,

MARIA, TENS DESEJOS? NÃO, SEMPRE TIVE!

Para quem me acompanha, já deve saber que estou de bebé… 🙂 Hoje escrevo sobre uma questão que me têm colocado várias vezes… Se agora, com a gravidez, tenho desejos..?! Em que a minha resposta É…. NÃO, SEMPRE TIVE!

Falando um bocadinho sobre isto, e para quem o tema interessar ou para quem está na mesma situação, antes de mais é realmente importante perceber que o corpo vai sofrendo alterações. Mas como eu tenho vindo a dizer, acho que estamos mesmo ´programadas´ para a maternidade 🙂 No início, até aos primeiros três meses tive alguns enjoos, o que me fazia não querer determinado tipo de alimentos. Ou seja, tive algumas aversões, no sentido de não conseguir comer alguns alimentos como por exemplo, salmão, dourada…. ahah ou seja, muitos dos alimentos que devia! MAS, fui sempre fazendo um trabalho nesse sentido, de tentar perceber se no dia seguinte já me apetecia ou não… e com o tempo, foi passando. Agora, às 23 semanas (5 meses e meio mais ou menos), já como de tudo e nada me faz confusão.

Na época dos enjoos, apetecia-me muito hidratos de carbono e os enjoos pareciam que só passavam quando comesse alguma coisa mais doce, como por exemplo, torradas com mel. É um tipo de lanche que não costumo fazer, mas que nessa altura acabei por fazer, e realmente ficava melhor. Agora que estou de bebé tenho dito várias vezes que acho super importante o acompanhamento nutricional, não só por toda a importância que a alimentação saudável tem nesta fase, mas também para ajudar as futuras mamãs nestes dias. Eu acabei por escolher as torradas com mel, mas acredito que muitas mulheres possam não ter acesso a determinados alimentos, vão ao café e optam por um bolo ou um croassaint… o que não é de todo o mais indicado. Ou seja, o acompanhamento pelo nutricionista de forma a dar dicas e truques para essas alturas, é, na minha opinião fundamental… tanto para tentar manter uma alimentação saudável como para existir uma monitorização do aumento de peso.

Quanto aos desejos, e como já referi em cima, não tenho, sempre tive, a vida toda. Ou seja, sempre tive dias em que me apetecia mesmo mesmo um gelado, saía de casa e ia comer um gelado. Falo de gelados porque na verdade são a minha perdição. Não é por estar grávida que isso me acontece, porque sempre me aconteceu… ! E agora também acontece… mas para mim, nada tem haver com estar de bebé, mas sim com vontades (que sempre tive). Acredito que possam existir muitas mulheres que têm diversas ´vontades´, mas acho que também é importante termos sempre presente que, apesar de fazermos erros alimentares, como toda a gente os faz, não nos podemos desculpar com a gravidez… porque na verdade, se temos um bebé dentro de nós, além de nos preocuparmos com a nossa saúde, temos a responsabilidade de nos preocupar com a saúde dele! Aquela conversa do ´agora tens de comer por dois´ é uma conversa que me irrita bastante, porque na verdade, eu tenho de NUTRIR dois, e não, comer por dois. Por isso mesmo, volto a frisar a importância de ter alguém que acompanhe a gravidez, para conseguir dar combinações e dicas para ´colmatar´a vontade do doce ou do salgado… 🙂

Se me apetece mesmo mesmo um gelado, eu vou comê-lo. Tenho é de ter plena noção que o como e que depois já chega. Ou seja, o pensamento tem de ser o mesmo como senão estivesse grávida.. porque senão vou estar constantemente a desculpar-me. Nesta publicação podem ver os meus truques para resistir a doces durante o dia, e aplica-se a qualquer pessoa. Quais são as vossas maiores dificuldades? Existe algum tema sobre este assunto que gostassem que eu falasse? Estou a preparar um workshop sobre o tema de alimentação saudável na gravidez, com uma surpresa muito especial e está quase a ser divulgado.

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

, ,

5 passos para um fim-de-semana saudável

Sente que o problema é ao fim-de-semana? É nesses dias que lhe apetece “pisar o risco”? Tem festas, jantares, aniversários? Pense que há sempre forma de aproveitar o fim-de-semana da melhor forma, sem deitar a perder tudo o que andou a fazer durante a semana. Claro que ao fim-de-semana é sempre mais difícil manter a alimentação que temos durante a semana, mas é possível. Além disso, o importante é quando fazemos uma “asneira”, que esta seja consciente! O que quero dizer com isto? Que não coma todos os alimentos que estão à nossa frente só porque sim!

 

E não se esqueçam que no dia 23 de fevereiro vai haver um workshop sobre ´Como planear uma semana saudável´.  Uma das grandes dificuldades é o planeamento semanal das nossas refeições e por isso mesmo, nada melhor que um workshop onde irei falar sobre esse tema. De que forma é que podemos facilitar esta tarefa? Será que é possível, com a correria do dia-a-dia, mantermos uma alimentação saudável diariamente? Se passamos o dia todo fora, será que é possível levarmos a lancheira com todas as refeições? Depois de um dia de trabalho, e stressante, de que forma é que conseguimos chegar a casa e preparar um jantar saudável? É sobre tudo isto que vamos falar! Podem ver todas as informações aqui.

 

1. Mantenha os horários e as refeições: Claro que, se calhar não acorda tão cedo como durante a semana, mas é importante que faça todas as suas refeições e não 3 durante todo o dia.

 

2. Não deixe o ginásio, a caminhada, a corrida ou os exercícios de lado. Se se mantiver ativo irá sentir-se muito melhor e com muito mais energia, além de ajudar a controlar o seu peso. Não se desculpe com o frio ou com a chuva, o impermeável tem a sua função! 🙂 Se sabe que vai ter um dia diferente amanhã, que tal marcar já na agenda que de manhã vai dar uma caminhada?!?

 

3. Tem um jantar ou uma festa? Não vá com fome! Se assim for, vai para o jantar e acaba por comer maior quantidade de comida. Tem de lanchar e não pensar “como vou ter um jantar não vou comer nada à tarde”. Truque: Coma uma sopa antes de sair de casa. Se for jantar fora, veja algumas dicas aqui. Se for em sua casa, há imensas formas de agradar os convidados mas com alguns cuidados na refeição!

 

4. Comeu uma sobremesa? Ao fim-de-semana a vontade de “sair da linha” é maior e pode acontecer. Se tiver um jantar e acabar por comer uma sobremesa ou um doce, não pense: Perdido por 100, perdido por 1000. Comeu, tudo bem, mas siga em frente e volte novamente à sua alimentação! Qual é o problema de comer essa sobremesa? Não pode ficar com peso na consciência e marterizar-se por isso! Se comeu, no dia seguinte vai manter a sua alimnetação e vai dar uma caminhada 🙂

5. Gosta de ver um filme a comer alguma coisa? Opte por snacks saudáveis: Que tal desfazer bolachas de milho ou de arroz com canela? Ficam como pipocas 🙂 Ou então frutos secos também será uma boa opção. Mais ideias, aqui.

Durante a semana consegue manter a sua alimentação dentro dos eixos? Isso mesmo! 🙂

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

Vive sozinho?! 6 dicas para e manter uma alimentação saudável

Acha que um dos factos que o faz não manter uma alimentação saudável é viver sozinho? Não lhe apetece fazer comida apenas para uma pessoa? É muito mais fácil chegar a casa, ir à despensa, pegar em “qualquer” coisa para comer… acertei? Pois bem… Vamos tentar mudar?

Então e se começar a fazer pequenas alterações? O mais fácil é realmente estar organizado e planear a sua semana para que consiga manter uma alimentação saudável. Pode crer que se conseguir manter uma alimentação mais saudável começa a ter muito mais energia, bem como melhor disposição e maior concentração no trabalho 🙂

Dicas:

  • Compras ao fim de semana com uma lista de compras! Mas claro, antes é importante que tenha definido minimamente as suas refeições.
  • Tenha sempre em casa legumes e verduras congelados: Apesar de ser preferível ter legumes frescos, e uma vez que por vezes o tempo para ir às compras não chega, tente sempre ter em casa este tipo de alimentos. É um instante até ficar cozinhado! Já pensou que se tiver uma mistura de legumes e verduras pode colocar um ovo escalfado por cima e fica com o jantar pronto?
  • Quando comprar legumes frescos tente arranjá-los de véspera (ou até mesmo ao fim-de-semana) para que no dia de confeção seja apenas colocá-los a cozer ou a estufar.
  •  Fruta: Se conseguir tenha sempre fruta fresca pois é um alimento prático que pode andar sempre consigo. Mesmo assim, porque não aproveitar para cozer algumas maçãs ou pêras e congelar? Assim quando não tiver frescas, já tem fruta preparada para os seus snacks.
  • Confecione uma maior quantidade de comida: Normalmente quando cozinho legumes estufados faço em grande quantidade e congelo. O mesmo de aplica para quando cozinho carne, peixe ou até arroz. Se em vez de fazer apenas um frango fizer dois, congelando em doses individuais dá para imensas vezes. Ou seja, sei que se não tiver tempo de fazer quando chegar a casa já tenho o jantar pronto (é só deixar a descongelar de manhã).
  • Alhos, Cebolas, pimenta, ovos, azeite, ervas aromáticas, latas de atum, tomate: Tenha sempre em casa alimentos práticos! Se chegar tarde a casa pode cozer uns ovos ou abrir uma lata de atum a acompanhar a sopa. Ou quem sabe, fazer uma omelete em maior quantidade que dê para o dia seguinte.

Aqui fica com várias ideias de receitas para as suas refeições (as receitas de panquecas por exemplo, pode fazer em grande quantidade para dar para mais tempo, é uma solução ótima)!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! 

, , ,

4 dicas para ter um jantar saudável quando chega tarde a casa + 9 receitas para experimentar

Chego muitas vezes tarde a casa. Acredito que muitos de vocês também. E sei bem o que é chegar a casa tarde, pelas 20h30/21h00 e não apetecer fazer nada. A única forma de conseguirmos ter uma alimentação saudável é mesmo ter de deixar as coisas minimamente preparadas para conseguir jantar. Sendo assim, torna-se difícil organizar e preparar o jantar mas tem mesmo de ser… Mas tem mesmo de ser, porque comer pão ou cereais não é mesmo opção e não faz sentido nenhum!

Um dos grandes problemas que me referem em consulta é esta dificuldade, o jantar…ou porque chegam muito tarde a casa, ou porque não têm tempo para o fazer ou mesmo porque não têm paciência.Sendo assim e antes de mais, é fundamental que varie as suas refeições, pois é um dos aspetos fundamentais para manter uma alimentação equilibrada e saudável.
Antes de vos dar todas as dicas, podem ver aqui várias receitas para vos ajudar:
Primeiros passos:
  • Assim que chegar a casa coma logo uma sopa! Assim faz com que seja mais fácil ficar com disposição para preparar o jantar e se “aguentar” até lá. Se não o fizer é muito mais provável optar por bolachas, pão, queijo.. até o jantar estar pronto, o que muitas vezes faz com que já não tenha fome ao jantar! Além disso, este tipo de alimentos nada tem de benéfico a esta hora. Ou seja… evite o ato de petiscar!
  • Comece a deixar as coisas preparadas na noite anterior irá facilitar muito mais a preparação do jantar do dia seguinte. Claro que não é preciso estar a noite toda na cozinha para ficar com as refeições preparadas, mas quando falamos em deixar preparado é pelo menos saber o que vai jantar. Se tal não acontecer, chega a casa às 20h e ainda tem de pensar no que vai descongelar para jantar… não vai acabar bem.
  • Faça em grande quantidade. Se vai fazer uma embalagem de bifes, porque não faz logo duas? O mesmo para o frango, para o peixe ou para todas as refeições. Quando faço bifes, faço logo uma embalagem para ficar para alguns dias. O mesmo se passa quando cozo peixe ou quando faço um prato de forno. Normalmente quando faço o jantar, faço logo a contar pelo menos com o almoço do dia seguinte.
  • Aproveite o fim-de-semana para cozinhar e congelar em doses individuais. Claro que não é o que nos apetece fazer ao fim-de-semana, mas na realidade, tem mesmo de ser! Não é passar o fim-de-semana todo na cozinha, mas pelo menos organizar-me minimamente para começar a sua semana com os alimentos de que precisa em casa e pelo menos com sopa feita. Nos dias em que chegar mais tarde acaba por ter o jantar pronto, é só aquecer. Claro que tem de pensar no dia anterior, ou pelo menos de manhã, em retirar a marmita do congelador para quando chegar a casa ser só aquecer.

 

Nos dias em que chega tarde e não preparou nada:
  • Já pensou que se descongelar bifes de peru, é só colocar a grelhar, fazer uma salada (ou ter os legumes estufados já prontos) e fazer arroz (pode fazer arroz em maiores quantidades para dar para as seguintes, bem como batata-doce etc). Jantar pronto em 20 minutos.
  • Misture uma lata de atum, ovo cozido, tomate, cebola, pepino, abacate, massa cozida (já pode estar cozida)… quanto tempo acha que demora a fazer o jantar? Tempere com coentros, azeite e vinagre, jantar pronto! Ainda na semana passada não tinha nada pronto e juntei uma lata de atum à quinoa e juntei também tomate e cebola. Ou seja, tem de ter pelo menos os alimentos disponíveis em casa para que os possa utilizar de momento.
  • Faça uma omelete. Ainda mais rápido, omelete de microondas (receita aqui) ou de forno (receita aqui).
É uma questão de se organizar e arranjar estratégias para que consiga ter sempre um jantar saudável e equilibrado! Não custa nada 🙂
Aproveitem e para terem um jantar ainda mais do vosso agrado, coloquem em pratos e/ou travessas que façam a diferença. Um prato visualmente bonito dá logo outra motivação e parece que a refeição fica logo com um sabor diferente.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!
, , , ,

3 hábitos que o fazem engordar ao fim-de-semana

Já passou a semana e muitas vezes o fim-de-semana é um problema para a grande maioria de vocês. Até há quem diga ´aumento logo 2 a 3 Kg ao fim-de-semana´… mas porquê? Façam uma reflexão do que muda nestes dois dias, das vossas refeições, dos horários…

E assim, aqui ficam duas razões que podem ajudar para que aumente de peso, muitas vezes sem se aperceber de que são mesmo estas as razões!

É o desenrasca:

  • ´Como estou de fim-de-semana e trabalho a semana inteira, não me apetece fazer comida ao fim-de-semana´. Minha gente, compreendo que queiram descansar ao fim-de-semana (tal como eu), mas isso não é desculpa para deixar os bons hábitos de lado! Até podem não querer ter trabalho a preparar refeições, mas se quiserem (e só vocês é que podem querer) ter uma alimentação saudável, podem bem fazer uma salada de atum, que demora 10 minutos a preparar, em vez de encomendarem uma pizza ou hamburguer´s! Para isso, encomendem frango de churrasco e façam um arroz (que demora 9 a 10 minutos até estar pronto)… e não me digam que abrir um pacote de batatas-fritas dá menos trabalho porque não aceito. Isto não significa que também não hajam erros, porque também os faço, mas isso é bem diferente de TODO o dia erros alimentares.

Sofá: 

  • Ora pois é! Há quem considere que o fim-de-semana é para descansar e por isso mesmo passa o dia todo de sofá. Certo? Concordo com a parte do descansar, mas discordo com a parte ´todo o dia de sofá´. Descansar é para cada um de nós o que quisermos que seja, ou seja, descansar até pode significar fazer uma caminhada ou uma corrida, pois vos garanto que relaxa e distrai bastante a nossa cabeça após uma semana de trabalho. Podem até passar o dia todo de sofá, mas acham que é uma hora de caminhada que vos vai fazer diferença? Normalmente aconselho a fazer logo de manhã para não influenciar a logística da família/casa.
  • Além disso, passar o dia de sofá a ver filmes muitas vezes é sinónimo de ´petiscos´, o que também não contribui nada para o dito estilo de vida saudável. Que tal uns frutos secos com 1 quadrado de chocolate derretido para quando apetece um doce? Ou bolachas de arroz partidas com canela?

Comer e beber à fartazana:

  • É comum ao fim-de-semana pensar ´epa, estou mesmo a precisar de descansar, depois de uma semana de trabalho e por isso vou comer tudo o que me apetecer´. ERRADO! É assim, concordo que ao fim-de-semana hajam por vezes refeições e alimentos diferentes que durante a semana, semana esta em que a maioria das vezes andamos sempre a correr de um lado para o outro… mas à ´vontade´ não é à ´vontadinha´, até porque não faz sentido. Podem ver a minha opinião sobre o dia da asneira, aqui.
  • Para contrariar este sentimento, também durante a semana tem de fazer refeições do seu agrado e saborosas, de forma a ficar satisfeito com a sua alimentação, porque realmente se andar a cozidos e grelhados 5 dias da semana, 10 refeições, não há quem aguente!

Organizem já a vossa semana, as vossas marmitas e lancheiras para que tudo corra bem. Sem organização é bem difícil manter uma alimentação saudável e equilibrada como queremos, pois se nós não fizermos, ninguém faz por nós.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , ,

4 erros que pode estar a cometer nos seus lanches

Os lanches são fundamentais para conseguirmos ter uma alimentação saudável Pelo menos para mim, são! Porque se passo uma tarde toda sem comer e em consultas, ao fim-da-tarde estou esganada de fomeeeee! Mas mais importante ainda é então a sua composição, o que muitas vezes fica de lado, ou porque nos esquecemos, ou porque queremos despachar, ou porque não ligamos nenhuma à questão do lanche. Podem existir alguns erros que fazemos e não nos apercebemos e que por vezes não nos ajudam em nada… Oiço muitas vezes em consulta que ou não lancham, ou comem uma peça de fruta, ou uma tosta…e sinceramente, acho que ninguém se aguenta com isso!

Devido a isto tudo, no dia 9 de fevereiro vai haver um workshop sobre ´Pequenos-almoços e snacks saudáveis´, das 15h00 às 18h00, pelo que se tiverem interesse em participar podem enviar email para mariagama@poetenalinha.pt ou através de mensagem no fim desta publicação.

Por isso, deixo-vos aqui alguns erros que acho que são bastantes comuns:

Em exagero: Apesar de termos no nosso lanche um alimento saudável, não significa que o possamos comer em exagero, ok?!? E isto acontece várias vezes! Apesar de fruta ser saudável, não podemos andar a comer 10 peças de fruta por dia! Apesar de os frutos secos serem saudáveis, não podemos andar a comer um pacote por dia… Cuidado, é fundamental ter atenção às quantidades! Ou seja, fazer combinações de diversos alimentos para não nos pormos a comer em exagero os outros.

Sem satisfação: Quantas vezes isso acontece?!? Comemos apenas por comer, muitas vezes associado a querermos perder peso e é um sofrimento… é o pior que pode existir! Pois é.. e qual o resultado? Fome passado muito pouco tempo, relacionado com o facto de não ter tido qualquer prazer a comer! Ou seja, é fundamental que os seus lanches ou snacks sejam do seu agrado e consoante o seu gosto, claro que, com adaptações! Se precisa de ideias para os seus lanches, veja aqui.

Comer da embalagem: Pois é, parece-me que comer da embalagem acontece várias vezes, por exemplo com frutos secos como disse atrás. Adivinhei? É importante que tal não aconteça e que tenha as quantidades definidas! Senão, não tem qualquer tipo de controlo na quantidade que come, apesar de até poder ser um alimento saudável.

Não comer: Para mim, não é opção. Eu percebo que a logística seja difícil, mas realmente se tiverem as coisas em casa, é só pegar e levar. Eu até sugiro que, senão tiverem lanche, vão ao café e optem por um pão! Às vezes temos medo de comer pão (não sei porquê), mas depois ficamos cheios de fome, jantamos em exagero e acabamos a noite a comer bolachas… Se o pão for consumido em equilíbrio está tudo bem (claro que, estou a falar na generalidade, pois cada caso deve ser analisado)

Para quando vos apetece um doce, que tal juntarem um pouco de manteiga de amendoim? Eu costumo fazer isso. Pego numas bolachas de arroz e junto 1 colher de café de manteiga de amendoim e quando me apetece ainda mais doce, junto banana 🙂 Costumo comprar a manteiga de amendoim que está na imagem e se carregarem têm acesso a mais produtos e variedades. E por falar em manteiga de amendoim, ficam a saber que há agora uma campanha na prozis  , em que, com o código poetenalinha têm 10% de desconto e em compras superiores a 40€ recebem uma manteiga de amendoim, 50€ manteiga de amendoim e claras de ovo, 60€ manteiga de amendoim, lascas de coco e flocos de aveia). 😋

Não acham uma boa ideia?! Têm mesmo de experimentar!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , ,

8 truques para se ORGANIZAR na cozinha

Ninguém disse que a organização na cozinha era fácil, de todo! Aliás, acho que não é nada fácil, principalmente se não estivermos focados para isso. Partilho muito esta opinião, que, apesar de nos termos de alimentar todos os dias, caso exista alguma coisa que tenha de ficar para trás (devido à falta de tempo, à falta de paciência, ao excesso de trabalho ou a outra razão qualquer), é a nossa alimentação… ou vamos comprar comida fora, ou vamos jantar fora, ou desenrascamos alguma coisa para comermos durante o dia! Não sei qual é a vossa opinião, partilham comigo?

MAS, também acho que é possível termos uma alimentação saudável e organizada diariamente, desde que na verdade, estejamos focados, organizados e virados para aí! Além disso, que a pessoa que viva connosco perceba a importância de uma alimentação saudável e que nos ajude nesta ´luta´. Por isso mesmo, e sabendo a dificuldade que existe, decidi escrever sobre este tema, sobre os meus truques para vos conseguir ajudar e tentar ´descomplicar´ o que muitas vezes parece um grande desafio.

Começo por partilhar com vocês que eu não gostava nada de cozinhar, por isso, sei, o que a maioria de vocês sente desse lado… era literalmente uma ´seca´. Depois, com o passar do tempo e com a experiência fui começando a gostar do que cozinhava, fui percebendo que até me safava na cozinha e agora até me dá prazer cozinhar… ou seja, é possível! Aliás, como em tudo! Tudo é possível, desde que queiramos 🙂

  • Despensa: Tem de estar ´cheia´, ou pelo menos, garantir que temos os alimentos todos disponíveis para a nossa alimentação semanal. Até digo mais, para mais que uma semana, que é para garantir quando não vamos sempre às compras. Normalmente eu compro logo 2 ou 3 pacotes de certo alimento para ficar tipo em ´armazém. Porque pensemos no seguinte… não temos jantar, mas temos uma família de 4 ou 6 pessoas… se tivermos várias latas de atum na despensa, rapidamente se faz um jantar para todos! Cozemos massa, juntamos atum e ovo cozido, mais os legumes congelados que estão no congelador… Não é preciso encomendar uma pizza, comer cereais ou uma sandes ao jantar (Até porque não é de todo o mais aconselhado).
  • Frigorífico e congelador: O mesmo que a despensa… Garantir a alimentação para todos! Ter carne/peixe/leguminosas em grande quantidade para safar as refeições (ter sempre postas individuais quando é preciso fazer só para nós por exemplo); legumes frescos, congelados, embalados prontos a usar (dependendo da refeição e do tempo vão gerindo o que é preciso fazer). Eu tenho quase sempre salmão/dourada/bifes de peru ou frango congelados individualmente… leguminosas que demolhei congeladas em sacos individuais… Podem ver nesta publicação quais os alimentos que para mim não podem faltar em casa.
  • Alimentos prontos: Claro que o melhor é comprarmos tudo o mais natural possível, e confeccionarmos no próprio momento… concordo! MAS, a teoria é muito diferente da prática… porque na verdade, chegar a casa às 22h00 e ainda ir preparar os legumes, acordar às 7h00 e ainda ir triturar os flocos de aveia…Por isso, tenho sempre legumes frescos prontos a usar, legumes congelados, farinha de aveia com sabores da prozis (com o código poetenalinha têm 10% de desconto), barras zero da prozis (não costumo consumir, mas caso vá de viagem por exemplo, vai na mala), manteiga de amendoim e amêndoa, iogurtes líquidos, frutos secos… Se chega a casa e não está com paciência para fazer legumes, abre a embalagem da rúcula, espinafres, alface.. e num instante tem uma salada pronta!
  • Utensílios de cozinha: Claro que não é obrigatório, mas dá imenso jeito. Eu tenho vários utensílios que acho que facilitam a vida, e vou deixar aqui alguns para verem: Processador de alimentos, Liquidificador, Espátulas, Frigideira de Panquecas, Spiralizer, Formas de silicone.
  • Quantidade: Pois é, acho fundamental! Fazer em grande grande quantidade! Claro que, comer as refeições acabadinhas de fazer é o melhor… mas por vezes não dá! Por vezes é uma das vossas grandes dificuldades, porque não há tempo, e então acabam por comer qualquer coisa… se for para ser assim, mais vale fazerem arroz em maior quantidade, dois frangos em vez de um, dois peixes assados em vez de um… tem de ser, porque senão é muito difícil! Cá em casa fazemos isso, e se for mesmo a mais, congelamos algumas das refeições para dar para a semana seguinte. É como a sopa, sempre que se faz, são 3 ou 4 marmitas para congelar e termos para a semana toda 🙂
  • Descomplicar: É o que é! Descomplicar é o mais fácil, porque senão andamos sempre a pensar nisto! Fazer um assado ou um guisado para o jantar é ótimo, mas quando não há tempo… descomplique! Por exemplo, se tem bifes de peru e não os quer fazer grelhados porque não sabe a nada, tempere só com pimenta e limão… fica logo diferente e saboroso! Pode até, cortar os bifes aos bocadinhos (tipo strogonoff), colocar numa panela com cebola, alho, azeite e um pouco de água ou vinho… e voilá, tem o jantar feito! Se não quer mesmo ter mais trabalho, até pode colocar o arroz lá para dentro e fica tudo feito no mesmo tacho! 🙂 Aconselho sempre é a fazer os legumes à parte para se comer em maior quantidade (porque quando fazemos arroz de grelos nunca comemos tantos grelos quanto devíamos),  mas se tiver que ser, coloque lá para dentro também!
  • Já que vamos, despachamos: É o que eu penso… se vou para a cozinha, aproveito e despacho mais coisas! Se vou utilizar o forno, aproveito e faço panquecas ou muffins no forno! Se vou estar no fogão, faço panquecas na frigideira das panquecas, legumes salteados na wok ou estufados no tacho… tentar sempre fazer a mais do que é preciso! Já cheguei a fazer mais refeições numa noite, que assim fiquei com o jantar do dia seguinte despachado… porque eu não sou muito de ir ao domingo para a cozinha despachar as refeições, prefiro durante a semana!

E por fim, PACIÊNCIA E PERSEVERANÇA! Isto não é fácil, não. Mas também acho que é tudo uma questão de adaptação e de nos fazer sentido. E a mim, faz-me muito sentido. Aqui em casa vamos gerindo consoante quem chega primeiro a casa, para ir despachando o jantar e as refeições, porque senão seria muito complicado. E quando vamos às compras, ambos sabemos o que temos de comprar e ao que estamos habituados…

Espero que tenham gostado, que comentem, que deixem as vossas opiniões! No dia 9 de fevereiro vai haver um workshop sobre Pequenos-almoços e snacks saudáveis caso seja uma das vossas dificuldades 🙂 Basta enviarem um email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, ,

4 truques para conseguir ter sempre um pequeno-almoço saudável

Se a manhã é um desafio para todos vocês, para mim também é muitas vezes. Mas, mesmo assim, acho que é de manhã que se começa o dia e para mim, o pequeno-almoço é uma das refeições que mais me dá prazer e que influencia o resto do dia. Por isso mesmo, faço questão de, sempre (ou quase sempre), me sentar a comer e desfrutar desta refeição. Normalmente tomo o pequeno-almoço sempre o R., conseguimos sempre fazê-lo juntos, o que é ótimo! Não falando apenas dos adultos, acho fundamental incutir esta refeição nos mais novos, e dar-lhes os exemplos todas as manhãs, pois na verdade, somos os seus exemplos 🙂

Por isso mesmo, o que é que acho que é fundamental ter em conta para conseguir ter uma refeição saudável:

EM CASA: Antes de mais, perceber que o pequeno-almoço é para fazer em casa, e não para fazer a caminho do trabalho, no emprego ou no café. Falo do nosso dia-a-dia, e não de um dia esporádico em que a rotina saiu do nosso controlo. Em casa sabemos na realidade o que é que comemos, não passamos tanto tempo sem comer, e não estamos a olhar para a estrada ao mesmo tempo que comemos… como devem perceber, não será o mais adequado. Se a vossa manhã é uma correria, então o importante é terem as coisas minimamente preparadas para o dia seguinte, de forma a não terem muito trabalho.

ALIMENTOS EM CASA: Só conseguimos ter um pequeno-almoço saudável, ou ao nosso gosto, se tivermos os alimentos em casa… senão, nada feito! Considero que as compras devam ser feitas semanalmente de forma a não faltar nada durante a semana, e quanto aos alimentos que têm um prazo de validade maior (flocos de aveia, iogurtes, leite), comprar em grande quantidade para não andarem sempre a pensar que têm de ir às compras. Para mim, não dá, fazer compras diariamente, pois andaria sempre stressada a pensar que tinha de ir às compras. Podem ver esta publicação que é sobre os alimentos que considero essenciais ter em casa.

ALIMENTOS PRONTOS: Quando sugiro comer panquecas ou waffles, não vos peço para fazer de manhã. Há pessoas que já o fazem e que estão habituadas, mas para a maioria das pessoas torna-se muito difícil. Por isso mesmo, se já as tiverem prontas, garanto que começarão a manhã de forma saudável e cheia de prazer. É só aquecerem no microondas, juntarem fruta, iogurte… alguma coisa a vosso gosto! Além disso, não quero dizer também, que têm de fazer as panquecas todos os dias à noite, mas sim, quando as fizerem, fazem em grande quantidade e guardam no frigorífico para o resto da semana. Podem ver várias ideias de pequenos-almoços, aqui.

SEM TEMPO: Malta, o tempo é tudo uma questão de prioridades. Se não há tempo, é por isso que devemos começar o dia com bolachas? Com o croassaint que vamos buscar ao café? Ou com o pão de deus? Juntar flocos de aveia com iogurte e fruta não demora tempo nenhum! Escolher pão em vez de um croassaint no café demora o mesmo tempo! Nós temos tempo para o que quisermos, consoante o que nos faz sentido, ou não. Custa-me muito ouvir esta questão do tempo, porque acho que temos de ter tempo para cuidar da nossa saúde…

Podem ver aqui várias ideias de pequenos-almoços, é só porem em prática, que são várias!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

, ,

3 truques para fazer a MELHOR granola em casa

A granola está muito na moda e é uma opção que as pessoas hoje em dia acabam por fazer no seu dia-a-dia. Pelo menos eu, gosto imenso por ser crocante! No entanto, a maioria das granolas que existem à vendas nas grandes superfícies acabam por ser ricas em açúcar, o que não é de todo interessante. Por isso mesmo, acho que o melhor é mesmo fazê-la em casa,  pois não dá assim tanto trabalho e é bem mais saudável (já para não falar do preço das granolas de supermercado…). Além disso, podem ir alterando os ingredientes de forma a variarem, consoante o vosso gosto. No entanto, caso comprem no supermercado, optem pelas que não têm adição de açúcar.

Tem dificuldades em saber o que comer de manhã? Em variar os pequenos-almoços?  Que tipo de snacks ou lanches levar para o trabalho? No dia 9 de fevereiro vai haver um workshop em que vamos falar sobre como devem ser constituídas essas refeições da manhã, o que devemos ter em atenção e ver ainda vários exemplos! Além disso, iremos preparar várias receitas e irei partilhar com vocês como é fácil conseguir variar os pequenos-almoços e snacks sem dar trabalho e sem perder muito tempo! Por vezes andamos sempre a comer o mesmo, a comer apenas uma peça de fruta à tarde porque não sabemos por que tipo de alimentos devemos optar… e é disso tudo que vamos falar neste workshop! Podem ver todas as informações para a inscrição, aqui.

BASE: Flocos de aveia, trigo sarraceno, quinoa, flocos de aveia… tudo opções para a vossa granola. Normalmente utilizo sempre como base os flocos de aveia e depois vou adicionando os restantes. Apesar de poderem achar que os flocos de aveia não têm muito sabor, os ingredientes que serão adicionados fazem toda a diferença, porque podem então dar um toque final. Podem optar por sementes de sésamo, amêndoa laminada, caju, sementes de abóbora, lascas de coco… é só uma questão de adaptarem ao vosso gosto.

INGREDIENTES: Depende do vosso gosto, mas costumo colocar várias sementes, frutos secos, lascas de coco, fruta para adoçar, canela, pepitas de cacau cru… Ou seja, normalmente não utilizo mel para adoçar, pois consigo ir buscar à fruta e acho que é a melhor opção. Podem fazer o mesmo 🙂 Banana bem madura, esmagada, serve muito bem para adoçar. Além disso, a canela, as lascas de coco, o cacau em pó são sempre ingredientes que também ajudam a ganhar sabor. Maçã partida aos bocadinhos também liga muito bem e faz toda a diferença. Algumas combinações que podem ser do vosso gosto e as receitas para experimentarem:

CROCANTE: Bem sei que a parte crocante é boa 🙂 Podem optar por colocar pepitas de cacau cru, lascas de coco, frutos secos partidos grosseiramente… há sempre forma de o conseguirmos fazer. Porque na verdade, depois conseguindo ligar os diferentes ingredientes ou com banana esmagada, manteiga de amendoim, mel… fica com os tais grumos que permitem a tal ´crocância´. Eu costumo encomendar vários produtos da prozis, entre eles, amêndoas, cajus, nozes, avelãs, manteiga de amendoim e de amêndoa, e flocos de aveia… com o código poetenalinha têm 10% de desconto e até dia 16 de janeiro em compras superiores a 30€ têm a oferta de alguns frutos secos. Podem ver tudo aqui. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Passando agora às dicas para a fazerem:

  • Colocar os ingredientes numa tigela e misturar bem até envolver. Pode ser uma opção colocar os ingredientes mais crocantes só no fim, ou após a granola estar quase pronta. Além disso, os ingredientes que quiserem colocar como topping para dar mais doce, como as passas, bagas goji.
  • É importante que mexa a granola enquanto ela está no forno, para misturar melhor os ingredientes e não queimar.
  • Acompanhem com o que quiserem, fica bom com iogurte natural, leite ou bebida vegetal.
  • Guardem-na em frascos de vidro de forma a que fique bem vedado para aguentar bastante tempo. Quando eu faço granola, faço em grande quantidade para me dar para vários dias. Façam o mesmo.

Espero que tenham gostado, que comentem e que partilhem! Quais os temas que gostavam de que eu falasse aqui no blog? 🙂 Partilhem comigo!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

 

, ,

4 truques para uma alimentação saudável em dias de stress

Se me seguem, sabem que levo sempre a minha lancheira cheia para os meus dias (principalmente quando passo o dia todo fora de casa) , e que preparo muita coisa ao fim-de-semana/noite dos dias da semana. Prefiro até, preparar à noite durante a semana para não sentir que perco o fim-de-semana na cozinha. Para que isso seja possível, tenho de me organizar e muitas vezes fazer algumas coisas à noite, quando chego a casa. A minha partilha de hoje sobre este assunto é apenas uma forma de tentar transmitir como me organizo e que sentido é que as coisas fazem para mim e o que é na realidade uma prioridade. A maioria das nossas semanas são a correr de um lado para o outro… Ou porque trabalhamos muitas horas, ou porque temos de ir buscar os nossos filhos, ou porque estamos horas no trânsito, ou porque temos de lavar roupa etc etc etc.. Ou seja, muitas vezes um dia super stressante e sem paciência para nada, quanto mais para talvez pensar na nossa alimentação do dia seguinte. Admito que não é fácil…. MAS É POSSÍVEL!

Por exemplo, e antes de passar a todos os truques que acho que são fundamentais aplicar, como é que eu faço em alguns dias?! Se tenho de fazer o meio da manhã, almoçar fora  e lanchar nas clínicas, a única opção seria levar lancheira. E levo-a bem cheia, de forma a garantir que tenho vários alimentos para me ´safar´durante o dia. E porquê? Porque para mim não é opção ir almoçar uma sandes ou uma sopa e um croquete. No máximo, comia no café uma sopa do dia e depois pedia o prato do dia. Mas na realidade, além de poupar dinheiro, sei na realidade o que estou a comer. Sendo assim:

  • Quando chegamos a casa, e antes de me deitar há sempre coisas a fazer, seja lavar os dentes, vestir o pijama etc etc… Ou seja, assim que chego coloco por exemplo vários ovos a cozer, pego na wok onde ponho couve coração (por exemplo) e brócolos congelados. Tempero com sal e azeite. Enquanto me despacho para me deitar fica a fazer, em que vou mexer de vez em quando não pegar no fundo. Na realidade, não altera quase em nada o que tenho de fazer, porque vou-me despachando e deixo as coisas ao lume… Todos nós temos falta de tempo, todos nós estamos cansados, todos nós queremos descansar… mas parece-me que se tivermos determinação, não são 5 ou 10 minutos que fazem a diferença. Já que tenho de ir para a cozinha, aproveito para despachar logo mais coisas, em vez de ficar a ´olhar para o tecto´.
  • Acordar às 07h00 para sair às 8h15 é sempre a correr: Grelhar uns bife de manhã (para ficar mais saboroso) e juntar os legumes e o arroz que já está feito (ou então, grelhar no dia anterior e preparar logo a marmita). Levar também dois dos ovos cozidos que tinha preparado. Juntar 1 maçã e uma banana e mais frutos secos que tenho sempre em casa. Volto a referir que de manhã temos pouco tempo e que é tudo a correr, mas afinal parece que consegui ainda preparar a marmita. A minha lancheira agora é esta da prozis, que dá imenso jeito porque é grande. Se quiserem comprar alguma coisa no site, com o código poetenalinha têm 10% de desconto.

E tudo isto resulta em quê? Poupo dinheiro, sei o que estou a comer, não passo horas a fio sem comer porque levo sempre comida e assim, estou controlada em termos de saciedade e não chego ao fim do dia morta de fomeeeeeee… o que é meio caminho andado para fazer erros ao fim-da-tarde, ficar cansada e não me apetecer fazer nada à noite!

Sendo assim, e por fim, aqui ficam as minhas dicas de como manter uma alimentação mais saudável mesmo nesta correria do dia-a-dia.

Dicas:

  • Ande sempre com alimentos no carro: Se tal não acontecer, vamos passar por uma área de serviço ou por um café, onde as opções não são de todos as mais saudáveis. Quanto mais, se estivermos a ´morrer´de fome, é bem mais fácil optar por alimentos altamente calóricos. Aproveite esses locais apenas para beber o seu café (sem açúcar claro. Experimente canela em pó). Ovos cozidos | Fruta | Frutos secos | Cenouras | Flocos de aveia | Iogurte | Queijo fresco | Lata de atum são alguns exemplos de alimentos que não custam mesmo nada andar connosco e que podem servir a qualquer hora.
  • Almoce bem! Nada de saladinhas ou só uma sopa ao almoço. Ninguém se alimenta com isso, vai passar a tarde cheio de fome e assim que chega a casa é quando tudo correr mal… Como digo sempre, às 19h00 quando estamos cheios de fome não vai apetecer de certeza um tomatinho cherry ou cenouras, e sim, consoante os gostos de cada um, bolachas, rolos de queijo, pão… E se JÁ SABEMOS que isso acontece, não podemos deixar que aconteça! É possível almoçar bem e saudável em quase todos os sítios. Em Portugal há sempre uma forma de comer carne/peixe, acompanhar com salada/legumes e arroz, por exemplo.
  • Tenha atenção ao restaurante onde almoça: Se sabe que vai ter de almoçar fora, que tal começar a pensar a que local vai? Quando vai a um centro comercial, tanto pode ir a um restaurante que tenha batatas-fritas, como um que tenha arroz. Ir almoçar fora não é desculpa para comer mal! Ainda na semana passada tive de comer em centro comercial e optei pelo H3 e Vitaminas.  Claro que poderia ter escolhido massas, batatas-fritas, hambúrgueres com molho etc… Mas parei, pensei e fui. Caso saiba que não pode passar em lado nenhum, faça jantar a contar com almoço e almoce no carro (já tive de o fazer, não é o mais agradável mas por vezes tem de ser).
  • Se só chega a casa por volta das 19h/20h, talvez signifique que precise de dois lanches da parte da parte. Não pode lanchar às 15h00 da tarde e depois jantar às 21h00, se pensar bem são imensa horas sem comer! Além disso, é importante que os seus lanches estejam bem definidos, de forma a ter prazer a comer e que mantenha a sua saciedade ao longo do dia.

E além disso, já sabem que acho que temos de nos organizar em termos de exercício físico! Para isso, e como já disse várias vezes, acho que temos de ter roupa e ténis confortáveis e adaptados ao desporto. Pode parecer uma futilidade, mas acho que é importante sentirmo-nos bem quando fazemos nem que seja uma caminhada, e costumo sugerir isso em consulta.

Os meus contactos para marcar consulta são: mariagama@poetenalinha.pt ou 927508410. Caso ainda não estejam preparados para uma consulta de nutrição, mas querem perceber de que forma podem fazer alterações alimentares mais saudáveis, participem nos meus workshops (esta semana vou lançar as próximas datas, fiquem atentos).

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!  #poetenalinha