tudo uma questão de prioridades 💪

Ontem corri, hoje fui à aula de MissFight, amanhã vou correr e domingo vou ao Crossfight… já está mais que definido. E porquê?! Porque faz parte do meu estilo de vida ✌Eu adoro, fico feliz e a vida corre muito melhor 💪 Já me bastou ter de deixar o exercício de lado quando estive grávida… Mas mesmo assim, não me rendi à tristeza e optei por caminhadas… há sempre uma solução!

Às vezes a questão de dormir pouco deixa-me cansada claro… Mas sinceramente para mim, é um cansaço diferente. Sinto que se for correr ou treinar ganho energia para encarar um novo dia muito mais motivada 💪

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

BOLO DE MAÇÃ

A receita tão pedida e que ficou ao boa!!! Uma maravilha, e que vão adorar fazer para servir aos vossos convidados! Super fácil de fazer, claro 🙂

Ingredientes:

  • Farinha de espelta (100g)
  • Maça (1)
  • Vinagre Balsâmico Rosé (2 colheres de sopa)
  • Pasta de tâmaras (2 colheres de sopa)
  • Bebida vegetal (10 colheres de sopa)
  • Ovos (2)
  • Canela q.b
  • Fermento (a colher de café)

Modo de preparação e confeção:

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC;
  • Comece por juntar a pasta de tâmaras, a bebida vegetal, o vinagre e envolver.
  • Numa tigela grande, coloque a farinha e o fermento, e envolva o preparado anterior.
  • De seguida, bata as gemas (reserve as claras) e junte, envolvendo bem até ficar uma mistura homogénea.
  • Corte em pedaços pequenos a maçã e junte ao preparado anterior.
  • Bata as claras em castelo e junte, devagar.
  • Por fim, polvilhe com canela a gosto e junte o fermento.
  • Leve ao forno cerca de 30/45 minutos.

No dia 22 de fevereiro vamos ter workshop com o tema Pequenos-almoços e snacks saudáveis. Podem ver todas as informações aqui.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através do seguinte formulário:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

5 receitas saudáveis com queijo

Vamos lá falar de um alimento que por acaso, eu sou fã. E acredito que a maioria de vocês também! Será que são daquelas pessoas que chega a casa e apetece um rolinho de queijo? Eu seria, tenho a certeza disso, mas por isso mesmo não o tenho em casa para não correr esse risco. Se já me seguem a algum tempo, já sabem que acabo por optar sempre pela sopa 🙂 No entanto, é de referir que existem diferentes tipos de queijo, e que podemos então ir variando o seu consumo. Uma vez que os queijos são uma fonte de gordura saturada, devemos optar pelas versões que têm um reduzido teor de gordura.

Vamos lá a algumas receitas para aplicarem no vosso dia-a-dia.

1. Frittata

Ingredientes:

  • Ovos inteiros (6)
  • Claras de ovos (3)
  • Batata-doce cozida (1)
  • Queijo parmesão ralado (1/2 chávena)
  • Pimenta preta (1 Colher de chá)
  • Tomate cherry (1 chávena)
  • Cebola (1/2)
  • Cogumelos (6)
  • Espinafres (1 chávena cheia)
  • Orégãos (2 colheres de sopa)
  • Alho (2 dentes)
  • Pimenta preta q.b
  • Sal q.b

 

Modo de preparação e confeção:

  • Bata os ovos com as claras e misture o queijo parmesão e os orégãos.
  • Numa frigideira, salteie os tomates cherry, a couve kale, os cogumelos, o alho e a cebola com 1 fio de azeite, cerca de 4 a 5 minutos.
  • Esmague a batata-doce e adicione à frigideira, envolvendo com os restantes ingredientes.
  • Adicione os ovos por cima e deixe cozinhar até ficar pronto. Pode colocar uma tampa por cima para ajudar a cozinhar.
  • Corte em fatias e sirva com uma salada.

 

2. Bolo de coco e queijo fresco

Ingredientes:

  • Queijo fresco tradicional Montiqueijo (200g)
  • Raspa de laranja (1)
  • Ovos inteiros (3)
  • Mel (2 colheres de chá)
  • Azeite (2 colheres de sopa)
  • Coco ralado (30g)
  • Farinha de arroz (180g)
  • Fermento em pó (1 colher de sobremesa)
  • Banana (1/2)

Modo de preparação e confecção:

  • Pré-aquece o forno a 180ºC.
  • Bata os ovos e junta o mel, mexendo bem até envolver;
  • Esmague o queijo fresco e junta o coco ralado e o azeite e envolva com a mistura anterior;
  • Por fim, junte a farinha e o fermento, envolvendo sem bater;
  • Coloque numa forma de silicone e disponha rodelas de banana por cima, levando ao forno durante 40 minutos.

 

3. Beringela recheada com tomate e queijo

Ingredientes:

  • Beringela (1)
  • Tomate (1)
  • Queijo ralado q.b

Modo de preparação e confeção:

  • Comece por lavar a beringela e fazer cortes na vertical;
  • Corte um tomate às rodelas finas;
  • Coloque uma rodela de tomate em cada uma das aberturas da beringela;
  • Coloque o queijo ralado por cima (costumo colocar também dentro dos cortes com o tomate).

 

4. Lasanha low carb

Ingredientes:

  • Bifes de peru (400g)
  • Cogumelos (200g)
  • Cenoura (3)
  • Beringela (3)
  • Tomate fresco (2)
  • Cebola (2)
  • Cerveja (1)
  • Queijo ralado (1,5 embalagem)
  • Sal q.b
  • Pimenta preta q.b
  • Alho (3 dentes)

Modo de preparação e confeção:

  • Pique os tomates frescos e as cebolas no 1,2,3. Coloque na wok com 1 colher de sopa de azeite, sal q.b e cerveja e deixe refogar.
  • Pique os bifes de peru num processador de alimentos de forma a ficar em carne picada.
  • Coloque a carne de peru picada na wok, junte a pimenta preta e deixe cozinhar durante cerca de 15 minutos (vá mexendo).
  • Corte em fatias finas as cenouras, os cogumelos frescos e a beringela. Reserve.
  • Grelhe as fatias de beringela e comece por fazer uma camada no pirex de forno.
  • Coloque uma camada de cenoura, carne picada e depois cogumelos. Por cima, o queijo ralado.
  • Repita o processo mais uma vez para ter duas camadas de beringela, carne, cogumelos, cenoura e queijo ralado.
  • Coloque no forno cerca de 30 a 40 minutos e… delicie-se 🙂

 

5. Abóbora recheada

Ingredientes:

  • Abóbora (1)
  • Cebola (1)
  • Pimento vermelho (1)
  • Cogumelos (1/2 lata)
  • Miolo de camarão congelado (300g)
  • Delicias do mar (125g)
  • Queijo Philadelphia light (1 pacote)
  • Queijo mozarrela light (2 colheres de sopa)
  • Tomate aos cubos (1 lata)
  • Sal, q.b.

Modo de preparação e confeção:

  • Pré-aqueça o forno;
  • Comece por arranjar a abóbora, cortando a parte de cima e retirando as suas sementes;
  • Depois de adicionar sal a gosto, embrulhe a abóbora em folha de alumínio e ponha no forno a 180ºC durante cerca de 2h;
  • Paralelamente, corte a cebola para dentro de um tacho, coloque 1 colher de sopa de azeite e deixe refogar (também coloco vinho para não deixar a cebola fritar). Adicione o tomate em cubos;
  • Adicione os restantes ingredientes ao preparado no tacho e deixe cozinhar;
  • Quando a abóbora estiver pronta, coloque o queijo creme nas paredes na abóbora e o recheio lá dentro. O queijo mozarrela light pode colocar por cima;
  • Leve ao forno por mais 20 minutos.

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , ,

O MEU LEMA…. AMIGOS, É A VIDA!

Vamos lá então falar um bocadinho do meu lema…. É A VIDA! Falo muito nisto, tanto em consultas como nos workshops que tenho feito, e por isso mesmo, acho importante partilhar com vocês o que é que isto significa e o porquê deste lema 🙂

Ter um estilo de vida saudável, incluindo pelo menos a alimentação saudável e exercício, não é de todo fácil. Ou pelo menos, muitas vezes, é um desafio e é o que referem ser mais complicado. Quando refiro alimentação saudável e exercício, é porque na maioria das vezes, abdicamos destes dois pontos, para conseguir fazer o restante. Não concordam? O que quero dizer com isto é que muitas vezes deixamos a alimentação saudável e o exercício para limpar a casa, arrumar a casa, passa a ferro, trabalhar horas e horas a fio…. etc… ou seja, o que na realidade nos faz bem, e nos ajuda a termos mais energia, mais vitalidade, mais auto-estima… começa a ficar para trás dias e dias seguidos.

Percebo perfeitamente que seja difícil, porque como devem compreender, eu também chego tarde a casa, também trabalho muitas horas, entre outras coisas… e mesmo assim, quero, e tenho de conseguir ter uma alimentação saudável no meu dia-a-dia! É neste sentido que digo que o meu lema é ´É A VIDA´. E porquê?

  • Tenho de comer arroz de há três dias? Bem que me apetecia um arroz acabadinho de fazer, mas não tenho quem mo faça… É A VIDA!
  • Tenho de jantar e almoçar a mesma coisa? E às vezes repetir na mesma semana? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de deixar de ir para o sofá quando chego a casa para ir fazer legumes? Sim! É A VIDA!
  • Tenho de ir às compras todas as semanas? Sim! Ninguém vai por mim, É A VIDA!

O que quero dizer com isto é que nós arranjamos as desculpas que nós quisermos para não fazer as coisas! Sabem o que é que penso ´contra mim´?! Maria, se quiseres hoje não vais correr… consegues arranjar mil e uma desculpas para não o fazer. Ou te dói a cabeça, ou tens de trabalhar, ou tens um jantar, ou estás cansada… Por isso, não vais arranjar nenhuma desculpa, e vais correr, É A VIDA! Se é este o estilo de vida que tu escolheste, tens de fazer por isso! Porque se ficares sentada à espera, ninguém faz nada por ti! Claro que, há dias em que não vou porque estou cansada ou simplesmente porque não consigo… assumo para mim mesma que não vou, mas sei que no dia seguinte vou ter de ir! Além disso, e como muitas vezes, de forma a conseguir ir fazer exercício, se tiver um jantar, digo então para ficar marcado para um bocadinho mais tarde, de forma a conseguir ir dar uma corridinha de 30 minutos…

O mesmo para a alimentação minha gente! Ou é porque andamos sempre em eventos sociais, ou porque temos muitos jantares, ou porque não temos tempo, ou porque não temos os alimentos em casa, ou porque a família não gosta, ou porque….ou porque… há sempre uma razão qualquer para não termos a tal alimentação que tanto queremos (ou então, para quem quer perder peso, uma razão para que isso não aconteça). Sou-vos sincera, ter muitos eventos sociais não facilita, mas se nós quisermos, DENTRO DE UM ERRO ALIMENTAR, HÁ SEMPRE UMA MELHOR ESCOLHA! Ou seja, se temos um jantar, porque é que temos de começar nos rissóis, passar pelas batatas-fritas e terminar na baba de camelo? Não podemos simplesmente começar por uma sopa, passar pelo arroz e terminar então na baba de camelo? Garanto-vos que dia após dia, escolha após escolha, começam a ver resultados (para quem os quiser), e começam também a perceber as alterações no vosso dia-a-dia, na vossa energia e boa disposição.

Há jantares a que vou e sou a única a comer a sopa. E então? É por isso que deixo de pedir? Não! Tenho de comer as chamuças só porque toda a gente o faz? Eu hei-de comer as chamuças quando eu achar que tenho de o fazer, quando eu quiser, e nada mais! Sabem quando é que aproveito para comer os ditos rissóis ou croquetes? Em casamentos e baptizados… ahah é uma coisa que eu gosto? Sim! Ou seja, deixo para quando eu achar que os deva comer e não apenas porque toda a gente me vem com a conversa de ´Oh Maria… mas é só hoje´… o que vale é que é só hoje todos os dias, ou quase todos!

Que fique claro, que eu estou a falar do dia-a-dia e não de um dia de festa ou de um dia diferente. Como já partilhei aqui, ou para quem me conhece ou é seguido por mim, eu também gosto de muitas coisas ´menos boas´, e também as como (era só o que faltava não o fazer), só tento é fazer escolhas, e fazê-lo quando eu acho que faz sentido! Dá-me muito mais prazer fazê-lo ao fim-de-semana, em que estou relaxada, com família e amigos, do que durante a semana, só porque sim…

Desculpem o meu desabafo, mas o objetivo é fazer-vos perceber como é que eu penso, como é que eu me motivo, e tentar-vos motivar desse lado. Nós só não fazemos o que queremos, temos é de acreditar em nós e fazer por nós… porque vos garanto, ninguém o vai fazer por vocês!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

3 cuidados ESSENCIAIS a ter na escolha da sua salada

´Almocei só uma salada´… Muitas vezes oiço esta frase em consulta e por isso mesmo hoje falamos disso. Quantas vezes comemos uma salada ao almoço ou ao jantar e achamos que estamos a fazer uma refeição saudável? Penso que imensas vezes estamos convencidos disso. Apesar de uma salada ser um ótimo acompanhamento para uma refeição principal, nutricionalmente equilibrada e que nos permite satisfazer as necessidades em legumes e verduras, muitas vezes não é, de todo, a opção mais correta.

Além disso, temos de ter a perfeita noção (claro que, dependendo da composição da salada), que até podemos ficar satisfeitos na altura, mas que passado pouco tempo já estamos com fome… e com aquela fome em que só nos apetece doces, bolos, bolachas… Enquanto que, se tivessemos optado por uma sopa de legumes, uma carne/peixe com legumes e/ou salada, estaríamos bem mais confortáveis durante mais tempo.

E por isso mesmo, é importante começar a ter em atenção vários ingredientes:

  • Bacon
  • Chouriço
  • Queijo gordo
  • Queijo ralado
  • Molhos de maionese
  • Croutons
  • Frutas enlatadas

Tempere as saladas com azeite, vinagre e ervas aromáticas e/ou especiarias. Deixe de lado os molhos que muitas vezes existem para vender, mesmo que seja o xpto feito com iogurte natural.  Não se esqueça que “grão a grão enche a galinha o papo” e muitas vezes não nos apercebemos e acabamos por tornar uma salada saudável numa salada super calórica.

Base da salada: Pode optar por massa tradicional ou integral, tendo esta mais fibra. No entanto, pode optar pela mistura de massa com alface para a base, para não abusar da massa. Caso não queira massa, também é uma opção.

Proteína: SEMPRE! Não é para comer uma salada apenas com frutas e legumes, nada disso. Pode optar por uma carne de aves por exemplo e deixar de lado as carnes/peixe fritos ou com muita gordura. Normalmente escolho cerca de 2 a 3 doses da proteína, uma vez que são em pouca quantidade.

Toppings: Opte por exemplo por tomate, abacate, cenoura, brócolos, espinafres… Caso precise do seu doce, pode escolher fruta, mas não se esqueça que entra para as contas das peças de fruta que come por dia! Além disso, deixe de lado queijos gordos, azeitonas, queijo ralado… percebo que torne a salada mais saborosa, mas temos de conseguir que fique saborosa com outros ingredientes!

Além disso, deixem os sumos de fruta de lado e optem sempre por água! São hábitos que têm de fazer parte da nossa vida, e não porque diz que existe um sumo detox que o têm de consumir. Além disso, muitos de vocês comem no fim a gelatina que existe nestes locais… cuidado, pode ter açúcar!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!