, ,

5 TRUQUES PARA UM CHURRASCO SAUDÁVEL

Vem aí o fim-de-semana e o que nos apetece mesmo é estar com a nossa família ou com nossos amigos… ainda para mais com este calor que se faz sentir! Por isso mesmo, vamos lá ver alguns truques para um churrasco saudável, que agora sabe tão, mas tão bem!

Jantar saudável, divertido e bem passado! Aqui deixo algumas dicas que acho importantes:

  • Comece por comer uma salada mega colorida, ou pelo menos garantir que existe em cima da mesa. Assim é mais provável que não exagere na quantidade de comida que irá consumir… Nestes dias é frequente abusar, e por isso mesmo devemos arranjar estratégias que nos ajudem a que isso não aconteça. Opte por azeite e vinagre para temperar, com ervas aromáticas e especiarias. Caso queira mesmo um molho diferente, opte por molho de iogurte e coentros por exemplo.
  • Entradas saudáveis: Salada de tomate cherry e queijo fresco | Espetadas de fruta e queijo mozzarela | Húmus (Receita aqui) com cenoura | Crackers de sementes (Receita aqui) | Chips de batata-doce (Receita aqui)
  • Opte por carnes magras (tipo peru, frango, coelho). Não deixa de ser um churrasco e de saber bem 🙂 Mas, não se esqueça de deixar as peles de lado, pois contém elevada quantidade de gordura. No entanto, e esporadicamente, pode também optar por outro tipo de carne que lhe saiba bem!
  • Que tal fazer espetadas de carne misturadas com legumes e fruta? Podem também optar por grelhar vários legumes, ficam ótimos e tornam a composição do prato logo mais apelativo. Pode ver esta ideia, que fiz cá em casa e ficou ótimo!
  • Em vez de optar pelas tradicionais batatas fritas, o que custa fazer um arroz? Assim está a evitar os fritos e uma gordura de má qualidade. Ou então, pode sempre fazer as batatas fritas no forno, como esta ideia onde fiz com batata-doce e ficou mesmo super saboroso.
  • Bebidas:  Se quiser consumir álcool, que tal optar por um ou dois copos de vinho tinto? Cerveja? Não abuse, mas percebo que também faça parte dos convívios sociais! Além disso, pode também optar por fazer sumos naturais ou águas aromatizadas… acho que todos vão gostar! Refrigerantes é que não, ou pelo menos, eu considero que não são precisos e que não fazem falta nenhuma!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

 

 

, , ,

6 FORMAS SAUDÁVEIS DE COZINHAR OVOS

Primeiro que tudo, os ovos são uma ótima fonte de proteína, pelo que podemos incluí-los nas nossas refeições! Por vezes são uma ótima forma de conseguirmos fazer um almoço ou jantar rapidamente, sem dar trabalho nenhum 🙂 Mas além disso, podem também ser incluídos ao pequeno-almoço ou até nos nossos snacks durante o dia.  Eu cá, adoro começar o dia com ovos mexidos e costumo optar mais por isso, do que propriamente fazê-los nas refeições principais.

Será que alguma vez já experimentou fazer ovos escalfados, tentando então evitar o ovo estrelado, que acaba por ser mais rico em gordura?! Mas, hoje em dia também faço ovo estrelado sem adição de gordura. Sabem como? Numa frigideira anti-aderente bem quente, abro os ovos, coloco em lume brando e tapo com uma tampa de um tacho… deixo cozinhar e voilá, está pronto!

Ou seja, temos várias formas de consumir ovos de forma saudável:

  • Cozido: Sempre que cozo ovos, cozo vários para dar para vários dias e várias refeições
  • Escalfado: Normalmente coloco água na frigideira, deixo ferver e depois é só colocar o ovo e deixar cozinhar
  • Mexido: Não costumo utilizar gordura de adição (azeite), pois tenho frigideira anti-aderente e não pega
  • Estrelado sem gordura: Frigideira anti-aderente bem quente, abro os ovos, coloco em lume brando e tapo com uma tampa de um tacho… deixo cozinhar
  • Forno: Podem fazer também ovos no forno, tipo Egg Muffins (receita aqui) que pode servir tanto para refeições principais como para snacks e dá um jeitão… porque fazem bastante em pouco tempo.
  • Microondas: Quando há falta de tempo, também podem experimentar fazer os ovos no micro-ondas. Cá em casa é o que utilizamos quando temos pressa e o almoço é a correr. É só colocar os ovos num recipiente e levarem ao micro-ondas durante cerca de 1 minuto. Temperem ao vosso gosto. Podem ver aqui uma receita de omelete no microondas.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

, ,

DESCUBRA O QUE É QUE NÃO PODE FALTAR NO MEU DIA DE TRABALHO!

É importante termos hábitos semanais adquiridos de forma a mantermos uma alimentação saudável! Para mim, é fundamental que a MARMITA ande sempre comigo! Seja a marmita com os snacks ou os lanches, ou com o almoço… senão, fico toda desorganizada! Com as horas todas passadas fora de casa, é impossível não andar com a marmita atrás!

Acha que a sua vida profissional pode fazer com que a sua alimentação não seja saudável? Sim, há vários fatores que aumentam a probabilidade de cometer alguns erros diariamente, sejam as máquinas automáticas, o cafezinho da esquina, os almoços fora e, mais difícil que tudo, os alimentos que lhe oferecem no local de trabalho (principalmente naquela hora da tarde que já começa a ficar com fome).

O que acha de começar a fazer um esforço para que isso não aconteça? Planeie e escreva nos seus objetivos semanais “preparar os lanches à noite”; “fazer jantar em quantidade suficiente também para o dia seguinte” etc… pode crer que irá ajudar muito a resistir a determinadas tentações que de outra forma, não conseguirá resistir.

Mas por isso mesmo, tem de se proteger de tudo isso! Primeiro que tudo, nada de sair de casa sem tomar o pequeno-almoço! Programe as suas refeições e os seus horários de forma a que se torne um hábito e que não seja um sacrifício.

  • Pequeno-Almoço: Sai de casa sem tomar o pequeno-almoço porque não tem tempo para comer? Duas hipóteses: Ou acorda mais cedo para que consiga realizar esta refeição ou prepara de véspera. Além da produtividade ser menor quando não faz esta refeição, a probabilidade de passar no café ou ir à máquina automática é elevada. Há imensas hipóteses de pequenos-almoços, e pode ver algumas ideias aqui. Prepare de véspera, ajuda imenso no seu dia.
  • Almoço: Na hora de almoço, almoce! Nada de comer só uma sopinha. Se levar almoço de casa é o melhor: Sabe o que está a comer, que quantidades, e que tipo de confeção utilizou para o fazer. Se tiver de ir almoçar fora (cantina ou restaurante), tente fazer a melhor escolha. Deixe de lado os fritos e os molhos cheios de gordura. Quando vai a um centro comercial, tem imensas opções saudáveis. É o único colega que vai a esse tipo de restaurantes? Não se preocupe, é também o mais saudável 🙂 Pode ver algumas dicas para ter um almoço saudável, aqui.
  • Lanches: Faça lanches com intervalos de 3h. Não custa nada preparar as suas marmitas no dia anterior (já não precisa de se preocupar em não ter lanches, em ter de ir ao café e ter de fazer asneiras). Agora…o que comer? Tem algumas ideias aqui. Caso haja um dia em que o dia não correu como esperava, vá ao café e peça um pão escuro. Peça para colocarem queijo fresco.
  • Atividade física: Percebo perfeitamente que por vezes o tempo para fazer atividade física seja escasso… Está cansado porque trabalha muito, ou porque tem filhos para tomar conta? Se não tem horário para ir ao ginásio ou para ir correr, porque não fazer em casa? Existem vários tipos de exercícios que pode adaptar. E não se esqueça.. no trabalho aproveite para se levantar.. ir beber um copo de água… ou então colocar o seu lanche longe da secretária? Todas as estratégias contam e são importantes! E além disso, quando chega a casa, suba as escadas e não vá de elevador.

Eu comprei a BeFit Bag da Prozis que é uma lancheira que dá para levar tudo para o trabalho, dá imenso jeito! É esta, e caso gostem, podem utilizar o cupão POETENALINHA que tem 10% de desconto.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

 

 

 

 

 

 

 

, , ,

Estás mais gordinha, não estás? Estás mais magrinha, não estás?

Eu gostava de saber porque é que as pessoas se dão ao luxo de comentar o que nada… mas nada têm a ver com isso! Ora se uma pessoa está com mais peso, ora se uma pessoa está com menos peso… Qual é que é o objetivo das pessoas ao fazerem esses comentários? Será que não sabem que as próprias pessoas sabem disso?! Todos temos espelhos em casa… digo eu. Uma coisa são pessoas chegadas que nos querem alertar para determinada situação e com quem temos confiança para falar sobre determinados assuntos, outra coisa é toda a gente comentar… Para mim, pelo menos, é isso que me faz sentido. Se a minha irmã ou a minha mãe me quiserem alertar para alguma questão é uma coisa, agora de resto… ninguém tem de fazer comentários!  E esta publicação que estou a escrever nem é pelo que me dizem a mim, mas pelo que dizem às pessoas em que acompanho em consulta!

Todos temos de ter noção de que esses comentários podem afetar, e muito, a vida das pessoas! Porque pode parecer que não, mas as pessoas ficam a pensar nisso, e pode afetar negativamente toda a sua vida e auto-estima. Vamos deixar de comentar a vida das pessoas?! Deixar de comentar as opções que as pessoas fazem?! Vamos?! Se nós queremos ajudar as pessoas que estão à nossa volta a ser mais saudáveis, não é dessa forma, mas sim, incentivando a ter uma alimentação mais saudável e a praticar exercício físico.

Esse tipo de comentário só fomenta as pessoas que têm problemas com o seu corpo a ficarem com mais problemas, a se refugiarem na comida e a não conseguirem ultrapassar essas questões que influenciam e tanto, a sua vida! Por isso, em vez de comentários, tentem ajudar com atitudes… !

Por exemplo, em vez de dizerem que estão com mais peso, porque é que não incentivam a comer um prato de sopa sempre antes do prato principal? Se forem o exemplo, a pessoa pode querer seguir!

Qual é a vossa opinião?! Concordam?! Alguém sofre com esse tipo de comentários?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

3 truques para variar os legumes à refeição

Legumes sim, sempre a todas as refeições! Por vezes é uma das grandes dificuldades das pessoas, ter imaginação e perceber como é que podem fazer legumes variados e saborosos para todos os dias da semana. Não concordo que não hajam legumes à refeição só porque não temos imaginação para variar… uma vez que se fizermos arroz duas ou três vezes por semana, é na mesma o mesmo alimento, confecionado da mesma forma, e não variamos também. Temos de perceber que é fundamental acompanhar as nossas refeições com estes alimentos, seja de que forma for. Por isso mesmo, e para perceberem como é que eu faço aqui por casa:

  • COMPRAS: Quando vou ao supermercado compro sempre imensos legumes, variados, para me garantir a despensa cá em casa. Normalmente compro legumes perecíveis (alface, tomate, rúcula, agrião) e não perecíveis (cenoura, courgette, brócolos, couve-flor), para consumir os primeiros no início da semana, e depois ter garantido também o final da semana (porque ir às compras no final da semana é complicado). Ou seja, o primeiro passo, passa por comprar tudo para ter em casa, de forma a não faltar durante a semana. Além disso, compro sempre legumes congelados (

  • INVENTAR: Eu normalmente invento. Ou seja, abro o frigorífico, vejo o que tenho lá dentro e a partir daí faço os legumes… porquê? Porque nem sempre tenho tudo o que quero, ou seja, se não fizesse assim, acabava por não ter legumes, o que para mim não pode acontecer. Consoante o que tiver, lavo, corto e cozo, faço estufado ou salteado… não tem nada que saber. Claro que já houve algumas vezes em que não ficou tão bom como gostaria, mas não teve problema nenhum… comeu-se à mesma e aprendi que certas combinações não ficam tão saborosas (Ex: não gosto da courgette muito cozinhada porque fica muito mole, e não aprecio).

  • COMBINAÇÕES: Alterar apenas um alimento já faz com que os legumes fiquem diferentes… ou seja, se colocar couve-coração e pimento já é diferente de colocar couve-coração, pimento e cenoura… e é aí que está o segredo, pelo menos para mim. Porque alterando um alimento, ou temperando de forma diferente, já fica completamente diferente. Colocar ou não, cebola… também faz imensa diferença nos legumes! É por aí que também podem tentar variar, de forma a não se chatearem sempre com as mesmas combinações.

Que vos parece?!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Quando NINGUÉM tem de comentar o que TU comes

Uma coisa que me tira completamente do sério e me deixa ´possuída´! Porque é que as pessoas têm de comentar o que é que as outras comem?! Ou seja… porque é que eu querendo ter uma alimentação saudável, tenho de estar constantemente os outros a mandar bocas disto e daquilo?! ´Mas tu és magra podes comer´… ´És mesmo radical´… ´Vá lá é só hoje´… ´O quê, estás a comer isso?!`… Eu por acaso comento o que é que as pessoas têm vestido? Ou o que é que as pessoas fazem da vida delas?! No máximo comento dos meus mais próximos e mesmo assim…

Sabem o que eu vos digo?! A maioria das pessoas comenta porque tem de arranjar uma razão para não conseguir ter uma alimentação saudável! Ninguém tem de comentar as escolhas que eu faço e não tenho de dar satisfações a ninguém… se não dou aos meus pais, era só o que mais me faltava.

E pior que isso… é que as pessoas têm de perceber que esse tipo de comentários pode influenciar, e muito, a vida das pessoas que ouvem esses comentários, porque muitas vezes se perguntam se estarão bem ou não. Hoje em dia toda a gente comenta tudo, da forma que quer e bem entende… e não percebo porquê!

Além disso, ter uma alimentação saudável ESTÁ CERTO E DEVERIA SER FEITO POR TODOS! Adoro quando estou num jantar, como uma sobremesa, e as pessoas dizem ´Oh Maria… tu não devias comer isso´… porquê? Só me apetecia responder ´Secalhar sou a única que pode comer isto! Porque eu tenho um estilo de vida saudável diariamente e faço estas escolhas esporadicamente… já tu´…

Por isso, vocês que estão desse lado e que querem ter uma alimentação saudável, não liguem ao que os outros dizem… sabem porquê? Porque estamos certos! Temos é de nos motivar mutuamente a ter uma alimentação saudável, dar dicas e truques… claro que, com excepções, porque todos fazemos erros alimentares, e isso também faz parte de um estilo de vida saudável!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

Comece a semana a cumprir os seus objetivos

Costumam escrever os vossos objetivos? Por aqui normalmente escrevemos no início do ano, tanto os profissionais como os pessoais, mas por vezes, defini-los todas as semanas é o melhor! Acho que é uma forma de nos levar a pensar no que queremos manter, alterar ou melhorar para o próximo ano, bem como pensar e definir o que sempre quisemos fazer e nunca fazemos. Existem imensos objetivos que podemos definir, e quanto à alimentação o mesmo. Por vezes a entrada do ano novo leva-nos a querer perder peso, querer ter uma alimentação saudável, perder massa gorda, querer começar a praticar exercício etc… E a definição destes objetivos pode ajudar, e bastante.
O que acham de começarem a definir objetivos semanais? Quando tomamos a decisão de querer perder peso ou manter o peso, o pensamento principal deve ser… Querer ser mais saudável! Utilizam agenda? Outlook? Agenda do Telemóvel? Que tal escreverem os objetivos a que se propõem? De certeza que vos dará muito mais motivação para os cumprirem.
Posso-vos dizer que tinha como objetivo arranjar algum tipo de exercício físico sem ser a corrida. Experimentei o ginásio mas não gosto, por isso mesmo saí, e agora comecei no Crossfit. Além disso, um dos meus objetivos do ano passado era fazer a meia maratona e este ano quero tentar fazer a maratona. Por isso mesmo, vou tentar treinar para o fazer 🙂
Depois, é só irem riscando ou escrevendo se já o fizeram. Se precisam de lembretes constantemente, coloquem post its no computador, na secretária ou até ao pé da máquina de café ou da vossa marmita. Se arranjar estratégias que o ajudem, é bem mais fácil. O mais difícil é a mudança, depois de se habituar, é bem mais fácil.
Dependendo do trabalho e do vosso dia-a-dia, aqui ficam alguns exemplos:
  • Planear e definir refeições ao domingo (ir às compras sábado ou domingo)
  • Fazer atividade física 3x semana (No meu caso, correr 3x semana + 2x semana crossfit)
  • Beber pelo menos 5 copos de água por dia (beber um copo de água antes ou em cada refeição)
  • Tomar o pequeno-almoço sentado à mesa 3x por semana
  • Realizar uma refeição sem sal (adicione especiarias e ervas aromáticas)
  • Não comer manteiga pelo menos 1 dia na semana
  • Ir almoçar fora só 2x semana (levar a marmita nos restantes dias)
  • Comer mais devagar e demorar pelo menos 15 a 20 minutos a almoçar
  • Comer 2 peças de fruta por dia
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

8 ALIMENTOS QUE NÃO PODE TER EM CASA

Maltaaaa, para mim (claro que é a minha opinião pessoal), há certos alimentos que não devemos ter em casa! E porquê?! Primeiro que tudo, porque não são opções saudáveis para comer no nosso dia-a-dia e depois, porque temos de ter a plena noção de que, se eles lá estão, vamos acabar por comer! E aquela velha questão ´ah mas é para quando alguém for lá a casa…´, acho que é mais uma razão para termos esses alimentos em casa, em que nós acabamos por os comer, do que propriamente dar aos nossos convidados. Como eu digo muitas vezes, acho que não devemos abrir precedentes em casa, porque senão é muito fácil tornar-se um hábito e não a exceção! Por isso mesmo, os alimentos que acho que não devemos ter em casa:

  • Batatas-fritas: Se há um dia em que chegam tarde a casa, já sei que é muito mais fácil abrir um pacote de batatas-fritas do que fazer um arroz (que na verdade só demora 10 minutos a fazer). Por isso mesmo, e de forma a evitá-lo, considero que este tipo de alimentos tem de ficar na prateleira do supermercado! Além disso, é um alimento que não deve fazer parte do nosso dia-a-dia, e por isso, não deve fazer parte da nossa dispensa. Agora claro, se vão amigos aí a casa ou se vão ver um jogo de futebol, a conversa será outra… pois uma vez, não são vezes!
  • Bolachas ou bolachinhas: Para mim, as bolachas não nos fazem falta. As que recomendo são as bolachas de arroz ou milho, bolachas marinheiras ou tortilhas de quinoa. E porquê? Porque acho que existem alimentos muito mais interessantes para incluirmos na nossa alimentação. A maioria das bolachas sabem bem, têm açúcar, são crocantes… e é difícil parar de comer! Num dia stressante, em que queremos ´relaxar´ é muito fácil ir buscar bolachas e comer logo um pacote. Eu cá em casa só tenho as bolachas que referi em cima, e apesar de muitas pessoas referirem que não são tão saborosas, é uma questão de ´inventarem´. Se colocarem manteiga de amendoim por cima, já fica totalmente diferente e saboroso!
  • Gelados: Por exemplo, a minha maior perdição, ou das maiores, são gelados. Caso tivesse gelados em casa, sei bem que num dia em que estivesse mais cansada ou me apetecesse um doce, lá ia ao congelador e pegava num gelado. Tenho plena noção disso, e é importante que nos conheçamos. Por isso mesmo, não tenho gelados em casa. Até porque, como todos os outros alimentos que falei, não deve fazer parte do nosso dia-a-dia. Mesmo que sejam os gelados mini, ficam no supermercado. Quando quisermos um gelado, pegamos em nós e vamos comer um gelado, mais simples não há.
  • Massa folhada/quebrada: ´Vou levar uma massa folhada para casa para quando tiver que fazer uma tarte assim num instante´… pensamento errado! E porquê? Porque vai servir para fazerem uma tarte em casa, sem ser em dia de festa.. para despachar um jantar ou um almoço. E esse tipo de alimentos, porque não evitá-los? Não nos fazem falta nenhuma. Além disso, há imensas formas de fazerem quiches em casa, sem esse tipo de massas, e podem ver aqui algumas receitas: QUICHE LOW CARB DE COGUMELOS E TOMATE CHERRY; QUICHE DE COGUMELOS E CENOURA; QUICHE DE COGUMELOS E QUEIJO FETA
  • Natas: O mesmo que os outros alimentos. Por mais que queiram ter só um pacote em casa para uma ocasião em que for preciso, é bem mais provável que utilizem durante a semana para despacharem uma refeição em família do que para outra coisa. Por isso, nada disso! 
  • Refrigerantes ou sumos: Malta, nada disso! ´Para jantares´, desculpem mas não! Temos é de beber água diariamente e deixar estes alimentos de lado. No máximo, façam sumos naturais em casa. 
  • Pizzas congeladas: Para safar um jantar ou um almoço?! Não! Podem bem safar essas refeições com ovos ou atum, e não precisam de refeições congeladas! Se querem ter alimentos congelados, optem por carne ou peixe, e que possam cozinhar num instante… como hambúrgueres, bifes, pescada, salmão…! 
  • Barras de cereais: Para mim, devem ser feitas em casa e podem ver aqui algumas receitas. E porquê? A maioria destas barras estão carregadas de açúcar e/ou gordura, e não devem fazer parte do nosso dia-a-dia. Ou seja, deve ser esporádico. As que eu tenho em casa são estas, da prozis, para quando me dá a ´parvoíce´. Mas não, para servir de lanches ou de pequenos-almoços. Utilizo muito para quando vou de viagem por exemplo (caso gostem, com o cupão POETENALINHA têm 10% de desconto nas compras online)

Espero que tenham gostado!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

4 estratégias para o ajudar a perder peso para SEMPRE

Nesta época de verão acentua-se para muita gente a preocupação com a perda de peso! Há passos fundamentais que podemos começar a aplicar desde já e que não são difíceis, e que podem ser mantidos durante todo o dia, e também nas férias! Para quem me segue, já sabem o meu lema, estilo de vida saudável e não dietas!

Diminua as quantidades: Tente reduzir a quantidade de comida que coloca no prato. Não, não é para ficar com fome. Mas se costuma repetir, não repita. Inclua uma boa salada ou uma boa quantidade de legumes a acompanhar a refeição. Além disso, sempre uma sopa antes do prato principal. Normalmente, não comendo sopa, comemos sempre mais do prato principal.

Reduza a quantidade de gordura nas refeições: Nada de queijinhos ao almoço ou ao jantar. Opte por azeite, vinagre e ervas aromáticas para temperar as suas refeições e saladas. Deixe os molhos de lado e não coloque no seu prato. Muitas vezes são esses pormenores que fazem uma grande diferença, e nós nem nos apercebemos porquê!

Escreva os seus erros: Se tiver uma folha para escrever os seus erros a vermelho, sempre que for escrever mais um vai perceber os erros alimentares que tem feito. Pode ser uma forma de perceber o que precisa de alterar, muitas vezes sem se aperceber no dia-a-dia 🙂

Dê valor aos resultados: Diferenças na balança ou na roupa que já está mais larga são sinais positivos. Motive-se! Não desanime quando numa semana correr menos bem! Porque não se esqueça que além de perder peso, ter um estilo de vida saudável é sim, o mais importante! Desistir não nos leva a lado nenhum!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

5 atitudes que estragam a dieta sem se aperceber

Pois é malta… há várias atitudes que temos diariamente e que acabam por nos estragar a dieta sem nós nos apercebermos! E por isso mesmo, hoje vou falar sobre isso! Que temas gostavam que abordasse por aqui? Deixem em comentário!

Ter uma alimentação ou querer perder peso não tem de ser um sacrifício e deve fazer parte do nosso dia-a-dia, ou seja, deve fazer-nos sentido e devemos querer que faça parte dos nossos dias (e não porque alguém vos disse por apenas por querer perder peso). Até porque, se uma pessoa quiser aumentar de peso deve também fazê-lo tendo em conta uma alimentação saudável e não desatar a comer alimentos ditos não saudáveis (pizzas, croassaints, bolos, bolachas). Por isso mesmo, algumas das atitudes que eu considero que muitas vezes estragam a dieta e que muitas vezes não é perceptível por vocês:

  • Fim-de-semana: Quando chegamos ao fim-de-semana queremos descansar e relaxar… até aí tudo bem e concordo plenamente! O que já não concordo é quando associamos o fim-de-semana a erros alimentares obrigatoriamente… ou seja, quando achamos que devemos fazer erros ao sábado e ao domingo porque queremos relaxar. E porque é que não concordo?! Porque acho que tem de nos fazer sentido a alimentação pela qual optamos durante a semana e por isso mesmo, mantê-la no fim-de-semana (claro que, até poderão existir alguns erros alimentares consoante os eventos que tivermos). Muitas vezes há quem comece o fim-de-semana a ir tomar o pequeno-almoço à pastelaria, depois passe pela sobremesa do almoço no restaurante, um gelado à tarde e depois as entradas do jantar… isso sim, acaba por ser exagerado e podemos tentar controlar. Se quiserem ler a minha publicação sobre ´porque é que engordo sempre ao fim-de-semana´, leiam aqui.

  • Almoçar/Jantar fora: Muitos de nós associam a ida ao restaurante com um erro alimentar… e não percebo porquê. Eu quando vou comer fora ou é porque não tenho almoço, ou é em em jantares sociais, ou para estar com os meus amigos ou apenas porque me apetece. Ou seja, e na minha opinião, se vou jantar com os meus amigos, vou porque quero estar com eles, conviver e aproveitar o momento… não tenho de obrigatoriamente fazer um erro alimentar para ´relaxar´. E acho que muitas vezes é isso que acontece! Agora imaginem que têm três jantares durante a semana e um almoço… se chegarem ao fim da semana e contabilizarem os dias em que ´pisaram o risco´, vão ser bastantes. Erros alimentares todos nós fazemos (e não acredito que não), mas como eu costumo dizer, devem valer  pena e não apenas porque sim, ou porque vamos ao restaurante. A ida ao restaurante não tem de ser uma razão ou desculpa para comer mal, até porque as escolhas que fazemos dependem só e apenas, de nós mesmos.

  • Jantar em nossa casa: Termos um jantar em casa não é, na minha opinião, uma razão para fazermos as ditas asneiras. Não é por ir gente a nossa casa que temos de fazer chouriço, pão com queijo, batatas-fritas ou sobremesas… pelo menos cá em nossa casa, não o é! Não é por não fazermos esse tipo de alimentos que os convidados ficam com fome ou mal servidos… Por exemplo, na maioria das vezes eu ofereço sempre sopa de legumes, costumo ter pão escuro, queijo fresco, requeijão… depois tenho a refeição principal e como sobremesa sirvo fruta fresca ou salada de frutas. Porque é que tenho de ter um bolo?! Para mim não faz sentido. Claro que, estou a falar de ias normais em que quero fazer um jantar cá em casa, e não de um aniversário ou de um dia em que me faça sentido fazer uma sobremesa. Até porque, para alguém que queira perder peso, por mais que pense ´vou só fazer para eles´, tal não vai acontecer… e até porque se torna difícil uma vez que todos comem! Podem ver aqui uma publicação com ideias de entradas, e aqui dicas para manter a vida social durante a dieta.

  • Porque chove ou porque faz sol: Como sabem, para mim a prática de exercício físico é fundamental a um estilo de vida saudável. Mas, acho que muitos de nós acabamos sempre por arranjar desculpas para não o fazer… ou é porque chove, ou é porque faz frio, ou é porque está muito calor… com isto eu não quero dizer que não devemos adaptar os horários do exercício consoante o tempo que está, pois ir correr debaixo de 40ºC não é o mais apropriado, mas sim, definir na agenda os dias e os horários de forma a conseguirmos manter uma vida ativa. Se está a chover, comprar um impermeável… se está calor, deixar para de manhã ou para o fim-da-tarde… tentar sempre ir adaptando. Podem ver esta publicação em que falo sobre a questão de pensarmos positivo quando começamos a praticar exercício físico.

  • É diet, light, sem glúten ou sem lactose: Pessoal, toca a ser críticos, e a analisar os rótulos dos alimentos. Vamos ver uma coisa… lá porque um pacote de bolachas é sem glúten (e vocês se lembraram que só comem bolachas sem glúten), não é sinónimo de ser saudável. Muito menos, de ser baixo em calorias ou não ter gordura ou açúcar! Aliás, muitos desses produtos não interessam minimamente incluir na nossa alimentação (tal como os outros). A maioria destes alimentos estão carregados de gordura ou açúcar, e por isso mesmo, não vos ajuda nada a perder peso.. já para não falar que não são minimamente interessantes a nível nutricional.

Espero que tenham gostado e que comentem!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha