,

3 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NAS CRIANÇAS

Sabia que Portugal apresenta uma das taxas mais elevadas de excesso de peso nas crianças da Europa? Existe uma elevada prevalência de comportamentos que não promovem o controlo de peso nas crianças. Não podemos continuar com certas frases como “se não comeres tudo não tens sobremesa” ou “se te portares bem nas compras dou-te gomas”.

Apesar de as crianças estarem expostas a anúncios de fast-food e a bebidas açucaradas não podemos continuar a dar-lhes esse tipo de alimentos. Mas também não podemos proibir! A palavra chave é mesmo EQUILIBRAR! A probabilidade de se tornarem adultos obesos aumenta! Além disso é importante não esquecer que por vezes as crianças com excesso de peso são alvo de discriminação, pelo que é fundamental a sua prevenção.

Dicas:

  • Não insista para que a criança acabe a comida que tem no prato: Mas claro, com conta peso e medida! Se não tiver comido nada, claro que tem de se alimentar! No entanto, é importante perceber se a quantidade está adequada porque por vezes pode não querer acabar a comida por ser em exagero.
  • Não utilize a comida como castigo ou prémio! “Se não comeres tudo não tens sobremesa” ou “se te portares bem nas compras dou-te gomas”. As crianças não podem ver uma alimentação saudável como um prémio.
  • Equilibre! Não proíba nem exagere. Se existe uma festa na escola onde todas as crianças vão comer uma fatia de bolo, deixe o seu filho participar. No entanto, não pode ser todos os dias! Se há uma festa de aniversário e no dia seguinte vão almoçar fora, não há razão para beber o ice tea ou comer a sobremesa…. é importante que existam regras!

Vou deixar aqui mais algumas publicações que podem interessar:

É fundamental que as crianças consumam este tipo de alimentos e tem mesmo de fazer com que elas o incluam na sua alimentação, muito deste trabalho tem de ser feito por si.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

3 truques para fazer panquecas para as crianças

São uma ótima forma de as crianças começarem o dia, de fazerem um lanche diferente. Super fáceis de fazer, não demora tempo nenhum e o importante é saberem que todas as receitas são versáteis. Já pensaram que pode ser um lanche para mandar para a escola? É só colocar numa marmita ou num saco ´zip´para ser de mais fácil transporte.
Normalmente utilizo sempre farinha de aveia ou flocos de aveia para a base, mas podem alterar consoante o vosso gosto e dos mais pequenos aí de casa!
  • Consistência cremosa: É importante que a consistência não fique líquida, senão as panquecas vão colar à frigideira e não vai dar para virar. Normalmente digo, e por comparação, que o preparado tem de ficar como se fosse um iogurte depois de mexido/batido.
  • Com sabor: Se juntar apenas os flocos ou farinha de aveia com água e ovo, o sabor das próprias panquecas não fica nada de especial. Quando fizerem assim, as crianças poderão acompanhar com um iogurte e uma peça de fruta por exemplo.  Se pelo contrário, querem dar um sabor mais adocicado às panquecas, adicionem uma fruta doce, como 1/2 banana, laranja ou maçã no próprio preparado.
  • Textura das próprias panquecas: Podem utilizar fermento para ficar com panquecas mais fofas, as quais aguentam mais tempo no frigorífico sem ficarem duras. No entanto, se não quiserem utilizar podem colocar mais massa para ficarem mais altas.
Na realidade,  utilizo quase sempre a mesma base: Farinha de aveia/flocos de aveia (3 colheres de sopa) + 1 ovo + 100 ml de água/bebida vegetal/leite magro + sementes de girassol/linhaça. Depois adiciono fruta ao meu gosto ou até cacau ou farinha de alfarroba.
Além disso, e como muitas vezes o grande desafio é o sabor e a ´falta de doce´, podemos sempre adoçar com mel, fruta, stevia, tâmaras… substituindo por isso o açúcar refinado. Além disso, e para dias em que queremos um sabor diferente, a aveia instantânea com sabores poderá também ser uma opção (chocolate, baunilha etc… ). Aconselho sempre a aveia mais ao natural, mas por vezes as com sabor também podem ajudar a variar e a que as crianças gostem. Podem ver várias ideias aqui. Se usarem o cupão poetenalinha têm 10% de desconto em todas as compras (o cupão é colocado no checkout das compras online).
Façam panquecas em grande quantidade, que dá para imensos dias. O objetivo não será andarem a fazer panquecas todos os dias (têm mais que fazer:)), mas podem ficar no frigorífico e depois podem até aquecer no microondas e irem comendo ao longo da semana.
  • Se quiserem ter acesso a várias receitas de panquecas, vejam aqui.
  • Dicas para aplicar no pequeno-almoço do seu filho, aqui.
  • Dicas para ajudar as crianças a gostar de sopa, aqui.
  • Dicas para escolhas saudáveis quando vai ao restaurante com as crianças, aqui.
  • Dicas para escolhas saudáveis quando vai pastelaria com as crianças, aqui.
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

3 dicas a aplicar no pequeno-almoço do seu filho

Hoje é dia de falarmos dos mais pequenos aí de casa. Todas as refeições são importantes, e o pequeno-almoço não fica atrás! E sinceramente, há regras que eu acho que tem de existir em casa, para todos!

  • Não sair de casa sem tomar o pequeno-almoço: Bem sei que muitas crianças não querem comer logo de manhã, mas podemos sempre tentar arranjar estratégias para se habituarem a comer. No início nem que seja apenas 1/2 iogurte… passado uma semana, 1 iogurte… e por aí em diante. Além disso, se se sentar também a comer, a criança vê o seu exemplo.
  • Nada de doces. Como devem imaginar, começar o dia com doces ou guloseimas não é de todo saudável para as crianças. Precisam de uma refeição de manhã que lhes dê energia e não alimentos altamente calóricos. Se precisam de ideias para o pequeno-almoço, vejam esta publicação.  Desculpem a minha forma direta de escrever isto, mas vamos deixar a conversa ´ai coitadinho ele gosta´, de lado! Porque eles só gostam do que nós lhes damos! E na verdade, temos de ter em atenção a saúde das crianças, e não o nosso comodismo! Toca a deixar de lado estes alimentos:

– Cereais com chocolate, com caramelo…Se precisa de dicas para escolher os cereais no supermercado, veja esta publicação.

– Leite achocolatado ou com sabor

– Iogurtes com pedaços (se quiserem adicionam a fruta em casa)

– Iogurtes com nesquik ou com outro tipo de cereal

– Donuts
– Croassaints
– Pão de Deus
– Pão de leite
– Bolachas maria/torrada ou de chocolate
  • Seja o exemplo: Como sabem, os pais são os exemplos para os seus filhos. Ou seja, não faz sentido estar a obrigar uma criança a tomar o pequeno-almoço ou a comer pão em vez de doces, se são os únicos a fazê-lo. Não há distinção, todos têm de tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa. Sei que as manhãs devem ser a correr, mas é fundamental que a criança o veja a tomar o pequeno-almoço e ver que o acompanha.

Se quer ver mais dicas para a alimentação infantil, pode ver aqui todas as publicações relacionadas com o tema.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

,

4 dicas para escolhas saudáveis na pastelaria com crianças

Vamos lá falar sobre ir ao café ou à pastelaria com crianças lanchar. Pois bem, acontece muitas vezes passar pelo café depois de os ir buscar à escola? Talvez não seja as opções mais corretas que faz! Ainda no outro dia estava numa esplanada e só via crianças a irem comprar bolos e sumos para comer depois de sair da escola (e sim, estavam acompanhadas de adultos).

Tal como não pode fazer sentido aos adultos comer um bolo a meio da tarde, muito menos às crianças! ar de nos fazer sentido. São alimentos altamente calóricos, cheios de gordura e de açúcar, que não nos trazem qualquer tipo de benefício. Claro que dias não são dias, e não estou a falar de dias festivos, de festas de aniversário ou de casamentos. Lá porque os mais pequenos gostam deste tipo de alimentos, é importante que perceba que este tipo de alimentos só lhes faz mal!   Agora vejamos a tabela seguinte:

Como podem ver, todos os bolos e doces de pastelaria têm um valor energético muito elevado, bem como de gordura e de hidratos de carbono. Além disso, já repararam na quantidade de açúcar que cada um deles tem por 100g? E se pensarem bem, para um bolo destes pesar 100g não é preciso muito… Aliás, é bem capaz que cada um deles pese até mais de 100g. Agora pensem, que as crianças ao comerem um bolo destes, comem logo 400Kcal assim de uma vez só… Sem falar dos malefícios do açúcar e da gordura saturada. É fundamental que pensam na saúde dos mais pequenos!

Por vezes se os mais pequenos não lancharam ou se ainda têm uma atividade depois das aulas e se esqueceram de lhes levar alguma coisa para eles comerem, podem passar no café… mas então qual é a solução? Pedir um pão no café, mesmo que seja do tipo `branco`. Apesar de não ser do tipo de pão que aconselho (o pão de centeio tem mais fibra, menos açúcar e menos hidratos de carbono como podem ver), é muito melhor do que lanchar um bolo. Normalmente os cafés têm sempre pão, não arranjem desculpas!
 Assim, e quatro dicas para lanchar fora:
  • Escolher o café onde vai, de acordo com o menu existente. Hoje em dia já existem bastantes cafés que têm para nos oferecer opções um pouco mais saudáveis;
  • Preferir sempre pão quando comparado a bolos ou sobremesas;
  • Escolha fiambre de aves ou queijo fresco caso esteja disponível;
  • Deixe os sumos de lado, mesmo os ditos ´light´. Opte por um chá, iogurte ou leite branco. No máximo, opte por um sumo natural sem açúcar.
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

3 dicas para conseguir que o seu filho tenha uma alimentação saudável

Ora pois bem… Uma das coisas que oiço muito em consulta é…: Relativamente a uma alimentação não saudável: “mas eles gostam”, e relativamente a uma alimentação saudável: “mas eles não gostam. Primeiro que tudo, e sendo apenas a minha opinião pessoal, eles só “gostam” se estiverem habituados a determinado tipo de alimentos, pois se nunca experimentarem, nem sabem o que é. Eu, por exemplo, não me lembro de alguma vez ter experimentado um leite com chocolate…. Dica: Esse tipo de alimentos ficam nas prateleiras do supermercado.

Como devem compreender, os pais são os exemplos para os seus filhos. Ou seja, não faz sentido estar a obrigar uma criança a comer sopa e legumes à refeição se são os únicos a fazê-lo. Este tipo de alimentos são fundamentais no dia alimentar das crianças, como dos adultos. Aqui não há distinção. Dica: Todos em casa têm de comer sopa antes de todas as refeições, bem como acompanhar o prato sempre com legumes ou saladas.

Eu sei que pegar num pacotinho de bolachas maria é super super fácil (e eles gostam), mas realmente, se souberem que lhes estão a dar uma bomba de açúcar, continuam a dar? Há imensas formas de conseguirmos arranjar lanches fáceis e práticos para levar para a escola, sem ser esse tipo de alimentos industrializados e que só lhes criam dependências. Dica: Sentem-se 15 minutos a pensar de que forma conseguem preparar lanches saudáveis para os vossos filhos. O hábito cria rotina!

Podem crer que esta publicação não tem como objetivo dar-vos mais trabalho no que diz respeito à alimentação dos vossos filhos. Eu sei que cada vez se trabalha mais horas, se tem menos tempo, e menos paciência. No entanto, é a saúde dos vossos filhos que está em risco, e com isso é que temos de nos preocupar. Há pouco tempo ouvi uma afirmação sobre a questão de os filhos pedirem bolachas, donuts, croassaints…a qual me fez todo o sentido “Se o seu filho lhe pedir uma cerveja, dá-lhe?”

Além disso, e faço questão de dizer, que não sou nada fundamentalista e radical, pelo que, como nós, existem dias e dias e as crianças também podem cometer alguns erros alimentares, desde que equilibrados. Existem festas de aniversário, jantares em casa com família etc… pelo que nesses eventos há maior probabilidade de existirem alimentos menos saudáveis.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

8 LANCHES SAUDÁVEIS PARA CRIANÇAS

Vamos lá pensar na lancheira dos mais pequeninos, um assunto muito importante e que às vezes não é muito falado.

É fundamental que tal como nós, os nossos filhos tenham um dia alimentar saudável e por isso mesmo, levarem snacks que os permitam ter um dia de escola cheios de energia para todas as atividades. Além de prevenir o excesso de peso e obesidade, permitem melhorar a sua concentração escolar, a sua boa disposição e o controlo do apetite ao longo do dia. Muitas vezes as dúvidas dos pais prendem-se com a facilidade em conseguir transportar esses lanches.

  • Tenha atenção ao tipo de lancheira para o seu filho: Arranje uma lancheira térmica para que consiga manter a temperatura dos alimentos e uma lancheira gira e ao gosto do seu filho.

Deixe de lado batatas-fritas, bolicaos, bolachas maria ou torradas, leite de chocolate, sumos e refrigerantes!! Esse tipo de alimentos são altamente calóricos e não trazem nada de benéfico à saúde do seu filho. São práticos? Não dão trabalho a preparar? Não há razão para este tipo de alimentos estar presente em vossa casa e fazer parte do dia-a-dia dos vossos filhos.

Há mais exemplos:

  • Fruta fresca (maçã, pêra, banana, laranja)
  • Snack Fruut (Fruta desidratada). Há vários sabores, é só saber qual o seu filho prefere.
  • Lacticíneos (leite simples, iogurtes naturais ou de aromas)
  • Pão escuro (centeio, integral, de sementes)
  • Flocos de aveia
  • Frutos secos: nozes, amêndoas (pode mandar dentro de uma marmita ou em papel de prata. Mas claro, opte sempre pelos frutos secos sem sal)
  • Bolachas de arroz ou milho
  • Palitos de cenoura ou tomate cherry

Alguns exemplos de combinações:

  • 1 iogurte líquido de aromas ou natural + 1 peça de fruta
  • Pão escuro com 1 fatia de fiambre de peru + 1 peça de fruta
  • 1 pacote de Fruut + 1 iogurte sólido de aromas
  • Amêndoas + 1 iogurte líquido de aromas
  • Tomates cherry + queijo fresco
  • Cenouras
  • Gelatina 0% açúcar + 1 iogurte natural
  • Papas de aveia
  • 1 pacote de bolachas de milho + 1 babybell

Tenha sempre em consideração a existência de:

  • Cereais (pão escuro, cereais)
  • Lactícinios (leite, iogurte, queijo)
  • Fruta

Pegar num pacote de bolachas e num sumo demora o mesmo que pegar num iogurte e colocar flocos de aveia dentro de uma marmita. Pode mandar os lanches em marmitas ou em frascos, tudo preparado de casa.

Claro que é importante ter em conta a faixa etária da criança e as suas necessidaes individuais, sendo as combinações indicadas meramente alguns exemplos. Se tiver dúvidas da constituição dos lanches que deve mandar, é importante que consulte um profissional de nutrição.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

6 hábitos alimentares a incluir no dia-a-dia da mãe no pós-parto

Após o parto, a mãe dedica muito tempo à amamentação. É importante que nesta fase exista, tal como sempre, uma alimentação equilibrada, variada e completa. Por vezes existe a preocupação da mãe em perder o peso que ganhou durante a gravidez, mas esta perda de peso tem de ser sustentada e devagar.

  • Exagere nos legumes da refeição, não custa nada e torna as suas refeições muito mais saudáveis. Não obrigatoriamente legumes cozidos, mas sim de legumes estufados, na wok ou até salteados (com pouco azeite)
  • Prefira cereais integrais: Deixe o pão branco na prateleira do supermercado. Não pense em trazer “apenas um”, que está mesmo quentinho, para aquele dia. Opte por pão de sementes, integral ou escuro. Além disso, deixe o pão de lado às refeições principais.
  • Tem de comer fruta durante o dia. Pode optar por 2 peças de fruta entre as refeições, deixando-as de lado à refeição. Se está farta de fruta fresca, porque não cozer umas maçãs ou assar umas peras? A canela como topping dá-lhe um aroma e um sabor ótimo, colmatando também a vontade do doce muitas vezes presente.
  • Integre gorduras `boas`no seu dia-a-dia: Nozes, amêndoas, cajus, abacate são alguns exemplos. Pode comer por exemplo no lanche da manhã ou da tarde.
  • Beba água. Se não lhe apetece , opte por chás ou infusões (mas claro, sem açúcar). Tem mesmo de fazer um esforço para beber líquidos. Se se esquece, comece por beber um copo de água/chá sempre antes e depois de cada refeição.
  • Assim que estiver recuperada e com autorização do seu médico, organize-se e pense numa atividade física que gostasse de fazer. Caminhadas pode ser o início.. Não gosta de caminhada? Inscreva-se na natação. Não gosta de natação? Compre uma bicicleta e aproveite para dar umas pedaladas enquanto vê televisão. Há sempre opções.

A alimentação da mãe é fundamental também para a nutrição do bébé, pelo que se quiser perder peso, o importante é comer alimentos que lhe façam bem, e deixar de lado alimentos altamente calóricos e que não fazem bem a ninguém.

Não se esqueça que, ter uma alimentação saudável é:

  • Comer bem!!!
  • Comer todos os alimentos de forma adequada e equilibrada: Dependendo dos nossos gostos e de alguma patologia que possamos ter, podemos comer pão, cereais, lacticíneos, fruta, arroz/massa/batata, peixe/carne assada/guisada/estufada/cozida/grelhada, legumes ou saladas, frutos secos, ovos…
  • Comer frequentemente, de acordo com o nosso dia-a-dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e se necessário, ceia);
    Incluir sopa ao almoço e ao jantar (o que é que custa? Não arranjem desculpas para não comer este alimento, ou é porque está calor ou é porque ficam cheios e já não conseguem comer o segundo prato…). Irá ajudar-nos a manter a saciedade ao longo do dia. Mas, se um dia não lhe apetecer, não tem de comer!
  • Deixar de lado alimentos processados, como bolos de pastelaria, bolachas, donuts, bolicaos etc…Podem crer que isso sim, pode ficar de lado, e para sempre! Pois não faz falta nenhuma! Não comer pão e depois comer bolos?!? Não!
  • Reduzir a quantidade de gordura que utilizamos para fazer as nossas refeições;
  • Não comer pão à refeição. E porquê? Porque já comemos ou arroz, ou massa, ou batata-doce, ou grão ou feijão… Que tal deixarmos para os intervalos das refeições?
Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.
Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, ,

3 hábitos a incluir no dia alimentar do seu filho

Tal como para nós adultos, ter uma alimentação saudável é fundamental para as crianças! Não quero dizer que mais importante, mas talvez com uma atenção especial. As crianças são o nosso futuro, a geração seguinte. Todos os hábitos alimentares, desde a infância, vão influenciar a sua vida. Aliás, e de referir, que a alimentação das mãmãs já na própria gravidez, inlfuenciam os comportamentos alimentares dos seus filhos.

E aproveito para referir “Se o seu filho gosta de leite achocolatado, só gosta porque já experimentou”. Este é um tipo de alimento que não faz qualquer tipo de falta às crianças, não falando de bolachas, bolos de pastelaria etc. Há certos alimentos que não precisam de entrar em casa e assim, de certeza que as crianças não se habituam a eles.

Algumas dicas:

    • Não sair de casa sem comer: Bem sei que muitas crianças não querem comer logo de manhã, mas podemos sempre tentar arranjar estratégias para se habituarem a comer. No início nem que seja apenas 1/2 iogurte… passado uma semana, 1 iogurte… e por aí em diante. Além disso, se se sentar também a comer, a criança vê o seu exemplo.
    • Lanches na escola: Não mande donuts, bolos de pastelaria, leite com chocolate, bolicaos… Se os coleguinhas dos seus filhos levam isso para a escola, eles é que estão mal. Ou seja, não promova esse tipo de alimentos no dia-a-dia do seu filho. Agora claro, se um dia houver uma festinha na escola, claro que o seu filho tem de participar e festejar. Esses alimentos ficam então para esse dia. Sumos? Refrigerantes? Ficam na prateleira do supermercado. Envie para a escola apenas água, iogurtes, leite ou bebidas vegetais. Se precisa de ideias para os lanches dos seus filhos, veja esta publicação.
    • Sopa, sempre! Não há razão para não existir sopa antes das refeições. A criança tem de ser habituada desde pequena a fazê-lo. Faça sopas diferentes, com aromas, diversos sabores e coloridas. Além disso, dê o exemplo!

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook e Instagram 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

,

5 ideias de pequenos-almoços para as crianças

Todos nós temos e devemos tomar o pequeno-almoço antes de sair de casa, bem como as crianças. Por vezes pode não lhes apetecer, podem fazer birra ou dizer que não têm fome. Mas, não os deixem sair de casa sem nada no estomago. É como eu digo, nem que bebam só um iogurte ou um copo de leite, nem que comam só 1/2 pão…ou seja, devagarinho, sem pressões.

Primeiro que tudo, aqui ficam os alimentos que é para começarem a deixar de lado e não darem aos vossos filhos:

    • Cereais com chocolate, com caramelo…
    • Leite achocolatado ou com sabor
    • Iogurtes com pedaços (se quiserem adicionam a fruta em casa)
    • Iogurtes com nesquik ou com outro tipo de cereal
    • Donuts
    • Croassaints
    • Pão de deus
    • Pão de leite
    • Bolachas maria ou torrada

Gostavam de variar o pequeno-almoço dos vossos filhos? Há várias ideias possíveis e deixo-vos aqui algumas. Como digo sempre, não é para vos dar trabalho, é sim para vos ajudar! Além disso, com organização conseguem preparar este tipo de pequenos-almoços.

Cereais (flocos de aveia ou corn flakes) + iogurte natural ou de aromas + 1 peça de fruta

IMG_6072 (1).JPG

Papas de aveia

(podem confecionar com banana para que fique doce.

Muitas vezes pode ser um fator para as crianças não gostarem)

papas de aveia com clementina_Põe-te na linha.jpg

Pão de sementes com fiambre de aves + 1 peça de fruta

IMG_8504.JPG

Ovos mexidos + 1 peça de fruta + 1 fatia de pão integral

IMG_5937.JPG

Panquecas de alfarroba (Receita aqui)

(como a alfarroba tem um sabor achocolatado, é mais fácil que as crianças gostem 🙂 )

Panquecas de alfarroba.jpg

 

Conheçam EZPZ Portugal, com a missão de melhorar a vida de todos os pais,  transformando as refeições em momentos de diversão! São tabuleiros super práticos e que ajudam também as crianças a observar os diferentes alimentos. É um tabuleiro que não se desprende da mesa, pelo que dá imenso jeito para as crianças fazerem a sua refeição. Deixo aqui algumas fotografias para verem:

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

2 dicas a aplicar quando vai ao restaurante com crianças

Dia de Põe-te na linha ´kids´:) Deixo-vos um desafio: Escrevam em comentário desta publicação que temas gostariam de ver abordados, o que acham?

É importante que existam alguns hábitos alimentares no dia-a-dia do seu filho/sobrinho/neto e tudo isso começa através de incentivarmos a família a fazer a mesma coisa!
Escolher o local das refeições:
  • Talvez mais ao fim-de-semana apeteça fazer uma refeição fora de casa e acabar por ir ao restaurante. No entanto, é fundamental fazer uma escolha acertada, ou seja, ir a um restaurante que tenha uma ementa que permita manter uma alimentação saudável.
  • Não faz sentido ir a uma pizzaria se não á a refeição mais adequada para as crianças. Não vamos a uma pizzaria para pedir uma salada para as crianças. O compromisso tem de ser familiar!
  • Mas claro que, desde que consciente, as crianças também comem alimentos ´menos bons´, mas o importante é que ajam escolhas. Se definem que a criança come batatas fritas, já não come sobremesa! O mesmo para os pais e para o resto da família.

Cuidado com as quantidades:
  • Antes de mais atenção ao tamanho dos pratos e dos copos que são colocados à mesa, pois influencia a quantidade de comida que ingerimos.
  • Começar as refeições sempre com sopa! Não há razão para as crianças não comerem sopa antes do prato principal, não necessitando de repetir o prato. Além disso, os lanches que as crianças realizam durante o dia influencia também a fome na hora das refeições, sendo por isso fundamental que estas refeições estejam definidas e controladas. Precisam de ideias para os lanches, vejam aqui.

Mais algumas dicas importantes:

  • Assim que chegar, peça uma sopa para todos;
  • Recuse o pão, as azeitonas e os queijos da entrada. Aproveitem para comer a sopa enquanto espera pela refeição. No máximo, um queijo fresco;
  • Peça para colocar uma maior quantidade de hortícolas ou salada, e reduzir um pouco no arroz/massa/batata. Normalmente tenho sempre de pedir uma salada à parte porque a quantidade que servem acaba por ser pouca.
  • Faça escolhas: Se apetece mesmo mesmo as entradas, tente optar por um prato mais saudável. Caso apeteçam umas batatas-fritas, deixem as entradas de lado e a sobremesa. Caso lhe apeteça a sobremesa, já sabe, não abuse no resto. Mas estas dicas é para toda a família e não apenas para as crianças!

<

 

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!