, , ,

SALMÃO NO FORNO COM LEGUMES

Uma ideia de jantar para experimentarem desse lado, bem simples e saborosa.

Sempre que acendo o forno aproveito para fazer refeições, legumes e snacks ao mesmo tempo… dá imenso jeito para organizar a semana.

Ingredientes:

  • Salmão (2 postas)
  • Cebola (1)
  • Abóbora (1/2)
  • Curgete (2)
  • Cenoura (3)
  • Tomilho a gosto
  • Azeite q.b
  • Sumo de limão

Modo de preparação e confeção:

  • Num tabuleiro de forno colocar a cebola às rodelas e o salmão por cima.
  • Ao lado, colocar a curgete, a abóbora e a cenoura.
  • Temperar tudo com azeite e com tomilho.
  • Colocar sumo de limão por cima.

Espero que gostem 🙂

, ,

QUEQUES DE AMÊNDOA E COCO

 

Já sabem que aqui em casa gosto sempre de ter queques no frigorífico para ir comendo durante a semana. Ora dá para os nossos pequenos-almoços como para os nossos snacks. Assim, quando não há nada, é só aquecer e já está.

Estes queques fiz ao mesmo tempo em que ia preparando o jantar, para aproveitar o tempo.

Ingredientes:

  • Farinha de aveia (100g)
  • Farinha de coco (10g)
  • Farinha de amêndoa (20g)
  • Leite magro (+- 200ml)
  • Azeite (1 colher de sobremesa)
  • Canela

Modo de preparação e confeção:

  • Numa tigela grande começar por juntar as farinhas, a canela e envolver.
  • Numa tigela envolver o leite magro com o azeite.
  • Devagarinho, ir juntando as duas misturas até ficar homogéneo.
  • Levar ao forno a 180ºC cerca de 20 minutos.

Espero que gostem 🙂

Please wait...

Obrigada por subscrever!

, , , ,

PAPAS DE AVEIA E AMÊNDOA NO FORNO

Já sabem que sou super fã do forno. Ora pela praticidade, ora por não ter de ficar a olhar para os tachos enquanto cozinho 🙂 Neste caso, para os pequenos-almoços e snacks também dá mesmo jeito. Num instante faço umas papas de aveia que ficam no frigorifico e dão para as nossas manhãs.

Tenho um ebook com 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,5€) que podem adquirir aqui.

Quanto à receita destas papas de aveia no forno:

Ingredientes:

  • Flocos de aveia (250g)
  • Farinha de amêndoa (2 colheres de sopa)
  • Maçãs (2)
  • Leite magro (200ml) (podem usar água ou bebida vegetal)
  • Raspas de limão
  • Canela q.b

Modo de preparação e confeção:

  • Num pirex colocar as maçãs partidas aos cubos.
  • Cobrir com flocos de aveia e depois com leite magro (pode ser com água ou bebida vegetal).
  • Juntar a farinha de amêndoa, canela e raspas de limão.
  • Envolver tudo e levar ao forno (cerca de 20 minutos a 180ºC) 😁

Espero que goste, que experimentem e que me mostrem essas fotografias.

papas de

, , ,

CREME DE CURGETE E COUVE LOMBARDA

A sopa desta semana, creme de curgete com couve-lombarda. E porque é que digo que é a desta semana? Porque tenho sopa congelada para quando esta acabar se for preciso.

Desta vez a sopa não foi passada… além de gostar de ir variando as sopas ao longo da semana, é importante que o Vasco se habitue e comer sopa sem ser passada. Ora come, ora atira para o chão, ora tira da boca… mas faz parte. Não ligamos muito a isso, comemos ao mesmo tempo que ele e se ele não comer uma vez, sem problema… come na outra 🙂 Fazem a mesma coisa desse lado?

