, ,

5 DICAS PARA SE CONTROLAR EM ALMOÇO DE NEGÓCIOS

Quantas vezes é que existem almoços ou clientes?! Almoços de negócios a que não podemos faltar?! Muitas! E na maioria das vezes este facto é uma das razões apontadas para não conseguir manter uma alimentação saudável. No entanto, para mim, não tem de ser bem assim, se soubermos que escolhas é que devemos fazer. Normalmente costumo dizer ´há sempre uma opção melhor que outra´, e só nós somos responsáveis por essa mesma escolha.

Ou seja, e imaginemos que o menu passa por lasanha, bife com batatas-fritas e arroz de polvo. Primeiro que tudo, arroz de polvo não é um erro alimentar! É composto por arroz e por polvo… tudo depende das quantidades de comida que ingerimos! Temos sempre a opção de pedir salada ou legumes à parte, o que a maioria das pessoas acaba por não fazer! O mesmo para o bife com batatas-fritas, que podemos pedir para substituir as batatas por arroz branco… e o mesmo para a lasanha… podemos pedir para nos trazerem legumes ou salada para acompanhar. Ah… e podemos também começar a nossa refeição com uma sopa de legumes em vez de ter de comer as entradas, só porque estamos com clientes… ! Ou sou eu que tenho muita sorte e que vou a locais que na maioria das vezes têm sopa de legumes e legumes ou saladas, ou então não sei… e garanto-vos que não vou a sítios todos xpto, porque na maioria das vezes vou a restaurantes tipicamente portugueses! Tudo está relacionado com a nossa força de vontade, com o que nos faz ou não sentido, e com as escolhas que queremos fazer…

Deixo-vos por isso algumas dicas que acho importantes aplicarem e que nos ajudam logo a ter uma alimentação mais saudável:

  • Escolha bem o restaurante: O primeiro passo para conseguirmos ter um almoço/jantar saudável e equilibrado passa por escolhermos corretamente o local onde vamos comer. Apesar da variedade de escolha, é possível encontrar um local onde exista uma refeição minimamente saudável, ou seja, carne/peixe, arroz/batata e legumes ou salada. No entanto, a forma como é cozinhado e os ingredientes que são utilizados são um fator importante, e que neste caso, não conseguimos controlar. O problema está nos croquetes como entrada, molhos que acompanham com o pão, nas batatas-fritas, no pão à refeição, no ovo estrelado, nas lasanhas ou nas massas com natas e nas sobremesas… Encontrar um restaurante que se adeque é difícil, porque a maioria passam por pizzas e hambúrgueres no pão, mas há possibilidade.
  • Deixe os molhos de lado: Até podemos optar por comer uma salada mega saudável mas depois perguntam-nos qual é o molho que queremos acrescentar e aí está o problema. A opção é serem vocês mesmos a temperar a vossa refeição, uma vez que normalmente existe sempre azeite, vinagre, orégãos… As saladas ficam saborosas à mesma e é uma questão de hábito. Os molhos que adicionamos às nossas refeições não nos fazem falta nenhuma e muitas vezes ao juntá-lo acabamos por aumentar o valor calórico da refeição sem ser necessário.
  • Entradas = Sopa: É verdade que normalmente fora de casa a sopa de legumes tem batata, mas não é esse o problema quando comparado às entradas que muitas vezes nos servem. Mais vale comerem uma sopa do que optarem pelas entradas (rissóis, croquetes, pão, queijo). Começar pela sopa ajuda-nos a manter a saciedade durante o dia e a diminuir a ´ansia´ pelas entradas que estão em cima da mesa e pelo prato principal, ou seja, ajuda-nos a comer apenas o necessário.
  • Sem pão: Podem existir alguns pratos que vêm acompanhados por pão. Muitas vezes o problema não está na própria refeição, mas sim nos seus acompanhamentos. Se já acompanhamentos a refeição com arroz ou batata-doce, para quê ser necessário o pão? Mais uma vez, é uma questão de hábito e o primeiro passo é logo dizer que não ao balcão do restaurante. Pode crer que depois de o pão estar no tabuleiro é bem mais difícil resistir e por isso mesmo, ´proteja-se´, não o coloque ao pé do seu prato! Além disso, o consumo deste alimento também pode estar relacionado com a ´ansia´ de comer devido a estar com bastante fome. Assim sendo, como referido anteriormente, comece sempre pela sopa de legumes.
  • Sobremesa = Fruta: Se precisam de alguma coisa para terminar a refeição, o melhor é sempre escolher fruta ou salada de frutas. Normalmente quando estou em almoços ou jantares é o que faço, porque se ficar a olhar para os outros a comer sobremesa às vezes custa-me um bocadinho ahah Estou a falar em dias normais, que não há razões para comer sobremesa, e não num dia de festa ou num dia em que assuma que na verdade quero a dita sobremesa!

É como vos disse em cima… há sempre uma escolha melhor que outra, e não é porque os outros fazem determinadas escolhas, que temos de as fazer também!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe o seu comentário ou partilhe as suas ideias ou experiências.
Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *