, , ,

7 dicas para tornar as sobremesas de Natal mais saudáveis

É QUASE NATAL! QUASE NATAL 🙂

Uma das grandes questões do Natal são então as sobremesas! Por isso mesmo, nada melhor que algumas dicas que nos permitam, sem desvirtuar a receita, torná-las mais saudáveis. E por isso mesmo, tem de começar a ter em atenção o tipo de ingredientes utilizados, a quantidade de gordura e o tipo de tipo de confecção culinária. Como ainda faltam uns dias para o Natal, escrevo já esta publicação para se puderem organizar, ir às compras, e quem sabe… experimentar receitas 🙂

Importante é dizer que esta publicação nada tem haver com radicalismos e nada relacionado com a questão de não se comer no natal… porque eu própria vou comer! Mas se conseguirmos pequenas mudanças, por mais pequenas que sejam, já nos ajuda!

  • Utilizar metade da quantidade de farinha indicada na receita e metade de farinha do tipo integral (mais rica em minerais e fibra). Se for possível substituir na totalidade. Pode experimentar outros tipos de farinha, como de aveia, arroz. Ou seja, dar asas à imaginação!
  • Reduza no açúcar: Pode começar por passar para metade da quantidade indicada na receita e assim sucessivamente, reduzindo sempre (experimente utilizar açúcar amarelo, mel ou stevia). É importante também não esquecer que existem especiarias que ajudam a dar sabor, como a canela.. o que nos ajuda a diminuir a quantidade de açúcar. Além disso, não polvilhe com açúcar, muitas vezes é o hábito e não faz falta.
  • Utilizar o azeite em vez de óleo ou manteiga. Além disso, não coloque o azeite a “olhómetro”t e tente reduzir a sua quantidade. É completamente diferente fritar os pastéis de bacalhau, ou fazê-los no forno, como eu fiz. Podem ver aqui a receita e eu garanto que vão adorar.
  • Substituir as natas por iogurte natural ou até por queijo quark. Hoje em dia já existem imensas opções que nos permitem substituir as natas.  Por exemplo, também já fiz um bacalhau espiritual sem receitas, onde utilizei queijo quark e queijo ralado.
  • Experimente adicionar frutas ou legumes durante a confeção (Ex: Abóbora, Cenoura, Banana, Maçã… Já pensou que dão logo um sabor doce à sobremesa? Assim pode reduzir na quantidade de açúcar.
  • Opções magras: Substitua o leite gordo ou meio gordo por leite magro.
  • Chocolate: Tente optar por chocolate com maior % de cacau.

Além disso, tenho um menu especifico para o Natal, aqui, onde podem ver tudo o que vou publicar sobre esse assunto até lá!

No entanto, e claro, estas modificações só fazem sentido em algumas receitas e não em todas. O importante nestes dias é mesmo termos controlo no que comemos, e não deixarmos de experimentar as iguarias tão típicas desta época. Deixo aqui alguns pratos que deixam a mesa logo mais colorida e estão em desconto, mais apelativa… e na minha opinião isso conta imenso!! E como estão em promoção, pode ser que gostem 🙂

Já tem aquelas formas de silicone? São uma ótima forma de tornar as sobremesas mais saudáveis, uma vez que não é necessário untar a forma antes de ir ao forno!

Não se esqueçam de me seguir no Facebook, Instagram, Youtube 🙂 Além disso, para estarem sempre a par de todas as publicações, receitas e workshops, subscrevam as notificações no site, que é só carregar na campainha do lado direito em baixo na página principal do site. Para saberem informações sobre as consultas de nutrição ou marcações, é só enviar email para mariagama@poetenalinha.pt.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

TARTE DE BACALHAU, com base de batata doce

TARTE DE BACALHAU, com base de batata doce 🍠 Uma das experiências deste fim-de-semana que ficou maravilhosa!

Inspirei-me numa receita da @mamapaleoblog, mas adaptei consoante o que tinha em casa! O truque é mesmo esse para facilitar as coisas cá por casa ✌Costumam fazer o mesmo?! 🤗 Aconselho, porque facilita imenso! E agora que vem aí o Natal… até pode ser uma receita a por em cima da mesa! 🙂

Deixo-vos já a receita para guardarem e experimentarem quando tiverem tempo 👇

– 1 batata-doce (para cobrir a base)

– 500g de bacalhau

– 1/2 couve coração

– 2 cenouras

– 1 tomate

– Coentros a gosto

– 1 iogurte

– 1 cebola

– 2 dentes de alho

– Azeite

– 3 ovos

– Dispor a batata-doce às rodelas finas num pirex de forno e levar cerca de 10 minutos a 180⁰C.

– Numa panela começar por fazer um refogado com a cebola, o alho e o azeite (normalmente junto sempre água para tentar que não frite)

– De seguida, colocar a couve coração cortada as fatias, o tomate aos cubos e as cenouras aos bocadinhos. Deixar cozinhar.

– Juntar o bacalhau desfiado e quando estiver tudo pronto, juntar os coentros.

– Juntar o iogurte natural ao preparado anterior, os ovos batidos, envolver e colocar no pirex por cima da batata-doce.

– Levar ao forno 25 minutos até ficar pronta.

Deliciem-se! Ficou mesmo boa e dá para as vossas refeições 👌 Sabem aqueles dias em que já não têm nada preparado?! Fazem num instante e voilá!

Quem é que vai experimentar?! Quero ver essas fotografias 📸

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, , , , ,

ESCOLHAS SAUDÁVEIS NA MESA DE NATAL

Então… antes de mais, Natal é Natal! Ou pelo menos, é a minha opinião! O problema não é o Natal, mas é sim o ano todo. Para mim, não faz qualquer sentido estarmos preocupados e stressados com as iguarias de Natal, uma vez que esta época é apenas uma vez por ano.

No entanto, sou a favor de fazer ESCOLHAS! Lá porque é Natal não temos de começar o dia a comer bolo rei ou rabanadas… só porque é natal! Digo isto porque acho que muitas vezes temos aquele pensamento ´já que é natal… bora lá aproveitar´. Mas, claro que têm de aproveitar, com conta, peso e medida.

Perante a grande mesa de natal que temos, podemos sempre tentar fazer opções consoante o que mais gostamos! Antes de mais, perceber o que realmente queremos comer… se preferimos as entradas ou as sobremesas, já que o prato principal não me parece que tenha grande problema.

ENTRADAS: 

  • Depende do que houver na mesa, mas podem sempre optar por queijo fresco, requeijão.. em vez dos queijos curados. No entanto, para quem gosta de queijo, podem tentar fazer um mix entre os vários queijos…
  • Acho que é importante que haja sopa para comer antes do prato principal. Por isso mesmo, se souberem que não há sopa, podem sempre propor em serem vocês a levar.
  • Algumas ideias de entradas saudáveis que podem ter na mesa de natal: Abóbora recheada | Beringela recheadaGuacamole | Húmus | Paté de cenoura  | Salada de tomate cherry e mozarela | Queijo fresco com pimenta

PRATO PRINCIPAL:

  • Quanto aos pratos principais deste dia, normalmente são há problema… a questão é quando molhamos o pão no molho, repetimos imensas vezes a acabamos por exagerar. Desde o bacalhau, ao peru ou ao polvo, são pratos interessantes e que não fazem da noite de natal uma noite de ´erros alimentares´.
  • Comecem sempre por 2 ou 3 conchas de sopa de legumes
  • Acompanhem sempre com legumes e/ou salada o prato principal (lá porque é natal, porque é que temos de ter a ideia de que não precisamos de acompanhar com legumes?)

SOBREMESAS:

  • Podem sempre começar pela fruta, antes de passarem aos doces.
  • Escolham as sobremesas que realmente gostam e não comam as 10 sobremesas que estão em cima da mesa
  • Para mim, acho que devemos aproveitar as iguarias no dia 24 e no dia 25, mas não depois disso… além disso, não começar o pequeno-almoço de dia 25 com sobremesas… Ou seja, manter os nossos hábitos alimentares no resto do dia e aproveitar às refeições principais para fazer os tais ´pecados´.
  • Ideias de sobremesas de natal: Rabanadas no forno

O grande problema é quando passamos o dia todo todo a comer… porque na verdade a mesa está sempre recheada! Até podemos não apreciar muitos doces, mas estando os doces a olhar o dia todo para nós, acabamos por ir picar aqui e ali…. e a grande questão é essa!

Não se esqueçam… dia 26 já não é natal! Eu adoro estar em família mais dias, mas acho importante que a partir de dia 26 voltemos aos nossos hábitos!

Põe-te na linha! Alimenta a tua sáude! #poetenalinha

, ,

Arroz doce cremoso

Quem é que não gosta de arroz doce? Uma das sobremesas que muitas vezes existe na Ceia de Natal. Aqui fica uma receita que vos pode ajudar a fazer um arroz doce mais saudável, mas como digo sempre, tem de ficar saboroso! O objetivo não é de todo desvirtuar as receitas.

Esta receita de arroz doce fiz na Kenwood, mas vocês podem fazer no tacho. Admito que dá muito jeito porque não tenho de estar sempre a mexer e acaba por facilitar. Aqui fica a receita para experimentarem. Caso façam na panela, é só seguirem os passos.

 

Tempo de preparação: 10 minutos

Tempo de confeção: 45 minutos

Dose: Até 8 pessoas

 

Lista de ingredientes:

  • 200g de arroz (1 copo de arroz)
  • 1500 ml de água
  • 500 ml de leite quente
  • 1 pau de canela
  • Casca de limão q.b.
  • 65g de Stevia
  • 4 gemas de ovo
  • Canela em pó q.b.

 

Preparação:

  • Colocar o batedor na taça, juntar o arroz, água, casca de limão e pau de canela.
  • Programar a 100ºC, durante 30 minutos, na velocidade 4.
  • Coloque mais 10 minutos a uma temperatura de 100ºC e vá juntando o leite quente aos poucos, na velocidade 2 durante 10 minutos.
  • Colocar numa tigela as gemas e juntar 3 colheres de sopa de leite quente até envolver bem.
  • Juntar ao preparado anterior lentamente pelo orifício da tampa (o qual deve estar na velocidade 4 a 87ºC).

 

Pronto a servir. Depois é só disporem num prato todo giro para apresentarem aos vossos convidados!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

 

, ,

13 truques ESSENCIAIS a aplicar nos seus jantares de Natal

Nesta época de Natal contam-se os almoços e jantares de natal, são resmas deles!

Comer fora de casa muitas vezes é um impedimento para começar uma perda de peso ou não ter uma alimentação saudável e equilibrada. Principalmente nesta época de Natal, em que há jantares a torto e a direito! Neste sentido, é fundamental que cada um de nós se consciencialize para escolhas alimentares saudáveis quando as refeições não são em casa.

Fora de casa É possível fazer escolhas alimentares saudáveis. Temos de ter em atenção o local escolhido (restaurantes/cafés/pastelarias), bem como os pratos que constam no menu. Já escrevi sobre a minha opinião sobre o dia da asneira, se quiserem leiam a publicação, aqui.

Lá porque temos jantares de Natal, e ainda bem que os temos, não temos de ter uma alimentação completamente desregulada e comer ´este mundo e o outro´! Desculpem lá, mas entre todas as opções que temos, dá sempre para fazermos uma escolha melhor! É como eu digo, vamos supor que os menu é bacalhau com natas, lasanha e arroz de pato… Na minha opinião devem escolher o arroz de pato! Claro que normalmente é sempre mais arroz que pato e que a quantidade que comemos é maior (mas ficam a saber que o arroz de pato não engorda desde que consumido na quantidade certa). Mas, perante o bacalhau com natas e a lasanha, torna-se uma melhor opção! E é só isto, nada mais!

 

No Restaurante:

  • Assim que chegar, peça uma sopa!
  • Recuse o pão, as azeitonas e os queijos da entrada. Aproveite para comer a sopa enquanto espera pela refeição. No máximo, peça um queijo fresco e pode até temperar com pimenta;
  • Se a refeição não lhe parecer a mais adequada, pode optar por pedir uma sopa para comer antes do prato principal e uma salada ou hortícolas para acompanhar;
  • Peça para lhe colocarem maior quantidade de hortícolas ou salada, e reduzirem um pouco no arroz/massa/batata. Normalmente tenho sempre de pedir uma salada à parte porque a quantidade que servem acaba por ser pouca.
  • Faça escolhas: Se lhe apetece mesmo mesmo as entradas, tente optar por um prato mais saudável. Caso lhe apeteçam umas batatas-fritas, deixe as entradas de lado e a sobremesa. Caso lhe apeteça a sobremesa, já sabe, não abuse no resto.

Alterações ao prato:

  • Quando o prato que pediu não for dos mais adequados, peça para cozinharem o prato de uma forma diferente (Ex: Se o bife for frito, peça para grelhar, ou em cebolada);
  • Se o prato escolhido vier acompanhado com molhos, peça para estes serem servidos à parte. Opte por uma quantidade mais reduzida ou então por não utilizar;
  • Se o prato escolhido vier acompanhado, por exemplo com batatas fritas, peça para lhe substituírem por arroz ou outro tipo de hidratos de carbono. Se lhe apetecer mesmo as batatas-fritas, não acompanhe também com arroz.
  • Peça sempre legumes: Eu peço sempre legumes e nunca ninguém mos negou.

[Isto não significa que vão comer um prato sem sabor ou que não vos agrade. Significa sim algumas alterações que não custam nada e que mantêm a vossa refeição igualmente saborosa]

Escolhas saudáveis:

  • Tente optar sempre por pratos que sejam grelhados, cozidos ou estufados, em detrimento de fritos;
  • Não adicione molho ao seu prato (Não ponha a hipótese “É só um bocadinho”);
  • Comece sempre por uma sopa e termine a refeição com uma peça de fruta;
  • Não tenha pressa. Coma devagar, mastigue bem os alimentos, o que o permitirá perceber quando se encontra satisfeito.

Ficam aqui algumas publicações que vos pode ajudar no fim-de-semana:

Em casa, tenha uma alimentação SEMPRE saudável nesta época! Não tenha chocolates, rabanadas, sonhos… nada disso!!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

,

Bolachas de Natal

Ingredientes:

  • Flocos de aveia (6 colheres de farinha de aveia)
  • Farelo de aveia (2 colheres de sopa)
  • Sementes de sésamo (1 colher de sopa)
  • bolachas de natal_poetenalinha.jpgSementes de chia (1 colher de sopa)
  • Ovos (2)
  • Stevia (2 colheres de sopa)
  • Fermento (1 colher de sopa)
  • Baunilha (1 colher de sopa)
  • Canela (a gosto)

 

Modo de Preparação e Confeção:

  • Pré-aqueça o forno a 180ºC;
  • Adicione todos os ingredientes e mexa bem até ficar envolvido;
  • Adicione os dois ovos e mexa até ficar uma mistura homogénea;
  • Disponha num tabuleiro de forno o preparado anterior em forma de bolacha;
  • Leve ao forno durante cerca de 20/30 minutos

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!

, , , ,

Maria, mas tu comes sobremesa???

Pois bem, conto-vos como foi o Natal do ano passado… para perceberem como funciona tudo por estes lados, e daqui a uns dias conto-vos como foi o deste ano 🙂

Gosto de falar deste tema para vos fazer perceber que sou igual de vocês, que na minha casa também há doces no natal, que também os como e que não deixo de ir aos jantares de natal por causa disso!

Na semana passada começaram os jantares de natal, é verdade! E até vos posso dizer onde fui:

  • O primeiro foi numa hamburgueria (bem boa por acaso) em que pedi hambúrguer de frango recheado com queijo e salada. Para acompanhar batata-doce frita. Para terminar um café.
  • O segundo, foi em casa, em que o jantar foi bacalhau com natas. Comi o bacalhau com natas (como é óbvio), pois não ia deixar de jantar, se tinha um jantar que não era em minha casa! E vocês perguntam-me… Oh Maria, mas isso não é nada Põe-te na linha… E eu respondo… Pois não, e então??? Como é óbvio não vou deixar de estar com os meus amigos por causa do jantar, ou do que é servido. Não exagerei no bacalhau e acompanhei com uma salada. MAS, comi uma sopa antes de sair de casa e não comi sobremesa… Estas escolhas sim, fazem sentido!!! Mais vale bacalhau com natas do que uma sobremesa toda carregada de açúcar, certo? Ah… e para não me esquecer que no dia seguinte fui correr 16km… parece-me que equilibrei bem o bacalhau com natas, não acham?! Mas porque é que têm de partir do princípio que por ser Nutricionista sou diferente? Talvez haja uma diferença, mas nas escolhas alimentares que faço diariamente. Não é um bacalhau com natas que faz de mim uma pessoa menos saudável, desde que de resto mantenha uma alimentação saudável diária como faço sempre.. bem como o exercício! Não é por ser Nutricionista que deixo de estar com os meus amigos e família e deixo de comemorar os momentos importantes! Agora sim, em vez de comer este mundo e o outro, controlo-me e faço escolhas conscientes! E mais um pormenor, existem certos tipos de produtos e alimentos que não entram em minha casa, e que não são opção!

Para quem me segue, viu que no dia 24 de dezembro às 8h00 fui correr 16km! E vou voltar a dizer… Há quem me pergunte: ‘Mas oh Maria vais correr dia 24 de dezembro? É Natal’ 🤔 E eu pergunto-vos: É por ter ido correr às 8h que deixo de estar com a minha família e desfrutar do Natal? Parece-me que não! E como foi então depois o meu dia?

  • O meu pequeno-almoço foram ovos mexidos com frutos vermelhos e tangerina com amêndoas como podem ver na fotografia em baixo.
  • O almoço foi pescada cozida com legumes salteados.
  • O lanche foi iogurte natural com sementes de linhaça moída e cajus.

O jantar foi… NATAL!! Comi bacalhau cozido e peru no forno (foram os pratos principais), com couves cozidas e com esparregado respetivamente. Ah.. com o peru comi um bocadinho de batata a acompanhar e castanhas. E depois veio a sobremesa, sim a sobremesa… a qual eu comiiiiii! Havia imensas, mas eu só comi serradura porque é realmente o que mais gosto. Aliás, dia 24 à noite e dia 25 ao almoço foi a única sobremesa que comi, e repeti.

MAS QUAL É O PROBLEMA? SIM EU COMO, E VOU SEMPRE COMER! Tenho uma alimentação que considero saudável todos os dias, faço exercício físico 5 a 6 vezes por semana… é por comer no natal que há problema? Acham mesmo que sim? Garanto-vos que no dia 26 de Dezembro não me senti nada nada ´intoxicada´e a precisar de fazer um detox, porque na verdade comi com conta peso e medida, apesar de ter feito erros alimentares!

No dia 25 de dezembro, começámos o dia com panquecas de aveia antes de ir ajudar no almoço de natal… Quanto ao almoço, comecei com uma sopa de legumes e depois foi polvo no forno com brócolos cozidos (não comi batatas). E novamente como é que terminámos… Com a serradura, sim!! Ao jantar, foi borrego assado com brócolos e abacaxi para terminar! Sim, ao jantar já não toquei em nada de doces, fechei a loja!

Gente… percebam que tudo isto faz parte de um estilo de vida saudável! Deixem de pensar que o problema é o natal porque não é! Mas também não pensei ´ah.. o Natal é uma vez por ano, por isso agora é comer tudo tudo tudo´… isso realmente não me faz sentido nenhum!! Até porque para a semana ou para o mês que vem há sobremesas que acabam por ser semelhantes num aniversário ou festa, e vocês vão comer novamente! Claro que pode fazer sentido comer as sobremesas típicas desta época, mas não precisam de comer 10 sobremesas… qual é a necessidade? E já agora, podem também ir dar uma caminhada…

Hoje foi longo o texto, mas queria mesmo partilhar com vocês a minha opinião e o meu natal. Adorei estes dias, ao pé dos meus, a ver filmes da disney, com a lareira ao pé de nós.. com sorrisos, gargalhadas.. o melhor! 🙂 Desejo que o vosso tenha sido tão bom!

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde! #poetenalinha

, ,

10 truques para poupar nas compras de Natal

 

Já têm as compras de supermercado todas despachadas? Ou ainda faltam algumas? Que tal termos atenção a alguns aspectos de forma a não gastarmos um exagero de dinheiro? Ora são as promoções, ora são as ilhas nos supermercados, tudo serve de desculpa para comprarmos!

Sendo assim, aqui ficam algumas dicas importantes:

  • Planeie: Ir às compras sem qualquer tipo de organização não ajuda nada! É super importante termos uma pequena lista com o que nos falta em casa, senão é muito mais fácil comprar em demasia e alimentos de que não precisamos. Normalmente utilizo as notas do telefone ou então uma aplicação ´ourgroceries´ que me ajuda bastante. Pensem em tudo o que querem colocar em cima da mesa e façam uma lista com esses alimentos de forma a não se esquecerem de nada.
  • O mais natural possível: Outro aspeto super importante nas nossas compras é ir aos corredores/zonas que têm os alimentos mais naturais possíveis. Ou seja, deixar de lado os industrializados e processados, ou pelo menos, diminuir essa utilização. Podemos e devemos comprar fruta em vez de sumos de fruta, tomates em vez de polpa de tomate…e por aí em diante! Quanto temos ingredientes tiver na lista de ingredientes um alimento, melhor é. Não se esqueçam que lá por ter escrito no rótulo ´diet´ou ´light´não significa que pode ou deva fazer parte do seu dia-a-dia, pois garanto-lhe que não. Além disso, esses alimentos fazem com que seja um gasto extra, não sendo de todo preciso no nosso dia-a-dia.
  • Saia de casa sem fome: Eu sei que toda a gente já sabe isto, mas quantas vezes vai às compras com fome?!? Não pode ser! Nessa altura só nos apetece asneirada, é que é mesmo assim! Faça uma refeição antes de sair de casa, ou o almoço ou o lanche… não vá de barriga vazia porque não ajuda nada, o que muitas vezes resulta em comprar alimentos que não precisa e por isso mesmo gastar mais dinheiro. Para o natal é o mesmo! Se for com fome acaba por comprar várias embalagens de chocolates, batatas-fritas, rissóis, croquetes…! Não precisa de nada disso e nem são alimentos típicos desta época.
  • Data e hora marcada: Não faça compras quando está com pressa ou quando o supermercado está cheio de gente. Se for com tempo, a escolha alimentar será mais acertada.
  • Não se entusiasme por embalagens publicitárias atrativas: os hipermercados e as suas estratégias de marketing (preços mais baixos, embalagens apelativas) fazem com que diversas vezes caiamos na tentação de trazermos mais do que realmente precisamos. Então agora nesta época há imensas promoções e descontos, principalmente de alimentos que não interessam muito. Ora são chocolates, donuts… nem passe por esses corredores, vá em piloto automático! Não pondere as possibilidades: “No caso de” … “ Para o caso de receber uma visita”
  • Leve mais legumes e vegetais para casa: Passamos muito pouco tempo na zona dos produtos frescos. Vamos ter atenção a isso e analisar melhor todos os vegetais e legumes que temos à nossa disposição. Os legumes frescos são mais baratos que os legumes congelados, sendo por isso uma forma de poupar nas suas compras. No entanto, já sabem que é sempre bom ter uma ou duas embalagens de legumes congelados para quando não temos tempo para arranjar legumes frescos.
  • Compre simples: Opte por produtos simples. Iogurtes naturais ou de aroma, cereais sem adição de chocolate/morango, leite simples em vez de chocolate, são alguns exemplos. Quanto mais simples, mais barato. Se há alguma entrada que quer preparar com este tipo de produtos,  já sabe.

 

  • Não olhe apenas para a prateleira ao nível dos olhos: Normalmente, os hipermercados colocam os alimentos mais calóricos na prateleira ao nível dos olhos, uma vez que a nossa tendência é pegar no primeiro alimento que vemos, e não, analisar os restantes. Neste sentido, dê uma vista de olhos a todos os produtos, de forma a fazer a escolha mais acertada;

Experimente comprar online, a probabilidade de comprar apenas o necessário é maior, e por isso mesmo resulta numa grande poupança na carteira.

E não se esqueçam de incluir frutas, frutos vermelhos e/ou frutos secos na vossa mesa. Em vez de a encherem de chocolates, rissóis, croquetes.. tentem também fazer entradas e opções saudáveis.

Põe-te na linha! Alimenta a tua saúde!