Ao longo destas semanas tenho vindo a fazer sopas diferentes e com ingredientes que normalmente não costumo utilizar, e esta foi uma delas:

Ingredientes:

  • Couve lombarda (1)
  • Curgete (3)
  • Beringela (1)
  • Alho francês (1)
  • Cebola (1)

Modo de preparação e confeção:

  • Colocar as curgetes, a beringela, o alho francês e a cebola na panela de pressão e juntar água a ferver (cerca de 3/4)
  • Deixar cozinhar e depois triturar.
  • Por fim, juntar a couve lombarda aos bocadinhos e voltar a colocar ao lume até cozinhar.
  • Depois de pronta, juntar 1 colher de sopa de azeite (no nosso caso, não junto sal porque a sopa é igual para todos)

Espero que gostem da sopa 🙂

 

, ,

5 PASSOS ESSENCIAIS PARA A RECUPERAÇÃO PÓS-PARTO

Já há muito tempo que me pediam esta publicação, e hoje com algum tempo, consegui dedicar-me a ela! Pois bem, se me seguem, sabem que fui mãe há quase 7 meses. Apesar de ainda não estar na minha forma habitual, como estava antes de engravidar, já consegui perder o peso ganho durante a gravidez e já recomecei também o exercício físico. Primeiro que tudo acho importante percebermos que a recuperação não é de um dia para o outro, e que temos de ter calma! Depois de 9 meses de gravidez, é normal que o corpo não volte logo ao ´sítio´… Mas mesmo assim, penso que também é importante termos algumas coisas bem definidas.

  • ACEITAR: Antes de mais, e como primeiro passo, acho que é fundamental percebermos que o nosso corpo está diferente. Que passámos por uma gravidez de 9 meses e que o corpo não volta ao sítio de um dia para o outro. Por isso mesmo, não stressar e ter calma… isto não significa que não devamos ter alguns cuidados para conseguirmos que isso seja possível, claro.
  • ALIMENTAÇÃO: É importante que tenhamos cuidado com a nossa alimentação, mas isto seja para a recuperação pós-parto, como noutra fase qualquer da nossa vida.  No entanto, na minha opinião, é importante não entrar em dietas malucas, principalmente se amamentar. Aliás, dietas malucas para mim, não faz sentido, NUNCA! Temos sim, que ter uma alimentação saudável e equilibrada. Às vezes não é fácil não… no pós-parto, principalmente em dias difíceis e cansativos, pode ser comum apetecer certo tipo de alimentos… mas a minha sugestão é tentarem ter alimentos e refeições que vos saibam bem em casa! Deixo algumas publicações sobre isso que vos podem interessar:
    – Dicas para a organização no pós-parto

    – Como resistir a doces durante o dia 
    – Truques para não passar o dia cheio de fome
  • EXERCÍCIO: Se me seguem, sabem que sou fã de exercício! No entanto, no pós-parto é importante que tal seja bastante controlado ! Ou seja, é essencial que percebam se têm ´autorização´ ou não para o fazer. Eu fiz a avaliação do pavimento pélvico no centro pré e pós-parto com a Fisioterapeuta Inês Valente e gostei imenso dela! Mesmo assim, e quando não há autorização, podemos sempre perguntar se podemos fazer caminhadas! Agora… sei que o tempo é pouco e que é difícil gerir… por isso mesmo vejam o que é possível fazer!
  • FACILITAR: Se calhar facilito de mais, mas sou mesmo assim. É mesmo, descomplicar. E dou-vos dois exemplos:
    – Normalmente para fazer arroz, coloco cebola cortada, alho picado e azeite… ou seja, a receita típica de arroz. Esta semana, fiz arroz assim que acordei (às 7h00), para ficar para o almoço, porque depois ia sair. E como o pequenino estava a acordar e não havia muito tempo, pus água a ferver, sal e o arroz lá para dentro… mais nada! E porquê?! Porque senão tivesse sido assim, não ia ter arroz ao almoço e ia ficar a pensar nisso a manhã toda.
    – Os legumes que referi que cozi em cima, supostamente ia saltear. Mas como não tive tempo durante o dia e já não tínhamos legumes para o jantar, meti água a ferver, sal e os legumes. Ou seja, saíram cozidos. Mais uma vez, salteados são bem mais saborosos, mas é o que é… prefiro ter legumes do que não os ter.
  • PEDIR AJUDA: Estou a adorar a maternidade, mas sou sincera… nunca quis de deixar de fazer o que tanto gosto. Com isto digo, ter uma alimentação saudável, fazer receitas, tirar fotos, escrever para vocês, treinar… Outras coisas, passam-me ao lado sinceramente. Se antes íamos jantar fora, hoje quase não vamos, porque não levamos o Vasco à noite para lado nenhum. Queremos que ele se deite cedo e que faça uma boa noite de sono. Quando falo em pedir ajuda, é ao vosso namorado/marido/pais/babysiter… de forma a conseguirem fazer alguma coisa. Claro que contratar uma babysiter é um investimento, mas pode ser um investimento que não sai caro, comparado com não estarem bem… ou seja, se conseguirem ter ajuda nem que seja 2h por semana (contanto que ao fim-de-semana o pai pode ajudar mais), já podem ter algum tempo para vocês. Isto claro, é a minha opinião. E este ponto acho super importante para a recuperação, porque se estiverem bem, tudo se torna mais fácil!

Que mais temas gostavam que falasse sobre este tópico?! Deixem em comentário 🙂

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Please wait...

Obrigada por subscrever!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, , ,

BOLINHAS ENERGÉTICAS

BOLINHAS ENERGÉTICAS ?

Esta sugestão que vos apresento pode ser uma alternativa para terem na vossa mesa de Natal, só para não abusarem dos ferrero roché ? Mas ferrero roché, é ferrero roché! Também só os comemos uma vez por ano, não é verdade?! ahah
Esta receita é bem fácil de fazer (como todas), e é uma sugestão agora para o Natal como para durante o ano quando vos apetece um docinho ?

– 12 tâmaras sem caroço

– 80g de avelãs + 30g

– 1 colher de sopa de cacau puro

– 100ml de água

– Colocar as tâmaras de molho na água e depois triturar. Juntar as 80g de avelãs e o cacau e triturar novamente. Colocar no frigorífico (se quiserem, pois fica mais duro) e fazer bolinhas. Colocar uma avelã no meio de cada bolinha.

– Triturar as 30g de avelãs e passar as bolinhas pelas avelãs trituradas.

PRONTO! Que me dizem?! Por aqui gostaram e ficou aprovado ?

, , , ,

O que comer antes de dormir sem engordar

Malta, antes de mais quando temos fome à noite, temos de comer. Aquela velha questão de ir para a cama cheios de fome, sem comer nada para mim não faz sentido… até porque é um sofrimento! E quando associamos ter uma alimentação saudável ou perder peso a algo que nos faz sofrer, não terá bom resultado! AGORA, claro que é importante perceber se é fome ou se é vontade de comer… ou então, se for passado pouco tempo do jantar, refletirmos se jantámos bem ou não… Porque deixar de jantar, e optar apenas por um prato de sopa e uma peça de fruta ou uma gelatina (como se ouve muitas vezes), e depois andar a comer bolachas ou torradas antes de ir para a cama, não é de todo o mais adequado!

Se jantamos pelas 20h00 e nos vamos deitar às 00h00, pode acontecer ter fome e por isso não terá mal nenhum fazermos um pequeno snack para ficarmos mais confortáveis! Mas se jantarmos às 20h00 e às 21h00 já queremos comer, não será fome de certeza! Mas sim… vontade de comer!  E isso sim, é que temos de perceber porque é que acontece e de que forma é que podemos dar a volta a isso. Na maioria dos casos, passa por jantar melhor e não ´jantar qualquer coisa´.

Eu normalmente tenho fome antes de ir para a cama, e muitas vezes também tenho vontade de comer, principalmente nos dias em que foi um dia intenso de trabalho ou se passei algumas horas sem comer. Já me conheço bem, e se passar a tarde toda no consultório sem intervalos, e sem lanchar em condições, saio de lá esfomeada e com vontade de comer este mundo e o outro!! Sim, a mim também me acontece 🙂

Agora, se queremos comer antes de ir para a cama, podemos ter em atenção as escolhas que fazemos e deixar de lado bolachas açucaradas, folhados, bolos, batatas fritas, doces, sobremesas… o que muitas vezes acontece! Até porque, esse tipo de alimentos deve ficar de lado todos os dias e não incluirmos na nossa alimentação diariamente. Agora, e mesmo que mais saudável, se comermos em grande quantidade, além do que precisamos, engordamos à mesma, ok?! O que eu quero dizer com isto é que apesar de existirem alimentos mais interessantes, se abusarmos, não é por isso que mantemos o peso!

Podemos sim, optar por opções mais nutritivas:

  • Iogurte natural + Frutos secos
  • Fruta fresca + Queijo fresco
  • Queijo fresco
  • Bolachas de arroz
  • Chá + Mix de sementes
  • Ovo cozido
  • Panqueca (receitas aqui) + Frutos vermelhos

Para os mais gulosos:

  • Bolachas de arroz com manteiga de frutos secos
  • Fruta doce (maçã cozida, pera assada, banana) + Canela + Frutos secos
  • Banana + Manteiga de amendoim
  • Iogurte batido com fruta e manteiga de amendoim

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Claro que todas estas opções devem ser adaptadas consoante cada um de nós, mas pode sempre ajudar-vos quando tiverem dúvidas. Caso estejam interessados em marcar consulta, enviem mensagem através de:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

9 estratégias para controlar a TPM

A TPM, pelo menos para mim, descontrola-me toda. E fico tão irritada com isso ahah 🙂 Mas é que é mesmo verdade, sei perfeitamente quando estou nessa fase porque fico com imenso apetite e parece que nunca estou satisfeita! Já para não falar de que só me apetecem doces.

Síndrome pré-menstrual é muitas vezes uma fase complicada para a maioria das mulheres. Por acaso eu não fico irritada (talvez um pouco mais sensível), mas a maioria das mulheres tem vários sintomas como irritação, ansiedade, tristeza… ? Como eu costumo dizer, temos de aceitar isso porque somos assim, ou seja, começar as ´limitações´do nosso corpo e nada mais que isso! Ou seja, perceber de que forma é que podemos lidar com isso e arranjar estratégias para controlar todos os sintomas que temos. E se for preciso um dia fazer a ´tal asneira´façam-na… é a vida! Só têm de saber é que depois ´fecha a loja´!

Tenho vários ebooks, que se pode adquirir aqui.

  • 50 receitas de pequenos-almoços e snacks (2,50€)
  • 50 receitas de refeições principais (3,50€)
  • 12 receitas exclusivas de pequeno-almoço (2,5€)
  • 80 receitas de panquecas (3€)
  • Como ter umas férias saudáveis (4€)
  • Ementa mensal com receitas (3,0€)

Neste período existe a diminuição do níveis de algumas hormonas, como a seretonina, a qual é responsável por exemplo pelo humor e apetite. Desta forma, é importante ingerir alimentos que contribuam para a sua síntese. Por isso mesmo, pode amenizar os sintomas da TPM através da alimentação, por exemplo através de:

  • Alimentos ricos em magnésio, como sementes, frutos secos (amêndoas e pinhões) e leguminosas  (feijão, lentilhas, ervilhas)
  • Ingerir alimentos ricos em zinco, como por exemplo cavala, sardinha, camarão, carne de vaca, frango e de peixe, fígado, gérmen de trigo, grãos integrais, castanhas, cereais, legumes.
  • Consumir alimentos ricos em cálcio, como lacticínios e derivados, bem como, brócolos, couve galega e rúcula.
  • Vitamina C: laranja, kiwi, couve portuguesa, couve-lombarda, brócolos, couve de bruxelas.

Não consuma alimentos ricos em sal, uma vez que potencia a retenção de líquidos, tão frequente nesta época. Além disso, e como sempre, pode optar por substituir o sal na sua alimentação por ervas aromáticas e especiarias.

Além disso, é fundamental que para que, para controlar a sua fome ao longo do dia:

  • Faça várias refeições, não passando muitas horas sem comer;
  • Realize lanches que contribuam para a sua saciedade, e não apenas uma peça de fruta ou um ´iogurtinho´;
  • Andar sempre com a marmita atrás para levar vários alimentos que podem servir para os lanches;
  • Comer sempre sopa ao almoço e ao jantar,  seguido de prato principal (Senão a fome ao fim-da-tarde aperta);

Sendo frequente a vontade de doces nesta altura, é importante que o consigamos fazer mas sem qualquer “peso na consciência” de estarmos a fugir à nossa alimentação saudável. Claro que pode sempre tentar fazer opções mais saudáveis, e por isso mesmo veja alguns exemplos:

  • Frutos secos + 1 quadrado de chocolate derretido por cima
  • Panqueca de alfarroba + 1 colher de chá de mel
  • Banana aquecida com canela
  • Bolo de pera (Receita aqui), e pode acompanhar por exemplo com chocolate preto derretido

Além disso, não se esqueça das regras principais de uma alimentação saudável, fundamentais a que consiga controlar o seu dia alimentar. Além disso, a prática de exercício ajuda imenso também, tanto na sua energia ao longo do dia, como a controlar a irritação que muitas vezes é comum… ou seja, ao seu bem-estar! Nem que seja uma pequena caminhada.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

A GESTÃO DAS NOSSAS REFEIÇÕES | BACALHAU NO FORNO

A gestão das nossas refeições: Enquanto fazia a sopa do Vasco, preparei o nosso jantar. Já sabia que ia ser bacalhau, mas ainda não tinha pensado de que forma o ia preparar. E já que estava na cozinha, nada melhor que fazer dois em um… porque senão, entre dar a sopa e dar a fruta, seria quase hora de jantar e nada feito!

Por norma gostamos de ter um jantar ‘fresco’, ou seja, preparado no momento. No entanto, depende muito do nosso dia, se vou ou não treinar, se temos ou não que trabalhar a essa hora, se temos de dar banho ao Vasco etc etc… Porque se há coisa que fazemos é preparar refeições sempre a contar, pelo menos, com mais duas! Ora para o meu almoço, ora para o do R ✌ Normalmente temos sempre 2 refeições de reserva no frio, para quando não temos nada.

Lembrei-me que tinha sobras no frigorífico e resolvi utiliza-las para o jantar de hoje. Parti batata-doce e batata branca, (previamente cozidas) às rodelas e pus no fundo de um pirex. Por cima, coloquei dois lombos de bacalhau @brasmar. Cortei abóbora, nabo e talos de brócolos, e pus à volta. Temperei tudo com alho, sal e tomilho. Pus no forno. Cozi 3 ovos e depois coloquei por cima. Ficou ÓTIMO!

Enquanto isso, fiz a sopa do Vasco com abóbora, nabo, talos de brócolos, batata-doce e água de linhaça demolhada (achamos que ajuda a aumenta a fibra da sopa para o ajudar a fazer ?) Depois de triturado, juntei um ovo cozido! O Vasco ADORA ovos, é impressionante ?

Podem ver tudo no álbum, em que partilho todas as fotografias. Tanto do nosso jantar, como do jantar do Vasco ?

Como é que organizam o jantar por aí?! Algum truque?! ?

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha